Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

TRIBUNAL CONDENA ESTRADAS DE PORTUGAL A INTRODUZIR MEDIDAS DE PROTECÇÃO NAS OBRAS INTERROMPIDAS NO IP8

1655909_785140148244800_1220638585434630547_n.jpgO Tribunal Central Administrativo do Sul decretou a condenação da Estradas de Portugal (EP), na sequência dos processos judiciais movidos contra o Estado português pela Câmara de Ferreira do Alentejo, anunciou hoje o município, que se “congratula” com a decisão. Recorde-se que condenação decorre, quer de uma providência cautelar, devido ao abandono das obras da A26, a 15 de abril do ano 2013, quer de uma ação administrativa comum, a 28 de março do ano 2014. A EP fica assim obrigada, de acordo com a decisão judicial, a introduzir, no prazo máximo de 180 dias, as três seguintes medidas cautelares: sinalização de toda a envolvente da obra; construção de vedações em ambos os lados da infraestrutura para impedir o acesso das populações à obra; e colocação de sinalização de segurança na EN 259-IP8.

In: http://da.ambaal.pt/noticias/?id=7296

Comentários recentes

  • Anónimo

    Comboio parado a 10 km de Beja. Continua a saga! Q...

  • Anónimo

    Uma leitura curiosa do J.Espinho.Algo incoerente e...

  • votante

    Pois eu vou votar, mas com a convicção que o meu v...

  • Anónimo

    Que os Baixo-Alentejanos votem CONTRA o Governo do...

  • Francisco Santos

    Para além de tudo isso a Maria Alice foi uma das p...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.