Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

APPACDM de Moura iniciou a construção do “Montinho da Autonomia”

moradia.jpgA APPACDM de Moura iniciou a obra de construção de uma moradia autónoma para cinco clientes da instituição. É uma solução defendida pela actual direcção para a sustentabilidade da APPCDM de Moura.

O Presidente da Instituição, António Ildefonso, sublinhou que: “Estimamos o prazo de execução da obra de cerca de 8 meses, ou seja no inicio de 2020 temos a obra concluída.”

A implementação de uma Residência autónoma para pessoas portadoras de deficiência é uma necessidade identificada pelo Concelho Local de Acção Social. 

A residência autónoma vai chamar-se “Montinho da Autonomia” tendo em conta que a sua localização será no laranjal, terá capacidade total para 5 clientes, será na tipologia T5. Todos os quartos serão individuais com casa-de-banho privativa, para potencializar a privacidade e autonomia dos clientes. 

PCP reclama medidas excepcionais para a situação de seca que vive a região

A Direção Regional do Alentejo (DRA) do PCP frisa que é necessário tomar medidas excecionais para a situação de seca que se vive na região, para assegurar o abastecimento de água e o desenvolvimento da atividade agropecuária.

201020161743-300-secaAlentejo.jpgA DRA do PCP refere que “para além das medidas de carácter excecional que a situação exige, é indispensável a adoção de medidas de carácter estrutural que vão para além das de mitigação e contingência, partindo da realidade concreta, da previsão das necessidades, planeando os investimentos necessários, definindo prazos e meios para a sua concretização.”

 

Câmara de Beja prossegue instalação de ar condicionado nas escolas

arcon-768x432.jpgAté ao momento já foram realizadas instalações em cinco escolas: Cabeça Gorda, Baleizão, Beringel, Nossa Senhora das Neves e Penedo Gordo. Os trabalhos tiveram início logo após a conclusão do ano lectivo.

Está ainda prevista a colocação de equipamentos de ar condicionado nos estabelecimentos de ensino de Santa Vitória, São Matias e Trigaches.

A Câmara de Beja anunciou a colocação de 42 equipamentos em nove escolas Básicas de Freguesias Rurais do concelho. A empreitada tem um custo superior a 39 mil euros.

Câmara de Alvito vai criar Parques de Autocaravanas em Alvito e Vila Nova da Baronia

autocaravanas-768x432.jpgO Município de Alvito viu aprovado pelo Turismo de Portugal o projecto de criação de dois Parques de Autocaravanas, localizados em Alvito e em Vila Nova da Baronia.

António Valério, presidente da Câmara de Alvito, assegura que “é frequente ter caravanistas” em Alvito e Vila Nova da Baronia, fisando que o município pretende atrair mais turistas para aquele concelho, pelo que decidiu avançar com o investimento que permite “alargar a rede de oferta de infra-estruturas de acolhimento de autocaravanas na região Alentejo”.

Moura vai adaptar Estação de Caminhos de Ferro a terminal rodoviário

moura.jpgA Câmara Municipal de Moura viu aprovada a candidatura apresentada ao Alentejo 2020, de um projeto que prevê a adaptação do edifício de passageiros da antiga Estação de Caminhos de Ferro de Moura a terminal rodoviário, de modo a constituir uma plataforma adaptada para o Transporte Coletivo Rodoviário. Esta operação representa um investimento elegível de 669.741,72 euros e conta com uma taxa de cofinanciamento FEDER de 85%.
O Município, para além da valorização do edifício, que está a degradar-se pretende "criar condições de incentivo a uma maior utilização de meios de transporte coletivo e promover a intermodalidade entre diferentes meios de transporte".

EPIROC transfere oficinas para Aljustrel

EPIROC-768x432.jpgA EPIROC, empresa do grupo Atlas Copco, com Centros de apoio em Castro Verde e Aljustrel, que actua no sector mineiro, vai deslocalizar as suas oficinas, actualmente no Porto, para Aljustrel.

O grupo adquiriu um lote com cerca de 10 mil m2 na área empresarial de Aljustrel e o investimento, na ordem de 1,5 milhões de euros, vai criar cerca de 60 postos de trabalho naquele concelho.

Governo corta apoios ao investimento para a instalação de olivais e lagares no perímetro de Alqueva

O Governo anunciou esta quarta-feira que vai suspender apoio ao investimento em olival na região do Alqueva e delimitar as manchas contínuas para proteção da biodiversidade. Luís Capoulas Santos, considera que as implicações do olival têm sido “distorcidas” pela opinião pública e não têm as pressões ambientais que lhe são atribuídas.

Olival.JPG

“Determinei, no atual quadro comunitário de apoio, que não haverá no perímetro de Alqueva mais apoios ao investimento para a instalação de olivais e de agro-industrias associadas ao olival, porque temos capacidade de laboração suficiente”, afirmou o ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, no debate marcado de urgência pelo Partido Ecologista “Os Verdes” (PEV), com o tema “travar as culturas intensivas e superintensivas”.

Câmara de Beja prossegue manutenção de vias municipais

Câmara-de-Beja-768x432.jpgO município de Beja tem em curso os trabalhos de pavimentação do acesso ao Parque de Materiais da Câmara, entre o IP8 e a Cercibeja, estava em “muito mau estado” e prevista no Plano de beneficiação das vias municipais definido pela autarquia.

Paulo Arsénio, o presidente da Câmara de Beja, revela que depois de concluída esta intervenção será corrigida a pavimentação na Estrada entre Santa Clara de Louredo e Penedo Gordo, onde existem “deficiências estruturais gravíssimas”.

Fujitsu confirma interesse em instalar em Beja um centro de competências nas áreas da proteção da informação digital

A Fujitsu Portugal confirma o interesse em avançar com um centro de desenvolvimento em Beja. Conforme avançado pelo Diário do Alentejo, a empresa e o Instituto Politécnico de Beja já assinaram um protocolo de colaboração. A nova unidade destinar-se-á ao desenvolvimento de ferramentas de segurança informática que possam ser usados pelos clientes da empresa.

imgLoader2.ashx.jpg“Todos os passos que estamos a dar é para criarmos esse centro de competências e neste momento não vemos razão nenhuma para que esse centro não seja uma realidade”, acrescenta Pedro Samuel Pires, líder de cibersegurança da Fujitsu Portugal, sublinhando o trabalho desenvolvido pelo Instituto Politécnico de Beja na área da segurança informática: “Alegrar-nos-ia muito contribuir para este desenvolvimento em Beja, mas também aproveitar as excelentes capacidades que já observamos e estamos a desenvolver com o IPBeja”.

 

Barragem do Pisão, no Crato, deverá estar concluída em 2027

O ministro Adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira, apontou o ano de 2027 para a conclusão da Barragem do Pisão, no Crato, um projeto que vai dispor de um espelho de água de sete quilómetros e com uma área de rega de 12 mil hectares, implica um investimento de 168 milhões de euros.

pisão.jpgSiza Vieira sublinhou que a introdução da componente de produção de energia eléctrica com recurso a energia solar foi determinante para garantir a sustentabilidade do investimento. A central solar fotovoltaica que será instalada numa área de dois quilómetros quadrados deverá produzir energia capaz de abastecer 75 por cento da população do distrito de Portalegre.

Comentários recentes

  • Anónimo

    São apenas recomendações e mais nada.O que é que q...

  • Anónimo

    Há, aí no problem, eles entendem todos bem.Se for ...

  • Anónimo

    Os deputados vão de férias descansados. Quem fica ...

  • Anónimo

    É evidente que é bom negócio. A questão é quando p...

  • Anónimo

    Para os seres humanos a saúde faz parte do seu bem...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.