Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“Está na hora de todos se envolverem em prol do desenvolvimento da região”

Zé LG Zé LG, 13.12.19

A Casa da Cultura encheu, respondendo assim ao apelo do Beja Merece+. A população marcou presença na reunião magna e, depois de ter ouvido o que se passou em Bruxelas, ficou a saber com o que se pode contar no novo quadro comunitário de apoio e o que reivindicar, diretamente, aos decisores europeus. Já no patamar internacional, “a região vai agora tentar aceder ao que tem direito”.

201912112209043649.jpgO principal objetivo da reunião magna realizada ontem foi o de ouvir a população, receber os seus contributos e foram muitos os que foram partilhados. Agora é pensar o que se pode fazer e avançar com candidaturas regionais diretamente aos decisores europeus, tentando assim ganhar tempo e benefícios para o território. As palavras são de Florival Baiôa, que fez o balanço da reunião que juntou a população num propósito comum, o desenvolvimento da região.

CERCIBEJA promove Noite Colorida com muitas surpresas

Zé LG Zé LG, 03.12.19

201912021105311220.jpgA Cercibeja promove, esta noite, com início marcado para as 20.00 horas, na Praça da República, a iniciativa “Noite Colorida 2019”, que se realiza no âmbito das comemorações do Dia Internacional da Pessoa com Deficiência e que tem preparadas muitas surpresas para os participantes.

Trata-se de um passeio pedestre com o objetivo de sensibilizar e mobilizar a sociedade para uma maior e melhor compreensão das questões relacionadas com a deficiência e para a defesa da dignidade, dos direitos e do bem-estar destas pessoas.

Abstenção

Zé LG Zé LG, 09.10.19

A democracia é, em meu entender, um regime imperfeito, que exige permanente aperfeiçoamento. Desde há muito que acho que, se a democracia representativa não for complementada com a democracia participativa, tende a tornar-se desmobilizadora. Esta tendência tende a acentuar-se com as sondagens que, indicando projecções dos resultados, desmobilizam tanto mais os eleitores quanto menos parece o voto decidir.

Eleitos da CDU contactam com população e instituições da cidade de Beja

Zé LG Zé LG, 18.07.19

Beja-cidade-768x512.jpgOs eleitos da CDU nas Freguesias da cidade de Beja promovem, até ao final do mês um conjunto acções que tem como objetivo “fazer o balanço da atividade desenvolvida e delinear linhas de trabalho até final do mandato autárquico em curso”.

Estão previstas reuniões com estruturas do Movimento Associativo, contactos com instituições públicas de diversas áreas, reuniões abertas à população, visitas a espaços públicos, equipamentos culturais e desportivos, entre outras ações.

Voluntária da Cruz Vermelha regressa a Moçambique em Missão Humanitária

Zé LG Zé LG, 16.07.19

Sandra Peixeiro, voluntária e funcionaria da delegação de Beja da Cruz Vermelha Portuguesa vai regressar à terra que a viu nascer, em Moçambique, 45 anos depois, para apoiar os que mais necessitam. Chegou a Portugal como “retornada” em 1975, com dois anos de idade. Ingressou na Cruz Vermelha, em Beja, em 2001.

Sandra-Peixeiro-768x432.jpgHá muito que alimentava a vontade de participar numa Missão Humanitária a Moçambique. O sonho concretiza-se agora. Parte, esta semana, para a cidade da Beira para ajudar vítimas do Ciclone Idai. Na bagagem leva uma vontade enorme de ajudar. Vai prestar apoio num centro de saúde materno-infantil, onde os recursos são escassos.

Participação

Zé LG Zé LG, 14.07.19

23167967_1702994809775981_8137771581011925297_n.jpFoi há pouco mais de um mês que se realizaram as eleições para o Parlamento Europeu. Percentagem de votantes: 51% (global); 31% (Portugal); 55% (Suécia, onde, nas legislativas de 2018, se registou uma participação de 87%). Sobre estes números, diversas podem ser as explicações (de natureza económica, social ou religiosa) mas aquela que mais justifica tal diferença é, sem dúvida, a política. De facto, 48 anos de ditadura no nosso país, fazem a diferença e contribuem para que, no Índice de Democracia 2018 (da revista The Economist), numa escala até 10, Portugal tenha as pontuações de 6,11 e 6,88 e a Suécia tenha 8,33 e 10, nos parâmetros Participação Política e Cultura Política, respetivamente.

… (ler aqui todo o texto)

Voltando ao início, se quase meio século de ditadura impediu (e até reprimiu) os cidadãos de terem voz ativa na vida da sua aldeia, cidade, concelho ou até do país, daqui a cinco anos comemorar-se-á meio século de democracia. Para que esta seja mais do que o ato formal de depositar o voto nas urnas, importa refletir sobre a forma de incentivar e promover o que de mais importante têm os regimes democráticos: a participação do cidadão, o “animal cívico” descrito por Aristóteles no século IV a.C.

E as primeiras intenções não contam?

Zé LG Zé LG, 30.06.19

Sempre que alguém toma a inciativa de promover acções em defesa do que entende estar ameaçado logo aparece quem acusa os promotores de terem segundas intenções ao terem aquela iniciativa.

65545711_2804756906221415_8130916408985911296_n.jp

Muitas vezes, essa acusação até pode ser verdadeira. Mas, por isso, vamos inibir-nos de participar ou apoiar essas acções devido às segundas intenções dos seus promotores, ignorando ou substimando as suas primeiras intenções, que justificam apoio?

65318916_2804757339554705_6828698650009403392_n.jpO desafio que deve ser lançado aos que criticam tudo o que outros tentam fazer é o de que tomem eles a iniciativa de fazer alguma coisa - e se possível, melhor -, para tentar alcançar os objectivos defenidos, que não questionam.

Fotos daqui.

Faltam menos de 200 assinaturas

Zé LG Zé LG, 02.04.19

90336_1.jpg... para a AR ter de discutir a «Estratégia Integrada de Acessibilidade Sustentável do Alentejo nas ligações Nacional e Internacional” na revisão do PNPOT em curso, de forma a considerar um conjunto de prioridades no domínio das acessibilidades e transportes fundamentais para o desenvolvimento sustentável do Alentejo, bem como para a sua coesão social, territorial, ambiental e energética, com claros benefícios para a totalidade do território nacional.

Para garantir esse debate, se ainda não o fez, pode assinar a Petição Pública “PLATAFORMA ALENTEJO-Estratégia Integrada de Acessibilidade Sustentável do Alentejo nas ligações Nacional e Internacional” em: https://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=PT90336

Plataforma Alentejo apela à subscrição na petição pública do movimento

Zé LG Zé LG, 21.03.19

Mapa Plataforma.jpgA Plataforma Alentejo apela à subscrição da petição pública do movimento que conta neste momento com cerca de 3600 das 4000 assinaturas necessárias para que as propostas avançadas na mesma tenham que ser debatidas pelo Plenário da Assembleia da República.

A Plataforma Alentejo reitera, ainda, que a subscrição pública da petição pode ser feita através do link:http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=PT903363, até ao final deste mês.