Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“Vamos Vencer a Pandemia”, uma campanha que aborda questões da saúde mental

Zé LG, 05.04.20

202004011106158385 mental.jpg... que arrancou na passada quinta-feira, numa parceria do Serviço de Psiquiatria da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA) e a Rádio Voz da Planície.

Lançar algumas recomendações dirigidas, essencialmente, à população em geral, relativamente à preservação da saúde mental, tanto quanto possível, neste momento, é a ideia da campanha “Vamos vencer a pandemia”, tal como explica Ana Matos Pires, frisando que o objetivo passa por ajudar a comunidade, nesta altura, de risco acrescido, em particular, para a doença mental.

Chineses vão produzir EPI em vez de pilhas em fábrica a instalar em Beja

Zé LG, 01.04.20

Depois de, em 2008, a Câmara Municipal de Beja e a empresa Hipo - High Power Green Batteries, Lda terem assinado um protocolo, visando a cedência de terreno para a instalação de uma fábrica de produção de baterias/pilhas e outros produtos industriais, com a criação de 580 postos de trabalho, em três fases distintas num período total de 8 anos, que levou uma Delegação da Câmara de Beja à China nesse mesmo ano, e de, mais tarde, em 2011, ter sido considerada a possibilidade de passarem a ser fabricados caças sul-coreanos em vez de pilhas chinesas, os chineses voltaram à carga e propõem-se instalar agora a referida fábrica, mas virada para a produção de EPI – equipamentos de protecção individual -, de forma a abastecer o mercado europeu e não só daqueles equipamentos destinados a fazer face à Covid – 19.

A confirmar o interesse efectivo dos chineses neste projecto é a reunião marcada para amanhã na Câmara Municipal, com a presença de uma delegação chinesa e representantes de vários ministérios, com o objectivo de fechar o acordo que viabilize o investimento, de forma a que a fábrica possa começar a laborar ainda este ano.

ESCLARECIMENTO aos mais distraídos: Esta foi a minha mentira do 1 de Abril.

Litotal Alentejano com 18 casos confirmados de coronavírus e 175 pessoas em vigilância ativa

Zé LG, 30.03.20

202003261314526826 virus.jpgSegundo a Rádio Sines apurou, existem nesta segunda-feira, 8 casos em Grândola, 6 em Santiago do Cacém, 2 em Sines, 1 em Alcácer do Sal e 1 em Odemira. A Unidade de Saúde Pública do Alentejo Litoral está a acompanhar 175 pessoas em vigilância ativa.

Subiu para 6 o número de pessoas infetadas com coronavírus no concelho de Santiago do Cacém, confirmou Álvaro Beijinha, presidente da autarquia, esclarececendo que “todos se encontram nas suas residências, em isolamento profilático e a recuperarem”, que deixou ainda um apelo à população para que “não entre numa espécie de "caça às bruxas ", pois a história ensinou-nos durante séculos que foram cometidas atrocidades monstruosas quando se entra por esse "caminho".

Conselho Sub-Regional de Beja da Ordem dos Médicos deixa apelo e indicações à população

Zé LG, 29.03.20

médicos-768x512.jpgNuma altura em que o país está em Estado de Emergência devido à pandemia Covid-19, o Conselho Sub-Regional de Beja da Ordem dos Médicos apela a todos que “sigam disciplinadamente, sem hesitação, as recomendações que as autoridades oficiais têm veiculado”.

“Devem sair só quando absolutamente necessário, fazer a lavagem repetida e demorada das mãos, não ter contacto físico, espirrar ou tossir para o cotovelo e respeitar as distâncias de segurança em locais públicos”.

De acordo com a mesma fonte, deve enviar email para ucsp.beja.covid@ulsba.min-saude.pt, caso tenha estado, nos últimos 14 dias, no estrangeiro e tenha a necessidade de expor as suas dúvidas, evitando, assim, as idas ao Centro de Saúde.

O Conselho Sub-Regional de Beja da Ordem dos Médicos apela, ainda, ao espírito de comunidade de todos, no sentido do respeito mútuo e da solidariedade, “certos de que a vitória nesta batalha é garantida, dependendo de todos e de cada um de nós que ela se concretize no mais curto prazo possível”.

Psicovid19 - Saúde mental em tempos de pandemia

Zé LG, 25.03.20

Um grupo de médicos psiquiatras e internos de psiquiatria, integrando Ana Matos Pires, criou um novo blogue, que vale a pena acompanhar nbestes tempos tão conturbados e que se apresenta assim:

"A atual pandemia determina uma profunda alteração nas nossas vidas. As suas consequências na Saúde Mental são óbvias e previsíveis.

Somos um grupo de médicos psiquiatras e internos de psiquiatria, alguns de nós com muitas saudades da blogosfera, que decidiu criar um sítio de partilha de informação e de opinião sobre "Saúde Mental em tempos de pandemia". ...

O nosso compromisso é contribuir para a informação, combater a desinformação, questionar o que pode ser debatido, orientar com base na melhor evidência científica e propor com realismo caminhos que possam ser trilhados coletivamente.  ..."

Siga as recomendações das autoridades oficiais de Saúde e evite as idas ao Centro de Saúde

Zé LG, 24.03.20

OMÉDICOS-768x432.jpgNuma altura em que o país está em Estado de Emergência devido à pandemia Covid-19, o Conselho Sub-Regional de Beja da Ordem dos Médicos apela a todos que “sigam disciplinadamente, sem hesitação, as recomendações que as autoridades oficiais têm veiculado”, designadamente: “sair só quando absolutamente necessário, fazer a lavagem repetida e demorada das mãos, não ter contacto físico, espirrar ou tossir para o cotovelo e respeitar as distâncias de segurança em locais públicos”.

De acordo com a mesma fonte, deve enviar email para ucsp.beja.covid@ulsba.min-saude.pt caso tenha estado, nos últimos 14 dias, no estrangeiro e tenha a necessidade de expor as suas dúvidas.

Daqui e daqui.

No confinamento em casa, “os conflitos em famílias disfuncionais podem aumentar, assim como os níveis de ansiedade”

Zé LG, 24.03.20

201901301006082121 stress.jpgCom muitas pessoas em situação de isolamento social e isolamento social por confinamento em casa, para a contenção do contágio por covid-19, “é preciso um olhar atento do lado da saúde mental”, diz a médica psiquiatra Ana Matos Pires.
“A coexistência pode ser fator de tensão e por isso, é preciso autocontrolo, assim como pedir ajuda quando se está perante dificuldades acrescidas e com as quais não se sabe lidar”, revela a médica psiquiatra exortando as pessoas a pedirem “ajuda por telefone, ou seja evitando as idas aos serviços de saúde, que não são recomendadas nesta altura”.

“Cuidem-se”

Zé LG, 23.03.20

"É nas crises que vem ao de cima o melhor e o pior das pessoas, sejam políticos com responsabilidades de decisão, sejam simples cidadãos nos quais me incluo.
Quem tem de decidir tem de se apoiar nas autoridades competentes e é essa a informação válida que vale a pena divulgar.
O mínimo que se pede a quem tem duvidas e angustias é que não replique informação duvidosa que lê no Facebook, You Tube, Blogs duvidosos e afins.
Já basta estarmos constantemente a ser bombardeados com posições ignorantes de altas figuras como o Trump ou o Bolsonaro, para ainda termos de aturar exigências de perfeitos leigos nas matérias de saúde publica para acções sem nenhum fundamento cientifico.
Temos de ter tino e quem tem alguma responsabilidade na disseminação de informação tem de se abster de "picar" as pessoas só para obter mais visualizações.
Cuidem-se."
Viriato 23.03.2020, aqui.

Centro de Saúde (UCSP) de Beja criou mail para esclarecer dúvidas dos utentes

Zé LG, 22.03.20

A Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados de Beja (que na prática é o Centro de Saúde junto à Segurança Social e todas as extensões de saúde do concelho de Beja nas freguesias, exceto Baleizão), criou um mail para que os utentes, com médico de família nesse Centro, possam esclarecer algumas dúvidas que tenham.
Destina-se de forma mais direta, mas não exclusiva, a grupos de risco (diabéticos, hipertensos, pessoas com doenças oncológicas ou autoimunes, pessoas com 70 anos ou mais, etc.)
Indicar no mail, antes de colocar a(s) questão:
✅ Nome do utente;
✅ Número de utente do SNS;
✅ Nome do/a médico/a de família;
Enviar questões para:  ucsp.beja.covid@ulsba.min-saude.pt
E aguardar resposta.
Este meio, criado pelos médicos da unidade, não substitui a linha "Saúde 24" mas é mais um precioso meio de ajuda nesta altura de incerteza generalizada.