Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Voto João Ferreira para Presidente da República

Zé LG, 22.01.21

139642290_3904424749570538_8294157583955265147_n.j

João Ferreira apresentou-se nestas eleições com um programa político assente na defesa intransigente da Constituição, que, como tantas vezes repetiu, não é neutra, que considera a iniciativa privada, mas que não desvaloriza os sectores público, cooperativo e social; que valoriza a importância dos trabalhadores e os protege na relação desequilibrada com o capital; que contempla direitos especiais aos jovens ao contrário do que está a acontecer, tal com a igualdade de direitos entre homens e mulheres; que defende a solidariedade e a coesão social, ao contrário do que está a acontecer com o acentuar das desigualdades; que defende um Serviço Nacional de Saúde tendencialmente gratuito.

João Ferreira, ao contrário de Marcelo Rebelo de Sousa, defende a estabilidade política e social assente em políticas que concretizem o que a Constituição preconiza e não na manutenção de privilégios para os mais poderosos e no acentuar de desiguldades sociais, económocas e territoriais. 

Com João Ferreira na Presidência da República teríamos alguém que efectivamente cumpriria e faria cumprir a Constituição, que transformaria o juramento formal num programa político. Com ele a Constituição sairia do armário e dixaria de "ser neutra".

João Ferreira fez uma campanha eleitoral sóbria e consistente, firme na defesa da Constituição, clara na interpretação desta, sem se deixar desviar do que verdadeiramente está em causa - a eleição para Presidente da Reública. Com a campanha de João Ferreira ouvimos preceitos da Constituição, de que raramente se fala. Só por isso valeu a sua candidatura.

Por tuto isto, VOTO JOÃO FERREIRA!

4 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 23.01.2021

    Você não vê problema até ao momento em que os problemas lhe batem à porta, mas tudo bem depois age como um fascista (que não tenho duvidas que é) e culpa a iniciativa privada, esquece-se é que passou a sua vida toda ou grande parte dela a viver à custa dessa mesma iniciativa privada! Depois disto tudo e sem ironias tenho a certeza absoluta que você não vê nenhum problema
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 23.01.2021

    A democracia é mesmo aceitar as diferenças, independente das ideias de cada um. Sejam até de extrema direita e até fascistas ou de de extrema esquerda como os comunistas. Com um simples senão, muito e deveras importante, têm que respeitar os valores democráticos. E nunca deveremos permitir como sucedeu na Alemanha com nazismo e na Venezuela com o Chavismo, que se aproveitem da democracia para depois imporem regimes autocráticos e totalitários.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 24.01.2021

    "A democracia é mesmo aceitar as diferenças, independente das ideias de cada um."
    Tudo muito bonito e tal, mas e se essas ideias forem roubar a uma classe, um conjunto de indivíduos para satisfazer os caprichos de alguns indivíduos ou um conjunto deles, estou falando em roubar podia estar falando em doutrinar, censurar, matar ....
    Se você sabe o que é isso de "valores democráticos" nunca iria defender a nossa dita "democracia" pois ela viola esses ditos cujos.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.