Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Hospital Central do Alentejo será “motor de desenvolvimento”

robalo.jpgO novo Hospital Central do Alentejo, cujo concurso público para a sua construção foi já lançado, "será um motor de desenvolvimento regional e de coesão social", afirmou o presidente da Administração Regional de Saúde (ARS), José Robalo.
José Robalo sublinhou que o lançamento do concurso público para a empreitada é "mais uma etapa decisiva" para que "o novo Hospital Central do Alentejo se torne uma realidade em dezembro de 2023". "Esta é uma ambição de todos os profissionais do [atual] hospital de Évora e de toda a população do Alentejo, sendo complementar às restantes unidades de saúde da região", vincou.
A futura unidade hospitalar vai dar resposta às necessidades de toda a população do Alentejo, com uma área de influência de primeira linha que abrange cerca de 200 mil pessoas e, numa segunda linha, mais de 500 mil pessoas.

“É um assunto que importa discutir”

“... o assunto (Centros de Responsabilidade Integrada) está na ordem do dia, a cardiologia e a cirurgia cardio-toraxica sempre foram especialidades com apetência, e experiência, para este tipo de alternativa organizativa. Acho mesmo que é um assunto que importa discutir e que, quer se queira quer não, se interliga com o desenvolvimento de alguma especificidade de um serviço, com a sua especialização e inovação. Com o hospital central do Alentejo a ser (espero) uma realidade há que pensar nestes assuntos.

Ana Matos Pires 01.08.2019 00:07”, aqui.

Técnicos de Radiologia do litoral alentejano em greve

hospital.jpgOs técnicos de radiologia do litoral alentejano estão, hoje e amanhã, em greve. Está também prevista uma manifestação destes profissionais, em frente ao Hospital do Litoral Alentejano, hoje, entre as 11.00 e as 14.00 horas.

Estes profissionais exigem a negociação de remunerações dignas, condições de exercício que permitam corresponder às necessidades da população que serve, a aplicação do Código do Trabalho sem desvios, o fim das pressões sobre os profissionais para aceitarem condições contratuais e de exercício não consentâneas com a sua qualificação e competências e exercício profissional.

Porque não são criados Centros de Responsabilidade Integrada na ULSBA?

Sobre o anúncio da criação de Centros de Responsabilidade Integrada (CRI's) no Hospital de Évora (Cardiologia, Oncologia e Obesidade), afigura-se-me oportuno e pertinente dizer:
1. Como cidadão e potencial utente, saúdo a capacidade inovadora do Serviço Nacional de Saúde, que neste caso concreto aviva a esperança de que o interior do País seja meritoriamente desenvolvido.
2. Como profissional do Hospital de Beja (na vertente de Gestor), recordo aos meus concidadãos baixo-alentejanos que já há cerca de 20 (vinte!) anos tínhamos essa visão desenvolvimentista e pioneira, expressa documentalmente pelo Conselho de Administração da altura, em proposta de criação de CRI's.
3. Mais recentemente, de forma pública e também documentalmente dirigido a quem de direito, esse projeto foi reiterado, não tendo merecido da tutela outra atitude que a penalização dos seus autores.
4. Entendo reafirmar que no contexto atual, apesar das conhecidas carências de recursos, a ULSBA retém potencialidades para singrar nessa via de diferenciação, em benefício dos seus utentes e da sustentabilidade enquanto Empresa Pública.

Munhoz Frade 17.07.2019 16:24, aqui.

 

Aqui está um tema que, insistentemente, Munhoz Frade traz para debate mas parece que não há quem tenha vontade de o debater, a começar pelo CA da ULSBA. Podem ou não esses CRI’s ajudar a resolver alguns dos problemas da Saúde no Distrito de Beja? Se podem, porque não são criados?

AR recomenda “medidas urgentes” para Saúde no Distrito de Beja

Hospital-de-Beja texto.jpgO parlamento aprovou um projeto de resolução do PCP que recomenda ao Governo a adoção de medidas urgentes para reforçar a resposta pública na área da saúde no distrito de Beja. Este projeto, que tinha sido apresentado pelos comunistas no dia 3 deste mês, foi aprovado com os votos a favor das bancadas de PSD, CDS-PP, BE, PCP, PEV e PAN e de dois deputados do PS e a abstenção dos restantes deputados socialistas e do deputado não inscrito Paulo Trigo Pereira.
Ao nível dos cuidados de saúde hospitalares, o projeto recomenda ao Governo que reforce as medidas de incentivo e apoio à fixação de médicos na Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA), sobretudo das especialidades mais carenciadas, como obstetrícia, pediatria, imagiologia e ortopedia.
…. Leia aqui o resto da notícia.

Médicos do distrito de Beja fazem memorando sobre o estado da saúde para ser debatido na AR

070120152058-384-sadebatamdico.jpgO documento já foi enviado ao bastonário da Ordem dos Médicos que o reencaminhará para a Assembleia da República, com pedido de audiência no seio da Comissão Parlamentar de Saúde. Este é, segundo Pedro Vasconcelos, presidente do Conselho Sub-Regional de Beja da Ordem dos Médicos, mais um alerta sobre as necessidades progressivamente verificadas e as razões que as determinaram. Os problemas dos recursos humanos e as dificuldades nos investimentos para a saúde são alguns dos problemas identificados.

“Como se a população tivesse que escolher inequivocamente entre um e outro…”

“… a morte desta cidade está a ser acelerada com esta guerrilha partidária, estas palas dos partidos que os obriga a dizer mal de tudo o que o outro faz, mesmo que seja bom, é o maior defeito dos partidos, a incapacidade para dialogar entre eles só nos prejudica enormemente, a alternância democrática na autarquia está a ser ainda pior que 40 anos do mesmo, não por o PS ser mau ou a CDU melhor… mas porque as vitórias e derrotas são mal digeridas e o discurso é completamente toldado. Como se a população tivesse que escolher inequivocamente entre um e outro… a Comissão de Utentes é vítima disso, apesar da defesa dos serviços de saúde ser uma coisa de todos, como tem pessoas da CDU e a câmara é PS e política entra em ação e destruímos uma luta que é de todos.

Anónimo 01.07.2019 08:54”, aqui.

 

Recordo, a propósito, que a tentativa de evitar a bipartidarização e as suas nefastas consequências no concelho de Beja foi uma das principais razões que levou à candidatura Por Beja com Todos às eleições autárquicas de 2013.

Médicos e enfermeiros “lutam contra a degradação do SNS e das condições de trabalho”

greve.jpgMédicos e enfermeiros vão esta semana paralisar serviços de saúde em todo o país, com greves que começam na terça-feira e que se estendem até sexta-feira.

A greve dos médicos inicia-se às 00:00 de terça-feira e termina às 24:00 de quarta-feira. A paralisação dos enfermeiros decorre entre as 08:00 de terça e as 24:00 de sexta.

Cada uma das classes profissionais têm reivindicações específicas, mas tanto médicos como enfermeiros argumentam que lutam pela dignidade da profissão e por um melhor Serviço Nacional de Saúde (SNS).

Apesar de reivindicações específicas de cada uma das profissões, os profissionais garantem estar a lutar por melhorar o Serviço Nacional de Saúde e lamentam que o Governo mantenha a saúde sob austeridade, embora o executivo socialista insista que nunca houve tantos profissionais no setor público da saúde.

Saiba tudo o que precisa de saber sobre a greve.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Muitos daqueles que foram bater palminhas ao Antón...

  • Anónimo

    O resultado em Beja só teria importância se a CDU ...

  • Anónimo

    O PSD de Rui Rio não será chupista! Por isso ele t...

  • Anónimo

    Na apresentação da candidatura do Henrique Silvest...

  • Ana Matos Pires

    Sim, uma alimentação saudável é um factor importan...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds