Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Ceia da Silva revelou as linhas de orientação do seu manifesto de candidatura à presidência da CCDR Alentejo

Zé LG, 18.09.20

120120172147-957-ceiadasilva.jpgCeia da Silva, actual presidente da ERT Alentejo/Ribatejo, diz ambicionar “uma CCDR mais inteligente, capaz de, no plano interno, produzir reflexão e programação sobre a região” e afirma que a mesma “precisa de descer ao terreno, indo ao encontro dos cidadãos.” “A afirmação do Alentejo e da sua economia no plano internacional” é outra das suas prioridades.

Quer “uma CCDR Alentejo mais forte e liderante, que puxe efetivamente pelo desenvolvimento de todo o território e capaz de potenciar a descoberta de iniciativas dos pequenos e micro empresários e dos jovens empreendedores que querem criar riqueza e emprego”, para o que se propõe organizar, anualmente, “os Roteiros da Descoberta Empresarial do Alentejo”.

Pretende implementar “novas figuras de coordenação e governação, bem como imprimir um novo ritmo e energia às existentes” e “Revalorizar a figura do Conselho de Coordenação Intersectorial da CCDR Alentejo, que deverá a passar a reunir trimestralmente”. “Para além da figura estatutária do Conselho Regional”, propõe-se “instituir com os municípios e comunidades intermunicipais, o Pacto dos Autarcas Alentejanos – plataforma informal para troca de experiências nas áreas da economia verde, reabilitação e regeneração urbana, cultura e programação artística, smart cities, mobilidade e gestão costeira, entre outras áreas”.

Câmara de Moura licenciou Projeto de Arquitetura (de reconversão) do Convento do Carmo num empreendimento turístico de 5 estrelas

Zé LG, 13.09.20

Convento-do-Carmo-768x512.jpgEstá previsto um investimento na ordem dos 11 milhões de euros, da SPPTH –Sociedade de Promoção de Projetos Turísticos e Hoteleiros, entidade que é também proprietária do Convento de Espinheiro, em Évora. O novo empreendimento tem abertura prevista para 2022, no âmbito de uma concessão de 50 anos para fins turísticos.

O imóvel está localizado no centro histórico de Moura, próximo do castelo, sendo que o conjunto que engloba a igreja e o claustro do convento está classificado como imóvel de interesse público desde 1944.

Recordamos que o Convento do Carmo foi um dos imóveis inscritos no Programa REVIVE, um programa conjunto dos ministérios da Economia, Cultura e Finanças com a colaboração das autarquias locais.

Município de Alvito prepara próximo ano letivo com estratégia sobre como a comunidade escolar deve conviver com o vírus

Zé LG, 25.08.20

mitos-coronavirus.jpgO Município de Alvito aderiu ao Programa de Adaptação Educativo do Baixo Alentejo à COVID-19, uma parceria da CIMBAL com o Algarve Biomedical Center, definindo uma estratégia sobre como a Comunidade Escolar deve conviver com o vírus.

Este apoio médico e científico tem como objetivo a adaptação da comunidade escolar a um ano letivo em convivência com a pandemia Covid-19 com a máxima segurança em termos de saúde pública, adotando medidas que minimizem a possibilidade de transmissão do vírus SARS COV2, realizando testes de diagnóstico da COVID ao pessoal docente e não docente e  criadando uma Linha de Apoio para a comunidade educativa, acessível também aos pais e encarregados de educação.

Serão realizadas ações de sensibilização, de informação e de formação dirigidas aos mais diversos grupos que integram a comunidade escolar e a comunidade educativa e divulgados, ao longo do processo, documentos, tutoriais e cursos sobre temáticas consideradas pertinentes para grupos específicos.

Ligação da água de Alqueva à Barragem do Monte da Rocha é prioritária

Zé LG, 13.08.20

A ligação da albufeira do Monte da Rocha, situada no concelho de Ourique, ao Alqueva, através da Barragem do Roxo é para o Governo um projeto prioritário. O projeto de execução da obra encontra-se em fase de elaboração e tudo indica que esteja concluído em outubro deste ano.

20180205210932137 Rocha.jpgPor um lado, irá “permitir o abastecimento público aos 5 concelhos (Ourique, Castro Verde, Almodôvar, Mértola e Odemira ) que recebem a água a partir do Monte da Rocha” e, por outro, esta empreitada irá “garantir o fornecimento de água no perímetro de rega já existente nos concelhos de Ourique e de Santiago do Cacém” e possibilitar “a criação de um novo perímetro de rega nos concelhos de Ourique e de Aljustrel”, potenciando “o desenvolvimento económico da região”.

CDS alerta para consequências de extração de minério na Extremadura para Alqueva e populações fronteiriças

Zé LG, 06.08.20

202008051620545226 cds.jpgNuma pergunta dirigida ao Ministro do Ambiente e Ação Climática, o deputado do CDS, João Gonçalves Pereira questionou a tutela sobre um projeto de extração de minério em vias de nascer na região transfronteiriça de Extremadura, a poucos quilómetros da barragem de Alqueva.

Segundo o Grupo Parlamentar do CDS-PP, “trata-se de um projeto com uma extensão de cerca de 35 km para exploração de ouro, cobre e ferro, junto a afluentes do rio Guadiana, e que prevê a abertura de 26 poços, em plena zona especial de conservação da rede Natura 2000”.

“De acordo com dados do próprio projeto, está prevista a utilização de cerca de sete milhões de litros de água por dia” e, nesse sentido, o CDS-PP frisa que “as consequências ambientais e de saúde pública poderão ser dramáticas”. 

Requalificação do espaço envolvente da Casa do Povo de Vila Nova da Baronia

Zé LG, 21.06.20

Foi aprovado o projeto de REQUALIFICAÇÃO DO ESPAÇO ENVOLVENTE DA CASA DO POVO DE VILA NOVA DA BARONIA, com início da obra previsto para Setembro.

imgLoader.ashx alvito.jpgA requalificação deste espaço carateriza-se pela existência de três zonas funcionais distintas; área de recreio com sombra destinada à prática de jogo da malha e à estadia de pessoas, área de parque infantil e área de caráter desportivo com equipamentos de fitness exterior.

Câmara de Cuba constrói Ecoparque do Alentejo Central na Barragem de Alvito

Zé LG, 21.06.20

A Câmara Municipal de Cuba revela que foi aprovada a candidatura para a criação do Ecoparque do Alentejo Central, na Barragem de Alvito, perto de Albergaria dos Fusos.

202006191858539545 cuba.jpg“Uma Praia Fluvial; um Centro Náutico para apoio à prática de desportos náuticos; um Centro de BTT e Cycling e pesquisa multimédia; uma área de serviço para autocaravanas; uma torre de observação de aves e um bar de apoio são as principais valências deste projeto, assente na valorização do património natural e no desenvolvimento da oferta turística do concelho e da região”.

João Português, presidente da Câmara Municipal de Cuba, realçou as características “ambientais” deste Ecoparque cuja “qualidade da água da praia é excelente”, garantindo que tudo vai fazer no sentido de “estar pronto em 2021, no início da época balnear”.

Instalação de plantação de cannabis para fins terapêuticos em Castelo de Vide

Zé LG, 20.06.20

O presidente da Câmara de Castelo de Vide, António Pita, destacou a importância para o concelho da instalação de uma plantação de canábis para fins terapêuticos na freguesia de Póvoa e Meadas, nomeadamente “a constituição em ativos de terrenos que se encontram abandonados e a criação de postos de trabalho”.

O processo para a instalação da plantação de cannabis num terreno com cerca de sete hectares, em Póvoa e Meadas, começou no início deste ano e está dependente de um licenciamento “complexo e rigoroso”, por parte do Infarmed.

103590630_3118275184915964_2838388965363939110_n cAntónio Pita, que reuniu quinta feira com o representante da empresa francesa, promotora do projeto, asseverou que o município tem vindo a acompanhar este processo “com muita proximidade e interesse”, mostrando-se convicto de que o mesmo será uma realidade.

Plano de Intervenção em Espaço Rústico do Trancoso e Fonte da Telha em discussão pública, em Alvito

Zé LG, 13.06.20

Trancoso.jpgO Plano de Intervenção no Espaço Rústico (PIER) consubstancia uma modalidade específica de Plano de Pormenor (PP) cujo objetivo decorre da oportunidade deredinamização da atividade agrícola, indo de encontro àsOpções Estratégicas de Base Territorial, para o Concelho de Alvito, definidas pelo Plano Regional de Ordenamento do Território do Alentejo (PROTAlentejo), bem como dos objetivos estratégicos de desenvolvimento preconizado no Plano Diretor Municipal(PDM), designadamente nos referentes ao ‘Desenvolvimento Sustentado da Economia’ nos quais o turismo e o setor primário assumem um caráter preponderante

Os documentos que constituem a proposta poderão ser consultados no sítio da internet do Município de Alvito em https://www.cm-alvito.pt/pt/menu/418/plano-de-intervencao-em-espaco-rustico.aspx.

Câmara de Castro Verde prossegue Assembleias Participativas

Zé LG, 09.06.20

castro-verde-768x432.jpgDe acordo com o município, a iniciativa tem como objetivo “aproximar os munícipes das políticas públicas municipais através da recolha e integração de propostas de utilidade coletiva no Orçamento Municipal para o próximo ano, estando definido um total de 40 mil euros para as ações de 2021”.

As propostas a apresentar pelos munícipes devem incidir em áreas como Espaço público, Espaços verdes, Higiene Urbana, Cultura e Desporto, Acão Social e Saúde, Educação e Juventude, Modernização Administrativa, Trânsito, Infraestruturas e Mobilidade, Turismo e Desenvolvimento Económico, Ambiente, Segurança e Proteção Civil.

As propostas podem também ser apresentadas online, até ao dia 30 de junho, através da plataforma em http://op.cm-castroverde.pt/.

Projecto És(cola) Ciência do CEBAL obtém financiamento do Portugal Inovação Social

Zé LG, 03.06.20

cebal.jpgO projecto És(cola) Ciência, promovido pelo CEBAL foi financiado pelo “Programa de Parcerias para o Impacto” do Portugal Inovação Social, no domínio do Empreendedorismo Social.

Trata-se de um projecto que conta com o suporte da EMAS de Beja, na qualidade de investidor social, bem como com o apoio da Incubadora de Inovação Social do Baixo Alentejo, com o objectivo de auxiliar no combate ao problema social do insucesso escolar na região, demonstrando cientificamente que através da introdução de actividades lúdico-científicas de ciência na escola se promove o sucesso escolar no 2º ciclo do ensino básico.

Rita Martins, investigadora responsável do projecto És(cola)Ciência, revela que o És(cola)Ciência vai ser desenvolvido num grupo com cerca de 100 crianças do 5º ano da Escola Mário Beirão em Beja. Este é um projecto piloto e aquilo que se pretende é que no futuro possa chegar a outras zonas não só da região mas também do País.

Novo projecto aeronáutico a caminho de Évora

Zé LG, 25.05.20

image.jpgHá um novo projecto aeronáutico a caminho de Évora. O avião ATL-100 da brasileira Desaer vai ser desenvolvido em parceria com o a equipa de Évora do CeiiA, instalada no Parque do Alentejo de Ciência e Tecnologia, ao longo dos próximos 3 anos. Mas a empresa portuguesa pretende que o Alentejo receba uma linha final de montagem da aeronave, de acordo com entrevista publicada no Diário de Notícias, o diretor do CEiiA, para a Aeronáutica e Defesa, Miguel Braga.
O investimento para fase de desenvolvimento é de 20 milhões de euros.
Na fase de industrialização, o CEiiA pretende ter uma unidade em Évora e outra no Brasil e ainda a criação de uma unidade para o fabrico de componentes em Portugal. Mas o objetivo principal é ter um “final assembly line”. “O objetivo é igualmente montar a aeronave em Portugal, o que terá um efeito muito grande do ponto de vista do emprego indireto pela estabilização na região do Alentejo, em Évora, em Beja, em Ponte de Sôr, cidades que estão seguramente preparadas, em termos de infraestruturas para receber um projeto desta natureza” refere o responsável.

Elvas vai ter Hotel Resort Urbano, a certificar como Carbono Zero

Zé LG, 17.05.20

elvas.pngA empresa Manuel Mendão, Lda. pretende investir cerca de 4,5 milhões de euros no Hotel Resort Urbano, a certificar como Hotel Carbono Zero, tendo como missão utilizar energia solar para aquecimento e soluções para reduzir consumos energéticos e de plástico.

O projeto de arquitetura, da autoria do arquiteto Luís Cachola, foi entregue na Câmara Municipal de Elvas e contempla quatro mil metros quadrados, dois pisos, 40 quartos duplos, seis suites, sala de eventos, centro de bem estar (SPA), bar, restaurante, piscinas interior e exterior e zonas verdes, prevê criar mais de 30 postos de trabalho e localiza-se na Quinta do Morgadinho, em Elvas, junto à saída na direção de Lisboa, estando previsto arrancar com as obras em 2021.

Covid-19 & Igualdade, qual a realidade?

Zé LG, 16.05.20

ESDIME.jpg

A ESDIME lançou o desafio à população de partilhar representações sobre a igualdade em tempos de confinamento social devido à pandemia Covid-19, em formato escrito, desenho, fotografia, dança, música, escultura, etc, que serão divulgadas na página do Facebook do Gabinete VERA, “mostrando a criatividade e a importante reflexão”.

“Viver o Clima no Baixo Alentejo”

Zé LG, 14.05.20

9392_big.jpgNo âmbito do acordo estabelecido entre a CIMBAL e a EDIA, no contexto da gestão do projecto “Viver o Clima no Baixo Alentejo”, foi submetida a candidatura ao Programa: EEA Grants – Small Grants Scheme #3 - Projetos para reforçar a adaptação às alterações climáticas a nível local, no valor de 199.641,85€.

O principal objectivo é “o de constituir uma rede de habitats que permita a conservação significativa de espécies de alto valor, de habitats estruturais e dos seus recursos (solos e água) e que ao mesmo tempo cumpram a função de prover serviços de ecossistemas às estruturas produtivas, tal como referido no Plano Intermunicipal de Adaptação às Alterações Climáticas do Baixo Alentejo.”

CIMBAL com financiamento para avançar com projecto (Des)construir para a Economia Circular

Zé LG, 04.05.20

O projecto (Des)construir para a Economia Circular foi aprovado, no âmbito do Aviso – Projectos para a promoção da Economia Circular no Sector da Construção, do Programa “Ambiente, Alterações Climáticas e Economia de Baixo Carbono” do EEA Grants, financiado pelos países doadores, Islândia, Liechtenstein e Noruega, apoiando financeiramente os Estados membros da União Europeia com maiores desvios da média europeia do PIB per capita, onde se inclui Portugal.

9322_big circular.jpgO projecto (Des)construir para a Economia Circular resulta de um trabalho iniciado pela CCDR Alentejo com a participação da CIMBAL, dos municípios do Baixo Alentejo e de um conjunto alargado de parceiros. Tem como principal objectivo promover uma estratégia regional para a reutilização de produtos e componentes de construção, bem como a reciclagem de resíduos de construção e demolição (RCD), reduzindo assim o impacto ambiental da construção e promovendo a sua circularidade.

Iniciada a construção do cabo submarino entre Sines e o Brasil

Zé LG, 26.04.20

20200423165109298 sines.jpgA estação de amarração do cabo submarino do consórcio Ellalink que ligará Portugal ao Brasil já está a ser construída, na ZILS - Zona Industrial e Logística de Sines, gerida pela aicep Global Parques. A “cable landing station”, na designação internacional, é a primeira instalação a nascer no SinesTech, área dedicada da ZILS que pretende dar um impulso ao setor tecnológico em Sines e em Portugal.

Vindo de Fortaleza, no Brasil, o cabo da EllaLink atravessa o Atlântico, numa extensão de 10 119km, e entra em território europeu via Sines, com ligações a centros como Madrid e Marselha e passando ainda por Cabo Verde e pela ilha da Madeira.

A infraestrutura, denominada Ellalink, está a ser implementada no âmbito do projeto BELLA (Building European Link to Latin America), que agrega as redes de ciência europeia e sul-americana, sendo financiado pela Comissão Europeia e por fundos privados.

IPBeja integra rede que desenvolveu protótipos de ventiladores

Zé LG, 25.03.20

IPBeja-1-768x512.jpgO IPBeja faz parte da rede de dez estabelecimentos de ensino que, num espaço de duas semanas, desenvolveu, dois protótipos de ventiladores, para dar resposta em caso de necessidade, face à pandemia do novo coronavírus.
Os dois protótipos de ventiladores de emergência: um baseado na operação de um motor elétrico e o outro que funciona com base em ar comprimido pneumático, aguardam certificação para poderem ser fabricados.