Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

PCP e BE querem Hospital de Serpa com gestão pública e integrado no SNS

Zé LG, 22.07.21

202102091017026961.pngDeputados do PCP e do Bloco de Esquerda defendem o revogação do acordo para a gestão do hospital de Serpa pela Misericórdia local e a integração da unidade hospitalar no Serviço Nacional de Saúde (SNS), porque “Só a gestão pública dos hospitais integrados no SNS cumpre os princípios constitucionais, nomeadamente a universalidade e a qualidade dos cuidados de saúde, independentemente das condições sociais e económicas dos utentes”, assinala o PCP, e para que “garanta o regular funcionamento da urgência e invista no hospital” para “aumentar o número de consultas, exames e cirurgias, melhorando os cuidados”, garante o BE.

“Não conseguem pessoas novas têm que se servir dos velhos”?

Zé LG, 27.06.21

PCP-768x432.jpg«O PCP vive do passado. Partido que nunca esteve aberto à discussão entre militantes, não criou espírito crítico. Os jovens que aderem ao PCP não dizem coisa com coisa. Quem não dissesse amém ao que dizia o chefe era criticado, se abusasse era castigado, ...

Assim vai o PCP. Mas sempre a fazer-se grande como naquela frase em que diz "O futuro tem partido". Só têm razão numa coisa. De facto o futuro tem partido, só que esse partido não é o PCP.»

Anónimo 26.06.2021, aqui.

Américo Leal morreu

Zé LG, 19.06.21

203361410_2958577381128240_6743706106074759916_n.jAmérico Lázaro Leal, natural de Sines morreu ontem, dia 18, com 99 anos. Foi um destacado resistente antifacista e exemplo de luta pela conquista da liberdade e democracia.

Começou a trabalhar com 12 anos, idade em que ficou órfão, como operário corticeiro. Em 1943 foi preso pela PIDE e aderiu ao PCP em 1944. Durante os 27 anos na clandestinidade, assumiu tarefas em diversas regiões do País. Foi membro do Comité Central do PCP de 1956 até 1988. Fez parte da comissão local do MUD. Teve um papel destacado na luta da Reforma Agrária. Foi deputado à Assembleia Constituinte e nas duas primeiras legislaturas da Assembleia da República. Foi dirigente da URAP e activista da Comissão de Utentes da Linha do Sado. É autor dos livros O rosto da Reforma Agrária e O Vale do Sado no Mundo de dois opostos e de Quem somos! - Testemunhos.

O corpo estará em câmara ardente na capela mortuária de Sines, amanhã, entre as 10h e as 12h, e será cremado, às 15h, no Cemitério da Paz, em Algeruz. 

À família e ao PCP apresento os meus sentidos pêsames.

“Não podemos desresponsabilizar o PS” de contribuir para “piorar as leis laborais” em Portugal

Zé LG, 31.05.21

20210530195040639.jpg“Ouvimos António Costa agora, enquanto recandidato a secretário-geral do PS, dizer que a pandemia [de covid-19] deixou bem patente o grau de desregulação que existe nas relações de trabalho”, disse Jerónimo de Sousa, lembrando que “é este mesmo PS” liderado por Costa “que, ainda há dois anos, se juntou ao PSD e ao CDS para alargar o período experimental por seis meses, apesar dos avisos” feitos pelo PCP, que levou “a que milhares de jovens fossem despedidos mal começou a epidemia”. É “o mesmo PS que vota contra as iniciativas” do PCP “para pôr fim à caducidade da contratação coletiva, sabendo que essa é a fonte da desregulação” nas relações de trabalho. “O mesmo PS que, em vez de garantir vínculos efetivos aos profissionais de Saúde, [os] está a contratar para responder à ‘covid’”, mas deixando-os “numa situação inaceitável de precariedade”.

Jerónimo de Sousa afirmou que é preciso valorizar o trabalho e os trabalhadores

Zé LG, 24.05.21

202105231756547484.jpgPara o PCP a recuperação tem de ser sinónimo de desenvolvimento económico e social, garantia do futuro para Portugal e ter como elemento central a valorização do trabalho e dos trabalhadores”, assim como “tem de ser sinónimo de emprego com direitos e exigência de pleno emprego”, frisou o secretário-geral do PCP, em Baleizão.

Jerónimo de Sousa disse, também, que se assiste à “concentração da riqueza num reduzido punhado de acionistas que se apropriam da riqueza criada pelos trabalhadores” e “sugam colossais recursos públicos” e que o governo do PS “teve todas as oportunidades de responder às necessidades mais prementes, mas nem mesmo as possibilidades abertas pelo Orçamento para 2021 aproveitou”, deixou claro.

“MAIS VALE TARDE DO QUE NUNCA, OU ANTES CEDO DO QUE TARDE?”, questão levantada pela DORBE do PCP

Zé LG, 22.05.21

pcp.jpgA DORBE do PCP publicou, no seu site, uma sua posição com este sugestivo título em 4 de Agosto de 2020. Depois disto não voltou a publicar o que quer que seja. Estamos a quatro meses das eleições autárquicas e a DORBE do PCP não usa esta ferramenta comunicacional porquê? Porque não tem matérias para publicar? Porque não tem quem as elabore e quem faça a gestão do site? Porque entende que esta ferramenta não tem interesse? Ou, porque ainda não conseguiu a resposta mais adequada para a questão que levantou?

PCP diz que “é caso para dizer, faz o que eu digo, não faças o que eu faço” na eleição dos órgãos sociais da Águas Públicas do Alentejo

Zé LG, 29.04.21

202104281104258818.jpgA Direção Regional do Alentejo (DRA) do PCP acusa a Federação do Baixo Alentejo (FBA) do PS de ter “motivações partidárias” no que se refere à eleição dos órgãos sociais da empresa Águas Públicas do Alentejo (AgdA), uma situação que remonta ao passado mês de março.

“O PS como é seu apanágio dá uma pirueta completa na sua opinião sobre este assunto, tendo, apenas, como móbil o facto de, agora, o administrador executivo em causa ser um eleito do Partido Socialista. Agora percebe-se bem quem é que tem motivações partidárias”, acusam os comunistas.

A DRA do PCP reafirma “o empenho dos comunistas em desenvolver todos os esforços para assegurar a gestão pública da água, continuando a lutar, contra as investidas do Partido Socialista que a nível da baixa aposta na transformação da água num negócio”.

PCP defende que “seria melhor para o país recuperar e voltar a operar os helicópteros Puma” no combate aos incêndios

Zé LG, 30.03.21

202103301519279676.jpgO deputado comunista António Filipe afirma que, em 2017, “três helicópteros Puma vieram da Suíça para apoiar” no “combate aos fogos”, apesar de o país ter “armazenados cerca de uma dezena desses helicópteros, cujo destino, a continuarem assim, será a sucata”.

António Filipe quer saber do governo “qual a razão para a aquisição de helicópteros médios quando, certamente, seria melhor para o país recuperar e voltar a operar os helicópteros Puma”, argumentando que existem sobresselentes para recuperar e atualizar “um número significativo dos helicópteros armazenados, de forma a permitir a sua utilização no combate aos incêndios, e que os custos dessa operação “serão economicamente mais viáveis que o custo de aquisição e locação de outros meios” e concluindo que esta pode ser “também uma oportunidade para a indústria aeronáutica nacional”.

PCP promove iniciativa em defesa da modernização da linha ferroviária do Alentejo, nas estações da CP de Beja e da Funcheira

Zé LG, 29.03.21

BEJA-Estacao-CP_800x800.jpgA Direcção da Organização Regional de Beja do PCP promove esta manhã, às 8.00 horas na Estação da CP em Beja e à mesma hora junto à Estação da CP na Funcheira uma iniciativa exigindo a concretização da modernização e eletrificação da linha ferroviária do Alentejo em toda a sua extensão.

Esta iniciativa conta em Beja com a participação de Sandra Pereira, deputada do PCP no Parlamento Europeu e em Funcheira com a participação de João Dias, deputado do PCP na Assembleia da República.

PCP volta a reforçar a importância “de colocar o aeroporto de Beja ao serviço do povo e do País”

Zé LG, 24.03.21

021120161735-48-130120161727-74-Aeroporto0.jpgA Direção Regional do Alentejo (DRA) do PCP entende que a infraestrutura “assume no atual quadro uma importância estratégica para o País, para toda a Região do Alentejo e para o seu desenvolvimento”.

A par do aeroporto, o PCP entende, que a “linha do Alentejo cuja eletrificação e modernização deve constituir uma prioridade imediata como pilar essencial de um sistema ferroviário para ligações nacionais e internacionais por forma a assegurar as respetivas ligações rápidas a Lisboa e a Faro, ao Porto de Sines e à Estremadura Espanhola (com as plataformas logísticas necessárias)– com as suas ligações ao Aeroporto e à linha de alta velocidade que deverá ligar Lisboa a Madrid e o interface com a rede viária”.

A DRA do PCP, “reafirmando a disponibilidade dos Comunistas para a convergência de esforços com todos os sectores democráticos da sociedade Alentejana, … apela a ... que se avance decididamente, sem mais demoras para o cabal aproveitamento dos anunciados milhares de milhões de euros para investimentos provenientes de fundos comunitários para a concretização destes projetos estratégicos que há muito, o País e a Região reclamam e o PCP nas diversas instituições tem proposto e exigido”.

PCP quer IC que ligue Portel a Vila Verde de Ficalho, passando por Moura

Zé LG, 07.03.21

11159_big.jpgJosé Maria Pós de Mina, da DORBE do PCP, referiu que o partido avançou “com um conjunto de propostas a nível da melhoria da rodovia: a melhoria geral das acessibilidades; a questão da requalificação do IP8 e do IP2; a necessidade da construção do Itinerário Complementar que ligue Portel a Vila Verde de Ficalho, passando por Moura. É uma aspiração antiga da nossa região”.

Parabéns PCP, pelo centenário!

Zé LG, 06.03.21

O PCP comemorou hoje os seus 100 anos de vida e luta em contínuo, mais de metade dos quais em ditadura, em que foi considerado o inimigo número um do regime. Um século repleto de lutas e sacrifícios, de assassínios, prisões e torturas para muitos dos seus militantes e dirigentes. Com muitas crises e lutas intestinas.

202103051649444423.jpg

O PCP mostrou, na passagem da ditadura para a democracia, iniciada com o 25 de Abril, uma grande capacidade táctica, assente em objectivos bem definidos, que lhe permitiu gerir alguns excessos, os impactos da implosão da URSS e da queda dos partidos comunistas e afins nos países do Leste, bem como derrotas políticas e eleitorais.

O PCP, que continua a assumir-se como revolucionário, é o mais institucional de todos os partidos e o que mais defende a Constituição. É um partido respeitado, porque respeitador dos compromissos que assume, que tem mostrado ser capaz de sobrepor os interreses nacionais aos seus, sempre que, no seu entender, isso traga melhorias para os que mais defende - os trabalhadores, os reformados, os micro, pequenos e médios empresários. O PCP afirma-se, como nenhum outro, como o partido dos trabalhadores.

Independentemente das opiniões, mais ou menos críticas, que possamos ter do PCP,  julgo que ninguém, sem preconceitos, possa contestar que é um partido importante para a democracia e para a valorização do trabalho e dos trabalhadores e de outros sectores que o poder tende, com frequência, a esquecer ou subestimar.

“O futuro tem partido”

Zé LG, 06.03.21

... é o lema com que o PCP celebra, neste dia 6 de Março, 100 anos e as celebrações realizam-se um pouco por todo o país. No distrito de Beja, as comemorações decorrem, neste Sábado, na cidade, em Baleizão e Salvada.

20210305_tempo_antena_centenario.jpg

Manuel Reis, da Direção da Organização Regional de Beja (DORBE) do PCP, fala sobre a importância desta celebração num partido decisivo para combater o fascismo e para a manutenção da democracia que decorreu do 25 de Abril. Fala, também, sobre as celebrações agendadas para diversos locais do distrito.

PCP homenageou “heróis caídos na luta” no Alentejo

Zé LG, 02.03.21

202103011912018312.jpgNo âmbito das comemorações do Centenário, o Partido Comunista Português promoveu hoje, em cinco locais simbólicos, uma “Homenagem aos heróis caídos na luta”. No Alentejo, a homenagem foi feita a Catarina Eufémia, junto ao monumento colocado no local do seu assassinato, a 19 de Maio de 1954, em Baleizão e a José Caravela e António Maria Casquinha, junto ao monumento colocado no local do assassinato, em Setembro de 1979, em Santiago do Escoural, Montemor-o-Novo.

Morreu José Melão

Zé LG, 23.02.21

3d041a_a8b478c894484594a1efd53b53ff04ca_mv2.jpgJosé Bento Picareta Melão, 78 anos, viúvo, natural de Beja, morreu ontem, tendo o funeral saído, hoje,do hospital José Joaquim Fernandes para o cemitério de Beja.

José Melão foi electricista da EDP, de onde se reformou. Foi dirigente do Sindicato dos Electricistas e (julgo que) da USDB. Foi militante e dirigente concelhio de Beja do PCP e autarca da CDU. Foi ainda dirigente associativo e cooperativo.

Convivi de perto com José Melão, durante um largo período, na militância partidária e a nível autárquico. Guardo dele a memória de um homem muito disponível e participativo, voluntarioso e empenhado na acção e luta por uma sociedade melhor. Há muito tempo que não o via nem tinha notícias dele.

À família e ao PCP apresento os meus sentidos pêsames!

CDU de Moura debate "Mais Saúde-Vida Melhor!"

Zé LG, 23.02.21

202102221057594410.jpgDe acordo com a CDU, “discutir esta temática e refletir sobre as respostas e as variáveis que intervêm sobre a saúde individual e coletiva é, não só útil, como necessário para projetarmos as respostas em saúde de que necessitamos, que reivindicaremos e que ajudaremos a construir.”

João Ramos, da CDU de Moura, afirma que as reflexões que se seguem, em torno da saúde, serão tidas em conta e serão utilizadas para as alternativas, os programas e os manifestos políticos no contexto das eleições autárquicas. João Ramos chama ainda a atenção para a “peça” fundamental que tem sido o SNS na situação de pandemia em que vivemos e que, por isso, importa ser reforçado.

PCP promove conferência de imprensa frente ao Hospital de Beja

Zé LG, 18.02.21

202011161526551255.jpgA Comissão Concelhia do PCP de Beja promove esta quinta-feira, pelas 14:30 horas, uma conferência de imprensa, em frente ao Hospital de Beja, com o mote “Reforçar o SNS, combater a Covid-19, garantir o regresso à atividade normal”, inserida numa campanha a decorrer em todo o país, que pretende “chamar a atenção para a necessidade de se garantir o acesso aos cuidados de saúde e melhorar a vida dos portugueses, recuperando os atrasos verificados”.

“O reforço do SNS, defendido pelo PCP muito antes da pandemia, é, foi e será a resposta que os portugueses necessitam para aceder aos cuidados de saúde a que têm direito”.

“É uma farsa dizer que o PCP perdeu no Alentejo para a direita nas presidenciais 2021”

Zé LG, 10.02.21

202001271729082271.jpgA DRA do PCP refere que os “números desmentem a narrativa, criada por Rui Rio na noite eleitoral, de que o Partido Comunista Português perdeu para a direita no Alentejo, nas presidenciais de 2021”.

Reafirma “a necessidade de reforçar os profissionais de saúde, de se cumprir a construção do Hospital Central em Évora e a 2ª fase de construção do Hospital de Beja”. No que se refere às vacinações é importante garantir vacinas para toda a população.

Ao nível social e económico refere diversos “setores que estão a enfrentar vários problemas”, assim como “o agudizar de muitos problemas dos trabalhadores que se veem em situações de desemprego e horários de trabalho alterados”, pelo que apela “à participação na luta de todos e na ação nacional da CGTP marcada para o dia 25 deste mês”.

Jerónimo Sousa substitui João Ferreira na sessão pública em Aljustrel

Zé LG, 09.01.21

202101081612591364.jpg

O PCP de Beja revela que João Ferreira não vai estar presente, como inicialmente previsto, na sessão pública agendada para hoje, em Aljustrel, no âmbito da campanha para as Presidenciais 2021, devido “ao preenchimento da agenda” do candidato às eleições para a Presidência da República.
Contudo, a sessão vai decorrer com a participação de Jerónimo de Sousa, Secretário Geral do Partido Comunista Português.