Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aberto o acesso, "A26 abre ao tráfego na próxima sexta-feira"

Zé LG, 25.06.20

106088932_1560597597454332_230252336703243575_o A2

"A26 abre ao tráfego na próxima sexta-feira, dia 26 de junho. Ontem foram verificados os acessos de socorro à autoestrada. A partir de sexta feira o troço que passa pelo concelho de Ferreira do Alentejo vai abrir ao tráfego." - Informa a Câmara Municipal de Ferreira do Alentejo, aqui.

 

Quando julgávamos que nada mais de "extraordinário" podia envolver a abertura deste troço da A26 ao trânsito, depois de concluído há mais de dois anos, eis que o anúncio da sua abertura é feito pela Câmara Municipal de Ferreira do Alentejo... Porquê? Porque se trata de uma estrada "municipal"?! Porque a Câmara pretende mostrar quanto foi importante o seu papel para a sua abertura?! (mesmo com todos os adiamentos e mais de dois anos depois de concluída?!) Ou é o governo que tem vergonha (o que só lhe fica bem) de anunciar o que já devia estar feito há mais de dois anos?! 

Leia também:

- A26: abre amanhã ao tráfego, a partir das 20:00 horas.

- “Precisamos da A26 na sua plenitude” diz Nelson Brito. Troço da autoestrada abre amanhã ao trânsito.

Até onde vai a (falta de) vergonha do governo do PS, mantendo a A26 fechada, apesar de concluída há anos?

Zé LG, 22.06.20

"Imagens de satélite da autoestrada A26 já concluída

Através de imagens de satélite obtidas pelo Google Maps há vários meses, é possível ver que a ligação entre as autoetradas A26 e a A2, está totalmente concluída, faltando apenas a vontade política para que tal aconteça. Num país em que a justiça funcionasse, provavelmente, políticos e gestores públicos seriam processados por construirem uma autoestrada, com dinheiro público, e a mesma não ser utilizada por claro desinteresse pessoal e político, trazendo prejuízos para as empresas, turismo e segurança dos condutores que usam a A2 e o IP8.

As imagens têm legendas para compreender mais facilmente o absurdo que é toda esta história."

21835958_UiU4d.png

21835957_CYfEI.pngCopiado do Mais Beja.

ministro-vergonha.jpg

“Coitos, São Matias e Selmes não têm direito a transporte público”?

Zé LG, 02.06.20

«Os Coitos, São Matias e Selmes não têm direito a transporte público. Nem um autocarro de manhã e outro à tarde para ir trabalhar ou visitar doentes. Não pagam impostos como os outros? Que dizem os presidentes de junta? Continuamos a telefonar para vir o táxi? mais uma despesa? é o que temos? ze toi»
Anónimo 01.06.2020, aqui.

Câmara de Beja reforça oferta de transporte público

Zé LG, 01.06.20

beja.jpgNos próximos meses os horários poderão sofrer alterações mês a mês e como tal serão monitorizados a procura e o número de passageiros de cada carreira ao longo do mês de junho.

Assim a partir do dia 1 de junho, aos horários em vigor desde 18 de maio, irão acrescentar-se, até 30 de junho pelo menos, os seguintes:
✔ Mombeja - Beringel - Trigaches - São Brissos - Beja (Saida de Mombeja às 7.15; Regresso com partida de Beja às 18.20);
✔ Quintos - Quinta do Estácio - Monte Padrão - Vila Azedo - Beja (Saída de Quintos às 7.40; Regresso com partida de Beja às 18.35);
✔ Beja - Cabeça Gorda- Salvada (Saída de Beja às 13.25; vinda para Beja com partida da Salvada às 14.25);
✔ Castro Verde - Entradas - Albernoa - Trindade - Boavista - Beja (Saída de Castro às 14:30; Regresso com saída de Beja às 19.10);
✔ Serpa - Baleizão - Quinta de Santo António - Neves - Beja (Saídas de Serpa às 8:00 e às 19.15; Regressos com partidas de Beja às 12.30 e às 18.30);

Desta forma são adicionadas a partir de hoje mais 12 carreiras, com origem ou destino "Beja", às existentes.

Mais um adiamento… O que será preciso para abrir o troço da A26?!...

Zé LG, 29.05.20

Auditoria ao troço da A26 adiada para a próxima semana

A auditoria ao troço da A26, entre Grândola Sul, junto ao nó da A2 e a Malhada Velha, em Figueira de Cavaleiros, deveria ser efectuada ainda durante esta semana, como disse Pedro do Carmo. Entretanto, a IP-Infraestruturas de Portugal revelou que a auditoria foi adiada para a próxima semana.

202005271835423618 A26.jpgQue mais será ainda necessário para abrirem a porra do troço da Autoestrada?!... Imaginemos o filme que seria se fosse a Autoestrada completa, até à fronteira...

Porque não foram retomados comboios Beja/Lisboa/Beja suprimidos na Páscoa?

Zé LG, 26.05.20

070320141642-713-ESTAODECOMBOIOSDEBEJA comboios.jpNo fim-de-semana de Páscoa, a CP suprimiu horários de comboios na linha Beja/Lisboa/Beja. Mais de um mês depois, os horários, que deveriam ter sido retomados depois de 13 de abril, mantêm-se suprimidos. O Beja Merece+ vai “pedir esclarecimentos à CP” e alerta para “o perigo” desta questão, dizendo que “pode colocar em” risco “as promessas efetuadas e legisladas para esta linha.”

Florival Baiôa, do Beja Merece+, teme que esta situação tenha sido “uma desculpa” alerta para que esta tomada de decisão “pode fazer perigar as promessas efetuadas para esta linha e que já estão legisladas”. Defende que as “instituições de Beja têm de fazer algo” em relação a esta matéria, avançando que o Beja Merece+ vai “confrontar a CP, no sentido de perceber o que pretende efetivamente”.

Florival Baiôa lembrou que “até à pandemia, o número de passageiros a utilizar o comboio, na linha em causa, tinha aumentado”.

Câmara de Moura avança com reabilitação de arruamentos

Zé LG, 22.04.20

Moura-1-768x432.jpgA Câmara Municipal de Moura vai avançar com a reabilitação da Rua do Areeiro, em Moura, cujos trabalhos começam no início do próximo mês; do pavimento e substituição da rede de águas da Rua Catarina Eufémia, em Sobral da Adiça; dos pavimentos em Amareleja, Póvoa de São Miguel, Santo Amador e Moura; e o recalcetamento do Bairro 25 de Abril, em Moura, em cubos de granito.

Baleizão quer estrada de acesso à aldeia “reparada com urgência”

Zé LG, 11.03.20

202003091938422463 baleizão..jpgA Junta de Freguesia de Baleizão está preocupada com “o mau estado” que apresenta “a estrada de acesso à aldeia”, pede a “reparação urgente” da mesma, afirma que já “solicitou à Câmara de Beja intervenção nesta matéria” e que a autarquia “não responde” se vai, ou não, intervencionar este troço que, segundo Silvestre Troncão, está “intransitável”.

"E se Beja fosse o plano B?"

Zé LG, 11.03.20

image.jfif"Construir no Montijo, numa zona de proteção de aves, significaria também impactos diretos na qualidade de vida de milhares de pessoas, sobretudo devido ao ruído. Vai o Montijo mitigar o problema de ter um aeroporto junto a uma grande cidade? Basta olhar o mapa para se perceber que não. Seria a oportunidade de o Governo mostrar genuíno interesse pelo interior. A Base Aérea de Beja, com capacidade para aviões de grandes dimensões, está à disposição e potenciaria a criação de acessibilidades rodoviárias e ferroviárias para o interior alentejano. Uma solução, sem dúvida, com múltiplos benefícios."

Paula Ferreira

Aeroporto no Montijo chumbado pela Proteção Civil

Zé LG, 09.03.20

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) emitiu um parecer desfavorável sobre o projeto do aeroporto do Montijo, defendendo que existe "suscetibilidade elevada" a sismos e 'tsunamis' e ao risco de acidentes com aves e aeronaves.

mw-860.jpgSegundo o parecer da ANEPC, enviado à Agência Portuguesa do Ambiente (APA), com data de 11 setembro de 2019, a construção do aeroporto do Montijo "não deverá ser alheia à definição e concretização de medidas de minimização associadas à gestão dos riscos de acidente grave ou catástrofe com expressão na área de intervenção do projeto", referindo que os riscos terão de ser acautelados de forma antecipada, para melhor precaver a segurança de pessoas e bens.

Obras de manutenção e reparação na Estrada Municipal da Salvada arrancam amanhã

Zé LG, 08.03.20

A Câmara Municipal de Beja vai proceder a trabalhos de manutenção e reparação da Estrada Municipal 511, entre Beja e a Estrada Nacional 391, nas proximidades da Salvada. Os trabalhos têm início previsto para o dia 9 de Março e conclusão a 9 de Abril. O Executivo da Junta de Freguesia de Cabeça Gorda congratula-se com as obras mas recorda que é preciso uma reparação global naquela estrada.

202002182240339492.jpgDurante o período de intervenção na estrada, o trânsito será efectuado por percursos alternativos com excepção para o dia 18 de Março, em que a estrada será aberta apenas para a passagem da Volta ao Alentejo.

IP Patrimónios cede à Câmara de Cuba terreno e imóveis da Estação Ferroviária para construção de residência de estudantes

Zé LG, 14.02.20

20200212103358963 cuba.jpgA Câmara Municipal de Cuba e a Empresa Infraestruturas de Portugal, através da IP Patrimónios, assinaram um contrato tendo em vista a subconcessão de uso privativo do terreno e dos imóveis junto da Estação Ferroviária de Cuba, com vista à utilização daquele espaço para a construção de uma residência de estudantes, com 6 fogos habitacionais, que poderão albergar até 24 estudantes.

João Português, presidente da Câmara Municipal de Cuba, afirma que esta intervenção, com um orçamento a rondar os 400 mil euros, surge no âmbito do projecto de Reabilitação do Jardim dos Combatentes da Grande Guerra.

Governo mão se comprometeu com sugestões do Beja Merece+

Zé LG, 14.02.20

202002122224083871.JPGDa reunião com o ministro do Planeamento, o Beja Merece+ trouxe a indicação de que “o Governo vai verificar se ainda é possível fazer candidaturas aos projetos de acessibilidades, rodoviárias e ferroviárias, no 2020”, conforme sugeriu o Movimento, no sentido de “evitar os atrasos do 2030”.

Hélio Bernardino concretizou as propostas que foram efetuadas ao ministro do Planeamento, no sentido de “ainda serem efetuadas as candidaturas ao 2020 dos projetos que são necessários avançar”. Deixou claro, contudo, que “o Governo não deu resposta à sugestão do movimento, mas disse que iria verificar se ainda é possível no 2020”. A resposta está prometida a “breve trecho”.

Beja Merece+ quer garantir acessibilidades da região ainda em 2020

Zé LG, 12.02.20

Depois da reunião com o ministro das Infraestruturas, no passado dia 5, o Beja Merece+ regressa, hoje, a Lisboa para falar com o ministro do Planeamento, Nelson Souza. O movimento vai pedir, uma vez mais, “acessibilidades rodoviárias e ferroviárias ainda no 2020”. O Beja Merece+ leva “três especialistas a esta reunião para fazer o Governo entender que não se pode perder tempo, ou seja que não se pode esperar pelo 2030”.

202002011304107077.jpg

Florival Baiôa reforçou a ideia de que “não se pode esperar mais”, dizendo que “mais um ano significa mais 10 de atraso”, pelo que “é preciso garantir, ainda no 2020, a eletrificação da linha férrea Casa Branca/Beja e o trajeto da A26 de Malhada Velha até Beja, porque ao que tudo indica o troço que está fechado irá abrir durante o mês de março”.

Aviões partem do Aeroporto de Beja para a China para resgatar cidadãos europeus

Zé LG, 30.01.20

Vão sair esta quinta-feira do aeroporto de Beja três aviões da companhia portuguesa Hi Fly para o repatriamento de cidadãos europeus em território Chinês, onde apareceu o surto do coronavirus.

P1070125 - Cópia.JPGO A380, o maior avião comercial do mundo, será o primeiro a descolar, cerca das 10h. O segundo avião levantará vôo por volta das 11h e o terceiro às 15h.

GNR de Beja transportou órgão, para transplante, para o Porto

Zé LG, 23.01.20

GNR-4-768x432.jpgO Comando Territorial de Beja da GNR realizou, esta madrugada o transporte urgente de um órgão do Hospital José Joaquim Fernandes para o Centro Hospitalar e Universitário do Porto.
O transporte dos órgãos é, regra geral, “pedido à GNR pela Unidade de Saúde que detém o órgão a ser transportado”. A patrulha desloca-se ao local para levantar o órgão e, de seguida, procede ao seu transporte até ao destino.

Aaeroporto no Montijo empurra aviões de treino Épsilon para Beja

Zé LG, 22.01.20

Foto5.jpgA saída prevista da Força Aérea vai implicar a transferência dos helicópteros que estão no Montijo para a base de Sintra e dos aviões de treino Épsilon para a base de Beja, explicou João Gomes Cravinho. A construção do novo aeroporto complementar de Lisboa “vai afetar, direta ou indiretamente, sete das dez esquadras da Força Aérea”.

O impacto orçamental, acrescentou o ministro da Defesa, será “na ordem dos 100 milhões de euros”, valor que “precisa de ser acomodado no âmbito da relação entre o Estado e a entidade que tem a gestão do aeroporto”, a Vinci.