Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

António Costa tem tido uma postura construtiva

costa.jpgAntónio Costa, logo no seu discurso na noite eleitoral, afirmou que os "Portugueses gostaram da geringonça e desejam a continuidade" e reafirmou a sua vontade de prosseguir esta solução na próxima legislatura, à saída da reunião com o PR, depois de indigitado para formar governo.

Não é um político com quem simpatise particularmente e já contestei fortemente algumas das suas decisões, ao longo da sua vida política. Mas reconheço que é um político hábil, como poucos, com visão estratégica, capaz de agir em função essencial, passando ao lado do acessório. E, para mim, teve o mérito maior de, há quatro anos, contra todos os preconceitos ideológicos e políticos, contra a direita encabeçada por Cavaco Silva, ter, pela primeira vez, sido capaz de gerar uma maioria parlamentar das esquerdas, que permitiu a um governo minoritário governar durante a legislatura. E, ao contrário do que muitos diziam e muitos mais pensavam e desejavam, a solução encontrada foi bem acolhida e satisfez a maioria dos portugueses.

Neste período pós-eleitoral tem tido intervenções correctas, responsáveis, ajustadas à situação resultante das eleições e manifestado vontade, empenhamento e espírito aberto para reeditar, com os ajustamentos necessários e possíveis uma solução política para assegurar a maior estabilidade política possível na legislatura. E teve ainda a clarividência de realçar que o que assegura a estabilidade governativa é a capacidade de resolver os problemas e satisfazer as expectativas.

“Ninguém teria nada a ver com isso sendo eu Presidente de Câmara ou não.”

"Cuidado com as "generalizações" sobre o meu - e sublinho o meu -, Facebook alvo de amores e de ódios.

pa.jpg...

Não tinha de falar/escrever/dar explicações rigorosamente nenhumas sobre o meu FB e é-me indiferente que se considere que o utilizo bem ou mal.
Por regra quem mais nos apoia eventualmente considerará que o utilizo bem, quem não nos apoia entenderá que o utilizo mal. É a vida.
Entendi apenas esclarecer, pelo que li em comentários anteriores aqui, que tenho 5 bloqueados reais em termos de FB... uma enormidade como se vê face às criticas que nos fazem. Tipico de um antidemocrata... 😂. Um abraço a todos. Paulo Arsénio
P.S - Já agora: quantos "não políticos", alvos, naturalmente, de muito menos críticas do que eu, têm mais de 5 bloqueados no FB?
E se calhar alguns vieram aqui anonimamente comentar sobre mim...
Bom 5 de outubro!

Anónimo 05.10.2019 12:20", aqui.

A sério, António Costa? Não é sério.

costa.jpg"Quem quer uma vitória do Partido Socialista só tem um voto a dar: é o voto no PS para dar força ao PS para continuar a mudança de política que iniciámos há quatro anos e que tem que seguir agora com mais vigor para podermos fazer ainda mais e ainda melhor", disse Costa, secretário-geral do PS, num comício em Beja.

"Quando olhamos [PS] para o que acontece no aeroporto de Beja só podemos mesmo dizer: é preciso fazer mais, é preciso fazer melhor, porque não nos conformamos com o que acontece no aeroporto de Beja", afirmou. “Já quando vemos o atraso no desenvolvimento dos acessos rodoviários aqui no distrito nós dizemos: é preciso fazer mais, é preciso fazer melhor, porque não nos conformamos com o estado em estão os acessos rodoviários ao distrito de Beja", disse António Costa. 

Lembrando que o Governo PS inscreveu "no plano nacional de infraestruturas que a eletrificação da ligação ferroviária entre Casa Branca e Beja seria entre 2021 e 2025", António Costa disse que a "ambição" do PS é de a "poder fazer em menos tempo, mas nunca, nunca mais atrasar essa obra, que já tarda há muito" em ser concretizada.

PS recandidata Pedro do Carmo à Assembleia da República

imgLoader2.ashx.jpgPedro do Carmo, actual deputado e presidente da Federação do Baixo Alentejo do PS, vai voltar a ser o cabeça de lista do PS por Beja. A escolha do secretário-geral do PS, António Costa, vai ao encontro do que tinha sido decidido pelos órgãos distritais do PS
O nome do atual deputado já tinha sido votado, por unanimidade, no secretariado da Federação Distrital do Baixo Alentejo e obtido o “aval” de todos os presidentes de câmara eleitos pelo PS no distrito de Beja.

Ler também aqui e aqui.

João Gomes Cravinho em Beja para prestar contas e ouvir os militantes sobre a governação do PS

JGC.jpgApós o Debate do Estado da Nação, e como sucedeu durante toda a legislatura, o PS inicia hoje uma ronda por todos os distritos do Continente, com o objectivo de prestar contas e ouvir os seus militantes e simpatizantes sobre a governação socialista.

A Federação do Baixo Alentejo do PS realiza no domingo, dia 14, às 18 horas um plenário de militantes, com a presença de João Gomes Cravinho, actual ministro da Defesa.

Pedro do Carmo contra Capoulas Santos?

pedro-do-carmo-AR2-768x432.jpgO deputado do PS eleito por Beja interveio a favor do olival, durante o debate realizado na Assembleia da República, marcado pelo Partido Ecologista “Os Verdes” (PEV), com o tema “travar as culturas intensivas e superintensivas”, considerando que a plantação de olival no Alentejo “cria emprego e fixa população jovem e qualificada nos territórios do interior” e que o Baixo Alentejo “é hoje uma das regiões do país que mais contribui para as nossas exportações” fruto dos investimentos realizados.

No mesmo debate, afirmou o ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural: “Determinei, no atual quadro comunitário de apoio, que não haverá no perímetro de Alqueva mais apoios ao investimento para a instalação de olivais e de agro-industrias associadas ao olival, porque temos capacidade de laboração suficiente”.

Senhores deputados e autarcas defendam as populações que os elegeram e lutem pelo Hospital Público de Beja!

Depois do encerramento da maternidade a 5 e 6 de janeiro, a 2 de março, a 12 de abril e a 9 de junho, o PCP, preocupado com o cenário de encerramento da maternidade do Hospital de Beja, questionou o Governo sobre quais são os motivos que “explicam os sucessivos períodos de encerramento do serviço de urgência de Obstetrícia do Hospital José Joaquim Fernandes?”.

 

Entretanto o CDOS informou que “o encerramento do Serviço de Urgência de Ginecologia e Obstetrícia (no período compreendido entre as 18 h do dia 14 de junho e as 8 h do dia 15 de junho), está ultrapassada, estando o Serviço de Urgência de Obstetrícia e Ginecologia do Hospital José Joaquim Fernandes, a funcionar em pleno no mencionado período.”

26000835_405059729926276_1710825802068910400_n.jpg

 

Aqui, um Anónimo, em 14.06.2019 15:05, deixou o seguinte comentário: Os “Autarcas" do PS estão COBARDEMENTE calados , pois têm medo de perder os TACHOS. Por uma vez na vida pensem naqueles que os elegeram e que não têm capacidade financeira para andarem nos Hospitais Privados. Dr PAULO ARSENIO saia da sua "área" de conforto e assuma-se como lider na defesa do Hospital de Beja.

PCP acusa autarquias PS de pretenderem privatizar a gestão da água. Presidente da Câmara de Beja garante que não.

logo.pngA DORBE do PCP acusa os municípios de “Aljustrel, Almodôvar, Barrancos, Beja, Castro Verde, Mértola, Moura e Ourique de estarem a decidir a constituição de uma parceria para a gestão dos sistemas de água em baixa, porventura procurando aproveitar o facto de temporariamente o PS ter uma maioria em câmaras municipais do distrito e sem uma discussão e esclarecimento necessários nos órgãos autárquicos, aos trabalhadores envolvidos e à população sobre uma tão importante matéria”

O presidente da Câmara de Beja e Paulo Arsénio confirmou que existe a intenção de um conjunto de municípios se associarem para a gestão da água em baixa, à semelhança do que acontece com a gestão da água em alta, situação, referiu, com a qual a “CDU concordou”. Garantiu que a privatização está fora de hipótese.

Ler e ouvir aqui e aqui.

Comentários recentes

  • Anónimo

    E nem sequer sobre o facto de a CDU ter aqui tido ...

  • Anónimo

    Desta vez ninguém comentou sobre quem fez parte da...

  • Anónimo

    As saudades da Rural Beja têm que ver com a qualid...

  • Anónimo

    Olhe que não, olhe que não!

  • Anónimo

    Também este blog já não é o que era.Nem uma pequen...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds