Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“2018 é um ano que acaba mal na área da saúde, na região” e no próximo muita coisa se pode agravar?

2018 é um ano que acaba mal na área da saúde, na região

201812171816172059.jpg

Para o presidente do Conselho Sub-Regional de Beja da Ordem dos Médicos a dificuldade de fixação de profissionais de saúde está ligada, necessariamente, à falta de desenvolvimento sentida noutras áreas. A juntar a tudo isto estão, igualmente, as dificuldades financeiras que invalidam a renovação de equipamentos e instalações, assim como as perspetivas de cortes no orçamento da ULSBA para 2019, situações que levaram Pedro Vasconcelos a dizer que 2018 é um ano que acaba mal e que faz pensar que no próximo muita coisa se possa agravar.

 

PSD de Alvito pede a demissão do Conselho de Administração da ULSBA

“A ULSBA falha cumprimento de indicadores de contratualização” e “o Governo penaliza a saúde da população com um corte de 1,3 milhões de euros” denuncia a Concelhia de Alvito do PSD, pedindo a demissão do Conselho de Administração da ULSBA. Contactado pela Voz da Planície, o Conselho de Administração da ULSBA diz que “não faz qualquer comentário”.

Diário do Alentejo” distinguido com prémio de jornalismo da Unesco

46486179_1995192007239602_1963144158461820928_n.jp

A reportagem “Ensaio sobre a solidão”, da autoria do jornalista do “Diário do Alentejo” Paulo Barriga, publicada a 3 de março de 2017, foi distinguida com o Prémio de Jornalismo Direitos Humanos & Integração, na categoria de Comunicação Social Regional e Local. 
O Prémio de Jornalismo Direitos Humanos & Integração é uma iniciativa conjunta da Comissão Nacional da Unesco e da Secretaria Geral da Presidência do Conselho de Ministros, que tem por objetivo “reconhecer o trabalho desenvolvido por profissionais da comunicação social, a nível nacional, em prol dos direitos humanos e das liberdades fundamentais”.

 

“Beja disputa-se, enleia-se, boicota-se, divide-se, trai-se.”

45733052_1979793612112775_175853703608139776_n.jpgÀs vezes fico irritada. Beja merece mais? Merece, ou, como já ouvi a gentes comunistas para serem diferentes, Beja tem direito a mais. Mas que faz Beja para merecer mais ou para ter direito a mais? Beja disputa-se, enleia-se, boicota-se, divide-se, trai-se. Se é verdade que o Baixo Alentejo tem sido muito abandonado pelo poder central, não é menos verdade que sem um real e forte exercício de cidadania as conquistas são muito mais difíceis.

Trecho do texto de opinião "Cinco anos de Beja", de Ana Matos Pires (ilustração Paulo Monteiro), publicado no Diário do Alentejo, que pode ler na íntegra aqui.

"Os utentes vão ficar a assistir à degradação do SNS?"

O deputado João Dias questionou a ministra da Saúde na Assembleia da República, sobre o corte orçamental que a ULSBA sofrerá, ao que a responsável da pasta governamental nada terá respondido! Os utentes vão ficar passivamente a assistir à degradação do SNS? Esse não é um património que carece ser defendido? 

Comentário de Munhoz Frade, deixado aqui, em 07.11.2018, às 09:22.

Paulo Barriga ganha bolsa da Gulbenkian para investigar mudança fundiária em zona do Alqueva

201811021734494317.jpg

O jornalista Paulo Barriga, diretor do Diário do Alentejo (DA), foi um dos vencedores das primeiras Bolsas de Investigação Jornalística da Fundação Calouste Gulbenkian. Entre 75 projetos, a proposta de Paulo Barriga, que visa a observação da mudança fundiária em zona do Alqueva, desde a Idade do Ferro até ao tempo atual, “A última reforma agrária”, foi uma das contempladas.

Estas bolsas foram criadas pela Gulbenkian e foram dadas exclusivamente a candidaturas de jornalistas - e não a órgãos de comunicação social. O valor da bolsa é de 15 mil, vai durar um ano e a publicação do trabalho final será feita na editora Abismo.

Paulo Barriga realçou o facto, para ele mais importante, destas bolsas promoverem a independência na investigação jornalística.

Trabalhadores da administração pública em greve

201810251052397235.jpg

Os funcionários públicos estão hoje em greve. A paralisação promete encerrar escolas, serviços municipais e afectar as unidades de saúde.

À greve inicialmente convocada pela Frente Comum de Sindicatos da Administração Pública, juntaram-se a Federação de Sindicatos da Administração Pública e o Sindicato dos Quadros Técnicos do Estado.

Os funcionários públicos, exigem, entre outros aspectos, aumentos salariais e das pensões, descongelamento das carreiras, reposição do valor das horas extraordinárias e a aplicação das 35 horas semanais a todos os trabalhadores em funções públicas e do sector público empresarial.

Ler e ouvir também aqui.

Afinal quantos docentes faltam no 7º A da Escola de Santa Maria?

O Ministério da Educação refere que “contactada a Direção do Agrupamento de Escolas n.º 1 de Beja, confirma-se que se encontram ainda por colocar os docentes de Educação Moral e Religiosa Católica e História (duas disciplinas e não sete).”

No comunicado dos pais e encarregados de educação é assegurado que, “apesar dos contactos insistentes junto dos Órgãos de Gestão do Agrupamento de Escolas N.º 1 de Beja, no sentido de expressar a apreensão face ao percurso académico dos alunos, aqueles têm revelado uma completa impotência e inoperância face à tentativa de resolução da situação. Até agora estão por preencher as vagas das disciplinas de Português, Inglês I, História, Complemento à Educação Artística, Cidadania e Desenvolvimento, Mundo Atual e Educação Moral e Religiosa Católica.”

STAL em luta por melhores condições de trabalho e aumentos salariais dignos

201810151521553263.jpg

O STAL está a levar a cabo por todo o País uma campanha sobre as condições nos locais de trabalho.

Entretanto o STAL, convocou uma greve nacional de 24 horas para o próximo dia 26, juntando-se assim à paralisação decidida por diversas estruturas da Frente Comum de Sindicatos da Administração Pública. Vasco Santana, espera que seja uma “grande greve” e recorda que a principal reivindicação passa por aumentos salariais dignos em 2019.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Utensílios de cozinha é noutra secção.

  • Anónimo

    Picaste-te com o tacho ou com a panela?

  • Anónimo

    Uma boca, para denegrir o debate que este blogue p...

  • Anónimo

    Parece que estamos no blog "Por entre tachos e pan...

  • Anónimo

    Já está no final do caminho para o precipício.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.