Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

ULSBA APRESENTA O MELHOR TEMPO MÉDIO DE RESPOSTA GARANTIDA

070620161129-357-HOSPITALDEBEJA.jpg

A Administração Central dos Sistemas de Saúde publicou no início deste mês informações sobre os “tempos médios de resposta no Serviço Nacional de Saúde (SNS)”. Nos dados divulgados, referentes ao passado mês de abril, a ULSBA é a que apresenta a percentagem mais elevada de cumprimento do tempo médio de resposta garantida para a primeira consulta hospitalar.

Nos dados divulgados, a média nacional é de 73% e na ULSBA é de 77%.

A ULSBA é também, a Unidade com o tempo médio de espera mais baixo, 86 dias, para a primeira consulta e 80 dias para a cirurgia programada, quando a média nacional é de 115 dias para a primeira consulta e de 91 dias para a cirurgia programada.

Na região Alentejo, a ULSBA apresenta, igualmente, o melhor tempo médio de resposta para a primeira consulta hospitalar, 84 dias, e para a cirurgia programada 76 dias, quando a média regional registada foi de 102 dias para a primeira consulta hospitalar e de 97 dias para a cirurgia programada.

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Ana Matos Pires 09.06.2016 07:44

    Mas porque é que as pessoas falam do que não sabem e, sobretudo, não perguntam? As contas não se fazem como se as pessoas fossem cabeças de gado, caramba. O NUTS III "Baixo Alentejo", pelo qual a ULSBA é responsável, tem cerca de 25% da população com mais de 65 anos, sabe o que é que isso quer dizer em termos de necessidades de cuidados de saúde? Num recente estudo epidemiológico nacional o Alentejo tinha a mais alta taxa de obesidade e depressão, sabe o que é que isso quer dizer em termos de necessidades de prestação de cuidados?

    É um excelente indicador de desempenho, sim, bolas. Feito à custa de quem trabalha na ULSBA, que tem excelentes profissionais, e tanto mais importante quanto as carências de recursos humanos são grandes. Ou, de repente, a necessidade de promover a fixação de clínicos e outros técnicos de saúde no interior, e em particular no Baixo Alentejo pq é dele que aqui se está a falar, deixou de ser importante?
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Comentários recentes

    • Anónimo

      Concordo em absoluto que o caminho não é por aí.

    • Anónimo

      O eterno problema das mentes pequeninas e poucochi...

    • Anónimo

      Queria dizer pelotão,mas saiu asneira,que não vi.

    • Anónimo

      Tem tudo para ganhar.

    • Anónimo

      A Margalha não entra na lista para favor número co...

    Mais sobre mim

    foto do autor

    Sigam-me

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    subscrever feeds