Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Pedro Nuno Santos versus Luís Montenegro

Zé LG, 24.02.24

Nim Sopas.png

A pré-campanha eleitoral tem sido fértil em casos e casinhos, tal como foi o governo do PS, de maioria absoluta, e que, por isso também, acabou por cair. Parece que é nisto que se está a transformar a vida política no nosso País. Como se não existissem temas importantes  para discutir para o futuro do País.

A questão sobre o que fazer depois das eleições tem alimentado boa parte dos debates entre Pedro Nuno dos Santos, do PS, e Luís Montenegro, do PSD, e contribuído para reforçar a ideia que se tem dos dois. Enquanto o primeiro, mesmo gerando alguma confusão, faz, neste caso diz qual é a sua posição - o PS não apresenta nem apoia uma moção de censura caso não consiga formar governo, sozinho ou com o apoio de outros partidos à sua esquerda, o segundo não se compromete, deixa para depois... e não diz qual a sua posição, como relativamente a outras questões.

Pedro Nuno Santos diz que “há muito para fazer” no Baixo Alentejo

Zé LG, 20.02.24

PNS.pngPedro Nuno Santos, secretário-geral do PS, defendeu, hoje em Beja, um “desenvolvimento harmonioso” do país que “não se limite a uma estreita faixa do litoral”, disse que no Baixo Alentejo “há investimentos estruturantes que ainda têm de ser concluídos” e outros que “começaram a dar os primeiros passos, alguns em projeto, outros em concurso” e que quer que a região veja obra “seja na ferrovia, seja na rodovia, seja até na dinamização do aeroporto e na segunda fase do hospital”.

Pedro Nuno Santos em campanha em Moura, Beja, Castro Verde e Almodôvar

Zé LG, 19.02.24

20240218214843973.jpgO secretário-geral do PS, Pedro Nuno Santos, vai estar, amanhã, em campanha no Baixo Alentejo. Começa às 10.00 horas, com uma visita à Fábrica de Painéis Solares e Baterias, em Moura, prossegue às 12.00 horas, com uma arruada nas Portas de Mértola e, às 12.30 horas, com um almoço debate com representantes do setor do desenvolvimento do Baixo Alentejo. Da parte da tarde, pelas 15.30 horas, visita o Centro de Saúde de Castro Verde e, às 16.30 horas, a Cercicoa em Almodôvar.

“Beja Consegue” critica a instalação de contentores para pernoita dos sem abrigo do edifício “Refer”

Zé LG, 05.02.24

202401311545508453.jpgA coligação de direira “Beja Consegue” critica o Executivo da Câmara de Beja por ter instalado "contentores durante um mês e meio (não mais), no Flávio dos Santos, sem consultar a oposição”, por "a medida, agora tomada, apenas resolver uma situação pontual, motivada por pressões externas” e porque “como medida avulsa a mesma não permite traçar um caminho para a resolução de situações de pessoas” sem abrigo, depois de ter apresentado “uma proposta para a criação de um espaço permanente (...) onde pudessem pernoitar e ser monitorizados, controlados e apoiados todos os sem abrigo e imigrantes”, num “edifício desabitado/abandonado, ...,  que devidamente remodelado fosse uma solução duradoura, minimizando e invertendo a tendência crescente para este problema”. E conclui que “se torna evidente a falta de estratégia do executivo em funções..., atuando sempre em último recurso, de forma reativa e nunca de uma forma ativa e preventiva”, porque “... para o bem de Beja, e num assunto desta natureza, era crucial que tivéssemos chegado a uma solução duradoura com um projeto a desenvolver nos próximos anos.”

Nelson Brito é o cabeça de lista do PS por Beja

Zé LG, 24.01.24

202401222205551699.jpgNelson Brito é o cabeça de lista do PS por Beja, substituindo Pedro do Carmo, que passa a número dois, e em terceiro lugar mantém-se Telma Guerreiro. Como suplentes surgem Marisa Saturnino, presidente das Mulheres Socialistas e vereadora do PS na Câmara de Beja, Afonso Domingos, presidente da JS, e Rita Costa, de Moura. Daqui e daqui.

Luís Dias é o cabeça de Lista do PS, pelo círculo eleitoral de Évora

Zé LG, 21.01.24

fit25-696x421.jpgLuís Dias, tem 41 anos, é presidente da Federação Distrital de Évora do PS e d a Câmara Municipal de Vendas Novas. Seguem-se Cláudia Sousa Pereira, professora universitária, e Tiago Pardal, natural de Estremoz, economista e líder da Federação Distrital da Juventude Socialista. Como suplentes surgem Fátima Breia, Médica, Maria Clara Safara, natural de Mourão e antiga autarca deste concelho, e Jorge Araújo, ex-reitor da Universidade de Évora.

“Sem obras estruturantes na cidade, não haverá desenvolvimento”

Zé LG, 12.01.24

22583665_y5VJV.jpeg«O trabalho desenvolvido pelo executivo da autarquia em 2023, foi uma repetição dos anos anteriores, ou seja, paupérrima em obras ou melhorias, não tendo havido no concelho uma obra com impacto ou mudança estrutural. … nas Grandes Opções do Plano e Orçamento de 2023, ..., consta, entre várias promessas, o investimento da Zona de Acolhimento Empresarial Norte, no valor de 15,1 milhões de euros, sendo que a única mudança que aconteceu no local, foi o início da construção de uma estrada, ..., sendo que o investimento incluí muitas outras áreas de atuação; reabertura do Mercado Municipal de Beja; os projetos vencedores do 1º Orçamento Participativo de 2022, não foram implementadas em 2023; o início das obras no Museu de Banda Desenhada; estudo e início da Circular Externa de Beja; remodelação do estádio Flávio dos Santos; obras no parque industrial, junto à nora; conclusão do Fórum Romano de Beja. … No meio do deserto, em termos de investimento, apenas houve o início das obras do edifício do CEBAL, ..., e do Fórum Romano de Beja.» Do post “Gestão autárquica em 2023: uma mão cheia de nada”, do blogue MAIS BEJA.

Salário mínimo de mil euros em 2028, é pouco para tanta ambição

Zé LG, 08.01.24

ps.pngPedro Nuno Santos quer salário mínimo nos mil euros, alterar a forma de financiamento da segurança social, mudar o indexante de atualização das rendas para que tenha em consideração a evolução dos salários, entre outras medidas. Saiba que prioridades anunciou o novo secretário-geral do PS, num discurso de olhos postos nas legislativas de 10 de março. Veja aqui.

“Um impediu a construção de uma autoestrada e o outro nada fez pela região”

Zé LG, 26.12.23

a96913536f302178dfe2be7d2365d89d-783x450.png«É-me muito difícil perceber esta questão e sobretudo como baixo-alentejanos que somos. Um impediu a construção de 40 Km de uma autoestrada que poderia ter sido decisiva para o futuro da região, mesmo pagando elevadas indemnizações à construtora. E o outro em 8 anos de "reposições" nada fez pela região, virou-lhe as costas várias vezes e ainda gozava com a malta propagando aqui a construção do novo hospital de Évora e a via férrea que passa também por essa cidade, como investimentos estruturantesAnónimo, 22.12.2023, aqui.