Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
22
Nov 17

manchete_text_311020171052-183-aljustrelmina.jpg

O protesto que surge, por melhores salários, horários e condições de segurança no trabalho, abrange todos os trabalhadores nomeadamente os da empresa concessionária das minas, a Almina-Minas do Alentejo, e das outras duas empresas que prestam serviços no complexo mineiro, a EPDM-Empresa de Perfuração e Desenvolvimento Mineiro e Urmáquinas.

Jacinto Anacleto, dirigente do STIM-Sindicato dos Trabalhadores da Industria Mineira, critica o facto de grande parte dos trabalhadores terem um vencimento mensal de 600 euros, com horários diários de 10 horas. Jacinto Anacleto, aponta ainda o dedo às administrações das três empresas porque até agora têm recusado dialogar com o sindicato que representa os trabalhadores.
A realização da greve foi decidida no plenário geral de trabalhadores das minas, que decorreu no dia 18 de Outubro.

publicado por Zé LG às 00:10
Novembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
Passaram por cá
Contador de visitas

Desde 15.01.2011
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Vaidades corrosivas, vaidosos perigosos...
Ah , só assim se percebe a destruição que por aí h...
Não "patologizam os lugares", podem, se não forem ...
Digamos que as pessoas com esse distúrbio patologi...
isto tem um nome (que não o torna inimputável e, p...
Gostei demais deste post. Este site d[tem muitos a...
Entretenga de minudências.Respondam ao DOUTOR
Obrigada.Divulguem e participem
Temos Doutor.
A sua logica, puramente cartesiana, embora a quem ...
Quando, para o nosso gosto, achamos que algo é fei...
Bonita é a ferreira da rotunda de Ferreira...
Pensei o mesmo quando aí passei. O problema mantém...
Não concordo de forma alguma.O monumento ao preso ...
O dito "mamarracho" foi oferecido a Beja como home...
blogs SAPO