Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“Beja: Cidade Anti-Fascista”

Lendias-768x432.jpgé o mote da Companhia de teatro Lendias d´Encantar para a celebração dos 45 anos da Revolução de Abril, que preparou várias iniciativas para “manter viva a memória (…)”. Concertos, teatro, performances e debates são as propostas da estrutura artística, agendadas para os dias 24, 25 e 26 de Abril.

António Revez, director artístico da Lendias d’Encantar, explicou que estas comemorações vêm no seguimento do “plano de actividades [da companhia] previsto para este ano”, que assentam na preservação da memória com as peças “No Limite da dor” e “Vidas Clandestinas”.

Leia também aqui.

Lendias d’Encantar vai finalmente ter casa própria

49138015_10155755226406856_1882285845721907200_n.jO novo espaço da companhia bejense, situado na Rua do Sembrano, junto à antiga sede do Clube Desportivo de Beja, permitirá à Lendias d’Encantar, “pela primeira vez, desde a sua constituição (em 1998), desenvolver, de forma digna, o seu trabalho de criação, promoção, formação e programação”.
As obras de requalificação, que terão inicio nos próximos meses, têm como principal objectivo dotar a região de um equipamento cultural com vista à disponibilização de “uma sala de espectáculos, salas de ensaio para dança e teatro, residências para artistas e ainda escritórios, não só para a Lendias d’Encantar, mas para outras estruturas criativas do concelho e da região”.
A Lendias d’Encantar afirma que vê assim “realizado um sonho e uma necessidade com 20 anos” e revela que em 2020, a Companhia prevê já tornar o edifício na sede de operações do FITA – Festival Internacional de Teatro do Alentejo.

Teatro Garcia de Resende vai ser requalificado

garcia_resende.png

O mítico Teatro Garcia de Resende, em Évora, vai ser alvo de obras de requalificação orçadas em cerca de 1,4 milhões e que visa responder às necessidades de adaptação do Teatro às exigências de segurança. A intervenção inclui obras no sector cénico (compartimentação dos sub-camarins, camarins e boca de cena); sector público (alterações pontuais na receção, hall técnico e criação de instalação sanitária para pessoas com mobilidade reduzida); e exterior (manutenção da fachada e intervenção na escada de evacuação). Também o parque de estacionamento será alvo de obras de requalificação.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Palavras para quê? É o PS no seu melhor nas instit...

  • Anónimo

    Factos são factos. Palavras para quê??!

  • Anónimo

    "os filhos da casa" vão resolver o assunto!...o qu...

  • Anónimo

    Deixo aqui um post que retirei do Facebook, de um ...

  • Anónimo

    Não concordo. Como bem diz, dada a manifesta incap...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds