Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

ULSBA FORTEMENTE DESCAPITALIZADA EM RX E TAC

Segundo uma nota de imprensa do Grupo Parlamentar do PCP, o Governo confirmou que a Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo está fortemente descapitalizada em equipamentos de imagiologia, nomeadamente de RX e TAC e deixou a garantia que está a trabalhar com a administração da ULSBA no sentido de se promover uma candidatura para poder ultrapassar este problema. 

AQUI e AQUI.

10 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Munhoz Frade 30.05.2016 19:29

    Pedro do Carmo demonstra capacidade e iniciativa, na defesa da Saúde do Baixo-Alentejo.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 30.05.2016 20:05

    Parece que mesmo no distrito de Beja a geringonça funciona!
  • Sem imagem de perfil

    Fogo sobre o CA! 30.05.2016 20:17

    "NO ÂMBITO DAS FUNÇÕES DE DEPUTADO ELEITO PELO BAIXO ALENTEJO QUESTIONEI HOJE O MINISTRO DA SAÚDE SOBRE O FUNCIONAMENTO DO HOSPITAL DE DIA DE ONCOLOGIA DO HOSPITAL JOSÉ JOAQUIM FERNANDES, BEJA (ULSBA)

    O acesso aos cuidados de saúde é um dos pilares fundamentais das funções do Estado, que se encontra protegido pela Constituição da República Portuguesa.

    Considerando a gravidade dos rumores acerca da alegada situação do Hospital de Dia de Oncologia – Quimioterapia, após, pelo menos duas inspeções do Infarmed, nos últimos meses.

    Considerando ainda a relevância dos cuidados prestados pelo referido serviço de saúde integrado no Serviço Nacional de Saúde, a importância terapêutica do serviço e o quadro de debilidade física e psicológica em que os pacientes se encontram perante o diagnóstico e os tratamentos.

    Considerando, por último, a preocupante opacidade e falta de esclarecimento público do Conselho de Administração da ULSBA às questões colocadas por um jornalista (às quais tivemos conhecimento), bem como a existência de respostas que contradizem a informação que circula entre profissionais, utentes e um pouco por toda a região, enviei ao Exmo. Senhor Ministro da Saúde um conjunto de questões concretas e objetivas que visam apurar, entre outras questões, se:

    . se confirmam os rumores que a preparação dos citotóxicos pode ser suspensa de imediato e se está em causa, no mínimo, o encerramento temporário dos tratamentos com quimioterapia no Hospital de Dia de Oncologia do Hospital de Beja;

    . o que leva o Infarmed a realizar nos últimos meses e num curto espaço de tempo duas inspeções na ULSBA, após a inspeção realizada em 2012;

    . o que foi feito concreta e objetivamente pela Administração entre 2012 e 2016 para ultrapassar os problemas detetados então;

    . se o Conselho de Administração fez nesse período de 4 anos tudo o que estava ao seu alcance para ultrapassar quaisquer problemas que pudessem ter sido detetados e garantir em absoluto a segurança de utentes e profissionais;

    Estas são algumas das questões que têm de ser respondidas com a máxima urgência e detalhe na informação, de forma a erradicar o alarme social gerado pelas informações que circulam em surdina.

    O Baixo Alentejo não prescinde de ter acesso a um serviço de qualidade na prestação de cuidados de saúde, em valências fundamentais para o tratamento de patologias mais exigentes, em questões decisivas para a tranquilidade social e quando estamos a falar de cidadãos em situação de saúde que suscitam particulares preocupações em matéria de acompanhamento médico e familiar.

    O Baixo Alentejo exige o cabal esclarecimento da situação, a reposição de eventuais quebras na prestação dos serviços de saúde e a manutenção do compromisso da Administração com o Serviço Nacional de Saúde na Região.

    O lamento sobre a situação em que poderão ter sido ou venham a ser colocados os Baixos Alentejanos necessitados de cuidados de saúde oncológicos é pouco, exige-se que o serviço tenha a qualidade que lhe é devida e que utentes e profissionais possam nas melhores condições possíveis travar juntos o combate pela vida e pela saúde.

    A todos os servidores do Estado está acometido o desafio de respeitar a dignidade humana e de salvaguardar na gestão dos serviços o essencial. Estou certo que os profissionais de saúde têm bem presente esta orientação, procuram cumpri-la e dar-lhe sentido prático a bem dos utentes, assim lhes criem as condições exigíveis tecnicamente através de recomendações, normas e leis para a prestação dos cuidados de saúde."

    Pedro do Carmo
  • Sem imagem de perfil

    Vítor Costa 30.05.2016 20:45

    Digam-me, em vossa opinião, acham normal um deputado questionar um ministro com base em rumores e diz-que-disse? Eu até percebo que o Pedro do Carmo queira demitir o Conselho de Administração, mas que credibilidade vai ele ter junto do ministro quando fundamenta a sua acção com "rumores"? Será que sou eu que estou vendo mal? Será que isto não é um contributo para encerrar o Hospital de Dia? Duma coisa tenho a certeza, todos percebemos a posição de Munhoz Frade quando comenta "Excelente".
  • Sem imagem de perfil

    Munhoz Frade 30.05.2016 20:52

    Sr. Vitor Costa, volte a ler o texto do Pedro do Carmo. O antigo ditado diz que onde há fumo pode haver fogo. O Deputado está atento e interveniente. Porque se incomoda com esse facto?
  • Sem imagem de perfil

    Vitor Costa 30.05.2016 22:26

    Dr. Munhoz Frade, o seu, é um caso muito particular. O Sr quer ser presidente do CA, da mesma forma que quis ser cabeça de lista pelo PS nas últimas legislativas. Problema global, o PS não o quer. Nem para uma, nem para outra função. Bem pode bajular o Pedro do Carmo e escrever ao Ministro da Saúde que dificilmente conseguirá qualquer destes intentos. Isto não lhe retira qualquer direito de opinião, mas seria, por uma questão ética, desejável que fizesse a sua manifestação de interesse, para além daquele que todos duma forma geral temos que é " a defesa do serviço nacional de saúde, a prestação de cuidados de saúde de qualidade na região, etc,etc"
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 30.05.2016 22:38

    Sr. Vitor Costa, está duplamente equivocado. Primeiro, não propus ao Presidente da Federação ser cabeça de lista. Segundo, quanto a declaração de interesses, tenho o meu longo histórico de posições independentes em defesa do SNS, sem nunca ter tido qualquer benefício material ou de carreira profissional. Que sou um caso muito particular, será verdade, pois não fiz carreira em partidos.
  • Sem imagem de perfil

    Vitor Costa 31.05.2016 00:17

    "não propus ao Presidente da Federação ser cabeça de lista", neste momento há gente a rebolar de riso. Sobre o que me incomoda na pergunta do deputado, é o ridículo a que se expõe o parlamentar com este tipo de argumentário, que também utilizou na anterior pergunta sobre os processos disciplinares. Quem assessora o deputado Pedro do Carmo nesta matéria está a prestar-lhe um péssimo serviço. E não dr Frade, nós sabemos que não é o senhor. E olhe que até não é difícil saber quem é, e dos resultados que anteriores assessorias deram.
    The end.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 31.05.2016 00:57

    Pois é, meu douto senhor Vitor, sobre o riso, paciência, "noblesse oblige". Da próxima vez, quem sabe, talvez o PS ou o Ministro lhe perguntem quem deve respectivamente ser o quê...
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Comentários recentes

    • Anónimo

      E nem sequer sobre o facto de a CDU ter aqui tido ...

    • Anónimo

      Desta vez ninguém comentou sobre quem fez parte da...

    • Anónimo

      As saudades da Rural Beja têm que ver com a qualid...

    • Anónimo

      Olhe que não, olhe que não!

    • Anónimo

      Também este blog já não é o que era.Nem uma pequen...

    Mais sobre mim

    foto do autor

    Sigam-me

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    subscrever feeds