Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Rede Ibérica debate gestão do montado na ACOS

A ACOS recebe, hoje, às 15.00 horas, nas suas instalações, as Jornadas de apresentação da Rede Ibérica para a Transferência do Conhecimento e a Inovação no Montado.

Rede ibérica.pngEste é um projeto promovido pelo Centro de Investigação Científica e Tecnológica da Extremadura que conta com 16 parceiros do lado de cá e de lá da fronteira.

A Rede pretende promover a transferência de conhecimento, de boas práticas e de inovações para a gestão do montado, e para a produção e comercialização dos seus produtos, de forma a contribuir para uma maior valorização económica e ambiental destes sistemas.

O projeto é apresentado, amanhã, dia 18, também às 15.00 horas, no auditório da Biblioteca Municipal de Ourique. 

"A Agricultura e o Ambiente no Mediterrâneo"

CEBAL-768x512.jpg… é o tema central das primeiras Jornadas MED, que se vão realizar no Polo da Mitra da Universidade de Évora, nos dias 27 e 28 de junho, para dar visibilidade à investigação que já é desenvolvida nos quatro centros de investigação do Sul, que pretendem criar o MED - (que em português pode ser traduzido como Instituto para a Agricultura, Ambiente e Desenvolvimento no Mediterrâneo), já candidatado à Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), que, a ser aprovado, irá permitir aos quatro centros envolvidos "aumentarem a sua massa crítica e o tipo de sistemas acerca dos quais podem dar resposta em termos de investigação".

Do Alentejo, a iniciativa tem a participação do ICAAM e do Polo de Évora do Cibio - Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos, ambos da UÉ, assim como do Centro de Biotecnologia Agrícola e Agroalimentar do Alentejo (CEBAL), localizado em Beja. O MeditBio - Centro para os Recursos Biológicos e Alimentos Mediterrânicos da Universidade do Algarve é a outra unidade de investigação participante no projeto.

Estes quatro centros atuam em áreas complementares e, como somos todos focados sobre sistemas do Mediterrâneo, achámos que faria sentido juntarmos esforços", destacou Teresa Pinto Correia, diretora do Instituto de Ciências Agrárias e Ambientais Mediterrânicas (ICAAM) da Universidade de Évora (UÉ).

Jornadas “Vale do Guadiana: Projeto para um geoparque” em Mértola

Jornadas Geoparque.jpgAs Câmaras Municipais de Mértola, Serpa, Moura e Barrancos estão a preparar a candidatura do Vale do Guadiana à classificação de Geoparque UNESCO. No âmbito desta candidatura, realiza-se a 11 de abril, no espaço da Casa do Guizo, em Mértola, as jornadas “Vale do Guadiana: Projeto para um geoparque”, que contará com a participação e comunicações das diferentes entidades parceiras no processo, nomeadamente o LNEG, o ICNF – Parque Natural Vale do Guadiana, a Turismo do Alentejo e Ribatejo, ERT e o CEHFC da Universidade de Évora.

No decurso destas primeiras jornadas será ainda formalizada a parceria dos quatro Municípios com a assinatura de um protocolo conjunto.

Os interessados em participar nestas jornadas poderão fazer a sua inscrição através do email margaridafortunato@cm-mertola.pt

“Os Verdes” chegaram a Beja de comboio e com uma hora de atraso

verdes.jpgO Grupo Parlamentar “Os Verdes” dedica as suas Jornadas Parlamentares, que decorrem, hoje amanhã, no distrito de Beja, ao olival intensivo e à ferrovia. “Os Verdes” decidiram vir para a capital de distrito de comboio e comprovaram os “dramas” com que se depara a população, pois chegaram com uma hora de atraso.

As Jornadas Parlamentares culminam a campanha iniciada pelo PEV, em que vários dirigentes percorreram concelhos dos 3 distritos alentejanos mais afetados, pelo olival intensivo, onde foram colocadas 500 bandeiras negras a assinalar estes locais nos distritos de Portalegre, Évora e Beja.

 

Jornadas Municipais da Educação em Serpa debatem “Flexibilização Curricular e Inclusão”

201901041150334544.jpgAs III Jornadas Municipais da Educação que vão decorrer em Serpa, esta 6ª feira , no Cineteatro Municipal, incluem dois painéis , um sobre “Autonomia e Flexibilidade Curricular: dos Decretos às Práticas” outro intitulado “Da flexibilização à Inclusão, que caminho?” e pretendem reflectir sobre o projecto de autonomia e flexibilidade curricular dos ensinos básico e secundário, implementado pelo actual governo, bem como promover o valor social e económico da educação, e realiza-se no âmbito do Plano Municipal de Combate ao Insucesso Escolar.

“Sistemas de apoio à decisão em agricultura de regadio” em debate na EDIA

096.JPGO auditório da EDIA, na cidade de Beja, recebe, esta tarde, às14.30 horas, as III Jornadas Técnicas “Sistemas de apoio à decisão em agricultura de regadio”,  com intervenções de José Pedro Salema, presidente da EDIA e Gonçalo Morais Tristão, presidente do COTR.

A EDIA e o COTR recordam ainda que estas III Jornadas Técnicas sobre Sistemas de Apoio à Decisão na Agricultura de Regadio, realizam-se num contexto de constante inovação tecnológica e de alterações climáticas que afectam a produção agrícola.

Comentários recentes

  • Anónimo

    E não é só o hospital, a cidade e a região também ...

  • Anónimo

    Afinal é ou não verdade que o Hospital de Beja “co...

  • Zé LG

    Contactando a CMB. Mas atenção à data da notícia.

  • Anónimo

    Servirá sobretudo e na melhor das hipóteses, para ...

  • Tania

    Como posso fazer e pedir informações sobre como al...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.