Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Vinhos do Alentejo e Águas de Portugal cooperam para mitigar alterações climáticas

Zé LG, 12.04.21

202102102244252458.jpgA Comissão Vitivinícola Regional Alentejana (CVRA) assinou um protocolo com a empresa Águas de Portugal (AdP Valor) que visa mitigar as alterações climáticas, combater a desertificação do Alentejo e promover a economia circular, como “resposta” à crescente desertificação do Alentejo, com a agricultura a ser responsável pelo uso de “75%” da água gasta em Portugal.

Em março, arrancou o primeiro projeto desta parceria, denominado por “AQUA VINI”, e que tem como objetivos “fomentar a reutilização” de água na atividade vitivinícola. Financiado pelo Fundo Ambiental do Ministério do Ambiente, está a decorrer na Herdade da Ravasqueira.

“O AQUA VINI é um projeto pioneiro que permitirá estudar a reutilização de água na atividade de regadio, os efeitos desta aplicação no desenvolvimento das culturas irrigadas e o impacto nos recetores ambientais solo e recursos hídricos, bem como nos sistemas de rega”, esclarece por sua vez a AdP VALOR no documento.

O protocolo celebrado entre as duas entidades pretende ainda “reforçar” as ações no âmbito da reutilização de águas residuais, “reaproveitamento” de lamas de estações de tratamento de águas residuais (ETAR), a sustentabilidade e economia circular e projetos de inovação, conforme o Programa de Sustentabilidade dos Vinhos do Alentejo (PSVA), lançado em 2015.

Revista Vinho Grandes Escolhas inclui vários alentejanos entre “Melhores do Ano” de 2020

Zé LG, 10.03.21

A Revista Vinho Grandes Escolhas inclui no seu TOP 30 de 2020 os alentejanos Pêra-Manca Alentejo branco 2017, produzido por Fundação Eugénio de Almeida; o Arché Alentejo tinto 2016, produzido por Herdade do Sobroso; o Herdade de São Miguel Resumo de 15 Vindimas Regional Alentejano tinto, produzido pela Casa Relvas; o Incógnito Regional Alentejano tinto 2013, produzido pela Cortes de Cima; o Marmelar Regional Alentejano tinto 2017, produzido pela Casa Agrícola HMR e o Quinta do Paral Vinhas Velhas Regional Alentejano tinto 2017, produzido pela Herdade Tinto e Branco.

11180_big.jpg

Segundo a revista, três representantes alentejanos foram premiados entre os 20 Troféus Grandes Escolhas e que distinguiu com o prémio Singularidade a Adega José Piteira e o projecto XXVI Talhas, ex-aequo, dizendo que “o vinho de talha está na moda” e que José Piteira é um mestre de talha, um enólogo autodidacta cuja adega se encontra na Amareleja.

Gin alentejano escolhido como "Gin Português do Ano 2021"

Zé LG, 28.02.21

black_pig.pngO Gin Black Pig Costa Alentejana conquistou o World Gin Awards 2021, ao vencer a medalha de Ouro e ao ser o vencedor na categoria de melhor London Dry gin português.

Esta distinção junta-se a anteriores medalhas internacionais nas principais competições da Europa, Estados Unidos da América e Ásia, sendo uma referência mundial neste tão competitivo mercado do gin e que, de acordo com a marca, o tornam o gin mais premiado da Europa.

A Black Pig Alentejo é uma destilaria situada na Costa Alentejana com carácter 100% português. Com produtos produzidos artesanalmente e exclusivamente com botânicos da Costa e do Montado alentejano.

“Medronho Original” de Odemira premiado a nível nacional

Zé LG, 06.12.20

202012041541313570.jpgA Aguardente de Medronho “Medronho Original” da marca Júnior Jacques, produzido pela destilaria Alma Orgânica Unipessoal, no concelho de Odemira, conquistou o prémio Melhor dos Melhores e a Medalha de Ouro no 5º Concurso Nacional de Aguardentes Não-Vínicas 2020/2021.

A destilaria Júnior Jacques Destiladores localiza-se perto da aldeia de S. Miguel, na freguesia de S. Teotónio. É um projeto vocacionado para a produção de destilados de alta qualidade, desenvolvido e criado em 2015 por Afonso Pereira e Marieke Devillé. Depois de vários anos a trabalhar nos sectores da hotelaria e do desenvolvimento comunitário em África e na América Latina, o casal decidiu fixar-se no concelho de Odemira e dedicar-se à produção de aguardente de medronho.

Adega Cooperativa de Vidigueira, Cuba e Alvito recupera adega centenária

Zé LG, 16.11.20

160820171628-207-ruy13iotz43xszhnhincvinq0e2.jpgA Adega Cooperativa de Vidigueira, Cuba e Alvito descobriu um edifício antigo para a produção de vinho, dentro da própria Adega e decidiu recuperá-lo e torná-lo visitável.

Informa a Adega Cooperativa que “durante os trabalhos de remodelação do espaço, surgiram estruturas antigas, com várias fases de construção e adaptação à função que agora retoma: uma Adega tradicional num edifício nobre da vila de Vidigueira. Após esta descoberta a Adega optou por alterar o sentido da decoração inicial, deixando à vista a estrutura da Adega Velha, o que permitirá ao seu visitante usufruir do espaço conforme este foi criado e permitir a todos ter contacto com a história.”

A Adega Velha pretende ser “um complemento da Casa das Talhas, o espaço de enoturismo da Adega, cujo foco é o vinho de talha e toda a sua abrangência história e cultural. Este novo espaço de enoturismo, denominado Adega Velha, pode ser visitado todos os dias das 9h00 às 19:00 horas”.

Vila de Frades já tem Centro Interpretativo do Vinho de Talha

Zé LG, 10.11.20

202011091908403549.jpgOntem, na “hora do vinho do trabalho”, às 15.00 horas, a Câmara de Vidigueira mostrou, aos produtores de vinho de talha, o Centro Interpretativo, em Vila de Frades, que tem como propósito dar a conhecer o processo de produção de um néctar que leva o território a toda a parte e que capta muitos visitantes, especialmente nos meses de novembro e dezembro.

Amanhã, Dia de São Martinho, será a vez da comunidade visitar o Centro Interpretativo do Vinho de Talha, em Vila de Frades e de conhecer melhor este espaço, a partir das 18.00 horas.

Monsaraz Reserva Tinto 2017 premiado com o “Best in Show” no Decanter World Wine Awards 2020

Zé LG, 11.10.20

carmim-monsaraz.pngA CARMIM, empresa de vinhos sediada em Reguengos de Monsaraz, voltou a ser premiada no Decanter World Wine Awards 2020, um dos concursos de vinho de maior prestígio a nível internacional, com o prémio “Best in Show” para o seu vinho Monsaraz Reserva Tinto 2017, “o único vinho do Alentejo com esta distinção”.

O Decanter World Wine Awards é a maior competição de vinhos do mundo, tendo contado, este ano, com a presença de 116 dos maiores especialistas, incluindo 37 Masters of Wine e nove Master Sommeliers, que provaram às cegas 16.518 vinhos. Desta prova resultaram 178 platina, 537 ouro, 5.234 prata e 7.508 medalhas de bronze.

“Vidigueira Antão Vaz 2019” premiado com várias distinções

Zé LG, 30.07.20

9846_big VID.jpgO Vidigueira Antão Vaz 2019, feito exclusivamente da casta rainha da Vidigueira, que apresenta uma frescura a toques tropicais, com destaque ao ananás, chegou ao mercado a 1 de Junho, já com a distinção de “ouro” do “Concurso Internacional Awards VIRTUS”.

Para além do selo do concurso, que acompanha o rótulo do Vidigueira Antão Vaz 2019, a Confraria Bacchus de Albufeira  distinguiu-o  com “medalha de prata”, no concurso “Vinhos de Portugal” da revista “VINHO | Grandes Escolhas” onde recebeu a distinção de “Escolha do Mercado” para vinhos brancos na categoria até aos 5,00 € e, recentemente, foi nomeado “Vinho Branco do Ano – para consumo diário” pelo “Prémios W”, de Aníbal Coutinho , enólogo, critico e jornalista de vinhos.

Exportações de Vinhos do Alentejo para o Brasil duplicaram, em valor, em quatro anos

Zé LG, 17.02.20

vin_0.pngNo ano passado, foram exportados 2,6 milhões de litros de vinho para o Brasil, um aumento que a Comissão Vitivinícola Regional Alentejana (CVRA) justifica com o maior conhecimento que os brasileiros têm agora sobre os vinhos portugueses.
Dados da CVRA mostram que o Brasil é maior mercado externo dos vinhos alentejanos – 20% do total - e que, entre 2016 e 2019, o valor das exportações duplicou. O volume também aumentou, embora em menor escala. Segundo o INE, o Alentejo terá vendido cerca de 12,5 milhões de euros em vinho para o Brasil.
Os vinhos alentejanos são exportados para mais de 75 países; em valor, os primeiros cinco países são Brasil, Suíça, Angola, Estados Unidos e Polónia. Já quanto ao volume, lidera o Brasil, seguido de Polónia, Estados Unidos, Angola e França.

Alvito convidou a conhecer novas experiências no concelho

Zé LG, 08.02.20

202002061950169377.jpgA Câmara Municipal de Alvito e a SPIRA estão a promover “dois dias de emoção e novas experiências no concelho, dando a conhecer costumes e tradições do Alentejo”, que terminam hoje.

“Com o intuito de promover o concelho e atrair turistas e visitas de grupo, programámos dois dias para ter tempo de ver, sentir e degustar o melhor que o Alentejo tem”, refere a organização, esclarecendo que a oferta destes dois dias assenta no “Património Cultural Edificado, no Cante, no Vinho, na Gastronomia, nos Produtos e Produtores.

Reguengos de Monsaraz vai ser a capital mundial do Enoturismo em 2020

Zé LG, 15.12.19

ta_28_2.jpgA quinta Cimeira da Organização Mundial de Enoturismo, da Organização Mundial de Turismo (OMT) vai decorrer em Reguengos de Monsaraz, em outubro de 2020.
Segundo José Calixto, presidente da autarquia, a notícia dada no Chile, é a confirmação de "um trabalho conjunto" entre a anterior secretária de estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, o Turismo de Portugal, a ARPTA (Agência de Promoção Externa do Alentejo) e ERT do Alentejo.

Vidigueira promove Entre Talhas e Petiscos, um programa de visita e prova de vinhos de talha

Zé LG, 25.11.19

2019-ENTRE_TALHAS (1)_page-0001.jpgVidigueira dinamiza programa de visita e prova de vinhos "Entre Talhas e Petiscos"

A Câmara Municipal de Vidigueira, com a colaboração da Junta de Freguesia de Vila de Frades, está a dinamizar o programa de visita e prova de vinhos de talha "Entre Talhas e Petiscos", com o objetivo de reunir à volta da mesa, em convívio, grupos de amigos e familiares, para provar o vinho, degustar petiscos locais e vivenciar experiências únicas.

No âmbito deste programa está também prevista a realização de um conjunto de ações de promoção, com a colaboração dos parceiros do ENTRE TALHAS E PETISCOS.

Veja AQUI as adegas aderentes do Programa ENTRE TALHAS E PETISCOS

Vinho de Talha candidatado a Património Cultural e Imaterial da Humanidade

Zé LG, 11.11.19

Ao longo dos tempos, a técnica de produzir vinho em talhas, grandes vasilhas de barro, foi passada de geração em geração, de forma quase imutável. O processo existe há mais de dois mil anos, desde a época dos romanos, é encarado como uma herança do Alentejo e faz parte do dia a dia da população de Vila de Frades, ...

6cc79613a0174f68d07e889f4ef1aa3c-754x394.jpg

O projeto “Gerações da Talha” surgiu para dar forma a esta arte milenar, com a pretensão de valorizar e manter a produção genuína do vinho de talha, que tem neste momento uma candidatura a Património Cultural e Imaterial da Humanidade.

"TRILOGIA MEDITERRÂNEA: O Pão, O Vinho e o Azeite" em debate em Alvito

Zé LG, 31.10.19

triologia.jpg

Estudos Gerais de Alvito promovem uma conferência no Centro Cultural de Alvito

TRILOGIA MEDITERRÂNEA: O Pão, O Vinho e o Azeite

programa:

1 de novembro

14h30: Sessão de Abertura António Lamas, Ana Paula Amendoeira, António João Valério

15h00: Introdução ao tema Jorge Gaspar

15h15: O património arqueológico João Luís Cardoso

15h45: A herança islâmica Santiago Macias

16h15: Arquiteturas José Manuel Fernandes

16h45: Café

17h15: A centralidade de Alvito: a trilogia no tempo e no espaço de Alvito António J. Valério

2 de novembro

A trilogia em Portugal e no Alentejo

9h30: A trilogia à mesa Virgílio Gomes

10h00: O pão Mário Rolando

10h30: O vinho Virgílio Loureiro

11h00: Café

11h30: O azeite José Gouveia

12h00: Colóquio

13h00: Almoço

15h00: O vinho na literatura Ana Luísa Vilela

15h30: O pão e o azeite na literatura Artur Anselmo

16h00: As dimensões sacras da trilogia António Marques Miguel

16h30: A trilogia e a saúde José Canas da Silva

17h00: Colóquio

18h00: Encerramento

Adega Cooperativa de Vidigueira, Cuba e Alvito inaugurou a Casa das Talhas

Zé LG, 28.10.19

Trata-se de um novo espaço de enoturismo que pretende “dignificar e valorizar as artes associadas à produção de Vinho de Talha”, que teve um investimento superior a 375 mil euros, financiado a 90% pelo Programa Valorizar do Turismo de Portugal.

A oferta enoturística prevê visitas guiadas com provas de vinhos à Casa das Talhas, à Adega, às Ruínas de S. Cucufate, ao Convento de Nossa Senhora das Relíquias e às vinhas centenárias.

A Casa das Talhas abrirá as portas todos dias a partir de Novembro.

casa.jpegA inauguração contou com a presença do Secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural, Miguel João de Freitas e do Presidente do Turismo do Alentejo, António Ceia da Silva.