Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“Para haver democracia há que promover participação na vida coletiva”

Zé LG, 07.04.23

conselho_de_comunicacao_social.jpg«A política está desacreditada, não pelo desuso da ideologia, mas pela visibilidade que hoje a corrupção tem. Nos partidos falta o filtro ideológico, a validação da consistência intelectual, para não admitir os oportunistas. Falta responsabilidade democrática aos OCS, de modo a serem pedagógicos e informativos, em vez de explorarem o sensacionalismo ilusório. Do lado dos cidadãos, falta educação, formação e cultura. Para haver democracia, mais do que eleger deputados, há que promover atitudes de participação na vida coletiva.» Zumbacomhormonas 05.04.2023, aqui.

É preciso acreditar na mudança e mudar mesmo!

Zé LG, 29.03.23

Banner-Lopes-Guerreiro-300x286.jpgMuita gente (eu incluído) reclama a necessidade de uma nova forma de fazer política e de novos agentes políticos. Mas depois, não raras vezes, para não dizer (quase) sempre, quando alguém mete as mãos à obra, acaba, invariavelmente, por repetir as fórmulas antigas, usadas pelos partidos tradicionais. Já para não referir que sempre que alguém mostra essa intenção é recebido com desconfiança até por aqueles que reclamam essas mudanças.

Não é, por isso, de estranhar que muitos, quase todos, acabem por desistir desse empreendimento de tentar mudar a situação e se acomodem na grande maioria de descontentes, desiludidos, descrentes e fartos de “dar para esse peditório”.

 

 

"O digital como promotor do Desenvolvimento Regional", em Beja

Zé LG, 13.02.23

Sem nome (8).png

A sessão, agendada para as 15h15, no Centro de Incubação de Base Tecnológica, nas instalações do NERBE/AEBAL, conta com a presença do secretário de Estado da Digitalização e da Modernização Administrativa, Mário Campolargo, e da secretária de Estado do Desenvolvimento Regional, Isabel Ferreira. Paulo Arsénio, presidente da autarquia bejense, estará presente na sessão de abertura, e António Ceia da Silva, presidente da Comissão de Coordenação de Desenvolvimento Regional do Alentejo (CCDR Alentejo), encerrará a jornada. Está prevista a realização de painel que conta com a participação de vários elementos ligados a empresas que utilizam o digital no desenvolvimento do seu trabalho.

Conselho Local de Saúde Mental do Baixo Alentejo já está em atividade

Zé LG, 06.02.23

202302031902359385.jpgNa última 5ª feira, o Conselho Local de Saúde Mental do Baixo Alentejo, instituído nos termos da legislação em vigor, teve a sua primeira reunião. Este foi o primeiro Conselho Local a iniciar atividade em todo o país.

O Conselho Local de Saúde Mental do Baixo Alentejo é um órgão consultivo, que tem como missão emitir pareceres sobre os planos e relatórios de atividades do respetivo serviço local de saúde mental, assim como a apresentação de propostas para melhoria do seu funcionamento. Presidido por Paulo Arsénio, designado pela CIMBAL, é composto por representantes dos municípios e de diversas entidades do território.

Carlos Teles representa o Alentejo no Conselho Económico e Social

Zé LG, 02.02.23

Carlos-Teles-tomada-de-posse-membro-do-CES-696x392.jpgO presidente da Câmara Municipal de Aljustrel, Carlos Teles, tomou posse como membro do Conselho Económico e Social (CES), em representação do Conselho Regional da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo (CCDR). O Conselho Económico e Social é o órgão de consulta e concertação no que diz respeito à política económica e social e tem competência para se pronunciar sobre as opções políticas de fundo dentro destas matérias.
Carlos Teles mostra-se orgulhoso por representar a região no Conselho Económico e Social e pretende melhorar as condições de vida das populações.

Câmara de Beja integra órgão consultivo da Comissão que estuda a localização do aeroporto

Zé LG, 31.01.23

838721 (2).jpgO Presidente da Câmara Municipal de Beja, Paulo Arsénio, faz parte do órgão consultivo da Comissão Técnica Independente (CTI) que estuda a localização do futuro aeroporto.
Beja e Alverca juntam-se agora às cinco hipóteses para a solução aeroportuária de Lisboa (Portela + Montijo; Montijo + Portela; Alcochete; Portela + Santarém; Santarém).
Paulo Arsénio considera uma “boa decisão” a inclusão do Aeroporto de Beja na lista de alternativas ao novo Aeroporto de Lisboa.

Espera-se que o Presidente da Câmara de Beja oiça as opiniões de movimentos de cidadãos, partidos políticos, associações empresariais e sindicais da região, de forma a poder defender melhor, neste órgão consultivo, as posições que representem o maior denominador comum.

A "classe política"

Zé LG, 30.10.22

POLÍTICA.2327120320176.png«É importante que os "políticos" sejam capazes de manter um relacionamento estreito com as populações, que não se limitem a falar mas saibam ouvir as pessoas, sem preconceitos, de espírito aberto, disponíveis para o debate e o confronto de ideias e de opiniões, sem receios de polémicas esclarecedoras das diferenças mas indisponíveis para as estéreis, capazes de valorizar todos os contributos por mais simples que sejam, que não peçam "deixem-nos trabalhar" mas que consigam motivar, envolver, empenhar as pessoas na vida política, sendo reconhecidos como mais "um dos nossos", capazes de transformar dificuldades em desafios, terem ideias próprias, serem capazes de transformar algumas delas em projectos e de conseguirem concretizar alguns.

O aprofundamento da democracia exige a participação activa e crítica dos cidadãos. É preciso dizer não à política-espectáculo. Devemos assumir os nossos direitos e cumprir os deveres de cidadania, participando activamente na vida política e pública, recusando o conceito de "classe política".»

Assim terminei a minha crónica (A "classe política"), publicada em Abril de 1997, na Revista "Imenso Sul".

Alentejo vai ser região piloto da Missão de Adaptação às Alterações Climáticas

Zé LG, 10.10.22

Sem nome (3).pngA Comissão Europeia selecionou o Alentejo, como região que será uma das primeiras a participar na missão e apoiar o Pacto Verde Europeu, bem como a Estratégia de Adaptação Climática da União Europeia. Através da participação do Alentejo nesta missão, a região irá beneficiar da plataforma de implementação, que estará operacional no início de 2023.
Em conjunto com outras regiões e autoridades locais selecionadas, o Alentejo irá desenvolver “caminho para a resiliência climática, tendo acesso a dados climáticos e metodologias para avaliações de riscos e recebendo orientações, personalizadas, sobre medidas de adaptação eficazes”.

“é necessária uma participação mais ativa de cada cidadão na vida da sua comunidade”

Zé LG, 07.09.22

«É por estas e por outras razões que, cada vez mais, é necessária uma participação mais ativa de cada cidadão na vida da sua comunidade, mais envolvimento e compromisso, para que não tenhamos, com base em comunidades passíveis e a definhar, uma sociedade mais fraturada e desigual e, dessa forma, facilmente dominada por interesses e poderes pouco claros e pouco escrutinados! Não é fácil neste mundo de aparências onde temos o cinismo social, que vigora desde a idade antiga, e que nos dias de hoje está bem identificado numa rede social!» Anónimo 06.09.2022, aqui.