Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Carlos Pinto de Sá afirma que o governo vai “matar” o Cendrev

Zé LG, 02.08.20

CarlosPintoSa-300x187.jpg“É absolutamente inaceitável, incompreensível e condenável a redução de verbas de oito por cento para o Alentejo, quando todas as outras regiões aumentaram as verbas que tinham para estes concursos”, assegura o presidente da Câmara Municipal de Évora, que explica ainda que o “mais bizarro” é que o Cendrev concorreu e “atingiu a pontuação para receber apoio”. “Curiosamente, apesar de ter havido esta decisão, vem-se dizer que não há dinheiro para apoiar o Cendrev”, acrescenta.

O caso foi exposto à ministra da Cultura, sendo que, explica Carlos Pinto de Sá, a mesma “mostrou-se sensível”, garantindo que a situação seria tratada até março ou abril. Contudo, e com a pandemia, nada foi feito nesse sentido, servindo a situação que se vive no país “como desculpa para que não se chegue a uma solução”, para que “companhias históricas como o Cendrev possam ter o apoio que merecem”.

“Hoje, Não!”, na Biblioteca Municipal de Cuba

Zé LG, 18.02.20

No dia 20 de Fevereiro, pelas 10h30, na Biblioteca Municipal de Cuba, vai ter lugar a  performance “Hoje, Não!”, num trabalho conjunto da Escola Profissional de Cuba com a Associação Portuguesa de Mulheres Juristas (A.P.M.J).

A performance “Hoje, Não!” é uma criação da  A.P.M.J. e encontra-se registada em seu nome, tendo a Escola Profissional de Cuba sido uma das Escolas escolhidas para a articulação conjunta desta Performance.

A performance “Hoje, Não!” tem como objetivo fomentar a discussão sobre os mitos e os preconceitos associados ao crime de violação, estando concebida para ter como público-alvo as/os estudantes do ensino secundário e universitário.

Esta performance enquadra-se na Temática da Violência no Namoro, assunto que ao longo do ano letivo, tem vindo a ser trabalhado na Escola e também no âmbito do Projeto “Parlamento dos Jovens.”

 

 

“Beja: Cidade Anti-Fascista”

Zé LG, 24.04.19

Lendias-768x432.jpgé o mote da Companhia de teatro Lendias d´Encantar para a celebração dos 45 anos da Revolução de Abril, que preparou várias iniciativas para “manter viva a memória (…)”. Concertos, teatro, performances e debates são as propostas da estrutura artística, agendadas para os dias 24, 25 e 26 de Abril.

António Revez, director artístico da Lendias d’Encantar, explicou que estas comemorações vêm no seguimento do “plano de actividades [da companhia] previsto para este ano”, que assentam na preservação da memória com as peças “No Limite da dor” e “Vidas Clandestinas”.

Leia também aqui.

Lendias d’Encantar vai finalmente ter casa própria

Zé LG, 17.01.19

49138015_10155755226406856_1882285845721907200_n.jO novo espaço da companhia bejense, situado na Rua do Sembrano, junto à antiga sede do Clube Desportivo de Beja, permitirá à Lendias d’Encantar, “pela primeira vez, desde a sua constituição (em 1998), desenvolver, de forma digna, o seu trabalho de criação, promoção, formação e programação”.
As obras de requalificação, que terão inicio nos próximos meses, têm como principal objectivo dotar a região de um equipamento cultural com vista à disponibilização de “uma sala de espectáculos, salas de ensaio para dança e teatro, residências para artistas e ainda escritórios, não só para a Lendias d’Encantar, mas para outras estruturas criativas do concelho e da região”.
A Lendias d’Encantar afirma que vê assim “realizado um sonho e uma necessidade com 20 anos” e revela que em 2020, a Companhia prevê já tornar o edifício na sede de operações do FITA – Festival Internacional de Teatro do Alentejo.

Teatro Garcia de Resende vai ser requalificado

Zé LG, 01.10.18

garcia_resende.png

O mítico Teatro Garcia de Resende, em Évora, vai ser alvo de obras de requalificação orçadas em cerca de 1,4 milhões e que visa responder às necessidades de adaptação do Teatro às exigências de segurança. A intervenção inclui obras no sector cénico (compartimentação dos sub-camarins, camarins e boca de cena); sector público (alterações pontuais na receção, hall técnico e criação de instalação sanitária para pessoas com mobilidade reduzida); e exterior (manutenção da fachada e intervenção na escada de evacuação). Também o parque de estacionamento será alvo de obras de requalificação.

OFICINA DE TEATRO DE BRINCHES APRESENTA “A VIAGEM DA LUÍSA”

Zé LG, 27.05.18

OFICINA DE TEATRO DE BRINCHES.jpg

“Senhoras e Senhores! Meninos e meninas! Respeitável público! A OFICINA DE TEATRO DE BRINCHES tem a honra de apresentar “A Viagem da Luísa”, uma viagem onde o sonho e a realidade se misturam com bailarinas rodopiantes, domadores de leões e com uma avó que gosta de fazer palhaçadas. Está à vossa espera. Apareçam!”

 

30 maio * 21h * Centro Cultural de Brinches 

OFICINA DE TEATRO DE VILA VERDE DE FICALHO APRESENTA “A EMPRESA”

Zé LG, 26.05.18

OFICINA DE TEATRO DE VILA VERDE DE FICALHO.jpg

 

Empresa com vasta experiência em exportação para o além. Oferece um serviço exclusivo com muita animação. Entra com o acompanhamento e oferece: carpideiras, café, biscoitos, água e muito mais. Sorria! Sorria! Sorria! Porque eles... choram por nós!

 

 

27 maio * 18h * Salão Polivalente de Vila Verde de Ficalho 

PROGRAMA INCLUSIVO EM GRÂNDOLA CULMINA COM ESPECTÁCULO EM TROIA

Zé LG, 19.08.17

PAIS EM REDE é um movimento cívico, de âmbito nacional, composto por “famílias especiais” e por cidadãos solidários, cuja função é constituir-se em parceiro social, capaz de unir vozes para comunicar, discutir, organizar e propor soluções, e, em consequência, mudar as mentalidades, na mira de uma progressiva qualidade de vida das pessoas com incapacidades e das suas famílias. Uma das dificuldades dos pais com crianças especiais é encontrar programas de verão capazes de responder aos desafios que levantam estas crianças.

o_article_65342.jpg

Para este efeito desenvolveram um projeto de inclusão social em Grândola, em colaboração duas escolas artísticas de Macau, a Macau ArtFusion e a Macau no Coração, lideradas por Laura Nyogeri, artista natural de Grândola a viver em Macau, pelo município de Grândola, pela Junta de Freguesia de Grândola e Santa Margarida da Serra e pelo Casino de Tróia, para "colmatar as falhas existentes no apoio às crianças com deficiência durante as férias de verão no litoral alentejano" e que incluiu workshops de dança, música e artes plásticas, passeios e idas à praia.

O resultado deste trabalho vai ser apresentado no próximo dia 20 de agosto, no palco do Casino de Tróia, com um espectáculo inspirada na obra ‘A Maior Flor do Mundo’, de José Saramago, conta com a participação de 50 crianças e as receitas obtidas reverterão para a Associação Pais em Rede. Os bilhetes podem ser adquiridos no site da ‘Ticketline’, na Fnac, na Worten ou no Casino de Tróia.

Imagem de capa de mundoportugues.org