Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aljustrel vai ter “Trilhos da Memória-Centro Interpretativo Ferroviário e Comboio Turístico Mineiro”

Zé LG, 04.10.20

202010010736021 alj.jpgA Câmara de Aljustrel assinou o contrato de financiamento com o Turismo de Portugal para a concretização do projecto “Trilhos da Memória-Centro Interpretativo Ferroviário e Comboio Turístico Mineiro”.

Com esta candidatura aprovada, no âmbito do Programa Valorizar, que permitirá à Câmara de Aljustrel proceder à “aquisição de um comboio turístico" e estabelecer a ligação entre os vários elementos e locais expositivos”, "será possível prosseguir com o desenvolvimento de uma rota turística ligada ao Parque Mineiro de Aljustrel, valorizando-se, assim, o património móvel ligado à tradição da actividade mineira e ferroviária e colocando em evidência o património industrial que marca as vivências do concelho".

O município de Moura assinou contrato de financiamento para a Estação Náutica

Zé LG, 30.09.20

O presidente da Câmara Municipal de Moura, Álvaro Azedo, assinou, ontem, o contrato referente ao Plano de Desenvolvimento da Oferta Turística da Estação Náutica de Moura – Alqueva.

10181_big Moura.jpgO desenvolvimento de experiências turísticas, a produção e instalação do plano de sinalética, bem como a monitorização da criação e implementação da Estação Náutica de Moura são algumas das actividades inseridas no Plano".

"Mortalidade em Portugal aumentou entre 1 de março a 20 de setembro"

Zé LG, 28.09.20

Sem nome.pngDesde o início da pandemia por COVID-19, registaram-se mais 24% de mortes em investigação (cujas causas não são totalmente conhecidas), mais 18% de óbitos em casa e mais 5,6% de mortes nos hospitais.

Segundo uma análise da TSF com base no Sistema de Informação dos Certificados de Óbito da Direção-Geral de Saúde (DGS), desde o início da pandemia em Portugal, morreram mais 6.829 pessoas do que em 2019.

O total de óbitos (64.756) está acima de todos os anos anteriores desde 2009, anos em que não se ultrapassou a barreira dos 60.000. Só no mês de setembro, registaram-se mais 763 mortos do que em igual período de 2019.

No entanto, a COVID-19 é responsável por menos de 2 mil pessoas em Portugal desde o início da pandemia.

Alentejo regista mais 158 mortes que em 2019, 22 relacionadas com a COVID-19

Zé LG, 22.09.20

hospital-1802679_960_720-768x508.jpgAté ao final do mês de agosto há registo de mais 158 mortes no Alentejo face a 2019. No ano passado, morreram na região 5 092 pessoas. Até ao final do mês passado o número de mortes foi 5 250. Os dados são do INE.

No Baixo Alentejo, à exceção do concelho de Odemira há mais 78 vítimas mortais, o que representa um aumento de 5,8% em relação ao ano passado. Em 2019 morreram 1 335 e em 2020, até ao momento, registam-se 1 413 óbitos.

Estes números poderão estar relacionados com o novo coronavírus que, em Portugal, desde o início da pandemia já matou mais de 1 800 pessoas, 22 das quais no Alentejo.

“quem gosta de Portugal jamais diz ‘Vão!’, antes diz ‘Venham!’”

Zé LG, 18.08.20

escritores.pngUm conjunto de quase 200 escritores de língua portuguesa exigiu hoje que sejam assumidos compromissos políticos para impedir uma “escalada” do populismo, da violência e da xenofobia, e apelou aos agentes democráticos para que contrariem estas ameaças ressurgentes.

“Temos de reagir antes que seja tarde. E usar as palavras contra o insidioso ataque à democracia, ao multiculturalismo, à justiça social, à tolerância, à inclusão, à igualdade entre géneros, à liberdade de expressão e ao debate aberto”, escrevem os autores, realçando que “quem gosta de Portugal jamais diz ‘Vão!’, antes diz ‘Venham!’”.

Sem mortes por COVID-19 pela primeira vez desde 16 de Março

Zé LG, 03.08.20

116720087_3256644074358191_4923273333390831564_o c

Portugal registou esta segunda-feira mais 106 novos casos por Covid-19. Nas últimas 24 horas, não houve nenhum óbito — tal não acontecia desde o dia 16 de março (data em que se registou a primeira morte por Covid-19 em Portugal).

O número de pessoas internadas é de 390 nas últimas 24 horas (mais 12 do que no domingo) enquanto nos cuidados intensivos estão agora 42 pessoas (mais uma).

Este facto – o mortes – e o número de internados e de internados em cuidados intensivos, apesar dos pequenos aumentos, faz-nos acreditar que estamos a controlar a pandemia. Até o tempo está a contribuir para isso?

Em Portugal, foram registados ontem 305 óbitos no total, 2 por COVID-19

Zé LG, 31.07.20

Nas últimas 24 horas, foram notificadas mais duas mortes por COVID-19, o que equivale a um aumento de 0,1% (de 1.725 para 1.727).

Entretanto, hoje morreram 305 pessoas no total, de todas as causas.

Mortalidade hoje..jpg

Aqui está um tema que gostava de ver debatido, com calma e seriedade. Veja-se, pelo gráfico, como se está a morrer em Portugal. Estamos a atravessar um pico, nos últimos dias, muito superior ao dos últimos anos. Devido ao calor? Poderá ser uma explicação. Por COVID-19, têm-se registado números diários abaixo da dezena.

Com isto, não pretendo desvalorizar a gravidade da pandemia. O que pretendo é, mais uma vez, chamar a atenção para os muitos que vão morrendo por outras razões, que podem - estes sim -, estarem a ser desvalorizados e desacompanhados.

Não dispenso ouvir o Dr. António Silva Graça

Zé LG, 19.05.20

ASG_page-0001.jpgOuvir a opinião diária, no Telejornal, do infecciologista António Silva Graça tornou-se para mim um ritual que não dispenso. Não o conhecia mas a clareza e a sensatez das suas opiniões fundamentadas, contrastando com a de muitos outros comentadores, tornou-se indispoensável para a compreensão da COVID-19 e a da sua evolução.

Ministro do Mar anuncia aumento da quota de pesca da sardinha

Zé LG, 06.05.20

202005051207362515 sardinha.jpgO ministro do Mar anunciou o aumento da quota de pesca da sardinha para um total de 6.300 mil toneladas até 31 de julho, o que representa um aumento de 1.300 toneladas face aos limites máximos de captura fixados em 2019.

"Portugal e Espanha seguiram o parecer científico e até 31 de junho estabeleceu-se uma quota de 9.500 toneladas, das quais Portugal cederá 6.300 e estará na pesca de 1 a 31 de junho", detalha Ricardo Serrão Santos.

Depois de vários anos em que a pesca da sardinha esteve desaconselhada, o ministro revela que o plano de recuperação traçado em conjunto com a Espanha está agora a dar frutos.

Portugal não produziu eletricidade a partir de carvão pela 1.ª vez em 35 anos

Zé LG, 06.05.20

A produção das centrais a carvão de Sines e do Pego foi nula no mês de abril, o que aconteceu pela primeira vez desde a sua existência, em 1985, segundo a REN - Redes Energéticas Nacionais.

202005051526206751 carvão.jpgSegundo a REN, em abril, as condições hidrológicas foram favoráveis, com o índice de produtibilidade hidroelétrica a situar-se em 1,17 (sendo a média histórica igual a 1), enquanto nas eólicas o índice situou-se em 0,85 (média histórica igual a 1).

O consumo de eletricidade caiu 12% em abril, segundo dados da REN, que refere que é necessário recuar a agosto de 2004 para encontrar um consumo mensal tão baixo como o do mês passado.

Casos e mortes por COVID-19 em Portugal

Zé LG, 03.05.20

Distribuição de Casos e Óbitos

Grupo Etário

Casos

Óbitos

 

Masculino

Feminino

Taxa de Fatalidade

Masculino

Feminino

00-09 Anos

199 3

212 2

0,00%

0 +0

0 +0

10-19 Anos

340 -3

421 -3

0,00%

0 +0

0 +0

20-29 Anos

1250 -5

1687 -12

0,00%

0 +0

0 +0

30-39 Anos

1504 -7

2040 0

0,00%

0 +0

0 +0

40-49 Anos

1681 -27

2581 -13

0,23%

5 +0

5 +0

50-59 Anos

1673 -3

2634 -35

0,74%

23 +1

9 +0

60-69 Anos

1360 -18

1580 -13

3,03%

57 +1

32 +0

70-79 Anos

1068 -16

1159 -4

9,03%

119 +3

82 +1

80+

1296 -13

2677 6

17,39%

299 +5

392 +5

TOTAL

10371 -89

14991 -72

4,03%

503 +10

520 +6


Com variação diária

 

Portugal passa do estado de emergência ao estado de calamidade

Zé LG, 01.05.20

202003102208341788 Covid-19.jpgO Governo apresentou ontem o plano de desconfinamento válido a partir de 4 de maio. Portugal viveu nas últimas seis semanas em estado de emergência devido à pandemia da Covid-19, passando agora ao estado de calamidade.

Regras gerais a vigorar em Portugal – a partir de 4 de maio

– Confinamento passa a ser obrigatório somente para pessoas doentes e em vigilância ativa;

– Dever cívico de recolhimento domiciliário continua a vigorar;

– Proibição de eventos ou ajuntamentos com mais de 10 pessoas;

– Lotação máxima de 5 pessoas/100m2 em espaços fechados;

– Funerais passam a poder ser realizados com a presença de familiares

Veja aqui as datas mais relevantes para a reabertura do país.

COVID - 19. Dados para reflexão

Zé LG, 10.04.20

Eu sei que é prematuro e perigoso, nesta altura, tirar grandes conclusões do impacto da COVID - 19 em Portugal, porque os números actuais ainda vão subir muito. Não o vou fazer, mas deixo alguns dados para reflexão.

População de Portugal - 10 132 749

img_797x448$2020_02_29_18_01_37_621041 corona.jpg

COVID – 19 (09/04/2020):

- Suspeitos - 115 158 – 1,14%

- Em Vigilância pelas Autoridades - 24 708 – 0,24%

- Confirmados - 13 956 - 0,14%

- Óbitos - 409 – 0,004%

"Durante a época de gripe 2018/2019 o número de óbitos atribuíveis à gripe foi estimado em 3.331", refere o relatório do Instituto Nacional de Saúde Ricardo Jorge.

Em 2009, quando surgiu a gripe A - também conhecida de Influenza A/H1N1, a pandemia demorou menos de um mês a chegar a Portugal e fez 122 mortes no país, com 166.922 casos registados até agosto de 2010 - altura em que foi declarado o fim da pandemia.

Gostei de ouvir António Saraiva

Zé LG, 07.04.20

images.jpgO líder da CIP defendeu, esta noite na SIC, algumas posições, como a necessidade de parte da dívida externa ser perdoada, que até há muito pouco tempo apenas era defendida pela "esquerda radical" e pouco mais. Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades...

Apresentou uma proposta das empresas se comprometerem a não despedir nem a distribuir dividendos durante quatro anos, como contrapartida de financiamento necessário à manutenção da sua actividade. Parece uma proposta que vale a pena ser considerada e que pode ser parte da solução para a crise económico-social que está aí.

José Cid recebe Grammy de Excelência Musical 

Zé LG, 14.11.19

cid.jpgO músico português José Cid recebeu esta quarta-feira, numa cerimónia em Las Vegas, nos Estados Unidos da América, um Grammy de Excelência Musical, da Academia Latina de Gravação, cuja atribuição foi anunciada em Agosto. O Grammy de Excelência Musical é atribuído “a artistas que fizeram contribuições de significado artístico excepcional para a música latina”, de acordo com informação disponível no site da Academia.

José Albano Salter Cid Ferreira Tavares torna-se assim no segundo português a receber o Grammy Latino de Excelência Musical — o Lifetime Achievement Award. Carlos do Carmo, que se despediu dos palcos com o concerto de 9 de Novembro no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, foi o primeiro português a ser distinguido com este prémio da Latin Recording Academy (em 2014). 

Portugal conquista primeira edição da Liga das Nações

Zé LG, 09.06.19

A seleção nacional conquistou, este domingo, a primeira edição da Liga das Nações ao bater a Holanda por 1-0 no Estádio do Dragão, no Porto. Gonçalo Guedes fez o único golo da partida.

thumbs.web.sapo.io.jpgEsta foi a terceira final da história da seleção portuguesa, depois do desaire com a Grécia (1-0) no Europeu de 2004 e das vitória com a França (1-0 após prolongamento) no Europeu de 2016 e agora contra a Holanda (1-0) na final da Liga das Nações.

Portalegre recebe comemorações do Dia de Portugal

Zé LG, 09.06.19

IMG_7071.JPGAs comemorações do Dia de Portugal começam este domingo, em Portalegre, com uma cerimónia de içar da bandeira nacional, e terminam em Cabo Verde, onde Presidente da República e primeiro-ministro estarão entre segunda e terça-feira. Na segunda-feira de manhã, o chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, preside à Cerimónia Militar Comemorativa do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, em Portalegre, onde fará o seu primeiro discurso no 10 de Junho, na presença do presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, e do primeiro-ministro, António Costa.

Antes, haverá uma intervenção do presidente da comissão organizadora desta edição das comemorações do Dia de Portugal, o jornalista João Miguel Tavares, que é natural de Portalegre. Nesta cerimónia, também estará presente o Presidente da República de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, e no desfile militar haverá uma representação cabo-verdiana a participar juntamente com as Forças Armadas Portuguesas.