Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

ULSBA criou consulta de acompanhamento pós-covid

Zé LG, 09.04.21

2021021916425172.jpgA Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA) colocou em funcionamento, a partir de hoje, uma Consulta de Follow-Up COVID-19.
Trata-se de uma consulta da responsabilidade do Serviço de Medicina Interna, mas de âmbito multidisciplinar, ou seja, com o apoio da Enfermagem de Reabilitação, da Medicina Física e Reabilitação e do Departamento de Psiquiatria e Saúde Mental, sempre que se justifique.
Melhorar a qualidade de vida dos doentes após a doença Covid-19, visando a sua total recuperação, através da avaliação de sequelas (pulmonares ou a nível de outros órgãos e sistemas) e, assim, adequar as necessidades e os cuidados de saúde futuros é o principal objetivo do Conselho de Administração da ULSBA com a criação desta consulta.

Câmara de Beja concluiu a manutenção da Rota do Pão

Zé LG, 07.04.21

167761905_3489010277870430_2339142740678119548_n.jA Câmara Municipal de Beja concluiu os trabalhos de requalificação da Rota do Pão, localizada na freguesia de Salvada numa extensão de cerca de 13 quilómetros, um dos seis percursos pedestres do concelho que estão homologados pela Federação de Campismo e Montanhismo de Portugal.

A autarquia diz que se encontra a “promover a reabilitação e revitalização dos percursos pedestres do concelho, no sentido de valorizar o património natural e cultural, melhorando a oferta ao nível das atividades de pedestrianismo e outras atividades desportivas, turísticas e ambientais”.

A esta intervenção seguem-se outras nos restantes percursos pedestres espalhos pelo concelho, que se localizam nas freguesias de Quintos, Trindade, Albernoa, Beringel e Trigaches.

Ana Matos Pires desafiou José Barriga para discutirem publicamente declarações públicas que este fez sobre vacinação em Beja

Zé LG, 22.03.21

139659512_10158986908696170_7674660966307309946_n.

Barriga-768x432.jpgA Drª Ana Matos Pires, escreveu uma carta ao Dr. José Barriga, em que, depois de se apresentar, escreveu: “Tenho, como todos os médicos, responsabilidades acrescidas nesta fase pandémica que implicam, também, a informação prestada à comunidade. É nesta qualidade que me dirijo a si e que lhe lanço o repto de discutir publicamente consigo algumas das declarações públicas que fez e que implicam questões deontológicas, cujo esclarecimento aos pares e à comunidade me parecem de primordial importância.” Que, segundo ela, ficou sem resposta. No comentário que escreveu, no blogue Praça Pública e onde deu divulgou aquela carta, descreveu também as questões que pretendia debater e esclarecer com o Dr. José Barriga.

"Fragilização" do SNS causou mortes que podiam ter sido evitadas e está a reduzir a esperança e a qualidade de vida dos portugueses

Zé LG, 15.03.21

112296735_197591781705407_6152230202123013005_n.jpA "fragilização" em que se encontrava o SNS no início da pandemia causou mortes que podiam ter sido evitadas e "a destruição enorme" da economia devido aos confinamentos sucessivos, segundo um estudo do economista Eugénio Rosa.

“A degradação em que o SNS se encontrava tornou o colapso mais rápido e os seus efeitos mais graves e obrigou a sucessivos confinamentos”, que a situação de rutura do SNS exigia, “que destruíram a economia, causaram o aumento explosivo da dívida pública e da pobreza”, refere o estudo hoje divulgado.

“Marcar uma consulta de especialidade ou realizar uma cirurgia era e é uma autêntica tortura, e para centenas de milhares de portugueses que não têm médico de família a marcação de uma simples consulta era quase uma ‘missão impossível'”.

Tudo isto tem “consequências dramáticas” para os portugueses visíveis já a nível de esperança de vida que tinha aumentado de uma forma continua entre 2006 e 2017, de 79 anos para 81,6 anos, e a partir de 2017 inverteu-se com “uma diminuição cada vez mais acentuada”, sendo previsível que em 2020, devido às mortes por covid-19 e pelas outras doenças, por “falta de assistência médica”, a queda tenha sido ainda maior do que a verificada em 2019.

“Embora a esperança de vida à nascença em Portugal fosse, em 2019, de 80,9 anos, a média de anos que um português vive com saúde era, nesse ano, 59,2 anos, o que determina que viva 20 anos com problemas que podem ser graves de saúde causado, em grande parte, pela falta de cuidados de saúde adequados devido à degradação crescente do SNS (falta de meios)”. Enquanto se verifica em Portugal uma diminuição de anos de vida com saúde (de 63,6 anos em 2012 para 59,2 anos em 2019), nos países da UE aumentou de 61 anos para 64,6 anos.

Paulo Barriga recebe Bolsa de Jornalismo em Saúde

Zé LG, 12.03.21

202103120847119831.jpgO Jornalista Paulo Barriga (colaborador do O Atual) ganhou uma das cinco Bolsas de Jornalismo 2020, uma iniciativa do Sindicato dos Jornalistas, com apoio da farmacêutica Roche, para financiamento de reportagens na área da Saúde.

Paulo Barriga, na qualidade de jornalista freelancer, viu a sua proposta de trabalho subordinado ao tema: “Suicídio no Alentejo em tempos de Covid-19”, ser uma das cinco selecionadas entre as mais de 30 candidaturas apresentadas. O jornalista alentejano dá conta da surpresa e da satisfação, já que não é todos os dias que se recebem este tipo de bolsas.

Universidade de Évora impulsiona nova Escola de Saúde e Centro Académico Clínico do Alentejo

Zé LG, 01.03.21

202102281225278869.jpg

O conceito da nova Escola de Saúde e Desenvolvimento Humano da UÉ foi recentemente apresentado pela academia eborense. Na mesma sessão foi formalizada a constituição do Centro Académico Clínico do Alentejo, que conta com a participação, entre outros parceiros, da ULSBA e do IPBeja e que irá impulsionar a formação e investigação nas áreas clínicas associadas a problemas de co-morbilidade presentes na maioria das pessoas de mais idade, numa ótica transdisciplinar e inovadora.

Misericórdia de Évora arranca com Nova Unidade de Cuidados Continuados

Zé LG, 20.02.21

év.jpgA nova Unidade de Cuidados Continuados Integrados da Santa Casa da Misericórdia de Évora, com “capacidade para 42 camas”, vai envolver um investimento de quatro milhões de euros, com o apoio de fundos comunitários, através do Programa Operacional Alentejo 2020.

Segundo o provedor da instituição, Francisco Lopes Figueira, a futura unidade vai “nascer” num novo edifício que será construído num terreno situado junto ao Recolhimento Ramalho Barahona, adiantando que a empreitada arrancou esta semana com a “montagem do estaleiro” da obra e com o início da “movimentação de terras”, referindo que os trabalhos têm um prazo de execução de “20 meses”.

Hospital de Beja já começou a retomar "a atividade não Covid” e “tratar doentes que têm outras patologias”

Zé LG, 19.02.21

A presidente do Conselho de Administração da ULSBA esclarece que, tendo em conta os números referentes à última quarta-feira, dia 17, o Hospital de Beja tinha 34 camas ocupadas com doentes Covid internados. Na Unidade de Cuidados Intensivos, o total de camas, para doentes Covid é de 12 e existiam 8 ocupadas, o que significa que estavam 4 camas disponíveis.

Hospital-Beja-768x576.jpgConceição Margalha revelou que, neste momento, a Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA) já começou “a reduzir o número de camas Covid”, de forma a “ser retomada a atividade não Covid” e “tratar doentes que têm outras patologias”, que até então, “têm ficado para trás”.

PS defende “execução rigorosa e eficiente” do plano de vacinação contra a Covid-19

Zé LG, 18.02.21

Saude-vacina-1-p31b7kf1ft8npkc9f2s8ciofk3r7avzyzvhA Federação do Baixo Alentejo (FBA) do PS reuniu com os presidentes de concelhia, de câmara, das Mulheres Socialistas, da JS e deputados, com o objectivo de “analisar o plano nacional de vacinação e o seu impacto na região”, tendo igualmente contado com a participação a presidente do conselho de administração da ULSBA, Conceição Margalha.

“Foi igualmente dada informação sobre a vacinação de pessoas com mais de 80 anos e portadores de patologias coronárias, respiratórias, renais ou cardíacas, que irá avançar descentralizadamente, ainda esta semana, nos concelhos onde se regista maior incidência de Covid-19”.

O PS do Baixo Alentejo garante estar “empenhado na execução rigorosa e eficiente do plano de vacinação, centrado nas necessidades identificadas, nas prioridades e no contexto de uma população vulnerável, quer pela idade e doenças crónicas, quer pelas características de isolamento de parte do território”, garantindo que, através dos “seus autarcas e responsáveis políticos”, assume “um compromisso de cooperação e de apoio inquestionável à execução do plano de vacinação, centrado nos cidadãos e no combate à pandemia”.

Declarações do Dr. José Barriga coloca o Alvitrando no topo dos posts mais comentados nos Blogues do SAPO

Zé LG, 17.02.21

Fábrica de máscaras cirúrgicas foi criada em Boavista dos Pinheiros

Zé LG, 10.02.21

Fábrica-Vencer-o-Momento.jpgUma, no concelho de Odemira, no distrito de Beja, para dar um contributo ao Sistema Nacional de Saúde (SNS) e ajudar a “vencer o momento” na luta contra a pandemia, adianta o Público.

Esta nova unidade industrial resulta de um investimento de cerca de 500 mil euros, realizado pela empresa Vencer o Momento Lda., fundada em maio passado pelo algarvio Pedro Nicolau e pelo alentejano Paulo Candeias, e entrou em funcionamento em janeiro deste ano.

A fábrica tem 400 metros quadrados e emprega quatro pessoas. Para já, estão a ser produzidas máscaras cirúrgicas do Tipo II, devidamente certificadas pela Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde (Infarmed). O objetivo é “contribuir para o combate à pandemia covid-19, assim como outro género de patologias associadas à disseminação vírica ou microbiana nos profissionais de saúde e população em geral”.

O investimento da Vencer o Momento foi apoiado por fundos do programa operacional regional Alentejo 2020, e a escolha do local teve em conta as necessidades da região.

Leia e oiça também aqui.

“Epilepsia é mais do que ter crises”

Zé LG, 08.02.21

202102051915211441.jpgNo âmbito do Dia Internacional da Epilepsia, que se assinala hoje, a Liga Portuguesa Contra a Epilepsia associa-se à campanha internacional - “Epilepsia é mais do que ter crises”. Uma iniciativa que lembra que a epilepsia não se resume aos episódios das crises epilépticas e que tem várias repercussões no seio familiar, social e profissional, em particular no período associado à pandemia da Covid-19.

Pavilhão Municipal de Beja "transformado" em estrutura para vacinação contra a covid 19

Zé LG, 06.02.21

202102041837562215.jpgA vacinação contra a covid-19 de pessoas prioritárias e não residentes em lares de terceira idade arranca na próxima 4ªfeira, em Beja, revelou o presidente da Câmara Municipal. A campanha de vacinação à população, em Beja, vai decorrer no Pavilhão Municipal João Serra Magalhães.

Segundo Paulo Arsénio poderão ser vacinadas “350 pessoas por dia”, com base nas informações prestadas pelas autoridades de saúde, segundo as quais “uma equipa de quatro pessoas consegue fazer 50 vacinações por hora”, nesta estrutura que “é previsível” que permaneça “montada até 31 de agosto”.

Numa primeira fase, vão ser vacinados contra a covid-19 os idosos com mais de 80 anos e pessoas entre os 50 e os 79 anos e com comorbilidades.

Hospital Privado do Alentejo entra em funcionamento em 2023(?)

Zé LG, 03.02.21

202102031428078441.pngO presidente da Câmara Municipal de Beja reuniu-se com os promotores do Hospital Privado do Alentejo com o objetivo de fazer o ponto de situação relativamente à implementação deste projeto na cidade, estando, nesta fase, a ser elaborado o estudo de tráfego pedido pelas “Infraestruturas de Portugal, SA” que deverá estar concluído no final deste mês.

Tendo em conta o cronograma de planeamento de investimento e de execução, existe a expetativa desta unidade de saúde começar a funcionar no segundo semestre de 2023.

João Ferreira acusou as entidades privadas de saúde de “desertarem” nos momentos difíceis, como é o combate à pandemia de covid-19

Zé LG, 13.01.21

imgLoader2.ashx.jpgO candidato à Presidência da República João Ferreira afirmou, em Santiago do Cacém, que: “Percebemos hoje que aquele negócio que cresceu à sombra do desinvestimento no Serviço Nacional de Saúde, porque foi quando se começou a desinvestir no SNS que começou a nascer e a proliferar o negócio privado da doença, percebermos hoje que na hora do aperto, esses, os grupos económicos que fazem esse negócio, põem-se ao fresco”.

Durante a sua intervenção, João Ferreira sublinhou que as entidades privadas de saúde “desertaram do combate no momento mais difícil”, assim “como desertam de tudo aquilo que não lhes assegure perspetivas de lucro”. Por outro lado, elogiou o Serviço Nacional de Saúde, “que mesmo com o desinvestimento de que foi sendo alvo, está a revelar-se essencial para, numa altura tão difícil e tão exigente, proteger a saúde dos portugueses”.

Presidente do PS Baixo Alentejo apresentou propostas à ministra da Saúde

Zé LG, 12.01.21

PS-768x576.jpgO presidente da Federação do Baixo Alentejo do PS reuniu-se com a ministra da Saúde, Marta Temido, a quem entregou um projeto de criação da Unidade de Cuidados Paliativos no Hospital de Beja, da autoria do médico Munhoz Frade e reafirmou a “defesa do Serviço Nacional de Saúde”.

Nelson Brito defendeu “a urgência de responder à carência de médicos de saúde pública no distrito”. Apresentou “as necessidades ao nível das infraestruturas de saúde, com enfoque na construção da 2ª fase do Hospital José Joaquim Fernandes, bem como garantir financiamento para a Unidade de Cuidados Intensivos, piso de consultas externas e projeto de instalação da ressonância magnética neste estabelecimento hospitalar”. Frisou ainda “a necessidade de cumprir com o compromisso de construção da CPI – Centro de Respostas Integradas (Antigo CAT)” e sugeriu à ministra “a constituição de novos instrumentos para contratação de médicos para o interior, quer por via legislativa, quer por via do reforço da tabela remuneratória dos médicos que decidam fixar-se no interior.” Daqui e daqui.

23 Municípios alentejanos vão erradicar amianto de 38 escolas

Zé LG, 10.01.21

Amianto.jpgatravés das candidaturas por Programa Operacional Regional do Alentejo.

No distrito de Beja estão contempladas a Escola Mário Beirão e a Escola de Santiago Maior, em Beja; a Escola Secundária de Aljustrel e a Escola Básica e Secundária Dr. João Brito Camacho, em Almodôvar, bem como as Escolas Básica e Secundária de Ferreira do Alentejo; a Básica e Secundária de S. Sebastião, em Mértola; a Escola Básica de São Teotónio, no concelho de Odemira e, ainda, a Abade Coreia da Serra e nº1 de Vila Nova de S. Bento, no município de Serpa.

Isto é verdade?! E o que aconteceu à "pessoa (já com sintomas) a qual tem altas funções na saúde desta cidade?”

Zé LG, 08.01.21

202003021242426463.jpg“É triste que muita gente tenha perdido o sentido de responsabilidade e não siga as regras mais básicas da luta anti-covid. Ainda na noite da passagem de ano, num jantar num restaurante desta cidade, foram infectadas mais de 20 pessoas, desde crianças, a grávidas, por pura estupidez de pessoa (já com sintomas) a qual tem altas funções na saúde desta cidade.” Anónimo 06.01.2021, aqui.

Todos devemos ser responsáveis, mas há quem, pelas funções que exerce, tem de ser mais responsabilizado pelas irresponsabilidades que pratica. Neste caso, a confirmar-se a sua veracidade, devia ser divulgado, até para exemplo dos outros "responsáveis" e de todos nós, o que aconteceu a esta pessoa com "altas funções na saúde desta cidade".