Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Requalificação do espaço envolvente da Casa do Povo de Vila Nova da Baronia

Zé LG, 21.06.20

Foi aprovado o projeto de REQUALIFICAÇÃO DO ESPAÇO ENVOLVENTE DA CASA DO POVO DE VILA NOVA DA BARONIA, com início da obra previsto para Setembro.

imgLoader.ashx alvito.jpgA requalificação deste espaço carateriza-se pela existência de três zonas funcionais distintas; área de recreio com sombra destinada à prática de jogo da malha e à estadia de pessoas, área de parque infantil e área de caráter desportivo com equipamentos de fitness exterior.

Câmara de Cuba constrói Ecoparque do Alentejo Central na Barragem de Alvito

Zé LG, 21.06.20

A Câmara Municipal de Cuba revela que foi aprovada a candidatura para a criação do Ecoparque do Alentejo Central, na Barragem de Alvito, perto de Albergaria dos Fusos.

202006191858539545 cuba.jpg“Uma Praia Fluvial; um Centro Náutico para apoio à prática de desportos náuticos; um Centro de BTT e Cycling e pesquisa multimédia; uma área de serviço para autocaravanas; uma torre de observação de aves e um bar de apoio são as principais valências deste projeto, assente na valorização do património natural e no desenvolvimento da oferta turística do concelho e da região”.

João Português, presidente da Câmara Municipal de Cuba, realçou as características “ambientais” deste Ecoparque cuja “qualidade da água da praia é excelente”, garantindo que tudo vai fazer no sentido de “estar pronto em 2021, no início da época balnear”.

Instalação de plantação de cannabis para fins terapêuticos em Castelo de Vide

Zé LG, 20.06.20

O presidente da Câmara de Castelo de Vide, António Pita, destacou a importância para o concelho da instalação de uma plantação de canábis para fins terapêuticos na freguesia de Póvoa e Meadas, nomeadamente “a constituição em ativos de terrenos que se encontram abandonados e a criação de postos de trabalho”.

O processo para a instalação da plantação de cannabis num terreno com cerca de sete hectares, em Póvoa e Meadas, começou no início deste ano e está dependente de um licenciamento “complexo e rigoroso”, por parte do Infarmed.

103590630_3118275184915964_2838388965363939110_n cAntónio Pita, que reuniu quinta feira com o representante da empresa francesa, promotora do projeto, asseverou que o município tem vindo a acompanhar este processo “com muita proximidade e interesse”, mostrando-se convicto de que o mesmo será uma realidade.

Plano de Intervenção em Espaço Rústico do Trancoso e Fonte da Telha em discussão pública, em Alvito

Zé LG, 13.06.20

Trancoso.jpgO Plano de Intervenção no Espaço Rústico (PIER) consubstancia uma modalidade específica de Plano de Pormenor (PP) cujo objetivo decorre da oportunidade deredinamização da atividade agrícola, indo de encontro àsOpções Estratégicas de Base Territorial, para o Concelho de Alvito, definidas pelo Plano Regional de Ordenamento do Território do Alentejo (PROTAlentejo), bem como dos objetivos estratégicos de desenvolvimento preconizado no Plano Diretor Municipal(PDM), designadamente nos referentes ao ‘Desenvolvimento Sustentado da Economia’ nos quais o turismo e o setor primário assumem um caráter preponderante

Os documentos que constituem a proposta poderão ser consultados no sítio da internet do Município de Alvito em https://www.cm-alvito.pt/pt/menu/418/plano-de-intervencao-em-espaco-rustico.aspx.

Câmara de Castro Verde prossegue Assembleias Participativas

Zé LG, 09.06.20

castro-verde-768x432.jpgDe acordo com o município, a iniciativa tem como objetivo “aproximar os munícipes das políticas públicas municipais através da recolha e integração de propostas de utilidade coletiva no Orçamento Municipal para o próximo ano, estando definido um total de 40 mil euros para as ações de 2021”.

As propostas a apresentar pelos munícipes devem incidir em áreas como Espaço público, Espaços verdes, Higiene Urbana, Cultura e Desporto, Acão Social e Saúde, Educação e Juventude, Modernização Administrativa, Trânsito, Infraestruturas e Mobilidade, Turismo e Desenvolvimento Económico, Ambiente, Segurança e Proteção Civil.

As propostas podem também ser apresentadas online, até ao dia 30 de junho, através da plataforma em http://op.cm-castroverde.pt/.

Projecto És(cola) Ciência do CEBAL obtém financiamento do Portugal Inovação Social

Zé LG, 03.06.20

cebal.jpgO projecto És(cola) Ciência, promovido pelo CEBAL foi financiado pelo “Programa de Parcerias para o Impacto” do Portugal Inovação Social, no domínio do Empreendedorismo Social.

Trata-se de um projecto que conta com o suporte da EMAS de Beja, na qualidade de investidor social, bem como com o apoio da Incubadora de Inovação Social do Baixo Alentejo, com o objectivo de auxiliar no combate ao problema social do insucesso escolar na região, demonstrando cientificamente que através da introdução de actividades lúdico-científicas de ciência na escola se promove o sucesso escolar no 2º ciclo do ensino básico.

Rita Martins, investigadora responsável do projecto És(cola)Ciência, revela que o És(cola)Ciência vai ser desenvolvido num grupo com cerca de 100 crianças do 5º ano da Escola Mário Beirão em Beja. Este é um projecto piloto e aquilo que se pretende é que no futuro possa chegar a outras zonas não só da região mas também do País.

Novo projecto aeronáutico a caminho de Évora

Zé LG, 25.05.20

image.jpgHá um novo projecto aeronáutico a caminho de Évora. O avião ATL-100 da brasileira Desaer vai ser desenvolvido em parceria com o a equipa de Évora do CeiiA, instalada no Parque do Alentejo de Ciência e Tecnologia, ao longo dos próximos 3 anos. Mas a empresa portuguesa pretende que o Alentejo receba uma linha final de montagem da aeronave, de acordo com entrevista publicada no Diário de Notícias, o diretor do CEiiA, para a Aeronáutica e Defesa, Miguel Braga.
O investimento para fase de desenvolvimento é de 20 milhões de euros.
Na fase de industrialização, o CEiiA pretende ter uma unidade em Évora e outra no Brasil e ainda a criação de uma unidade para o fabrico de componentes em Portugal. Mas o objetivo principal é ter um “final assembly line”. “O objetivo é igualmente montar a aeronave em Portugal, o que terá um efeito muito grande do ponto de vista do emprego indireto pela estabilização na região do Alentejo, em Évora, em Beja, em Ponte de Sôr, cidades que estão seguramente preparadas, em termos de infraestruturas para receber um projeto desta natureza” refere o responsável.

Elvas vai ter Hotel Resort Urbano, a certificar como Carbono Zero

Zé LG, 17.05.20

elvas.pngA empresa Manuel Mendão, Lda. pretende investir cerca de 4,5 milhões de euros no Hotel Resort Urbano, a certificar como Hotel Carbono Zero, tendo como missão utilizar energia solar para aquecimento e soluções para reduzir consumos energéticos e de plástico.

O projeto de arquitetura, da autoria do arquiteto Luís Cachola, foi entregue na Câmara Municipal de Elvas e contempla quatro mil metros quadrados, dois pisos, 40 quartos duplos, seis suites, sala de eventos, centro de bem estar (SPA), bar, restaurante, piscinas interior e exterior e zonas verdes, prevê criar mais de 30 postos de trabalho e localiza-se na Quinta do Morgadinho, em Elvas, junto à saída na direção de Lisboa, estando previsto arrancar com as obras em 2021.

Covid-19 & Igualdade, qual a realidade?

Zé LG, 16.05.20

ESDIME.jpg

A ESDIME lançou o desafio à população de partilhar representações sobre a igualdade em tempos de confinamento social devido à pandemia Covid-19, em formato escrito, desenho, fotografia, dança, música, escultura, etc, que serão divulgadas na página do Facebook do Gabinete VERA, “mostrando a criatividade e a importante reflexão”.

“Viver o Clima no Baixo Alentejo”

Zé LG, 14.05.20

9392_big.jpgNo âmbito do acordo estabelecido entre a CIMBAL e a EDIA, no contexto da gestão do projecto “Viver o Clima no Baixo Alentejo”, foi submetida a candidatura ao Programa: EEA Grants – Small Grants Scheme #3 - Projetos para reforçar a adaptação às alterações climáticas a nível local, no valor de 199.641,85€.

O principal objectivo é “o de constituir uma rede de habitats que permita a conservação significativa de espécies de alto valor, de habitats estruturais e dos seus recursos (solos e água) e que ao mesmo tempo cumpram a função de prover serviços de ecossistemas às estruturas produtivas, tal como referido no Plano Intermunicipal de Adaptação às Alterações Climáticas do Baixo Alentejo.”

CIMBAL com financiamento para avançar com projecto (Des)construir para a Economia Circular

Zé LG, 04.05.20

O projecto (Des)construir para a Economia Circular foi aprovado, no âmbito do Aviso – Projectos para a promoção da Economia Circular no Sector da Construção, do Programa “Ambiente, Alterações Climáticas e Economia de Baixo Carbono” do EEA Grants, financiado pelos países doadores, Islândia, Liechtenstein e Noruega, apoiando financeiramente os Estados membros da União Europeia com maiores desvios da média europeia do PIB per capita, onde se inclui Portugal.

9322_big circular.jpgO projecto (Des)construir para a Economia Circular resulta de um trabalho iniciado pela CCDR Alentejo com a participação da CIMBAL, dos municípios do Baixo Alentejo e de um conjunto alargado de parceiros. Tem como principal objectivo promover uma estratégia regional para a reutilização de produtos e componentes de construção, bem como a reciclagem de resíduos de construção e demolição (RCD), reduzindo assim o impacto ambiental da construção e promovendo a sua circularidade.

Iniciada a construção do cabo submarino entre Sines e o Brasil

Zé LG, 26.04.20

20200423165109298 sines.jpgA estação de amarração do cabo submarino do consórcio Ellalink que ligará Portugal ao Brasil já está a ser construída, na ZILS - Zona Industrial e Logística de Sines, gerida pela aicep Global Parques. A “cable landing station”, na designação internacional, é a primeira instalação a nascer no SinesTech, área dedicada da ZILS que pretende dar um impulso ao setor tecnológico em Sines e em Portugal.

Vindo de Fortaleza, no Brasil, o cabo da EllaLink atravessa o Atlântico, numa extensão de 10 119km, e entra em território europeu via Sines, com ligações a centros como Madrid e Marselha e passando ainda por Cabo Verde e pela ilha da Madeira.

A infraestrutura, denominada Ellalink, está a ser implementada no âmbito do projeto BELLA (Building European Link to Latin America), que agrega as redes de ciência europeia e sul-americana, sendo financiado pela Comissão Europeia e por fundos privados.

IPBeja integra rede que desenvolveu protótipos de ventiladores

Zé LG, 25.03.20

IPBeja-1-768x512.jpgO IPBeja faz parte da rede de dez estabelecimentos de ensino que, num espaço de duas semanas, desenvolveu, dois protótipos de ventiladores, para dar resposta em caso de necessidade, face à pandemia do novo coronavírus.
Os dois protótipos de ventiladores de emergência: um baseado na operação de um motor elétrico e o outro que funciona com base em ar comprimido pneumático, aguardam certificação para poderem ser fabricados.

Serpa avança com projecto no âmbito das alterações climáticas

Zé LG, 09.03.20

serpa_5.4.jpg“As medidas a adoptar actuam em dois domínios fundamentais: contrariar o efeito da ilha de calor nos espaços públicos e fazer uma gestão sustentável dos recursos hídricos” e pretendem funcionar “como um modelo de boas práticas […]”, explica o Município. O projecto inclui “a criação de uma estrutura de sombreamento sazonal, bem como planos de água e fontes, na Praça da República, em Serpa, a criação de corredores de ventilação e a respectiva nebulização nas ruas dos Cavalos, do Calvário, dos Fidalgos e das Portas de Beja, e a alteração do abastecimento do sistema de rega a partir da rede pública, para a utilização de águas subterrâneas, no Parque Desportivo Municipal de Vila Nova de São Bento (Campo de Futebol)” e “paralelamente inclui acções de informação, sensibilização, divulgação e disseminação sobre estas intervenções e sobre a problemática das alterações climáticas”.

EMAS Beja integra consórcio internacional de promoção da transição para a economia circular no sector das águas residuais

Zé LG, 04.03.20

202003030652501.jpgDe acordo com o administrador-executivo da EMAS, trata-se do projecto "TransForCE", que junta "20 entidades de todo o mundo, formando um consórcio internacional, que pretende agregar conhecimento científico, académico e de gestão, para o desenvolvimento de estratégias e soluções inovadoras para a transição da economia circular aplicada à gestão sustentável das águas residuais".

Segundo Rui Marreiros, "um dos principais pontos fortes do 'TransForCE' é a diversidade e experiência dos parceiros envolvidos e das práticas utilizadas no saneamento de águas residuais orientados para uma economia circular", sendo que os objectivos do consórcio "estão alinhados com as estratégias da Comissão Europeia para o desenvolvimento sustentável".

Daqui, daqui e daqui.

"Se quer poupar, não perca tempo e comece já a separar!", em Beja

Zé LG, 02.03.20

imgLoaderUrl.ashx.jpeg

Os cidadãos pagam uma tarifa de resíduos, calculada em função do consumo de água. Com o sistema PAYT que a RESIALENTEJO está a implementar, pretende criar-se um sistema mais justo. Assim, os cidadãos apenas irão pagar os sacos destinados aos resíduos indiferenciados. Os sacos destinados aos resíduos recicláveis são gratuitos, por isso quanto mais separar, menos irá pagar.

O que pensa Santiago Macias do do Projeto do Sítio do Fórum Romano de Beja

Zé LG, 27.02.20

frb.jpgO que penso, em suma, de todo aquele processo?

1. Que a Câmara Municipal de Beja tem legitimidade para tomar decisões e para as por em prática, dentro do que é o legal de atuação. Não vi nada que contrarie este princípio;
2. Que o projeto tem princípios fundamentais de reversibilidade que permitem que a arquitetura se minimize ou, mesmo, se anule;
3. Que a monumentalização do sítio - via anastilose ou outros métodos - é fundamental para a leitura pelos visitantes;
4. Que o centro de interpretação + centro de arqueologia deveria ter um programa articulado com o restante património da cidade, nomeadamente o Museu Regional, a Rua do Sembrano, a igreja de Santo Amaro e o sítio de Pisões. Caso contrário, a lógica dispersiva e capelística dominará;
5. Que é imprescindível ter em conta os sábios comentários que ouvi ontem a propósito de drenagens, valorização de aspetos importantes (cisterna republicana, casa da moeda etc.), que em nada contrariam o que está previsto.
Houve aspetos que correram menos bem, neste processo? Sim, manifestamente. Está na altura de arrumar essa parte do dossiê. E de retomar o estudo com quem melhor conhece o sítio, e há mais de duas esforçadas e militantes décadas o escava. Continuo com a esperança que o retomar do diálogo resolva o que está por resolver.

Ler todo o texto, publicado por Santiago Macias à(s) 10:11, de 22/02/2020, aqui.

Serviço de Psiquiatria da ULSBA integra projeto internacional LEAVES, que se destina a dar apoio ao luto nos idosos

Zé LG, 26.02.20

202002241631401225 psiquiatria.jpgO LEAVES “ajuda os idosos a processar a perda de um cônjuge num ambiente on-line empático e atencioso”. Ou seja, o objetivo “é impedir o luto prolongado, ou tratá-lo, para que as pessoas mais velhas, em luto, possam levar uma vida ativa, significativa e digna.”

Ana Matos Pires, diretora do Serviço de Psiquiatria da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA), esclarece que os países que integram o consórcio são a Holanda, a Suíça e Portugal e que a ULSBA é a única entidade clínica nacional a participar.