Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

João Oliveira, líder parlamentar do PCP, volta a encabeçar a lista de candidatos da CDU pelo círculo de Évora

Zé LG, 28.11.21

260499632_4758054704252856_5673976575393892215_n.jJoão Oliveira tem 42 anos e é Advogado. Foi membro do Senado da Universidade de Coimbra, da Direcção-Geral da Associação Académica de Coimbra (AAC), da Direcção do Núcleo de Estudantes de Direito da AAC, da Direcção da Associação de Estudantes da Escola Secundária Severim de Faria e do seu Conselho de Escola.

É membro da Comissão Política do Comité Central do PCP, Deputado do PCP à Assembleia da República desde a X Legislatura e presidente do Grupo Parlamentar do PCP. Foi membro da Assembleia de Freguesia da Horta das Figueiras (Évora).

Adeus Susana Correia!

Zé LG, 03.11.21

202111031232365192.jpgSusana Correia, de 66 anos de idade, natural do Porto e residente em Beja há dezenas de anos, faleceu esta noite, na sequência de doença súbita, no Hospital José Joaquim Fernandes de Beja.

Susana Correia, arqueóloga, foi membro da Comissão Concelhia de Beja e da Direção da Organização Regional de Beja do PCP, partido em que militou desde 1998. Foi candidata da CDU à Assembleia da República pelo círculo eleitoral de Beja e eleita da Assembleia Municipal de Beja pela CDU em vários mandatos. Era presidente da Assembleia Geral da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Beja e fez parte dos órgãos sociais da Rádio Voz da Planície.

Para além de profissional reconhecida e mulher empenhada política e socialmente, Susana Correia era uma Mulher tolerante, de trato fácil, simpático e cordial, que fazia amigos naturalmente.

Ao seu companheiro José Baguinho e restante família, bem como ao PCP apresento os meus sentidos pêsames.

"PCP tem posto o interesse dos trabalhadores e do povo acima das suas conveniências partidárias"

Zé LG, 30.10.21

OPINIAO_VITOR_PICADO-768x364.jpg«Em concreto as inscrições propostas por parte do PCP visavam, no essencial, assegurar o desenvolvimento, através do aumento geral dos salários, como emergência nacional para a revitalização da economia e melhorar as condições de vida, com pelo menos dois cenários apresentados. A valorização das reformas e pensões, como meio de combater a pobreza entre os idosos, defender e reforçar o Serviço Nacional de Saúde, enquanto garantia do povo português aos cuidados de saúde, e valorizar os serviços públicos para responder às necessidades das populações e à coesão territorial, constituem opções versadas nas propostas apresentadas. A melhoria da justiça fiscal, como forma de instrumento complementar de distribuição da riqueza, bem como dinamizar a atividade económica, valorizando a produção nacional e apoiando as micro, pequenas e médias empresas, constituíram igualmente pressupostos que condicionaram as propostas de orçamento apresentadas.»

Vítor Picado, aqui.

Que partidos podem votar com os da direita?

Zé LG, 27.10.21

249447366_6461422023930727_4889065577010690595_n.jÉ grave (e desagradável para qualquer pessoa de esquerda) assistir ao PCP e PEV e BE votarem com os partidos da direita.

E quando o PS vota (quase sempre) com os partidos da direita? Devia também ser grave (e desagradável para qualquer pessoa de esquerda). Mas parece que, mais muitos militantes e simpatizantes do PS, não é. Porque será?

João Dias diz que “Se não temos Orçamento é porque o PS não quis” e Pedro do Carmo diz que lhe “cheira a tacticismo partidário”

Zé LG, 27.10.21

deputados-Beja-1-1-768x432.jpgO deputado do PCP, João Dias, sublinha que “o PCP colocou em cima da mesa aquilo que é necessário para responder às necessidades que o país atravessa após dois anos de grave pandemia” e sublinha que “dar resposta aos problemas das pessoas” não é “criar uma crise política”.
O deputado do PS, Pedro do Carmo, afirma que “na atual situação em que vivemos no país e quando a Europa nos pede que alavanquemos o investimento público para dar resposta à crise económica, era preciso estabilidade” e que permitir uma crise política é uma grande “irresponsabilidade”, cheirando a “tacticismo partidário”. Daqui.

“A proposta de Orçamento apresentada conta hoje com a nossa oposição, com o voto contra do PCP”

Zé LG, 12.10.21

20201013_conferencia_imprensa_joao_oliveira_assembA situação e dimensão dos problemas nacionais requerem soluções que os enfrentem. São necessárias outras opções e um caminho alternativo que considere as questões que marcam a vida dos trabalhadores, do povo e do País. … Não se pode adiar mais esse caminho. Passada a epidemia, quando se anunciam meios financeiros avultados é necessário responder à situação. …

A proposta de Orçamento do Estado está longe de se constituir como parte, importante mas não única, desse rumo que o País precisa. … O que se verifica nesta proposta de Orçamento em vários domínios são respostas marginais, determinadas e condicionadas pelos critérios do défice que o Governo mantém como condicionante maior à resposta que o país precisa. ... Na situação actual, considerando a resistência do Governo até este momento em assumir compromissos em matérias importantes além do Orçamento e também no conteúdo da proposta de Orçamento que está apresentada, ela conta hoje com a nossa oposição, com o voto contra do PCP.

Jerónimo acusa PS de usar aparelho do Estado para conquistar votos

Zé LG, 21.09.21

202109191909572123.jpgO secretário-geral do PCP acusou o PS de estar a utilizar o aparelho do Estado, nomeadamente a “bazuca europeia”, para conquistar votos nas eleições autárquicas, e exigiu que seja garantida a neutralidade dos órgãos de poder.

“O respeito pelas eleições e a vontade dos eleitores exige que seja garantida a neutralidade e imparcialidade dos órgãos de poder”; “É inaceitável essa mistura entre aparelho do Estado e aparelho partidário, em que candidatos do PS fazem anúncios de medidas ou decisões que o Governo se prepara para concretizar”; "o uso por parte dos candidatos do PS que exercem cargos de direção em centros de emprego e formação profissional, serviços de segurança social e outros, para prometer apoios, empregos e o que demais possa condicionar a livre opção dos eleitores”, foram algumas das acusações feitas por Jerónimo de Sousa, para concluir que: “À medida que a campanha se desenvolve, tem aumentado a arrogância do PS, com afirmações sobranceiras, num estilo que, por vezes, se aproxima dos tiques de má memória do PSD e CDS no Governo”.

Jerónimo de Sousa em campanha eleitoral, esta segunda-feira, no Litoral Alentejano

Zé LG, 20.09.21

202109191909572123.jpgJerónimo de Sousa, Secretário Geral do PCP, visita esta segunda-feira, 20 de setembro, a região do Litoral Alentejano, no âmbito da campanha eleitoral para as eleições Autárquicas 2021:
11h30 - Contacto com a população de Odemira no Jardim dos Patos.
15h00 - Sessão Pública em Sines, no Jardim das Descobertas.
18h00 - Sessão Pública, em Santiago do Cacém, na Quinta do Chafariz.
21h30 – Comício, em Alcácer do Sal, no Jardim da Avenida dos Aviadores.

“Não investir na Linha do Alentejo é impedir este território de potenciar os seus recursos”, acusou Jerónimo de Sousa

Zé LG, 15.09.21

202109141555513344.jpgJerónimo de Sousa esteve em Beja, no Largo da Estação, para fazer uma declaração sobre a ferrovia. O secretário-geral do PCP frisou que “não investir na Linha do Alentejo” é impedir este território de avançar, lembrando que a opção do Governo foi “criar um ramal Beja/Casa Branca e daqui a oito anos”.

O secretário-geral do PCP afirmou que “a Linha do Alentejo é uma prioridade de interesse nacional” e exigiu “a eletrificação desta linha em toda a sua extensão, com ligações rápidas a Lisboa, Faro, Sines e aeroporto de Beja”.

Secretário-geral do PCP acusou o Governo de acarinhar “modelo agrícola insustentável” na na zona beneficiada por Alqueva

Zé LG, 14.09.21

202105101000356070.jpgJerónimo de Sousa disse que Alqueva, “notável infraestrutura pública pela qual foi preciso lutar tanto”, e que tem “potencialidades imensas para contribuir para a segurança e a soberania alimentar”, transformou-se “na galinha dos ovos de ouro de grupos económicos do capitalismo agrário”, acrescentando que “uma boa parte” daqueles grupos económicos é constituída por “multinacionais” que “vêm exercer a sua atividade de garimpo” para a zona do Alqueva, “com culturas superintensivas, seja do olival, seja de amendoal. O caminho não pode ser o deste modelo agrícola insustentável, apoiado e acarinhado pelo Governo, que não contribui para fixar populações, antes pelo contrário, se estrutura em mão de obra de passagem, em regime de sobre-exploração” e, do ponto de vista ambiental, está “degradando solos e destruindo património, fazendo sobre uso da água ao serviço de interesses particulares, e pondo em causa a saúde humana”.

PS suspendeu campanha eleitoral. PCP mantém iniciativas previstas com Jerónimo de Sousa no Distrito de Beja.

Zé LG, 11.09.21

202109061851215636.jpg"PS/SentirBeja" suspendeu todas as atividades de campanha previstas até ao fim do período de luto nacional, ficando sem efeito a arruada pelo comércio e o comício em Beja com António Costa, previstos para esta tarde.
A visita de Jerónimo de Sousa, secretário geral do PCP, ao distrito mantém-se, começando às15.30 horas em Serpa, no Jardim da Biblioteca. Às 18.30 horas, marca presença em Vidigueira, no Largo Zeca Afonso, e às 21.00 horas, participa, em Beja numa sessão pública marcada para a Praça da República.

António Costa e Jerónimo de Sousa vêm, amanhã, a Beja apoiar as candidaturas dos seus candidatos à Câmara de Beja

Zé LG, 10.09.21

202109061851215636.jpgAntónio Costa e Jerónimo de Sousa vêm amanhã, Sábado, 11, a Beja dar um empurrão nas candidaturas dos seus candidatos à Câmara de Beja.

António Costa, secretário-geral do PS, participa, às 18.00 horas, no Largo da Conceição, junto ao Museu Rainha Dona Leonor, numa iniciativa de apoio à recandidatura de Paulo Arsénio à Câmara de Beja.

Jerónimo de Sousa, secretário-geral do PCP, marca presença, às 21.00 horas, na Praça da República, numa iniciativa da candidatura da CDU à Câmara de Beja, que tem Vítor Picado como cabeça de lista.

“Despovoamento do Alentejo deveria envergonhar governantes”, afirma João Pauzinho, responsável da DORBE do PCP

Zé LG, 30.08.21

Pauzinho.jpgO responsável da Direção da Organização Regional de Beja (DORBE) do PCP considera que o distrito apresenta “uma assustadora falta de estratégia e de planeamento”, advertindo ser necessário construir políticas para que se consiga inverter a “desastrosa tendência” de perda de população no território. João Pauzinho acusa os responsáveis pelos municípios socialistas, na região, de atuarem de forma demagógica, sendo incapazes de reivindicar, junto do Governo, os “interesses reais das populações e da região”.
Os indicadores são, na verdade, transversais a todo o interior e, naturalmente, ao distrito, existindo um País completamente desordenado e desequilibrado, com prejuízo para todo o território nacional e para as suas populações. As pessoas precisam de soluções, emprego e qualidade de vida para se manterem ou regressarem às suas terras. Alguém, de bom senso e responsável, vislumbra políticas que alterem tal situação? Nós, infelizmente, não vemos! Efetivamente, os principais indicadores destes Censos 2021 deveriam envergonhar políticos, a nível nacional e com responsabilidades governativas nos últimos anos, no que se refere a um País a muitas velocidades.

Leia aqui, toda a entrevista.

“Futuro de confiança” é o que a CDU está “a construir no trabalho das autarquias”, disse Jerónimo de Sousa em Beja

Zé LG, 22.08.21

20210821182049252.jpgA pouco mais de um mês das eleições autárquicas, o secretário-geral do PCP veio a Beja dizer que a CDU respeita os seus compromissos e que não entra em “leilão de promessas”. Jerónimo de Sousa afirmou que a diferença entre os candidatos da CDU e os outros candidatos é o projeto autárquico da CDU.

Jerónimo de Sousa disse PCP que os "homens e mulheres da Coligação no poder local democrático exercem os seus mandatos servindo as populações sem se servirem do poder" e que por isso, os candidatos "não são todos iguais".

Vítor Picado, o candidato à Câmara de Beja, frisou que a CDU é "a alternativa política que o concelho precisa" e a que assume o "compromisso de melhorar as condições de vida das populações e trabalhadores, pensando o território em termos de desenvolvimento, prosperidade e justiça social".

Jerónimo de Sousa prometeu que a CDU vai continuar a responder à atual pandemia “com toda a atenção, mas não perdendo de vista que há vida para lá da covid-19” e que é esse futuro que a coligação que junta o PCP e o PEV saberá “construir no plano local exercendo as competências que cabem às autarquias”, mas que também “exige que se construa a partir de uma outra política nacional”.

Daqui e daqui.

Camaradas, se não conseguem mantê-lo, apaguem-no

Zé LG, 21.08.21

pcp.jpg

há três meses tinha chamado a atenção para esta situação incompreensível. Agora, em pré-campanha eleitoral autárquica, em que o site podia e devia ser usado para divulgar a informação que a DORBE do PCP pretende divulgar, mantém-se sem actualização. E já passou mais de um ano desde a publicação deste sugestivo e último post... Sugiro que removam o site e evitem, dessa forma, a expor-se à chacota pública.

PCP e BE querem Hospital de Serpa com gestão pública e integrado no SNS

Zé LG, 22.07.21

202102091017026961.pngDeputados do PCP e do Bloco de Esquerda defendem o revogação do acordo para a gestão do hospital de Serpa pela Misericórdia local e a integração da unidade hospitalar no Serviço Nacional de Saúde (SNS), porque “Só a gestão pública dos hospitais integrados no SNS cumpre os princípios constitucionais, nomeadamente a universalidade e a qualidade dos cuidados de saúde, independentemente das condições sociais e económicas dos utentes”, assinala o PCP, e para que “garanta o regular funcionamento da urgência e invista no hospital” para “aumentar o número de consultas, exames e cirurgias, melhorando os cuidados”, garante o BE.

“Não conseguem pessoas novas têm que se servir dos velhos”?

Zé LG, 27.06.21

PCP-768x432.jpg«O PCP vive do passado. Partido que nunca esteve aberto à discussão entre militantes, não criou espírito crítico. Os jovens que aderem ao PCP não dizem coisa com coisa. Quem não dissesse amém ao que dizia o chefe era criticado, se abusasse era castigado, ...

Assim vai o PCP. Mas sempre a fazer-se grande como naquela frase em que diz "O futuro tem partido". Só têm razão numa coisa. De facto o futuro tem partido, só que esse partido não é o PCP.»

Anónimo 26.06.2021, aqui.

Américo Leal morreu

Zé LG, 19.06.21

203361410_2958577381128240_6743706106074759916_n.jAmérico Lázaro Leal, natural de Sines morreu ontem, dia 18, com 99 anos. Foi um destacado resistente antifacista e exemplo de luta pela conquista da liberdade e democracia.

Começou a trabalhar com 12 anos, idade em que ficou órfão, como operário corticeiro. Em 1943 foi preso pela PIDE e aderiu ao PCP em 1944. Durante os 27 anos na clandestinidade, assumiu tarefas em diversas regiões do País. Foi membro do Comité Central do PCP de 1956 até 1988. Fez parte da comissão local do MUD. Teve um papel destacado na luta da Reforma Agrária. Foi deputado à Assembleia Constituinte e nas duas primeiras legislaturas da Assembleia da República. Foi dirigente da URAP e activista da Comissão de Utentes da Linha do Sado. É autor dos livros O rosto da Reforma Agrária e O Vale do Sado no Mundo de dois opostos e de Quem somos! - Testemunhos.

O corpo estará em câmara ardente na capela mortuária de Sines, amanhã, entre as 10h e as 12h, e será cremado, às 15h, no Cemitério da Paz, em Algeruz. 

À família e ao PCP apresento os meus sentidos pêsames.