Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Afinal o que já fez o Executivo da Câmara de Beja quanto à INCLUSÃO, à PARTICIPAÇÃO e à CIDADANIA?

Escrevi aqui, há um ano, no dia da tomada de posse do novo Executivo da Câmara de Beja:

Pela parte que me toca, vou estar atento ao cumprimento das medidas que melhor poderão contribuir para a INCLUSÃO, a PARTICIPAÇÃO e a CIDADANIA, designadamente:

20693663_WYzcG.jpeg

> Elaborar um Plano Plano Municipal para a Igualdade.

> Elaborar um Plano Plano Municipal para a Acessibilidade e criar um Conselho Consultivo para a Inclusão.

> Participar na definição das políticas de saúde concelhias em estreita articulação com as estruturas representativas do Ministério da Saúde.

> Disponibilidade para a transferência de competências do Poder Central na área da Educação.

> Criar parcerias com associações locais para a elaboração de um Plano Municipal de Ocupação de Tempos Livres.

> Implementar o Orçamento Participativo.

> Promover discussões públicas sobre intervenções estruturais do Concelho.

> Criar a figura do Provedor do Munícipe.

> Promover sessões do “Ouvir Beja”.

> Valorizar o papel dos Conselhos Municipais e Conselhos Consultivos.

Pelo que então escrevi, gostava de ser informado sobre o que já fez e quando pretende fazer o que ainda não fez o Executivo, do PS, da Câmara de Beja. Ou tenho acompanhado mal a sua gestão ou ainda foi feito muito pouco para cumprir estas promessas… Pode dizer-se que passou um ano, mas tendo em conta o tipo de medidas que têm mais a ver com o estilo de gestão eu diria que passou um ano...

Afinal foi feita ou não auditoria às contas da Câmara de Beja?

20687809_W8mY1.jpeg

"Muito provavelmente iremos pedir uma auditoria às contas da Câmara Municipal, não por uma atitude de desconfiança para quem esteve lá antes mas para conhecermos exactamente qual é a nossa base de partida e aquilo que podemos fazer ao longo do mandato", anunciou Paulo Arsénio há um ano.

 

Decorrido um ano sobre esta intenção, nada foi divulgado sobre o assunto. Paulo Arsénio, agora como presidente da Câmara Municipal de Beja, deve esclarecer este assunto: Se foi feita, quais os resultados; Se não foi feita, o que levou a alterar aquela sua intenção.

 

PARECE QUE SOU BRUXO… FOI HÁ DEZ ANOS

Jorge Pulido Valente troca Câmara de Mértola por EDIA

2324367_ugqkd.jpegJorge Pulido Valente vai suspender o mandato de presidente da Câmara Municipal de Mértola para assumir o cargo de vogal do Conselho de Administração da EDIA, após ter aceitado o convite do ministro da Agricultura,

Jaime Silva.

A suspensão do mandato "irá produzir efeitos no dia em que tomar posse como vogal do Conselho de Administração da EDIA", o que poderá acontecer "a partir do próximo dia 15", admitiu o autarca socialista,

que será substituído pelo vice-presidente, Jorge Rosa.

 

Ficará por aqui ou esta nomeação destina-se a preparar melhor outros voos?

O Baixo-Alentejo volta a ter alguém no Conselho de Administração da EDIA.

PAULO ARSÉNIO CONSIDERA “MUITO POSITIVA” AUTORIZAÇÃO DE DESPESA PARA PALÁCIO DA JUSTIÇA

Paulo-Arsénio-3-768x512.jpg

Na última reunião de Conselho de Ministros foi autorizada a realização da despesa, pelo Instituto de Gestão Financeira e Equipamentos da Justiça, relativa à construção do novo Palácio de Justiça de Beja.

O investimento de 4 milhões de euros vai albergar serviços da comarca espalhados por três edifícios localizados em Beja e um em Ferreira do Alentejo.

A construção do Palácio da Justiça de Beja deverá começar no próximo ano, em terrenos cedidos pela autarquia.

Paulo Arsénio, presidente da Câmara de Beja, frisa que se trata de um passo “muito positivo” para concretização deste projecto.

PEDRO DO CARMO QUER-NOS CALADOS À ESPERA DA ABERTURA DA AUTOESTRADA

Pedro do Carmo, deputado à AR e também presidente da Federação do Baixo Alentejo do PS, frisa que “de pouco valerá agitar por agitar, só para criar ruído, porque, por exemplo sendo certa a abertura do troço da A26 já construído em 2018, importa que o seja após a resolução de pequenas questões técnicas existentes”.

 

 

Caro Pedro do Carmo:

1 - Se são “pequenas questões técnicas existentes” que impedem a abertura do troço da A 26, porque ainda não os resolveram?!

2 – Acha que é preferível manter o troço da A 26, concluído há meses, encerrado a permitir a sua utilização gratuita até à “resolução de pequenas questões técnicas existentes”?

3 – Acha mesmo que “de pouco valerá agitar por agitar, só para criar ruído”? Não será, também por isso – por pouco “agitarmos” -, que a região está como está?

4 – Acha mesmo que este governo está a mostrar que o Baixo Alentejo “é uma região querida para o PS”, como referiu António Costa? Que investimentos garantiu o governo para o Baixo Alentejo, durante as Jornadas Parlamentares do PS?

5 - Que “não queira fazer ondas” é uma questão sua e da sua consciência. Mas não queira que outros se acomodem e deixem de lutar por aquilo de que a região precisa...

JÁ TÊM ALQUEVA, O QUE QUEREM MAIS?

António Costa defraudou as expetativas dos baixo alentejanos

201807031440547378.jpg

António Costa esteve na sessão de encerramento das Jornadas Parlamentares do PS, na Pousada do Alqueva, mas não falou sobre nenhuma das exigências prementes do distrito de Beja, referindo-se apenas ao investimento de Alqueva, frisando que foi o PS o grande responsável pelo mesmo. 

O secretário-geral do PS deixou os baixo alentejanos sem respostas sobre a A26 e sobre a possibilidade de se introduzir, ou não, a eletrificação da linha férrea Beja/Casa Branca, no PNI 2030, apesar do líder parlamentar do PS Carlos César, ter afirmado, em Beja, essa possibilidade. Sem respostas ficou, igualmente, o futuro do Aeroporto de Beja.

E O DISTRITO DE BEJA É O ENTEADO

António Costa deixou os baixo alentejanos sem respostas 

ps.jpg

“Esta é uma região querida para o PS” afirmou António Costa no encerramento das Jornadas Parlamentares do PS, na Pousada do Alqueva, dizendo que por isso mesmo investe “no Hospital Central, em Évora, na linha de caminho de ferro entre o Porto de Sines e o Caia e na valorização das acessibilidades locais”. Sobre acessibilidades no distrito de Beja nada foi dito pelo secretário-geral do PS.

 

E como se esta “mão cheia de nada” não bastasse, o governo ainda teve o desplante de justificar a não abertura do troço da A26 entre Grândola e Santa Margarida do Sado, concluído há meses, com problemas na conclusão da praça de portagens.

Ou seja, enquanto não forem criadas condições para termos de “pagar mais este favor”, o governo obriga-nos a circular por uma via cada vez mais degradada e insegura… Razão tem o PCP, que “rejeita manobras de diversão” e exige “seriedade” ao PS.

GOVERNO VAI AVANÇAR COM A ELABORAÇÃO DO PROJECTO DE ELECTRIFICAÇÃO DA FERROVIA ENTRE CASA BRANCA E BEJA

Jornadas-PS-768x432.jpg

O anúncio foi feito, em Beja, por Carlos César, líder do Grupo Parlamentar do PS, após uma reunião com o movimento “Beja Merece+”, no quadro das Jornadas Parlamentares do Partido Socialista.

 

Porque não foi o governo a fazer este anúncio? Porque tem o Grupo Parlamentar do PS de garantir que “vai envolver-se na inclusão deste projecto no Programa Nacional de Investimentos (PNI 2030)”?

PS REALIZA JORNADAS PARLAMENTARES EM BEJA

pedro-do-carmo-AR-768x512.jpg

O distrito de Beja recebe Jornadas Parlamentares do PS, nos dias 2 e 3 de julho. Esta realização vai permitir um maior conhecimento do território e vai ser também, um momento de reivindicação das necessidades da região.

Na próxima segunda-feira três grupos de Deputados percorrerão o território do Baixo Alentejo, de Odemira a Barrancos, em contactos com instituições, empresas e realidades de um Mundo Rural “em crescente afirmação, nas marcas de identidade e nas actividades económicas”.

Na terça feira, tem lugar uma reunião plenária das Jornadas Parlamentares, no paredão de Alqueva, com a participação do Secretário Geral do Partido Socialista e Primeiro Ministro, António Costa.

Leia mais AQUI.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Bons tempos.

  • Anónimo

    Tem toda a razão, às vezes parecem miúdos que pela...

  • Anónimo

    Como estão as contas afinal?

  • Luis Palminha

    Se não me engano, a resposta a essa pergunta foi p...

  • Anónimo

    É verdade , gente empenhada, competente é o que ma...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds