Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Sondagem da UC dá 50% das intenções de voto à Geringonça e 26% a PSD+CDS

PS lidera as sondagens para as eleições europeias, em todas as faixas etárias e graus de escolaridade. Conquistaria 33% dos votos válidos, o que compara com 23% para o PSD, 9% para o Bloco, 8% para a CDU e CDS-PP e 3% para o PAN e Aliança, na estimativa do Centro de Estudos e Sondagens de Opinião da Universidade Católica Portuguesa (CESOP).

António Costa “ausente” mais uma vez da Ovibeja

A Ovibeja tornou-se ao longo dos anos ponto de passagem obrigatória dos políticos e a edição de 2019 não vai ser excepção. António Costa mais uma vez vai estar "ausente".

PROGRAMA das visitas confirmadas:

IMG_0074.JPG

Dia 24

- 12.30 horas - Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa

- 15.00 horas - Assunção Cristas, presidente do CDS-PP

- 15.00 horas - Delegação do PEV-Partido Ecologista “Os Verdes”

Dia 25 

11.00 horas - Pedro Santana Lopes, presidente do Aliança

- 15.00 horas - Rui Rio, presidente do PSD

Dia 26

- 17.30 horas - Jerónimo de Sousa, secretário geral do PCP

- 18.00 horas - Catarina Martins, coordenadora nacional do BE.

A culpa é do PCP

1200px-Logo_Kommunistische_Partei_Portugals.svg.pnDeclaração de interesses: Há uns anos que saí do PCP, partido em que militei mais de 35 anos.

Acho curioso que o PCP seja responsabilizado porque promove iniciativas mobilizando pessoas para contestar políticas do governo, porque não as promove e também porque apoia algumas políticas e medidas do governo. Mas isto não é o normal? Não é isto que deve ser um partido responsável, que se comprometeu com o partido (PS) que governa no apoio a algumas políticas, mas mantém a independência em relação ao governo, que lhe permite contestá-lo sempre que com ele não está de acordo? O PCP nunca disse que ao apoiar este governo iria apoiar todas as suas políticas e medidas, nem que conseguiria com ele tudo o que defende.

O mesmo se aplica aos outros partidos que assumiram posições semelhantes no apoio à constituição deste governo.

Museu continua a ser uma “batata quente” da Câmara de Beja e usado como arma de arremesso político

201902112109502383.jpgO Museu de Beja, que deveria ser tratado com a importância que tem para a afirmação e promoção de Beja, continua a ser encarado pela Câmara Municipal como se de uma “batata quente” se tratasse e de que se quer ver livre quanto antes. Por outro lado, em vez das diversas forças assumirem posições claras sobre o Museu, usam-no como arma de arremesso político. Depois do debate na Assembleia Municipal, pelos relatos feitos aqui e aqui, mantém-se as dúvidas que aqui coloquei.

Alentejo Central irá poder votar eletronicamente já nas Eleições Europeias

eleições.jpgA CIMAC acolheu a Sessão Pública de Apresentação do Projeto Piloto de Voto Eletrónico no Distrito de Évora, presidida pelo ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita.

Com a presença dos presidentes de Câmara Municipal do Distrito, membros do Governo, representantes dos Partidos Políticos e população em geral, foi dado a conhecer o sistema de voto eletrónico que será projeto-piloto no Alentejo Central, já nas próximas Eleições Europeias, marcadas para 26 de maio de 2019.

Marciano Lopes sugere criação de “pacto inter-partidário pelo Baixo Alentejo”

201902052225277581.jpgMarciano Lopes é um dos candidatos à presidência da Distrital de Beja do PSD e apresentou, ontem, o manifesto da lista com a qual se apresenta a votos no dia 16 deste mês. No documento é revelada a principal meta desta candidatura, que tem como número dois Luís Galrito, ou seja a de “reafirmar a dignidade da região”, baseada em oito medidas, entre elas um “pacto inter-partidário pelo Baixo Alentejo”. Leia e oiça também aqui.

 

Uma proposta audaz, pertinente e oportuna apresentada por um político sério e competente. Esperemos que os outros partidos não se fechem nos seus casulos e aceitem o desafio de trabalhar para a construção do maior denominador comum para a defesa de Beja e da região.

A CIMBAL não esclarece e o PCP cala-se?! Isto está a ficar bonito...

Cada vez mais, tenho mais dificuldade em aceitar esta forma de fazer política e cada vez reconheço menos o PCP,  pelo menos aqui por Beja.

Como escrevi no anterior alvitre, a Cimbal tem legitimidade institucional para nomear o director do Diário do Alentejo. Mas devia fazê-lo de forma transparente, tal como o próprio Paulo Barriga disse, ao defender a realização de um concurso público que fosse verdadeiro, livre e aberto ou então que a CIMBAL assumisse pública e politicamente que quer “esta” ou “aquela” pessoa à frente do jornal e avançasse com a sua nomeação.

Assim, com este procedimento, ficou na opinião pública a certeza de que a Cimbal quis afastar Paulo Barriga da Direcção do Diário do Alentejo. A Cimbal, instada a fazê-lo, não disse se Paulo Barriga podia continuar a dirigir o Jornal e em que condições. Antes pelo contrário, o seu presidente disse que, neste momento, o jornal está “meio apático”... Ou seja, que precisa de ser "dinamizado" por alguém que não que o deixou ficar assim... 

Que os eleitos do PS assim actuem, ainda compreendo, embora não concordando, porque querem um jornal mais "dinâmico" num ano de eleições. Agora que os eleitos da CDU votem favoravelmente a abertura de um concurso naquelas condições, que permite a "escolha" de um novo director à medida dos interesses do PS e se calem perante a indignação geral da opinião pública já me parece mais difícil de entender... Será que vão continuar calados? E a DORBE também? E os outros partidos também não têm nada a dizer? Que raio de unanimidade é esta?

NÃO PODEMOS PERMITIR QUE GOZEM COM A GENTE!

IMG_3744.JPG

Justificar a manutenção do encerramento de um troço de autoestrada concluído há meses com o atraso na construção da portagem e obrigarem-nos a circular por uma estrada cada vez mais degradada e insegura só pode ser gozo... O governo está a gozar connosco e ainda por cima António Costa tem o desplante de afirmar que “Esta é uma região querida para o PS”. O que faria se não fosse!... 

Mas perante este desaforo, o que fazer? Até onde estão dispostos a ir os líderes da região (dos partidos, das autarquias, dos movimentos, das associações empresariais e sindicais, ...) para obrigar o governo a fazer o que já devia ter feito: abrir imediatamente o troço da autoestrada que liga a A2 a Santa Margarida do Sado / Malhada Velha?

Este é um bom teste à capacidade da região se bater pelo que verdadeiramente interessa. Esta é uma questão que interessa a todos. Se não formos capazes de nos unir para que aquele objectivo se concretize nos próximos dias ou semanas é melhor calar-nos até nos esquecer-nos disso...

AMALENTEJO DENÚNCIA “PRESSÕES” PARTIDÁRIAS SOBRE COMISSÃO PROMOTORA

AMALENTEJO_-1-768x432.jpg

O Movimento AMAlentejo denuncia “uma enorme pressão partidária” sobre cada um dos elementos da sua Comissão Promotora, lembrando que a Comissão integra pessoas de todos os quadrantes políticos e que todos os partidos foram convidados para intervir no Congresso agendado para o final do mês. 

O AMAlentejo questiona se “será muito pedir aos Partidos que não exerçam pressões sobre os seus membros que estão na Comissão Promotora do AMAlentejo para que não subscrevam a Petição Pública “Inscrever o Alentejo no PNPOT?”.

Na Petição, é proposto o aproveitamento do Aeroporto de Beja em alternativa à criação de um novo Aeroporto na Base Aérea do Montijo, a modernização / electrificação de toda a linha ferroviária do Alentejo e a conclusão de algumas vias fundamentais inscritas no Plano Rodoviário Nacional, como o IP8 em perfil de auto-estrada, o IC13, o IC27, o IC4, entre outros.

RUI RIO AFIRMOU EM BEJA QUE “O PAÍS TEM DE OLHAR PARA O ALENTEJO”

psd FOTO.JPG

O Partido Social Democrata escolheu a cidade de Beja para as comemorações do 44º aniversário.
O PSD já tinha vindo justificar a escolha da cidade de Beja para a realização da festa de aniversário do partido por esta “personificar alguns dos maiores desafios de Portugal no presente, designadamente a necessária reforma da descentralização”.
Rui Rio defendeu que “o país tem de olhar para o Alentejo (…) como uma oportunidade de desenvolvimento nacional”. Afirmando que esta tem sido uma “região historicamente sofrida (…) e esquecida pelos poderes políticos”, o líder do PSD desenvolveu ainda algumas ideias para colocar em andamento os pilares de desenvolvimento do baixo-alentejo.
Sobre o estado das acessibilidades rodoviárias, fez duras críticas ao estado do IP8 e a situação da A2 até Malhada Velha. Uma extensão que, apesar de estar concluída, está “incompreensivelmente encerrada ao trafego”.
Mais informação AQUI e AQUI.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Tem razão! No entanto é necessário não perder voz,...

  • Anónimo

    Foram buscar o antigo imperador JR .....dizem que ...

  • Anónimo

    O Imperador está suficientemente saudável para c...

  • Anónimo

    As odalascas vêm com o calor...

  • Anónimo

    Alguém sabe em que dia desfila o imperador, as oda...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.