Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Helena Ribeiro morreu

Zé LG, 23.04.24

2024042315510962.nb.pngHelena Maria da Cruz Ribeiro, de 54 anos, natural de Santa Clara de Louredo, morreu hoje, no Hospital de Beja. O funeral realiza-se amanhã, às 11:30, das Casas Mortuárias para o Cemitério de Beja.
A Helena Ribeiro era Técnica da Biblioteca de Beja e muito estimada por todos. Acabou por não resistir mais a tanto sofrimento...
Os meus sentidos pêsames a toda a família.

Pedro Nuno Santos e Luís Montenegro trocam cartas

Zé LG, 08.04.24

img_900x560$2024_02_13_17_29_14_470424_im_638434434753506463.pngPedro Nuno Santos escreveu a Luís Montenegro reiterando a disponibilidade do PS, para, num prazo de 60 dias, acordar com o Governo da AD a valorização das carreiras da função pública, "em especial" de professores, oficiais de justiça, profissionais de saúde e forças de segurança. O secretário-geral do PS mantém a porta aberta à aprovação conjunta de um orçamento rectificativo capaz de garantir a valorização daquelas carreiras. Daqui.
O primeiro-ministro, Luís Montenegro, já respondeu saudando a disponibilidade do líder socialista, dizendo que "constitui um exercício de responsabilidade política" e que “oportunamente agendaremos uma reunião de trabalho sobre essa temática, o que deverá acontecer na sequência das negociações com as organizações representativas dos trabalhadores". Daqui.

ULSBA com 16 vagas para novos médicos e volta a ter otorrinolaringologia

Zé LG, 05.04.24

médicos.pngO Ministério da Saúde abriu 322 vagas com incentivos para a atração e fixação de mais médicos nas zonas consideradas como carenciadas. Na Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA) foram abertas 16 vagas. Estas são referentes às especialidades de Anestesiologia, Cardiologia, Cirurgia Geral, Ginecologia/Obstetrícia, Medicina Física e de Reabilitação, Medicina Interna, Ortopedia, Pediatria, Radiologia, Medicina Geral e Familiar e Saúde Pública.
Entretanto, cerca de dois anos depois, o Hospital Distrital de Beja volta a ter a especialidade de otorrinolaringologia, devolvendo “à população o acesso a cuidados de uma especialidade com muita demanda e que era uma carência que há muito importava suprir"

“A esquerda tem de ser reponsabilizada pelo que ofereceu de bandeja”

Zé LG, 05.04.24

1588860203550.jpg«A esquerda tem de ser reponsabilizada pelo que ofereceu de bandeja hoje: a incapacidade de se entender após a "Geringonça"; uma maioria absoluta gerida com amadorismo e sem integridade em muitos setores da governação; posições controversas sobre a guerra na Ucrânia; uma agenda exposta de forma arrogante, como se bastassem as certezas quanto ao seu brilhantismo para que todo um povo as aplaudisse como avanços civilizacionais que são. Parte da esquerda não percebeu o povo português nos anos seguintes ao 25 de Abril. Não, a revolução não estava madura. Como nunca esteve. Passaram 50 anos e a culpa é apenas do povo que não percebe o bem que a esquerda lhe faz?» - trecho de um texto de Miguel Carvalho, jornalista freelancer.

“o que se passa nesta cidade alentejana”?

Zé LG, 02.04.24

trabalho.png«... é vergonhoso o que se passa nesta “pacata” cidade alentejana, onde o assédio é o “prato do dia” em empresas e entidades públicas! Onde a mobilidade tem sido o escape de alguns… Todos sabem, todos veem: Ninguém faz nada!” Assintomático
«Existe sim senhor essa coisa do mobbing. Mas é na Função Pública onde o ambiente de "trabalho" é uma desgraça.» Anónimo 30.03.2024
«Nas entidades públicas....é o pão nosso de cada dia...até arrisco dizer que é um pré requisito...pras chefias intermédias...» Anónimo
«… nas entidades e empresas públicas é TOP-Mobbing, batem-se recordes. Há muita gente a trabalhar “debaixo” de medo nesta cidade.» Anónimo
Daqui.

“vivem na escuridão, com medo do amanhecer e de regressar ao trabalho”

Zé LG, 31.03.24

trabalho.png«Efetivamente o mobbing é uma pandemia que assola muitas famílias e que, para além do trauma e sofrimento dos lesados enche os bolsos da indústria farmacêutica com a venda de ansiolíticos e anti-depressivos. No entanto, é catastrófico que sendo o ASSÉDIO MORAL um crime, se continue a “assobiar para o lado” quando todos sabemos quem são os Assediadores e os Assediados.
É o colega de trabalho, o primo, o vizinho, o amigo, o marido, o filho…já são muitos os que vivem na escuridão, com medo do amanhecer e de regressar ao trabalho. Os poucos que tentam condignamente revelar situações cruéis de assédio, são abalroados por políticos, sindicatos e meios de comunicação social que “assobiam para o lado” porque fazem parte da TEIA, e também estes temem as represálias do PODERoso mobbing.
Só os médicos conseguiriam “delatar” o sofrimento de centenas de relatos, que os fazem prescrever os comprimidos mágicos que “escondem” o trauma que fica lacrado no corpo e mente dos assediados. Lembrete: “as costas dos outros são o teu espelho”. Hoje eles, amanhã tu…
Esta Pandemia está para ficar e aumentar, deixando ilesos os que arruinam a auto-estima de muitos para o resto das suas vidas.» Anónimo, 30.03.2024, aqui.

“Levante o dedo quem não tem a seu lado alguém vítima de ‘mobbing’”

Zé LG, 29.03.24

trabalho.png«Com todo o respeito pelos diagnósticos de “burnout” e “sisifemia” que, infelizmente, conheço e reconheço na primeira pessoa, considero que se devem estudar e tentar colmatar estas doenças na origem. Não sou médico nem tenho a veleidade de dar palpites científicos sobre estás questões, mas há uma certeza que tenho enquanto paciente: grande parte destes diagnósticos têm origem nos dirigentes das organizações que promovem graves situações de assédio gratuito e público, sem que haja a devida proteção das vítimas.
Levante o dedo, nesta cidade, quem não tem a seu lado alguém vítima de mobbing, amigo, colega, vizinho…» BURN, 26.03.2024, aqui.

Greve geral nas minas de Neves-Corvo

Zé LG, 25.03.24

202307220043572092.jpgOs trabalhadores da Somincor, concessionária da mina de Neves-Corvo, no concelho de Castro Verde (Beja), vão realizar uma greve geral, nos dias 26 e 27 de março, para exigir aumentos salariais, entre outras reivindicações. “O que leva a esta paralisação, decidida em plenário pelos trabalhadores, é que a empresa não responde ao caderno reivindicativo aprovado pelos trabalhadores” e apresentado à administração da Somincor no passado mês de dezembro, disse o coordenador do STIM, Albino Pereira .

Depois do ‘burnout’, a sisifemia invade empresas e atormenta trabalhadores

Zé LG, 24.03.24

trabalho.pngAtender às exigências e expectativas do trabalho pode levar à exaustão física e mental daqueles que dedicam muita energia e tempo ao emprego para “estar à altura”. Depois do ‘burnout’, é agora a sisifemia ou “fadiga do trabalhador incansável” o distúrbio cada vez mais comum entre pessoas com elevados níveis de autoexigência e perfeccionismo em ambiente laboral, colocando metas inalcançáveis a si próprio, que pode afetar o seu desempenho e motivação, mas também a sua saúde.
Veja aqui quais são os principais sintomas da doença e as cinco estratégias que as empresa devem seguir para a evitar, segundo especialistas.