Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“ULSBA queremos os nossos serviços”, reclamam Albernoa e Trindade

Zé LG, 10.09.22

POSTO-MÉDICO-ALBERNOA-E-TRINDADE-768x433.jpgA União de Freguesias de Albernoa e Trindade, do concelho de Beja, afirma que o “serviço médico, o de enfermagem e até o apoio administrativo à marcação de exames e receituário foi novamente descontinuado, em face da saída da médica responsável”. Para responder a estas necessidades está a decorrer “um abaixo-assinado para exigir à ULSBA a reposição dos serviços médicos, de enfermagem e administrativos nas duas aldeias”, na expectativa de que “o mesmo funcione e sirva para sensibilizar as altas esferas da ULSBA que estando em Beja não sentem essa falta como nós sentimos. Já pedimos uma reunião com carácter urgente, mas também antes o fizemos e sem resposta. Aguardamos que seja diferente”. Daqui, daqui e daqui.

ULSBA aderiu a plataforma que apoia médicos na decisão clínica

Zé LG, 03.09.22

20220902171041730.jpgA Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA) assinou um protocolo de colaboração com o projeto Dioscope, a partir do qual todos os profissionais da instituição têm à sua disposição uma plataforma nacional de ensino médico de apoio à decisão clínica, com a melhor informação clínica, bem como, de suporte à área de formação e investigação da ULSBA.

A plataforma Dioscope, pela experiência existente noutras instituições do Serviço Nacional de Saúde (SNS), permite “reduzir assimetrias nos cuidados prestados entre diferentes profissionais, reduzir o consumo de exames complementares de diagnóstico inadequados, aumentar a celeridade da resposta e a comodidade dos utentes”.

CIMBAL já tem em vigor novas tarifas no transporte rodoviário do Baixo Alentejo

Zé LG, 23.08.22

202208211412365774.pngJá estão em vigor as novas tarifas de passes rodoviários, apoiadas pelo Programa de Apoio à Redução Tarifária (PART), suportado pelo Fundo Ambiental, nos treze municípios do Baixo Alentejo, nos percursos previstos na concessão do Transporte Rodoviário Intermunicipal do Baixo Alentejo, iniciada este ano. No futuro, os descontos também poderão chegar aos passes do transporte ferroviário. Veja aqui os tipos e os preços dos vários passes.

“A solução passa por centralizar os serviços dos centros de saúde e criar nas equipas dos cuidados continuados a valência médica”?

Zé LG, 07.08.22

images.jpg«..., ponha os pés bem assentes na terra. Pois não é esse o país em que vive e que está preparado para os próximos tempos de crise que se adivinham.
Se não há médico em Beringel ou em muitas outras povoações do interior é porque não se criaram condições para eles irem para lá. E não são só económicas. ...
A solução para os próximos tempos passa a meu ver, por centralizar os serviços dos centros de saúde e criar nas equipas dos cuidados continuados também a valência médica, Para que se possa deslocar a casa de todas as pessoas que tenham dificuldades de o fazer. Aliás como já sucede com os cuidados paliativos.
E que a pensar já no futuro, as autarquias e as juntas de freguesia assumam uma parte dessa responsabilidade, aliás como aconteceu desde sempre, incluindo os primeiros anos após o 25 de abril de 1974. ...» Anónimo 07.08.2022, aqui.

Beringel sem médico desde o início deste mês

Zé LG, 06.08.22

médico-768x512.jpgA população de Beringel está sem médico. A única profissional que prestava serviço naquela localidade do concelho de Beja reformou-se no início deste mês. Os serviços de enfermagem continuarão a ser assegurados às terças e sextas-feiras.

Quem necessitar de receitas, exames, renovação de baixa, dúvidas em relação à medicação, pode contactar a Junta de Freguesia, cujos serviços farão a coordenação dos pedidos com a Unidade Local de Saúde.

Seis concelhos alentejanos com abastecimento de água com recurso a autotanques

Zé LG, 03.08.22

38956765.JPGO abastecimento público de água está a ser assegurado através de autotanques, devido à seca, em localidades de seis concelhos servidos pelo sistema da Águas Públicas do Alentejo (AgdA) - Aljustrel, Mértola e Moura (no distrito de Beja), Alcácer do Sal e Santiago do Cacém (Setúbal) e Montemor-o-Novo (Évora).

Com uma “comunicação diária da evolução de consumos de água aos respetivos municípios” e recomendações para a restrição de usos não potáveis, a empresa salientou que está também a preparar “origens alternativas”, acrescentando que, até agora, “o reforço com transportes de água através de autotanques e a reativação de origens alternativas tem permitido garantir o abastecimento às populações, tendo em conta a dimensão dos aglomerados”.

O que se passa com a recolha do lixo em Beja?

Zé LG, 09.07.22

IMG_20220707_180147.jpgAo longo da estrada de Beja ao Penedo Gordo, existem meia dúzia de locais com contentores para depósito do lixo dos moradores das casas existentes. Desde o fim-de-semana passado e até ontem (hoje ainda não passei por ali) todos se mantiveram como o que a imagem mostra. Porque não é feita a recolha do lixo com a frequência necessária e recomendada? Certamente que a recolha semanal não é suficiente nem recomendável... Houve alguma razão para que isto acontecesse? Se houve, porque não foi feito um esclarecimento público? Se não houve, porque aconteceu?

“Porque a culpa não pode morrer solteira e o sentimento de impunidade não pode permanecer”, propõe Marisa Saturnino

Zé LG, 29.06.22

OPINIAO_MARISA_SATURNINO.jpg«Enquanto entidade de 1ª linha, as CPCJ`S devem ter mais autonomia e mais técnicos, a tempo inteiro. Não se podem reduzir a meia dúzia de pessoas que dão o seu contributo de forma voluntária, atoladas em processos, cujas famílias não conseguem trabalhar adequadamente e apoiar na construção de um novo caminho.

As APAV`S não podem funcionar de segunda a sexta, em horário útil, sujeito a alterações, porque os crimes acontecem e não têm dia nem hora.

Porque a culpa não pode morrer solteira e o sentimento de impunidade não pode permanecer, enquanto a lei não favorecer verdadeiramente a atuação das entidades com competência em matéria de infância e juventude e a sociedade civil e sobretudo a justiça, não tiverem outro tipo de atuação, continuarão a existir mais Jéssicas; Joanas; Valentinas e Laras.»

Marisa Saturnino, Vereadora da Câmara Municipal de Beja, aqui.

CIMBAL reduz em 25% passes nos transportes públicos da TRIMBAL

Zé LG, 29.06.22

CIMBAL-Trimbal_800x800-240x240.jpgNa sequência da implementação do Programa de Apoio à Redução Tarifária nos Transportes Públicos (PART), a CIMBAL deliberou atribuir a todos os utilizadores residentes no seu território, treze dos catorze concelhos do distrito, com exceção de Odemira, um desconto de 25% nas assinaturas de linha do operador de serviço público de transporte de passageiros no Baixo Alentejo, que tenham origem no território por si abrangido.

O presidente da Câmara de Beja informa que “a partir de 1 de julho o passe mensal máximo de transporte público rodoviário com partida e destino dentro do concelho de Beja será de 30,00 euros (valor garantido até 31 de dezembro de 2022)”.

Municípios do Baixo Alentejo assinaram novo Protocolo com ULSBA

Zé LG, 27.06.22

202206270859516612.jpgO Protocolo agora assinado, pioneiro e diferenciador a nível nacional, pretende reforçar a parceria entre os serviços do ministério da Saúde e os municípios, tendo em vista a concretização de vários objetivos nomeadamente colaborar na investigação sobre os agentes de transmissão denominados de vetores (mosquitos e carraças) e garantir a monitorização e vigilância da atividade dos vetores de transmissão.

Centro Nacional de Apoio à Integração de Imigrantes já está a funcionar em Beja

Zé LG, 27.04.22

202204261216121552.jpgO Centro Nacional de Apoio à Integração de Imigrantes (CNAIM), do Alto Comissariado para as Migrações (ACM), já está a funcionar em Beja e responde a questões imediatas ou a algum tipo de apoio especializado. Procura ativa de emprego é a ajuda mais solicitada, sendo a maior parte dos imigrantes do Senegal, Índia, Nepal e Ucrânia.

Vladimir Duarte, do Alto Comissariado para as Migrações, explica que os trabalhos disponíveis são, na sua maioria, agrícolas e sazonais. Neste contexto, os imigrantes procuram resposta para recolocação nos períodos em que ficam sem atividade. A construção civil é muitas vezes a solução entre trabalhos agrícolas, garante. O objetivo é não deixar ninguém sem trabalho pois são períodos de grande vulnerabilidade, frisou.

AgdA vai dar início à construção da nova ETAR de Cuba e à reabilitação da ETA de Alvito

Zé LG, 04.04.22

201120151611-473-guaspblicasdoalentejo.jpgA empresa Águas Públicas do Alentejo (AgdA) prevê aplicar cerca de 16 milhões, este ano, em infraestruturas de abastecimento público e saneamento de água, sendo as de “maior expressão” a continuação da obra de ampliação da Estação de Tratamento de Água (ETA) do Enxoé, no concelho de Serpa, e o início da construção da nova Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) de Cuba. A empresa destaca ainda para este ano o início das obras de reabilitação da ETA de Alvito (Beja) e de construção da nova ETAR de Ermidas-Sado, no concelho de Santiago do Cacém.

CIMBAL aprovou proposta de tarifas dos transportes públicos

Zé LG, 16.02.22

imgLoader2.jpgO Conselho Intermunicipal da CIMBAL aprovou, na última 2ª feira, o projeto de Regulamento Intermunicipal que estabelece as regras para a implementação do PART-Programa de Apoio à Redução Tarifária nos transportes públicos do Baixo Alentejo. O documento aprovado, de acordo com a legislação em vigor, vai ser submetido a consulta pública, pelo período de trinta dias, prevê a aplicação de valores únicos de passes municipais, 30 euros, intermunicipais, 40 euros e inter-regionais, com origem em Municípios do Baixo Alentejo, 50 euros. Prevê também a possibilidade de aplicação destes valores aos passes ferroviários, logo que seja possível.

União de Freguesias de Beja de Santiago Maior e São João Baptista garante recolha de monos domésticos ao domicílio em três dias

Zé LG, 16.01.22

Recolha-de-monos-768x432.jpgA União de Freguesias de Beja de Santiago Maior e São João Baptista apela aos fregueses que optem pela recolha de monos domésticos ao domicílio, tais como, fogões, televisões, frigoríficos e, também ramagens de forma, a evitar a acumulação de lixo junto aos moloks e ecopontos.
De acordo com Miguel Ramalho, presidente da União de Freguesias de Santiago Maior e São João Baptista, além de “poupar trabalho às pessoas”, este serviço “poupa a imagem degradante que se vê, muitas vezes, em zonas de contentores do lixo”. O autarca garante que o pedido tem resposta num prazo máximo de três dias.

Vítor Silva diz que Alentejo foi a região que sofreu menos quebra no turismo e a ARTPA vai ter uma campanha baseada na Luz do Alentejo

Zé LG, 21.11.21

6-1536x1270.jpgVítor Silva, presidente do Turismo do Alentejo (ERT), disse, à Planície, que “dentro da desgraça, que foi comum a todos, mesmo assim, fomos os que menos sofreram. Os cinco primeiros meses do ano, segundo o Instituto Nacional de Estatística, no global, estamos com os mesmos valores do ano transacto”. E sublinha: “Somos a única região do País, que não está ainda a perder em relação a 2020. Os portugueses não puderam sair de Portugal e grande parte deles, vieram para o Alentejo. Já vinham, já tínhamos tradicionalmente muitos portugueses a virem para cá no verão. Neste momento não há nada barato nesta região, a procura é superior à oferta”.
Vítor Silva, que é também presidente da Agência Regional de Promoção Turística do Alentejo (ARPTA), adiantou que a mesma “vai ter uma nova campanha, para os mercados internacionais, que vai ser baseada na Luz do Alentejo. Depois declina para tudo, para ter residências, escritores, jornalistas, para escreverem sobre a luz que encontraram no Alentejo. Falar da luz e até dos nossos vinhos, uma luz impressionante. Uma campanha que foi feita internamente, nem contractámos, como é costume, uma empresa para o fazer”.

Tenente-coronel Frederico Galvão da Silva é o novo comandante do Comando Territorial de Beja da GNR

Zé LG, 18.11.21

14690944_10209477840256866_7675009366930370131_n (Sucedendo no cargo ao coronel Altide Cruz, o tenente-coronel Frederico Galvão da Silva, de 46 anos e natural de Vidigueira, tomou posse, hoje, como novo comandante do Comando Territorial de Beja da GNR, onde já foi Chefe da Secção de Recursos Humanos e Justiça do Comando Territorial de Beja e 2.º Comandante. Na sua folha de serviço constam igualmente vários louvores e condecorações. Daqui e daqui.

Quem se importava de pagar mais impostos?

Zé LG, 01.11.21

carga fiscal 001.jpgPortugal é, de acordo com o mapa anexo, o 5º país da Zona Euro com menor carga fiscal. Não é por isso que reclamamos tanto pagar menos impostos, mas pela utilização que os governos lhes dão.

Quem se importava de pagar mais impostos se tivesse melhores serviços públicos de Saúde, Educação e Segurança Social? 

É a menos boa prestação destes e de outros serviços públicos que leva muitos dos que podem pagá-los a recorrer a serviços privados, contribuindo para enfraquecer ainda mais os públicos e, desta forma, prejudicar os que não têm possibilidades de recorrer a serviços privados.

Por isso, o caminho não é reclamar menos impostos (pelo menos, enquanto adívida pública for tão elevada) mas a exigência de melhor utilização da sua receita, através de melhores opções e gestão, investindo mais e melhor no que é essencial e mais importante, cortando no que é supérfluo e  desnecessário, nas sobreposições e combatento eficazmente a corrupção e o compadrio.

Ambiente social na Resialentejo parece ter entrado em ebulição

Zé LG, 12.10.21

resi_13.jpgNa semana passada, o STAL convocou uma reunião com os trabalhadores da Resialentejo, para fazer o ponto da situação das negociações com a empresa, representada pelo Director-Geral, para a revisão do acordo da empresa, que contou com a presença de 60 dos 90 trabalhadores da empresa. Nunca um plenário tinha tido tantos trabalhadores. Nem mesmo quando há seis anos fizeram greve em defesa da viabilidade da empresa.

Apresentadas as propostas da Administração, os trabalhadores, ao constatarem que elas tinham o único objectivo de lhes retirar direitos alcançados há quase 15 anos atrás, não só manifestaram de imediato o seu repúdio, como apontaram o dedo ao Director-Geral acusando-o de ter alterado o organograma por três vezes em um ano e meio, de ter aberto diversos processos disciplinares, de ter colocado trabalhadores “na prateleira”, para colocar outros no seu lugar, valorizando uns em detrimento de outros, usando de prepotência que nunca viram com o objectivo de “dividir para reinar”.

Perante esta resposta dos trabalhadores, a urgência manifestada pela Administração para a assinatura do novo acordo da empresa parece ter desaparecido. Surpreendida com a reacção dos trabalhadores ou apenas suspensão estratégica para voltar à carga depois de eleitos os novos corpos sociais, na sequência das eleições autárquicas? Aguarda-se a evolução da situação, bem como das reacções dos envolvidos.

Infraestruturas de Portugal iniciou obras em estradas de Beja e Moura

Zé LG, 04.10.21

A Infraestruturas de Portugal avançou hoje com a obra de substituição de um aqueduto na EN 391, entre as Freguesias de Salvada e Quintos, concelho de Beja. A via está cortada ao trânsito e a circulação faz-se por um desvio criado pela EM 511, num período estimado de 15 dias, pelo que deverá terminar a 22 de outubro.

Infraestruturas-Portugal-obra-Beja-768x432.jpg

No concelho de Moura a Infraestruturas de Portugal está a requalificar a EN386, entre a Barragem da Amoreira e a entrada da cidade de Moura, obrigando à circulação alternada na via, com recurso a semáforos durante o dia. Os trabalhos deverão terminar a 18 de outubro.