Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

CIMBAL exige substancial reforço da verba para melhoria dos transportes públicos

autocarros_beja.jpgA Assembleia Intermunicipal da CIMBAL-Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo aprovou uma moção a exigir um PART- Programa de Apoio à Redução Tarifária nos Transportes Públicos que reforce a coesão territorial. O documento, apresentado pelo Grupo do Partido Socialista, foi aprovado por unanimidade.

A Moção, apela ao Governo que seja coerente no discurso e na acção, relativamente ao interior do País, e exige um substancial reforço da verba do PART atribuída ao Baixo Alentejo de modo a obter uma clara melhoria dos transportes públicos, com reforço da oferta e extensão de percursos, conseguir uma maior redução dos tarifários e aliviar as famílias de parte desse encargo, que é pesado, melhorar a qualidade de vida dos cidadãos, reforçar a coesão e a competitividade territorial, promover a sustentabilidade ambiental, contribuindo para a redução da utilização de transportes individuais e tratar com equidade esta região em relação ao resto do país.

Uma luta com 50 anos

RECLAMAÇÃO VINDA DE CUBA SOBRE “FREQUENTES ANOMALIAS”

001.jpg

“Sempre no propósito — construtivo, ninguém o porá em dúvida, decerto — de alertar quem de direito no sentido de melhorar, quer dizer renovar (que é o que se impõe) material e vias dos caminhos de ferro nas linhas do Sul do País, temos aqui, com alguma insistência, plenamente justificada, denunciado as várias e frequentes anomalias que se registam na organização da CP”, escrevia o “Diário do Alentejo” na edição de 15 de abril de 1969.

O texto explicava: “De Cuba, chega-nos hoje uma nova reclamação acerca das deficiências nos referidos serviços e aqui lhe damos guarida, numa nova tentativa de que a administração daquela companhia tome na devida conta a urgência de olhar para suas comunicações no distrito de Beja, como está a fazer em relação a outras regiões do País.

Esta manhã a automotora Vila Nova da Baronia-Beja, que é utilizada pelos operários e estudantes, só horas depois do horário estabelecido chegou a Beja, isto porque, em S. Matias, um vagão descarrilou (sem que, no entanto, se verificassem acidentes pessoais) e não foi removido com a eficiência desejada nem se procedeu ao transbordo de passageiros como logo se justificava.

Deste modo, numerosas pessoas chegaram às suas ocupações (faltaram às aulas no caso dos estudantes), muito mais tarde, com uma série de inconvenientes a que será desnecessário aludir”.

...

CDU quer “passes sociais” a 30 e 40 euros

passes.jpgA CDU defende que o preço máximo do passe social deve ser de 40 euros, no âmbito da Comunidade Intermunicipal e de 30 euros, nos limites de cada município. Segundo a CDU, a CIMBAL e as Câmaras Municipais devem promover os procedimentos necessários para garantir que esse objectivo se concretize.

Considera a CDU que a esta medida deveria, ainda, ser adicionado o objectivo de assegurar a gratuitidade de uso de transportes públicos para menores de 12 anos, uma redução em 50% para a população com mais de 65 anos e a implementação do passe família.

Para quando a praça de portagens da A26?

201902131159374082.jpg

Já terminou o período concedido pelo Governo para a concessionária da A26 fazer as obras da praça de portagens. Pedro Marques, o ex-ministro do Planeamento e Infraestruturas, fez esse anúncio em Beja, no passado dia 13 de fevereiro e garantiu que o Estado avançaria no caso da concessionária não cumprir. A pergunta que se impõe é para quando a praça de portagens da A26? 

Assembleia Municipal de Serpa exige reparação de Estradas Nacionais

Estradas-Serpa-768x512.jpgNuma moção apresentadas pelos eleitos do PS e aprovada por unanimidade, a Assembleia exige que o Governo “se comprometa a realizar um levantamento exaustivo das carências em termos viários, de todas as estradas nacionais que atravessam o concelho de Serpa, de modo a que a médio prazo, haja uma intervenção profunda em todas as vias que servem este concelho”, uma vez que “a quase totalidade das estradas nacionais do concelho de Serpa necessita de obras de beneficiação”.

Também aqui.

Moura, Barrancos, Mourão e Vidigueira com marcha lenta por melhores acessos

copy_of_cronistas_ta_19_1.jpgOs municípios de Moura, Barrancos, Mourão e Vidigueira uniram-se para realizar uma Marcha Lenta, em defesa de melhores acessibilidades para a região, marcada para o próximo dia 18 de março, designadamente as estradas nacionais n.º258, n.º385, n.º386, n.º387 e estrada regional n.º258, por considerarem que a atual situação destas vias "coloca em causa a segurança rodoviária, mas é também vista como um obstáculo ao desenvolvimento e captação de investimento para estes concelhos".

PLATAFORMA ALENTEJO PROMOVE SESSÃO DEBATE EM BEJA

Sábado, 26 de Janeiro – 16:00 horas, Auditório da Biblioteca de Beja

49949081_2216672455242239_4485165125224890368_n.jp

 

Conheça a importância da "Estratégia Integrada de Acessibilidade Sustentável do Alentejo nas ligações Nacional e Internacional", da Plataforma Alentejo, para Beja, para o Alentejo, para Portugal.
A sessão será aberta pelo Secretariado da Plataforma Alentejo e a palavra será em seguida dada aos presentes. Juntos por Beja, pelo Alentejo, por Portugal!

Câmara de Beja Requalifica estrada municipal entre Beringel e Peroguarda

50329083_1788694741235334_6724578442207035392_o (1A Câmara Municipal de Beja iniciou os trabalhos de requalificação da estrada municipal - CM 1029 - entre Beringel e Peroguarda, no troço que se desenvolve no concelho de Beja.

Até 28 de fevereiro a circulação automóvel vai estar interrompida, diariamente, entre as 7 e as 18 horas. Em alternativa, o trânsito poderá circular pela EN 121 (IP8) – Beringel/Peroguarda ou pela saída de Beringel com ligação à EN 121 (IP8) - caminho de terra batida e Peroguarda/Beringel através da EN 387 com ligação à EN 121 (IP8).

Até quando vai continuar a Estrada de Pisões neste estado até ser requalificada?

P1010819.JPG

Por várias vezes já aqui abordei o (mau) estado da estrada de Pisões e a urgente necessidade de intervenção desta via municipal que, para além de aceder à Estação Arqueológica de Pisões, liga também a vários outros caminhos e estradas e a Beringel. Recordo, a título de exemplo: Talvez seja a promessa mais vezes repetida (21.06.12), QUE PROPÕEM PARA PISÕES AS CANDIDATURAS AUTÁRQUICAS A BEJA? (14.08.17) e QUEM VAI PASSAR POR AQUI QUANDO CHOVER A SÉRIO?

(11.10.17).

P1010812.JPG

A Estrada continua neste estado (fotos de ontem): Até quando?!

Comentários recentes

  • Anónimo

    O caso é de polícia?

  • Anónimo

    O PS do Pedro do Carmo ê muito pior do que o PS do...

  • Anónimo

    Que vergonha de PS?

  • Anónimo

    São os dois especialistas, um é bom nos ajustes e ...

  • Anónimo

    Os “anti-geringonça” não “deslargam” o Alvitrando,...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.