Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Um "fato" à medida e sem quaisquer pruridos, num "concurso" sem pés nem cabeça

Zé LG Zé LG, 17.01.19

11041228_613933785404996_7157424845400348491_n.jpgUm "fato" à medida e sem quaisquer pruridos, num "concurso" sem pés nem cabeça, que já devia ter sido anulado para bem da credibilidade do "serviço público", neste caso, da CIMBAL e dos autarcas do Baixo-Alentejo, proprietários do "Diário do Alentejo".

49898593_2073579952734140_713375084110151680_n.jpg

 

“O concurso é (foi) publicado no dia 17 de Dezembro, tendo os interessados nove dias consecutivos para formalizar a candidatura. Contando a partir de 17, o período abrange o fim de semana antes de Natal (com tolerância de ponto e os serviços públicos fechados) e o feriado de 25. O júri era formado por três vereadores socialistas das autarquias de Barrancos, Beja e Castro Verde (…) A candidatura exigia documentos comprovativos legais de não condenação judicial por crimes que comprometessem a honorabilidade profissional, de não existência de dividas à segurança social e ao fisco e de que não tivesse sido objecto de sanção administrativa ou judicial por utilização de mão de obra não declarada. E o acesso à plataforma online para formalizar (a) candidatura exigia assinatura digital reconhecida e leitor de cartão de cidadão. Os critérios de valorização eram 50% para o preço, 30% para a experiência e 20% para a realização de “vídeos ou documentários”. O que criou estranheza considerando que o DA é um órgão de imprensa escrita e nem sequer tem um site”, pode ler-se neste artigo da revista “Sábado”.

Cf Júlio

4 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 20.01.2019

    ????????????
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 20.01.2019

    Pedro Luís Valadas dos Santos , engenheiro nomeado para apoio à Presidencia da Câmara de Beja. Foi o que li.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 20.01.2019

    Não gosto do PS, acho que o Paulo Arsénio é um gaiato qualquer que dirige a câmara, mas em relação ao Pedro Santos, acho que pouco lhe terão de apontar. É um óptimo profissional, com muita experiência nas candidaturas a fundos comunitários, possivelmente dos melhores nesse campo.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.