Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

PNOP prevê “a modernização das linhas ferroviárias de Beja e Faro” e "inclui eletrificação da linha ferroviária até à Funcheira"

Zé LG, 10.04.21

201910301911353392.jpgO Plano Nacional de Investimentos (PNI) 2030 prevê “a modernização das linhas ferroviárias de Beja e Faro, num projeto que ascenderá aos 230 milhões de euros”. Propõe, igualmente, “eletrificar todas as linhas de comboio do país até ao final da década” e de acordo com o plano de investimento, "todas as linhas para serviço de passageiros ficarão prontas para receber comboios elétricos até ao ano de 2025". Já no que se refere às mercadorias, "os trabalhos estarão concluídos até 2030”.

Florival Baiôa, do Beja Merece+, revelou o que está incluído no PNOP, referindo-se à ligação ferroviária até à Funcheira e a possibilidade da mesma passar também pelo aeroporto de Beja, e frisou que os estudos deverão “avançar ainda este ano, pelo menos é essa a perspetiva”.

Informe do presidente da Câmara sobre as obras em Beja

Zé LG, 01.04.21

166992342_1167526133679628_6373420107566883107_n.j

Paulo Arsénio informa, na sua página do FB, o seguinte:

«Passeio da Avenida Zeca Afonso em fase avançada.

Faltam os pilaretes numa zona do passeio e as lajes até ao lancil.

Obra por empreitada.

Na mesma empreitada estão incluídas mais 3 pequenas obras que se seguem;

A par desta decorrem neste momento,

Autarcas do PS do Baixo Alentejo apresentaram as suas expectativas sobre o PRR a António Costa

Zé LG, 09.03.21

reunião-autarcas-PS-768x432.jpgOs autarcas do Baixo Alentejo eleitos pelo Partido Socialista participaram numa reunião com o secretário-geral do PS e primeiro-ministro, António Costa, no âmbito da preparação do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR). A reunião contou com a participação do Secretário-geral adjunto, José Luís Carneiro, da Secretária Nacional para as Autarquias, Maria da Luz Rosinha e do Secretário Nacional para a Administração, Luís Patrão.

A Federação do PS do Baixo Alentejo e os autarcas socialistas exprimiram junto de António Costa a sua expectativa de que “o PRR seja uma oportunidade para a região e um instrumento ao serviço do reforço da coesão económica, social e territorial e que contribua, de forma decisiva, para a recuperação do atraso estrutural que o pais ainda apresenta, realidade que é, ainda, mais acentuada em territórios como o Baixo Alentejo, em áreas como a saúde, a educação, habitação e o acesso generalizado aos serviços públicos”.

CIMBAL discutiu estratégia de desenvolvimento e apoio à OVIBEJA

Zé LG, 09.03.21

CIMBAL-reuniao-SE-Habitacao-Mar-2021-p3ydeuabxlxfjO Conselho intermunicipal da Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo reuniu-se, tendo, no período Antes da Ordem do Dia, a secretária de Estado da Habitação, Marina Gonçalves, partilhado informação e esclarecido algumas dúvidas sobre os programas de apoio. Ainda antes da Ordem do Dia, a ACOS apresentou a Ovibeja /2021, a realizar em formato digital, nos próximos dias 22 e 23 de abril, com o apoio da CIMBAL e dos municípios do Baixo Alentejo.
O Conselho intermunicipal da CIMBAL aprovou formalmente a “Revisitação da Estratégia Integrada de Desenvolvimento Territorial do Baixo Alentejo”, um documento que serve de base para o próximo período de programação de fundos comunitários, que foi alvo de ampla discussão, obtendo diversos contributos das entidades que o compõem, assim como de alguns dos municípios do Baixo Alentejo. Foi também consensualizada a necessidade de criação de uma estratégia regional para a Habitação, agregadora das treze ELH, contribuindo para ajudar a fixar as populações e atrair mais habitantes para o território.  Daqui e daqui.

PCP quer IC que ligue Portel a Vila Verde de Ficalho, passando por Moura

Zé LG, 07.03.21

11159_big.jpgJosé Maria Pós de Mina, da DORBE do PCP, referiu que o partido avançou “com um conjunto de propostas a nível da melhoria da rodovia: a melhoria geral das acessibilidades; a questão da requalificação do IP8 e do IP2; a necessidade da construção do Itinerário Complementar que ligue Portel a Vila Verde de Ficalho, passando por Moura. É uma aspiração antiga da nossa região”.

Rede museológica no concelho de Serpa a está a crescer, com a aposta da autarquia na criação de novos espaços nas freguesias

Zé LG, 03.03.21

202103021511561939.pngCasa do Rio, em Brinches, Casa das Artes, em Vila Verde de Ficalho, Taberna dos Camponeses, em Pias, Casa da Resistência, em Vale de Vargo, e o Casão do Cante, em Vila Nova de São Bento, são os projetos em curso. Além destes cinco novos espaços, cujas empreitadas devem arrancar brevemente, a candidatura inclui ainda a Casa da Memória, em Pias, e o Lagar de Azeite, em Vila Nova de São Bento.

Em Brinches, a candidatura para a criação da Casa do Rio, apresentada ao Programa de Desenvolvimento Rural 2020, surge em parceria com a Freguesia de Brinches e prevê a recuperação de um edifício histórico, o da Sociedade 1.º de junho Brinchense, que alberga, há décadas, associações culturais e desportivas da localidade, e funciona como centro de recreação e lazer.

CIMBAL apresentou contributos para o Plano de Recuperação e Resiliência

Zé LG, 03.03.21

PLANO RESILIENCIA 2.jpgA Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo (CIMBAL) apresentou um conjunto de contributos que considera essenciais para este território, no âmbito da consulta pública promovida para o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), designadamente:

- reivindicação da concretização do IP8, nomeadamente a execução imediata do troço Santa Margarida do Sado/Beja (rotunda da Malhada Velha/Rotunda do Aeroporto), conclusão da ligação até à Fronteira de Vila Verde de Ficalho, assim como, a conclusão dos troços em falta, no IC 27;

- exigida a modernização e eletrificação da ligação Casa Branca-Beja- Ourique;

- reivindicação da ligação do Empreendimento de Fins Múltiplos de Alqueva (EFMA) à albufeira do Monte da Rocha, para reforço do abastecimento público de água para consumo humano e cerca de 2800 hectares de novas áreas de regadio.

A CIMBAL afirma que, “não obstante se constatar que a esmagadora maioria das verbas são direcionadas para as áreas mais populosas, designadamente as áreas metropolitanas, é nosso entendimento que este instrumento deve disponibilizar recursos para o interior do país, nomeadamente para o Baixo Alentejo, de forma a poder concretizar investimentos absolutamente fundamentais e há muito aguardados (…e prometidos!).”

Ler e ouvir aqui, aqui e aqui.

OBA apresentou propostas ao Plano de Recuperação e Resiliência

Zé LG, 27.02.21

observatório-baixo-alentejo-768x432.jpgO Observatório do Baixo Alentejo (OBA) apresentou um conjunto de propostas de valorização para o desenvolvimento da região e do Sudoeste Ibérico, no âmbito da consulta pública do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), que decorre até ao próximo dia 1 de março.

Entre as propostas apresentadas, Jorge Barnabé, presidente do OBA, destaca “a criação de um eixo ferroviário que ligue Sines ao Aeroporto de Beja, para que esse eixo, depois fortalecido com a requalificação do IP8, possa desenvolver um canal de comunicação entre o litoral do Porto de Sines e a fronteira com Espanha”.

A integração das comunidades migrantes e o repovoamento da região foram outras preocupações transmitidas pelo Observatório do Baixo Alentejo, tal como explica Jorge Barnabé.

O OBA sublinha, ainda, a ideia de que “é preciso aproveitar o PRR para ter uma nova mentalidade, na forma como se gerem os fundos comunitários, na forma como os mesmos devem estar disponíveis para a sociedade civil e não ficarem muitas vezes no papel”.

Ler e ouvir também aqui.

IP vai estudar ligação do aeroporto de Beja à linha ferroviária do Alentejo

Zé LG, 29.12.20

Linha-ferroviaria-1024x576.jpgA Infraestruturas de Portugal (IP) publicou em Diário da República um despacho que autoriza a contratação de estudos e de projetos para executar uma das obras previstas no Plano Nacional de Investimentos (PNI 2030).

Uma eventual ligação do aeroporto à ferrovia está incluída nos estudos que a IP vai lançar para modernizar e eletrificar o percurso entre Casa Branca e Beja. Também está contemplada a instalação de sinalização eletrónica no troço de 63,5 quilómetros.

O PNI 2030 contempla um orçamento total de 230 milhões de euros para a modernização, até 2025, das linhas ferroviárias do Alentejo e também do Sul – no troço entre Torre Vã e Tunes e com uma eventual ligação ao aeroporto de Faro.

“E (a reparação do IP8) nem chega à Capital de distrito...”

Zé LG, 07.12.20

Capturar.PNG«Uma vergonha!

Concurso para projectos. 1 ano

Se lançar o concurso para construção . 1 ano

Se a obra for executada 1 ano

E nem chega à Capital de distrito....

Como o nosso Presidente da CMB diz, o trabalho é feito sem alaridos e digo eu sem efeitos práticos (em alguns pontos).»

«Se percebi bem o desenho da prevista intervenção, a mesma deixa de fora o troço entre a rotunda de S. Brissos e a cidade de Beja, que por acaso é a capital de distrito e está no estado degradado que toda a gente conhece, se assim for, temos aqui o resultado da geringonça de compromissos lesivos das populações em que ninguém tem coragem de levantar a voz contra este estado de coisas, não se pode contrariar o poder instituído e as câmaras que deviam estar ao lado do que é legitimo fazer em prol do povo, estão calados principalmente a de Beja, ou acham que a estrada está boa e pode ficar assim eternamente? estamos feitos.»

Anónimos 04.12.2020, aqui.

IP lança concursos dos projetos de reforço das condições de circulação do IP8, da Autoestrada até à rotunda do Aeroportode Beja

Zé LG, 03.12.20

Capturar.PNGA Infraestruturas de Portugal (IP) publicou em Diário da República dois concursos para a elaboração dos projetos de execução de reabilitação e reforço das condições de circulação e segurança em dois troços do IP8. Um Troço tem uma extensão de cerca de 15 quilómetros, entre o final da A26, em Santa Margarida do Sado, e a rotunda de acesso à ER2 e outro troço, com 18 quilómetros de extensão, entre a rotunda com a ER2 e a rotunda de São Brissos. A IP acrescenta que, “os projetos a desenvolver, num prazo de 270 dias, preveem, igualmente, a construção de duas estradas alternativas ao atravessamento urbano: a Variante de Figueira de Cavaleiros e a Variante de Beringel.

ADRAL promoveu, hoje, o II Fórum Transfronteiriço de Cooperação para a Internacionalização

Zé LG, 19.11.20

10498_big.jpg… com o objectivo de reunir entidades e promotores para partilhar os seus projectos inovadores desenvolvidos na zona EUROACE (Euro-Região do Alentejo, Centro de Portugal e Extremadura Espanhola), assim como o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido neste território, no âmbito do projecto CETEIS, em matéria de empreendedorismo e inovação, tendo em vista o aumento da competitividade desta região ao nível da internacionalização no actual contexto económico e social da União Europeia. O evento contou com a participação do Secretário de Estado da Internacionalização Eurico Dias Brilhante.

Porto de Sines estuda "viabilidade de novos projetos, no qual o aeroporto de Beja possa ser peça útil no xadrez logístico da região”

Zé LG, 01.10.20

270620161553-183-AEROPORTOBEJA.jpgJosé Luís Cacho, presidente do Conselho de Administração da APS – Administração dos portos de Sines e do Algarve, adiantou que “o Porto de Sines se encontra a alargar os horizontes em termos de modelos de captação de negócios, estudando a viabilidade de novos projetos, no qual o aeroporto de Beja possa ser peça útil no xadrez logístico da região.”

Frisou também que “está a olhar para o aeroporto de Beja na perspetiva de zona franca, do e-commerce e de um conjunto de valências”, assim como a “tentar averiguar se existe potencial para captar projetos” e que “talvez no primeiro semestre do próximo ano” já exista “algo para apresentar”.

Vincou ainda que sempre defendeu uma visão “ibérica dos portos”, onde não deve haver espaço para o “receio” da competitividade com Espanha, acrescentando que: “O mercado é ibérico e a ferrovia é fundamental para esse mercado, assim como a rodovia”.

Orçamento Participativo de Odemira com 56 propostas

Zé LG, 17.08.20

201909041512033134 CMO.jpgA população do concelho de Odemira apresentou 56 propostas para investimentos públicos, no âmbito do processo de 2020, do Orçamento Participativo (OP), das quais 22 são para o processo promovido pelo município e outras 34 para os processos promovidos pelas 13 freguesias do concelho. As propostas serão, agora, submetidas a análise técnica, para posterior votação durante o mês de novembro.

A edição de 2020 OP de Odemira apresenta a novidade de ser um OP municipal temático, exclusivamente dedicado ao Ambiente e Alterações Climáticas, uma decisão tomada para potencializar a consciencialização para a sustentabilidade, preservação e conservação do meio ambiente”, explica a autarquia odemirense.

O OP municipal tem o valor global de 300 mil euros. Em simultâneo com o OP Municipal, decorrem os processos de OP das Freguesias, para os quais o Município atribui o valor de 10.000 euros para cada uma das 13 Freguesias.

CEBAL com financiamento para novos projetos de Transferência de Conhecimento e Tecnologia

Zé LG, 26.07.20

logo.pngO CEBAL recebeu, recentemente, a aprovação de quatro novos projetos na área da Transferência de Conhecimento e Tecnologia, financiados pelo Programa Operacional Regional do Alentejo – Alentejo 2020 no Sistema de Apoio a Ações Coletivas “Transferência do Conhecimento Científico e Tecnológico”. Os quatro projetos, e respetivas entidades parceiras, são:

- “CynaraTeC – Transferência de TeCnologia para Valorização do Cardo”, CEBAL, IPBeja e UÉvora;

- “LActoMTeC – Tecnologia de Membranas na Valorização Sustentável de Efluentes do Sector dos Lacticínios”, CEBAL;

- “Val+Alentejo - Valorização dos produtos de pequenos ruminantes do Alentejo”, CEBAL e INIAV;

- “Inov-Amendo-AL - Microenxertia in vitro de amendoeiras selecionadas para a promoção do amendoal no Alentejo”, CEBAL.

Com um investimento global superior a 624 mil euros, durante os próximos dois anos, o CEBAL, conjuntamente com as entidades parceiras de cada projeto, irá reforçar o trabalho que tem vindo a desenvolver para o sector Agroalimentar, em matéria de transferência de conhecimento e tecnologia, decorrente das atividades de I&D (Investigação e Desenvolvimento).

Investigadores do CEBAL apresentam projetos de negócio

Zé LG, 22.06.20

bfk rise.pngOs investigadores do CEBAL terminaram a sua participação num programa (Born from Knowledge (BfK) Rise) de aceleração de negócios, concluindo que “foram três meses de capacitação intensiva com a participação de mentores especialistas em diversas áreas, para que projetos nascidos de investigação académica, mas com potencial de negócio, se possam apresentar ao mercado de forma estruturada e convincente”.

 Os resultados são dados a conhecer amanhã, via online a partir das 17h30 para a Edição Alentejo.

Na Edição Alentejo foram selecionados para participar no Programa dois projetos de equipas do CEBAL, ReWhey e HiCass, num total de sete projetos, que terão agora a oportunidade de apresentar as suas ideias de negócio a representantes de entidades institucionais, agentes académicos, investidores e comunidade empreendedora.

Leia mais aqui.

Parlamento debate e vota iniciativas legislativas sobre culturas intensivas e superintensivas

Zé LG, 09.06.20

20190408161646116 agricultura.jpgO Bloco de Esquerda informa que por agendamento deste partido são discutidas e votadas, hoje, no Parlamento, diversas iniciativas legislativas sobre as culturas intensivas e superintensivas. Para além de iniciativas legislativas do BE são discutidas e votadas, igualmente, projetos-lei do PCP, PAN, PEV e do CDS-PP sobre o tema em causa.

EDIA tem em curso empreitadas para mais 10 mil hectares de regadio

Zé LG, 09.06.20

Alqueva-768x432.jpgJá se encontra em obra a mais recente infraestrutura de rega de Alqueva. Trata-se do bloco de rega de Viana do Alentejo, localizado no distrito de Évora, uma infraestrutura que vai beneficiar uma área com cerca de 4 600 hectares, inserido no projeto de expansão do Empreendimento de Fins Múltiplos de Alqueva enquadrado pelo Plano Nacional de Regadios.
Nesta data estão em curso as empreitadas de rega dos blocos de Évora, Cuba/Odivelas e Viana do Alentejo, envolvendo mais de 10 mil hectares de regadio.

Fundos Comunitários flexibilizados e redireccionados face à Covid-19

Zé LG, 30.04.20

alentejo-2020-1-768x432.jpgRealizou-se uma reunião de trabalho da Autoridade de Gestão do ALENTEJO 2020 com a ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa e o secretário de Estado Adjunto e do Desenvolvimento Regional, Carlos Miguel, de onde saiu a indicação de que “a Comissão Europeia, no âmbito do conjunto de iniciativas de resposta ao combate à Pandemia COVID 19, em especial a Iniciativa de Investimento de Resposta à Crise do Coronavírus (CRII), flexibilizou as regras de acessos aos Fundos Europeus Estruturais e de Investimento (FEEI).” Estas medidas permitem agora uma abordagem “muito flexível na resposta” que se pode dar “por via dos Programa Operacional Regional (POR) às necessidades de investimento face aos efeitos da epidemia COVID 19, em particular na área do emprego e da saúde.

No âmbito do combate à Covid-19, o Programa Operacional Regional ALENTEJO 2020 lançou dois concursos para apoiar empresas e instituições científicas e tecnológicas, que mobilizam 2 milhões de euros, através do FEDER – Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, “vão financiar projetos que respondam às necessidades imediatas e a médio prazo do Serviço Nacional de Saúde, bem como a concretização de projetos que permitam fazer face ao aumento exponencial da necessidade de determinados produtos e serviços para o combate ao COVID-19”.

São elegíveis projetos de investigação e desenvolvimento em todas as áreas de atividade associada ao novo Coronavírus. O prazo para apresentação de candidaturas termina a 29 de Maio.

"Eutanásia é dar uma última escolha a alguém que chegou ao fim da linha..."

Zé LG, 19.02.20

86229103_3363635653653126_996108868490625024_o tia"...

Gosto de ver as pessoas que não têm males nem doenças a fazer manifestações a favor da vida...
Como podem vocês representar-me se nunca passaram pelo que tenho de passar diariamente?
Como podem vocês saber o que é passar dias, semanas, meses presos a uma cama onde a única coisa que se mantém a connosco é o sofrimento e a dor??

Eutanásia não é matar velhinhos só porque sim...
Eutanásia é dar uma última escolha a alguém que chegou ao fim da linha...
É deixar alguém partir com uma última gota de dignidade...

Quando chegar ao fim da minha linha, gostava de poder escolher ir embora deste mundo, rodeado de família e amigos no meio de sorrisos e de uma conversa animada e não no fim de meses e meses preso a uma cama sendo apenas um inútil que só dá trabalho.

Só vos peço isso, deixem-me ter essa escolha..."