Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Jovem bejense venceu concurso “Uma carta de amor a José Saramago”

Zé LG, 07.02.23

20230206153040592.jpegJoão Carvalho é de Beja, tem 25 anos, e está muito satisfeito com a sua mais recente conquista, ganhou o primeiro lugar no concurso “José e Pilar” - “Uma carta de amor a José Saramago". O concurso foi promovido, em parceria, pela Comunidade Cultura e Arte, Fundação José Saramago e Jumpcut. Ficou em primeiro lugar e viu, e ouviu, a sua carta lida por Gregorio Duvivier.

João Carvalho tem 25 anos, nasceu em Beja e foi na capital de distrito que fez a sua formação académica, tendo frequentado, entre outras, a Escola Secundária Diogo de Gouveia e a Escola Superior de Educação. Presentemente estuda jornalismo em Lisboa.

Turismo no Alentejo ultrapassa os três milhões de dormidas

Zé LG, 05.02.23

herdade-dos-salgrados-690x450.jpgA aposta nacional e internacional do turismo na região do Alentejo tem sido bastante significativa, com um “crescimento muito assinalável”, referiu o Secretário de Estado do Turismo, Comércio e Serviços, Nuno Fazenda.

O aumento em número de camas, dormidas, receitas e taxas de ocupação turística, resultou em “27.100 camas, mais 14.100 do que em 2013”, com a região a representar “4,4% das dormidas em todo o país” em estabelecimentos hoteleiros, sem contar com as dormidas em unidades de espaço rural. Hoje, são quase “três milhões de dormidas”, quando em 2013, havia 1,8 milhões de dormidas”, com as receitas a subir nos últimos anos, afirmou o membro do Governo. 2022 voltou a superar o “ano histórico de 2019” e entre Janeiro e Novembro, a região aumentou mais de 3,2% no contexto das dormidas.

"Astronautas por um Dia" com 2ª edição lançada hoje em Beja

Zé LG, 30.01.23

202301291322134855.jpgO lançamento da 2ª edição iniciativa “Zero-G Portugal – Astronauta por Um Dia” vai realizar-se na Escola Secundária Diogo Gouveia, em Beja, e conta com a presença da ministra da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (MCTES), Elvira Fortunato. O programa que permite a dezenas de jovens serem “astronautas por um dia”, entrando a bordo de um voo de gravidade zero, volta a realizar-se este ano. Em setembro do ano passado, 30 jovens experimentaram a sensação de gravidade zero num voo parabólico, o primeiro realizado em Portugal, a bordo de um avião com partida da Base Aérea de Beja.

88% dos portugueses “não se sentem confortáveis dentro de casa devido ao frio ou ao calor”

Zé LG, 29.01.23

202301082058266475.jpg«Acontece, no entanto, que são os idosos, no campo ou na cidade, que em regra vivem nas habitações mais degradadas. Em muitos casos, as deficiências construtivas, aliadas à degradação avançada dessas moradias, determinam situações de penúria ambiental, quase sempre agravadas pelo facto dessas pessoas auferirem pensões que não lhes permite fazer as obras necessárias, ou usufruir de sistemas de aquecimento, no caso do frio, a gás ou a eletricidade.

Não têm existido políticas públicas centradas nesta problemática social. … Do que conheço, as Estratégias Locais de Habitação que à escala municipal começam agora a ser implementadas, não tiveram em conta esta realidade. Assim como muitas outras, como seja o acesso à habitação por parte dos jovens.» - Miguel Bento, aqui.

“um Poder absoluto que ouve sem escutar”

Zé LG, 28.01.23

202301222245113986.jpg«A Democracia é tanto mais verdadeira quanto mais as pessoas diretamente implicadas e afetadas nas inúmeras vertentes da vida da nação têm voz. Uma voz publica, livre, não condicionada aberta ou veladamente por um Poder absoluto que ouve sem escutar. Que mantém uma rede para o suposto diálogo onde só tem assento quem e quando o Governo quer. Sempre os mesmos, as mesmas caras, os mesmos interesses, apetece dizer, com preço conhecido, não falo de corrupção, falo da manutenção, do assegurar a sobrevivência dos supostos interlocutores. Um jogo de cartas marcadas. Um sossego com custos enormes agora e no futuro. Onde se fazem leis, decretos, programas com o objetivo de atingir um clima de satisfação, não dos intervenientes, mas sim dos momentaneamente interessados, destruindo, desperdiçando oportunidades e recursos.» - Luís Mira Coroa, aqui.

Os azares de Medina

Zé LG, 20.01.23

image_2023-01-19_22-40-24.jpgDepois de terem sido tornadas públicas buscas da PJ à Câmara de Lisboa, Fernando Medina revelou: “a decisão da contratação (por ajuste direto) de Joaquim Mourão é minha”, pela sua “capacidade e obra” e “perfil adequado para a missão”, negando qualquer escolha por “critério partidário”…

Pouco tempo depois de ter sido nomeado ministro das Finanças, Fernando Medina contratou, por ajuste direto, o ex-diretor de informação da TVI Sérgio Figueiredo para prestar serviços de consultoria e acompanhamento da aplicação das políticas públicas, por dois anos, com uma remuneração de ministro, por considerar que “reúne excelentes condições para desempenhar tais funções". Depois de Sérgio Figueiredo ter desistido do lugar, em resultado da polémica que gerou a sua contratação, Medina afirmou que o lugar será ocupado por uma “pessoa com o currículo adequado” para as funções exigidas…

Mais recentemente escolheu, para secretária de Estado do Tesouro, Alexandra Reis que, pouco tempo depois de ter deixado o lugar de vogal do Conselho de Administração da TAP com 500 mil euros de indemnização, foi nomeada presidente do Conselho de Administração da NAV Portugal, de onde foi chamada para o governo. Depois de ter sido tornada pública a indemnização recebida por Fernanda Reis, Fernando Medina demitiu-a, 25 dias depois de ter tomado posse…

Como se pode ver, por estes "casinhos", Fernando Medina tem mesmo azar com as escolhas que faz… Faz as escolhas com as melhores das intenções, porque são as melhores - são do PS, conheceu-as na televisão ou são amigas -, ao ponto de não encontrar quem as substitua e acaba por ser mal compreendido…

Santiago Macias apresentou em Moura exposição sobre o seu mais recente livro

Zé LG, 17.01.23

santi-expo-690x450.jpg“Duarte DArmas – Do Cálamo ao drone”, é este o nome da exposição itinerante do último livro do historiador, que foi apresentada hoje, na Escola Secundária de Moura, em que faz parte também um documentário de cerca de 30 minutos.

O projecto baseia-se num livro do século XVI, “o livro das fortalezas”, onde Moura está referenciada. “Em 1510, D. Manuel I encarregou um dos seus funcionários, Duarte DArmas, com particular talento para o desenho, de desenhar todas as fortalezas da fronteira, que eram 60. 20 estão em território do Alentejo”, esclarece Santiago Matias.

“A informação deve circular o mais possível e sendo eu de Moura e estando fortemente vinculado à nossa terra” é muito importante passar por cá, diz Santiago Macias, que aspera “que os colegas (professores) possam dinamizar a exposição e o documentário que permite uma percepção das alterações” das fortalezas.

Imigrantes "são uma oportunidade"

Zé LG, 14.01.23

imigrantes despejados.png"Em Portugal, as contribuições para a Segurança Social, em 2022, já ultrapassaram os mil milhões de euros, um número significativo e um importante contributo para a sustentabilidade daquele sistema", segundo a secretária de Estado da Igualdade e Migrações, Isabel Almeida Rodrigues, defendendo que os imigrantes "são uma oportunidade" não só para quem parte à procura de melhores condições de vida e segurança, mas também para o País acolhedor.

Além das contribuições para a Segurança Social, a Secretária de Estado da Igualdade e Migrações, considerou que os imigrantes "abrem os nossos olhos e os nossos horizontes" para novas culturas e "trazem outros sabores e outras cores" e acrescentou que o nosso País continua a receber imigrantes "quase todos os dias”, defendendo que a mobilidade "tem de ser vista como um direito fundamental do ser humano".

Rita Marques, ex-secretária de Estado do Turismo, abdica do cargo de gestora hoteleira na Fladgate

Zé LG, 12.01.23

Sem nome (3).pngA ex-secretária de Estado do Turismo, Rita Marques já não vai desempenhar as funções de gestora hoteleira no grupo The Fladgate Partnership, que detém a empresa WoW, no Porto, anunciando que: "Entendo que não tenho condições de aceitar, nesta altura, o convite que me foi dirigido, e que previa que eu iniciasse funções a 16 de janeiro", que não esteve diretamente ligada a "qualquer papel de atribuição de incentivos financeiros ou sistemas de incentivos e benefícios fiscais de natureza contratual" com a empresa e que "Não tive qualquer intervenção direta em matéria da qual tenha resultado um benefício concreto para aquela Sociedade, já que, como é público, limitei-me a confirmar a utilidade turística a um empreendimento turístico que goza de estatuto de “Projeto de Interesse Nacional - PIN” e cuja utilidade turística tinha sido conferida antes de eu iniciar funções de Secretária de Estado".