Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

António Guterres reconduzido, por unanimidade, para segundo mandato como secretário-geral da ONU

Zé LG, 18.06.21

mw-860.jpgAntónio Guterres aceitou a nomeção, declarando-se “multilateralista devoto” e “português orgulhoso”. Reconhecendo que o desafio que tem pela frente é “colossal”, o antigo líder socialista pediu aos 193 países da ONU a assumir a distribuição de vacinas contra a covid-19 como “prioridade mundial absoluta”.

Outros trabalhos urgentes, segundo Guterres, são a prevenção de conflitos e a preparação da segurança social para futuras pandemias. Prometendo ser mediador e “construtor de pontes”, propõe um esforço conjunto em prol de uma “recuperação justa, verde e sustentável”. Mudanças climáticas, perda de biodiversidade e poluição ambiental são outros desafios globais, segundo o antigo Alto-Comissário da ONU para Refugiados. Alertou ainda para o “declínio dos direitos humanos, falta de regulamentação no ciberespaço e divisão digital crescente”.

Trabalhadores do grupo ADP em Greve Nacional pela "valorização do trabalho e mais salários"

Zé LG, 11.06.21

202106091542197248.pngHoje, dia 11, os trabalhadores do grupo Águas de Portugal cumprem uma greve de 24 horas pela concretização das medidas necessárias à sua valorização, num grupo que teve 79 milhões de lucros em 2020. Os trabalhadores dizem estar “fartos e descontentes com a atual situação”, e querem “resposta imediata às suas reivindicações sem mais delongas e desculpas”, refere o STAL.

A greve teve início às 00h00 de hoje, e a paralisação dos grtrabalhadores tem como objetivos reivindicar “o cumprimento da aplicação do acordo de empresa que foi assinado há cerca de 2 anos com a Águas de Portugal”, revela Vasco Santana, coordenador do STAL, acrescentando que se pretende que “estas empresas popossam dar resposta às propostas reivindicativas que foram apresentadas no início do ano” e que não obtiveram resposta.

Vinhos do Alentejo e Águas de Portugal cooperam para mitigar alterações climáticas

Zé LG, 12.04.21

202102102244252458.jpgA Comissão Vitivinícola Regional Alentejana (CVRA) assinou um protocolo com a empresa Águas de Portugal (AdP Valor) que visa mitigar as alterações climáticas, combater a desertificação do Alentejo e promover a economia circular, como “resposta” à crescente desertificação do Alentejo, com a agricultura a ser responsável pelo uso de “75%” da água gasta em Portugal.

Em março, arrancou o primeiro projeto desta parceria, denominado por “AQUA VINI”, e que tem como objetivos “fomentar a reutilização” de água na atividade vitivinícola. Financiado pelo Fundo Ambiental do Ministério do Ambiente, está a decorrer na Herdade da Ravasqueira.

“O AQUA VINI é um projeto pioneiro que permitirá estudar a reutilização de água na atividade de regadio, os efeitos desta aplicação no desenvolvimento das culturas irrigadas e o impacto nos recetores ambientais solo e recursos hídricos, bem como nos sistemas de rega”, esclarece por sua vez a AdP VALOR no documento.

O protocolo celebrado entre as duas entidades pretende ainda “reforçar” as ações no âmbito da reutilização de águas residuais, “reaproveitamento” de lamas de estações de tratamento de águas residuais (ETAR), a sustentabilidade e economia circular e projetos de inovação, conforme o Programa de Sustentabilidade dos Vinhos do Alentejo (PSVA), lançado em 2015.

Pedro do Carmo eleito representante de Portugal na União Interparlamentar

Zé LG, 06.03.21

202103051752265286.pngPedro do Carmo, deputado socialista eleito pelo círculo de Beja, é um dos oito representantes de Portugal na Assembleia da União Interparlamentar que atualmente é presidida pelo deputado português Duarte Pacheco.

A União Interparlamentar (UIP) é a organização internacional dos Parlamentos dos Estados soberanos. Nos termos dos seus Estatutos, partilha os objetivos da Organização das Nações Unidas e apoia os seus esforços, trabalhando com ela em estreita colaboração.

Pedro do Carmo afirma que “naturalmente, tudo farei para dar expressão neste fórum do sentir, dos problemas e dos desafios do Mundo Rural e dos territórios de baixa densidade, realidades que nem sempre têm a visibilidade que merecem como espaços de identidade, de potencial produtivo e de sustentabilidade. Também aqui procurarei dar voz e defender a nossa realidade como Baixo Alentejanos, integrados num território rural”.

Santiago Macias designado novo diretor do Panteão Nacional

Zé LG, 26.02.21

202102251233112271.pngA Direção-Geral do Património Cultural anunciou, ontem, os primeiros resultados dos concursos internacionais para cargos de direção em museus e monumentos nacionais.

O historiador Santiago Matias, foi presidente da Câmara Municipal de Moura entre 2013 e 2017, fazia parte da lista final de 8 candidatos admitidos no concurso para diretor do Panteão Nacional, em Lisboa.

Os concursos internacionais abertos em 2020, incluíam também, numa 3ª fase, vaga para a direção do Museu Regional Rainha D.Leonor, na cidade de Beja, cujo processo continua ainda em avaliação. Hoje só foram divulgados os nomes da primeira fase dos concursos.

Alentejo sob aviso amarelo por causa do frio

Zé LG, 26.12.20

domingo-sera-de-frio-em-umuarama-com-minima-perto-Dez distritos vão entrar no fim de semana sob aviso amarelo por causa do tempo frio, que pode incluir “persistência de valores baixos da temperatura mínima”, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA): Bragança, Viseu, Évora, Guarda, Vila Real, Leiria, Beja, Castelo Branco, Aveiro e Portalegre. O aviso amarelo vigora entre as 00:00 de sábado e as 09:00 de domingo.

Enfermeira do Baixo Alentejo eleita para liderar a Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos

Zé LG, 13.12.20

Projeto-Over-13.pngA Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos (APCP) elegeu no passado dia 5 de dezembro, os novos corpos gerentes (Triénio 2021-2023), tendo sido eleita a lista presidida por Catarina Pazes sob o lema “Juntos pelos Cuidados Paliativos”. Da lista eleita fazem ainda parte, Guida Ascenção, psicóloga, Lúcia Gonçalves, enfermeira, e Cristina Galvão, médica, todas profissionais da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo.

Catarina Pazes é enfermeira coordenadora da Equipa Comunitária de Suporte em Cuidados Paliativos Beja+ da ULSBA. Licenciada em Enfermagem, mestre em Cuidados Paliativos, especialista em Enfermagem Comunitária e em Enfermagem Médico-Cirúrgica – Pessoa em Situação Paliativa.

Recordamos que a Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos é uma associação multiprofissional empenhada na divulgação, promoção e defesa dos cuidados paliativos em Portugal.

Peças de Moura na exposição "Guerreiros e mártires - a Cristandade e o Islão na formação de Portugal", no Museu Nacional de Arte Antiga

Zé LG, 22.11.20

10505_big.jpgO arqueólogo Santiago Macias referiu que “a exposição é organizada e dirigida, pelo Joaquim Caetano, que é o Director do Museu de Arte Antiga, e por mim. Resulta de uma proposta que foi feita há 2 anos ao Museu”. Acrescentando que “este episódio dos Mártires de Marrocos, foi significativo na formação, por um lado, do movimento franciscano, e por outro na própria formação do reino de Portugal”.

Aljustrel vai ter “Trilhos da Memória-Centro Interpretativo Ferroviário e Comboio Turístico Mineiro”

Zé LG, 04.10.20

202010010736021 alj.jpgA Câmara de Aljustrel assinou o contrato de financiamento com o Turismo de Portugal para a concretização do projecto “Trilhos da Memória-Centro Interpretativo Ferroviário e Comboio Turístico Mineiro”.

Com esta candidatura aprovada, no âmbito do Programa Valorizar, que permitirá à Câmara de Aljustrel proceder à “aquisição de um comboio turístico" e estabelecer a ligação entre os vários elementos e locais expositivos”, "será possível prosseguir com o desenvolvimento de uma rota turística ligada ao Parque Mineiro de Aljustrel, valorizando-se, assim, o património móvel ligado à tradição da actividade mineira e ferroviária e colocando em evidência o património industrial que marca as vivências do concelho".

O município de Moura assinou contrato de financiamento para a Estação Náutica

Zé LG, 30.09.20

O presidente da Câmara Municipal de Moura, Álvaro Azedo, assinou, ontem, o contrato referente ao Plano de Desenvolvimento da Oferta Turística da Estação Náutica de Moura – Alqueva.

10181_big Moura.jpgO desenvolvimento de experiências turísticas, a produção e instalação do plano de sinalética, bem como a monitorização da criação e implementação da Estação Náutica de Moura são algumas das actividades inseridas no Plano".

"Mortalidade em Portugal aumentou entre 1 de março a 20 de setembro"

Zé LG, 28.09.20

Sem nome.pngDesde o início da pandemia por COVID-19, registaram-se mais 24% de mortes em investigação (cujas causas não são totalmente conhecidas), mais 18% de óbitos em casa e mais 5,6% de mortes nos hospitais.

Segundo uma análise da TSF com base no Sistema de Informação dos Certificados de Óbito da Direção-Geral de Saúde (DGS), desde o início da pandemia em Portugal, morreram mais 6.829 pessoas do que em 2019.

O total de óbitos (64.756) está acima de todos os anos anteriores desde 2009, anos em que não se ultrapassou a barreira dos 60.000. Só no mês de setembro, registaram-se mais 763 mortos do que em igual período de 2019.

No entanto, a COVID-19 é responsável por menos de 2 mil pessoas em Portugal desde o início da pandemia.

Alentejo regista mais 158 mortes que em 2019, 22 relacionadas com a COVID-19

Zé LG, 22.09.20

hospital-1802679_960_720-768x508.jpgAté ao final do mês de agosto há registo de mais 158 mortes no Alentejo face a 2019. No ano passado, morreram na região 5 092 pessoas. Até ao final do mês passado o número de mortes foi 5 250. Os dados são do INE.

No Baixo Alentejo, à exceção do concelho de Odemira há mais 78 vítimas mortais, o que representa um aumento de 5,8% em relação ao ano passado. Em 2019 morreram 1 335 e em 2020, até ao momento, registam-se 1 413 óbitos.

Estes números poderão estar relacionados com o novo coronavírus que, em Portugal, desde o início da pandemia já matou mais de 1 800 pessoas, 22 das quais no Alentejo.

“quem gosta de Portugal jamais diz ‘Vão!’, antes diz ‘Venham!’”

Zé LG, 18.08.20

escritores.pngUm conjunto de quase 200 escritores de língua portuguesa exigiu hoje que sejam assumidos compromissos políticos para impedir uma “escalada” do populismo, da violência e da xenofobia, e apelou aos agentes democráticos para que contrariem estas ameaças ressurgentes.

“Temos de reagir antes que seja tarde. E usar as palavras contra o insidioso ataque à democracia, ao multiculturalismo, à justiça social, à tolerância, à inclusão, à igualdade entre géneros, à liberdade de expressão e ao debate aberto”, escrevem os autores, realçando que “quem gosta de Portugal jamais diz ‘Vão!’, antes diz ‘Venham!’”.

Sem mortes por COVID-19 pela primeira vez desde 16 de Março

Zé LG, 03.08.20

116720087_3256644074358191_4923273333390831564_o c

Portugal registou esta segunda-feira mais 106 novos casos por Covid-19. Nas últimas 24 horas, não houve nenhum óbito — tal não acontecia desde o dia 16 de março (data em que se registou a primeira morte por Covid-19 em Portugal).

O número de pessoas internadas é de 390 nas últimas 24 horas (mais 12 do que no domingo) enquanto nos cuidados intensivos estão agora 42 pessoas (mais uma).

Este facto – o mortes – e o número de internados e de internados em cuidados intensivos, apesar dos pequenos aumentos, faz-nos acreditar que estamos a controlar a pandemia. Até o tempo está a contribuir para isso?

Em Portugal, foram registados ontem 305 óbitos no total, 2 por COVID-19

Zé LG, 31.07.20

Nas últimas 24 horas, foram notificadas mais duas mortes por COVID-19, o que equivale a um aumento de 0,1% (de 1.725 para 1.727).

Entretanto, hoje morreram 305 pessoas no total, de todas as causas.

Mortalidade hoje..jpg

Aqui está um tema que gostava de ver debatido, com calma e seriedade. Veja-se, pelo gráfico, como se está a morrer em Portugal. Estamos a atravessar um pico, nos últimos dias, muito superior ao dos últimos anos. Devido ao calor? Poderá ser uma explicação. Por COVID-19, têm-se registado números diários abaixo da dezena.

Com isto, não pretendo desvalorizar a gravidade da pandemia. O que pretendo é, mais uma vez, chamar a atenção para os muitos que vão morrendo por outras razões, que podem - estes sim -, estarem a ser desvalorizados e desacompanhados.

Não dispenso ouvir o Dr. António Silva Graça

Zé LG, 19.05.20

ASG_page-0001.jpgOuvir a opinião diária, no Telejornal, do infecciologista António Silva Graça tornou-se para mim um ritual que não dispenso. Não o conhecia mas a clareza e a sensatez das suas opiniões fundamentadas, contrastando com a de muitos outros comentadores, tornou-se indispoensável para a compreensão da COVID-19 e a da sua evolução.

Ministro do Mar anuncia aumento da quota de pesca da sardinha

Zé LG, 06.05.20

202005051207362515 sardinha.jpgO ministro do Mar anunciou o aumento da quota de pesca da sardinha para um total de 6.300 mil toneladas até 31 de julho, o que representa um aumento de 1.300 toneladas face aos limites máximos de captura fixados em 2019.

"Portugal e Espanha seguiram o parecer científico e até 31 de junho estabeleceu-se uma quota de 9.500 toneladas, das quais Portugal cederá 6.300 e estará na pesca de 1 a 31 de junho", detalha Ricardo Serrão Santos.

Depois de vários anos em que a pesca da sardinha esteve desaconselhada, o ministro revela que o plano de recuperação traçado em conjunto com a Espanha está agora a dar frutos.