Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

CIMBAL exige substancial reforço da verba para melhoria dos transportes públicos

autocarros_beja.jpgA Assembleia Intermunicipal da CIMBAL-Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo aprovou uma moção a exigir um PART- Programa de Apoio à Redução Tarifária nos Transportes Públicos que reforce a coesão territorial. O documento, apresentado pelo Grupo do Partido Socialista, foi aprovado por unanimidade.

A Moção, apela ao Governo que seja coerente no discurso e na acção, relativamente ao interior do País, e exige um substancial reforço da verba do PART atribuída ao Baixo Alentejo de modo a obter uma clara melhoria dos transportes públicos, com reforço da oferta e extensão de percursos, conseguir uma maior redução dos tarifários e aliviar as famílias de parte desse encargo, que é pesado, melhorar a qualidade de vida dos cidadãos, reforçar a coesão e a competitividade territorial, promover a sustentabilidade ambiental, contribuindo para a redução da utilização de transportes individuais e tratar com equidade esta região em relação ao resto do país.

Uma luta com 50 anos

RECLAMAÇÃO VINDA DE CUBA SOBRE “FREQUENTES ANOMALIAS”

001.jpg

“Sempre no propósito — construtivo, ninguém o porá em dúvida, decerto — de alertar quem de direito no sentido de melhorar, quer dizer renovar (que é o que se impõe) material e vias dos caminhos de ferro nas linhas do Sul do País, temos aqui, com alguma insistência, plenamente justificada, denunciado as várias e frequentes anomalias que se registam na organização da CP”, escrevia o “Diário do Alentejo” na edição de 15 de abril de 1969.

O texto explicava: “De Cuba, chega-nos hoje uma nova reclamação acerca das deficiências nos referidos serviços e aqui lhe damos guarida, numa nova tentativa de que a administração daquela companhia tome na devida conta a urgência de olhar para suas comunicações no distrito de Beja, como está a fazer em relação a outras regiões do País.

Esta manhã a automotora Vila Nova da Baronia-Beja, que é utilizada pelos operários e estudantes, só horas depois do horário estabelecido chegou a Beja, isto porque, em S. Matias, um vagão descarrilou (sem que, no entanto, se verificassem acidentes pessoais) e não foi removido com a eficiência desejada nem se procedeu ao transbordo de passageiros como logo se justificava.

Deste modo, numerosas pessoas chegaram às suas ocupações (faltaram às aulas no caso dos estudantes), muito mais tarde, com uma série de inconvenientes a que será desnecessário aludir”.

...

CIMAL exige reversão da privatização dos CTT

correios.jpgA Assembleia Intermunicipal da CIMAL-Comunidade Intermunicipal do Alentejo Litoral manifestou a sua indignação pela contínua degradação do serviço de correios prestado pelos CTT, assim como pelo incumprimento do Contrato de Concessão.

Nesse sentido, exorta o Governo a adoptar medidas de protecção do serviço de entrega postal universal, como a reversão da privatização do serviço e consequente regresso do mesmo à esfera pública, por se afigurar como absolutamente essencial para protecção dos direitos e interesses dos cidadãos.

Preocupações e reivindicações que fazem parte de uma moção apresentada pelo Bloco de Esquerda, que foi aprovada com a abstenção do PS e do deputado do movimento GM- Grândola Melhor e sem votos contra.

CDU acusa Executivo Municipal de de Beja de “reduzir” apoios a iniciativas concelhias

Os eleitos da CDU na Câmara Municipal de Beja, acusam o Executivo Municipal, liderado pelo PS, de reduzir, em 2019, os apoios às iniciativas concelhias, tanto financeiros, como logísticos. O autarca Paulo Arsénio afirma que 2018 foi um ano excepcional porque havia dinheiro comunitário e que este ano o valor referente à componente da autarquia até aumentou.

barro.jpg

“Silarca-Festival do Cogumelo”, na Cabeça Gorda, “Sabores no Barro”, em Beringel, “Feira Anual do Idoso”, em Albernoa, “Feira das Cavadas-Cante & Sabor”, no Penedo Gordo e “Feira da Terra”, em Beja são alguns dos exemplos apontados pelos vereadores da CDU de eventos que, este ano, vêem reduzido o apoio por parte do município de Beja.
Sónia Calvário, vereadora da CDU, afirma que os cortes são nas iniciativas das freguesias rurais mas também da cidade, como é o caso da Festa das Maias e Festa do Azulejo.

 

Plataforma Alentejo apela à subscrição na petição pública do movimento

Mapa Plataforma.jpgA Plataforma Alentejo apela à subscrição da petição pública do movimento que conta neste momento com cerca de 3600 das 4000 assinaturas necessárias para que as propostas avançadas na mesma tenham que ser debatidas pelo Plenário da Assembleia da República.

A Plataforma Alentejo reitera, ainda, que a subscrição pública da petição pode ser feita através do link:http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=PT903363, até ao final deste mês.

Assembleia Municipal de Serpa exige reparação de Estradas Nacionais

Estradas-Serpa-768x512.jpgNuma moção apresentadas pelos eleitos do PS e aprovada por unanimidade, a Assembleia exige que o Governo “se comprometa a realizar um levantamento exaustivo das carências em termos viários, de todas as estradas nacionais que atravessam o concelho de Serpa, de modo a que a médio prazo, haja uma intervenção profunda em todas as vias que servem este concelho”, uma vez que “a quase totalidade das estradas nacionais do concelho de Serpa necessita de obras de beneficiação”.

Também aqui.

Moura, Barrancos, Mourão e Vidigueira com marcha lenta por melhores acessos

copy_of_cronistas_ta_19_1.jpgOs municípios de Moura, Barrancos, Mourão e Vidigueira uniram-se para realizar uma Marcha Lenta, em defesa de melhores acessibilidades para a região, marcada para o próximo dia 18 de março, designadamente as estradas nacionais n.º258, n.º385, n.º386, n.º387 e estrada regional n.º258, por considerarem que a atual situação destas vias "coloca em causa a segurança rodoviária, mas é também vista como um obstáculo ao desenvolvimento e captação de investimento para estes concelhos".

Comissão de Utentes de Beja saiu à rua em vigília em defesa da saúde

20190226_181320.jpgA Comissão de Utentes de Beja realizou, ontem, a sua primeira ação. Uma vigília, à porta do Hospital José Joaquim Fernandes, em defesa da saúde. Nesta ação, a Comissão de Utentes chamou a atenção para a situação em que se encontra o Hospital José Joaquim Fernandes – instalações, equipamentos, pessoal – e pediu o arranque rápido das obras da 2ª fase de requalificação deste espaço.

20190226184354498.jpg

A Comissão de Utentes de Beja quer denunciar e fazer parte da resolução dos problemas da região, na área da saúde e diz estar disponível para colaborar com as entidades responsáveis.

Ler e ouvir aqui e aqui.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Tem razão! No entanto é necessário não perder voz,...

  • Anónimo

    Foram buscar o antigo imperador JR .....dizem que ...

  • Anónimo

    O Imperador está suficientemente saudável para c...

  • Anónimo

    As odalascas vêm com o calor...

  • Anónimo

    Alguém sabe em que dia desfila o imperador, as oda...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds