Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Presidente do PS Baixo Alentejo apresentou propostas à ministra da Saúde

Zé LG, 12.01.21

PS-768x576.jpgO presidente da Federação do Baixo Alentejo do PS reuniu-se com a ministra da Saúde, Marta Temido, a quem entregou um projeto de criação da Unidade de Cuidados Paliativos no Hospital de Beja, da autoria do médico Munhoz Frade e reafirmou a “defesa do Serviço Nacional de Saúde”.

Nelson Brito defendeu “a urgência de responder à carência de médicos de saúde pública no distrito”. Apresentou “as necessidades ao nível das infraestruturas de saúde, com enfoque na construção da 2ª fase do Hospital José Joaquim Fernandes, bem como garantir financiamento para a Unidade de Cuidados Intensivos, piso de consultas externas e projeto de instalação da ressonância magnética neste estabelecimento hospitalar”. Frisou ainda “a necessidade de cumprir com o compromisso de construção da CPI – Centro de Respostas Integradas (Antigo CAT)” e sugeriu à ministra “a constituição de novos instrumentos para contratação de médicos para o interior, quer por via legislativa, quer por via do reforço da tabela remuneratória dos médicos que decidam fixar-se no interior.” Daqui e daqui.

“Câmara funciona de forma irregular”, acusam eleitos CDU na AM de Beja

Zé LG, 06.01.21

201803061730278395.jpgOs eleitos da CDU na Assembleia Municipal de Beja dizem que a Câmara “está a funcionar de forma irregular” e que a “Assembleia Municipal (AM) não permitiu solucionar esta irregularidade”. Em causa está o facto, da “Câmara de Beja ter aceitado competências na área da Educação antes da data deliberada pelo órgão” e de “na sessão extraordinária de dezembro de 2020, a presidente da AM não ter permitido incluir uma deliberação que solucionava esta irregularidade”.

Para os eleitos da CDU, “a Câmara está a sobrepor-se à Assembleia Municipal”. As declarações são, ainda, de Susana Correia, que deixou claro que “os eleitos da CDU vão ver que ação deve ser tomada para corrigir esta irregularidade”.

Segundo a nota da CDU, “mais uma vez ficam demonstradas a imponderação, a insensibilidade e a ausência de bom senso que caracterizam a atual gestão municipal do PS, tendo como possível consequência a pioria das condições de ensino no concelho”.

PS do Baixo Alentejo exorta o governo a recorrer à requisição civil, se for necessário, para garantir médicos de saúde pública

Zé LG, 15.12.20

201805071818025023.jpg“O PS Baixo Alentejo exorta o governo para uma resolução urgente deste problema (falta efetiva de médicos de saúde pública), nem que para tal recorra a requisição civil, e a desenvolver uma ação afirmativa que garanta, no futuro imediato, o preenchimento das vagas, consideradas de extrema importância.”

António José Brito "parece ser daqueles que manifestam azia com os acordos parlamentares à esquerda”

Zé LG, 10.12.20

83042740_2978637818814585_4059015051321802752_o.jp«Este caro sr (AJB), parece ser daqueles que manifestam azia com os acordos parlamentares à esquerda, como forma de luta inevitável, para evitar mais um governo de centro-direita de tão memória para todos!...Pois, esta coisa da disciplina político-partidária praticada por indivíduos moderadinhos e obedientes, já deu frutos noutras circunstâncias, mas os tempos são outros!...Tivemos pela primeira vez na nossa curta história democrática, uma solução governativa que muitos vaticinavam como um suicídio político, mas que contrariamente a essa expectativa, conseguiu retirar o País do abismo em que se encontrava, com sacrifícios desproporcionais para os contribuintes/trabalhadores deste País!...Abriu-se um novo ciclo, com altos e baixos, é certo, mas ainda assim preferível ás anteriores governações!...E nessa matéria talvez as autarquias locais pudessem aprender alguma coisa, mas parece que não é assim!...Estamos entregues a bicharada provinciana!»
Anónimo 07.12.2020, aqui.

“A sua qualidade de autarca exige-lhe coisa bem diferente.”

Zé LG, 08.12.20

83042740_2978637818814585_4059015051321802752_o.jp«O AJB resvala nesse artigo de opinião para uma posição de intolerância imprópria de qualquer verdadeiro democrata. A sua qualidade de autarca exige-lhe coisa bem diferente. Também sou membro do PS e sei bem que uma tal atitude não tem sustentáculo nos princípios e valores do socialismo democrático. Por muito que a concorrência e o estilo do PCP irritem, a solução não é a que nas entrelinhas defende. É, como sempre, demonstrar claramente, com visibilidade pública, quais são as políticas mais justas e como implementá-las. Se isso fôr feito, não há populismos que vençam. Já agora: porque não têm os nossos deputados pelo Baixo Alentejo "livre acção" para se baterem pelas causas caras ao Distrito?»
Munhoz Frade 05.12.2020, aqui.

“como pode um autarca escolher um assunto lateral como este para vir a público?”

Zé LG, 07.12.20

83042740_2978637818814585_4059015051321802752_o.jp«Deprimente falta de noção sobre o que é realmente importante para o desenvolvimento do Baixo Alentejo. Numa região em que o investimento público falha em toda a linha e o tecido económico está moribundo empurrando para a exclusão cada vez mais gente, como pode um autarca escolher um assunto lateral como este para vir a público?? Sim, o congresso não devia ter acontecido, até concordo, mais por razões de responsabilidade cívica do que sanitárias. Mas a um autarca não é permitido mais do que papaguiar propaganda do partido? Honestamente, são estes os homens da linha da frente na defesa da nossa região? Muito pobre, embora não surpreenda. Está ao nível daquilo a que os autarcas do ps nos vêm habituando.»

Anónimo 06.12.2020, aqui.

“antiga rivalidade deve ser substituída por uma saudável competição”

Zé LG, 07.12.20

91893112_106538667677396_7251835718455001088_o.jpg

Capturar.PNG«Desde a formação inicial da bem-dita "geringonça" que neste Baixo Alentejo continuou a baixa política: muita resistência a essa cooperação entre as esquerdas e o "centro-esquerda". Ainda não vimos sinais muito inequívocos de que os velhos preconceitos e sectarismos a nível da Federação local do PS e também dos comunistas estejam em vias de ser tornados obsoletos. A antiga rivalidade deve ser substituída por uma saudável competição, através do confronto de ideias que contribuam para arrancar o desenvolvimento da nossa região.»

Anónimo 04.12.2020, aqui.

António José Brito diz que “acordo parlamentar PS/PCP… não pode dar legitimidade e asas à livre acção do PCP”

Zé LG, 05.12.20

83042740_2978637818814585_4059015051321802752_o.jp“Sou eleito autárquico do PS e não ignoro que, desde 2016, há um acordo parlamentar PS/PCP que levou os dois partidos a serem generosamente tolerantes entre si. Esse clima permitiu avanços importantes para a maioria dos portugueses mas, creio francamente, não pode dar legitimidade e asas à livre acção do PCP.

Pessoalmente e com toda a frontalidade, manifesto aqui em voz alta que a realização deste Congresso do PCP é mais um rude e preocupante golpe na credibilidade dos partidos e da nossa democracia.

E não façamos de conta que ignoramos que, ao mesmo tempo, este é mais um generoso contributo para dar força ao crescente movimento populista que, por estes dias, parece não precisar de fazer nada para marcar posições e continuar a crescer. Desta vez, com a ajuda do PCP.”

Daqui.

CDU contra transferência para as autarquias locais e delegação de competências do Município de Beja nos Agrupamentos de Escolas

Zé LG, 26.11.20

Escola-768x549.jpgOs vereadores da CDU na autarquia de Beja, na última reunião de Câmara, votaram contra a proposta de aprovação de minuta de contrato de delegação de competências do Município nos Agrupamentos de Escolas, explicando que “este voto contra vem na sequência da não aceitação de competências na área da Educação aprovada, por unanimidade, em reunião de Câmara e Assembleia Municipal, em maio e junho deste ano” e pela “incapacidade total que o Município teria para aceitar e assumir esta gestão dos estabelecimentos de ensino do concelho, no momento presente.”

A CDU considera “irresponsável a atitude dos eleitos do PS na Câmara de Beja ao aceitarem esta transferência à revelia das decisões tomadas oficialmente nos órgãos municipais” e que “aceitar estas competências não trará benefícios à comunidade educativa, antes constituirá um problema acrescido” e que “continuam a verificar-se algumas dificuldades na colocação de auxiliares, professores e recursos técnicos especializados para fazer face às necessidades da comunidade escolar, bem como o desenvolvimento de procedimentos inerentes ao funcionamento dos refeitórios e fornecimento de alimentação, transportes escolares e atividades de enriquecimento curricular, entre outros.” 

Daqui e daqui.

António Costa desvaloriza a importância do PR ou submete o PS aos seus interesses?

Zé LG, 09.11.20

António Costa sobre presidenciais: o PS tem de “fazer o que lhe compete: governar o país”

img_900x508$2020_11_07_22_19_21_989311.jpg

“Vejo que há muitos camaradas meus que, felizmente, têm bastante tempo para reflectir aprofundadamente sobre essa questão”, diz o líder do PS.

Dando ordem de silêncio sobre presidenciais aos membros do Governo, António Costa assume que, para o PS, as presidenciais estão em segundo plano. Prometendo silêncio sobre o seu apoio, garante: “Eu irei votar e não votarei em branco.”

Orçamento de Estado: tanta dramatização para quê?

Zé LG, 29.10.20

O Orçamento de Estado para 2021 foi aprovado na generalidade, com os votos favoráveis do PS, os votos contra de toda a direita e do BE e a abstenção do PCP, PAN, PEV e de duas deputadas, que entretando abandonaram os partidos por que foram eleitas. Depois do Orçamento limiano, esta é a proposta de OE que passou mais "à rasca". E quem se absteve não garantiu a mesma posição na votação global final...

Entretanto, o BE levou-as "a torto e a direito" da direita - imagine-se!, quando toda ela votou contra -, e do PS, cujos dirigentes e deputados fizeram afirmações, pelo menos precipitadas, porque "ainda a procissão vai no adro" e, não me parece, ter sido a postura mais correcta de quem continua a afirmar que pretende continuar a governar à esquerda.

Apenas mais duas notas que me parecem oportunas e pertinentes.

Este OE, mais do que um verdadeiro Orçamento, é um plano de intenções - e nem todas boas -, porque, tal como admitiu o ministro das Finanças, terá de haver, quase de certeza, um orçamento rectificativo, tal é o grau de incerteza com que ele foi elaborado. Por isso, não é fácil de entender nem de aceitar a dramatização feita, nem, ainda menos, o extremar de posições, que pode vir a dificultar convergências quando elas forem mais necessárias.

O PS está a assumir tiques autoritários, de falta de respeito e de entendimento demasiado largo (restito, talvez seja mais correcto) dos direitos, liberdades e garantias constitucionais. Não me parece ser o caminho mais adequado à situação crítica que vivemos a auto-satisfação, a auto-suficiência, as restrições de duvidosa legalidade constitucional que tem evidenciado. Nem tudo pode valer em nome do combate à pandemia...

PCP debate “Saúde, educação e as questões das culturas intensivas”, PS preocupado com “impactos da pandemia na fileira do Porco Alentejano”

Zé LG, 27.10.20

João Dias com atenções centradas nas questões da saúde

202010262020448384 pcp.jpgA Direção da Organização de Beja (DORBE) do PCP promoveu contactos com entidades e com a população nos concelhos de Beja e Aljustrel sobre problemas locais, que contaram com a participação do deputado, eleita pelo distrito, João Dias. Saúde, educação e as questões das culturas intensivas foram os temas em que as atenções estiveram centradas.

Pedro do Carmo preocupado com impactos da pandemia na fileira do Porco Alentejano

202003061132066849 ps.jpgA pandemia está a provocar “relevantes impactos negativos no escoamento da produção da fileira do Porco Alentejano, em especial, nas vendas para o mercado espanhol tradicionalmente comprometido com a aquisição dos produtos de excelência da produção regional em regime de montanheira”, refere o deputado do PS, eleito por Beja. Pedro do Carmo está preocupado com o futuro da fileira do Porco Alentejano.

PSD e PS reclamam reforço dos serviços públicos e resposta habitacional em Odemira e Aljezur

Zé LG, 12.10.20

PSD defende reforço de serviços públicos para as populações de Odemira e Aljezur

PSD-768x432.jpg

O Grupo Parlamentar do PSD apresentou um projeto de resolução que recomenda ao Governo o reforço dos serviços públicos nos concelhos de Odemira e Aljezur, assim como a definição, no prazo máximo de um ano, da solução urbanística definitiva para a falta de oferta de habitação condigna.

PS pede resposta habitacional “célere” para migrantes do perímetro de rega de Mira

PS-768x432.jpg

O Grupo Parlamentar do Partido Socialista pediu ao Governo uma resposta habitacional para os trabalhadores das explorações agrícolas inseridas no perímetro de rega de Mira, que tem muitos migrantes a viver em “condições de habitabilidade pouco dignas”, numa “condição clara de escassez”.

 

CDU interpela Câmara de Mértola sobre a prometida recuperação da área mineira da Mina de São Domingos

Zé LG, 09.10.20

21751422_475530459478682_1426121464407630468_n.jpg«Os Vereadores da CDU na Câmara de Mértola questionaram o executivo socialista sobre os garantidos 20 milhões de euros destinados à recuperação da área mineira da Mina de São Domingos, obra prometida com pompa e circunstância em sessão pública no dia 10 de setembro de 2016, com a presença do então Ministro do Governo Socialista, Manuel Caldeira Cabral. E reafirmada em cerimónia pública em 5 de junho de 2019, sessão que contou com a presença do então Secretário de Estado da Energia do Governo do Partido Socialista João Galamba... :

1. Passado um ano da receção provisória da obra todas as ações previstas foram devidamente concretizadas?

2. Em que situação se encontram os trabalhos da 2ª fase, tendo em conta que já passou mais de um ano da sua consignação e do lançamento da primeira pedra e como se vão desenvolver as fases seguintes?

3. A intervenção de desmatação e alteração do coberto vegetal e a intenção de construção de um central solar de grandes dimensões na Mina de S. Domingos não colide com os objetivos dos projetos da EDM, tendo em conta que estes preveem também o desenvolvimento, turístico da área em causa.»

“com o PS no governo, o Hospital de Beja está sempre a bombar”

Zé LG, 27.09.20

“É uma das características principais do atual PS e dos seus militantes, é uma enorme capacidade de sacudir a água do capote nunca vista até agora.

Ou seja antes do governo do Passos Coelho e da Troika que curiosamente foi chamada pelo governo socialista que o antecedeu. O Hospital de Beja estava na maior e tudo corria às mil maravilhas, mesmo com a contínua perda de serviços e competências para o Hospital de Évora e o abandono continuo de profissionais aí formados.

Ou seja com o PS no governo, o Hospital de Beja está sempre a bombar, a região recebe as visitas acaloradas dos seus governantes que trazem na maleta propostas e propostas de desenvolvimento da região, o aproveitamento do regadio do Alqueva tem sido feito com um respeito total pela natureza e pelo bem estar das populações, o centro histórico de Beja tem recebido apoios e apoios com vista a evitar a sua continua degradação em curso, etc, etc, etc,....

Não sei se me terei esquecido de mais alguma grande obra feita.”

Anónimo 23.09.2020, aqui.

CDU acusou o executivo da Câmara de Beja de deficiente planeamento do ano lectivo e Paulo Arsénio reconhece falhas e garante que vai resolvê-las

Zé LG, 26.09.20

cropped-agr1logo-1.pngA CDU acusou o executivo da Câmara de Beja (PS) de não ter planeado com "devida antecedência" o início do ano letivo no concelho e denunciou vários problemas. O presidente da Câmara de Beja, Paulo Arsénio, disse que a acusação da CDU "não corresponde à realidade", mas reconheceu que "há algumas arestas por limar e insuficiências que estão identificadas e o município vai resolver".
A CDU referiu que alunos que moram nas freguesias rurais do concelho e frequentam as escolas secundárias na cidade de Beja que começam as aulas às 13:00 só têm transporte público para a cidade de Beja às 07:00 e os que terminam as aulas às 12:50 só têm transporte às 19:00 para poderem regressar casa. Paulo Arsénio reconheceu que há "algumas dezenas de alunos" naquelas situações e garantiu que as situações "vão ser resolvidas" pela Rodoviária do Alentejo e as que não forem resolvidas pela empresa serão resolvidas pelo município com recurso aos seus próprios transportes escolares.
A CDU considerou "incompreensível" a falta de técnicos especializados para "acompanhar os alunos com necessidades educativas especiais" e que em algumas escolas do 1.º ciclo os alunos "só iniciem as Atividades de Enriquecimento Curricular (AEC) dentro de uma ou duas semanas, devido à colocação tardia dos respetivos professores". Paulo Arsénio disse que o município teve de apresentar uma nova candidatura ao programa "Sucesso na Escola" e está na fase de contratação de duas equipas multidisciplinares para serem colocadas nos agrupamentos para apoiarem alunos com necessidades educativas especiais. Disse também que as AEC são uma competência passada este ano para a Câmara, que contratou as mesmas empresas que prestavam o serviço aos agrupamentos de escolas do concelho, que “em função do desdobramento de turmas devido à covid-19, tiveram de contratar mais técnicos e informaram o município que só poderão iniciar as AEC a partir de segunda-feira”.

Leia e oiça também aqui e aqui.

Ministra da Agricultura encerra Congresso da Federação do Baixo Alentejo do PS

Zé LG, 12.09.20

unnamed.jpgRealiza-se este domingo, no Cine Teatro Pax Julia, em Beja, o XIX Congresso da Federação do Baixo Alentejo do PS, no âmbito do Processo Eleitoral Federativo de 2020.

O presidente da Comissão Organizadora, Fernando Romba, referiu que “o Congresso vai… ter uma versão minimalista. Ocorrerá apenas num período do dia, a seguir ao almoço” e adiantou que “irá apenas ser discutida e votada a moção política de orientação global, apresentada pelo candidato vencedor, neste caso o presidente eleito Nelson Brito”.

A sessão de encerramento, conta com a presença da Ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, em representação do Secretário-Geral do Partido Socialista.

CDU acusa o Executivo da Câmara de Beja de agir à revelia da decisão unânimide da Assembleia Municipal no domínio da Educação

Zé LG, 12.09.20

29572481_1641412615952369_3034562595204790276_n VPO Executivo da Câmara de Beja PS confirmou que “já há algum tempo vinha a trabalhar em “surdina”, nomeadamente na aceitação e tratamento de questões referentes ao fornecimento de refeições, aos transportes especiais e às atividades de enriquecimento curricular”, segundo Vítor Picado, vereador da CDU, que frisa que esta atitude “revela uma total falta de respeito pelos vereadores em regime de não permanência e por toda a Assembleia Municipal que, na reunião realizada em Junho de 2020, votou por unanimidade a proposta de rejeição da aceitação das competências no domínio da Educação para o ano de 2020”.

Vítor Picado acusa “o Governo de querer transportar responsabilidades para os municípios, de qualquer forma” e o executivo na Câmara Municipal de Beja de ter voltado a prestar-lhe “vassalagem (…) sem ter medidas de garantia, (…) que podem até causar constrangimentos ao normal funcionamento das escolas”.