Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Governo anuncia nova fábrica de aviões em Évora

Zé LG, 26.09.20

copy_of_copy_of_copy_of_copy_of_cronistas_ta_14.pnO projeto apresentado, em Évora, com a presença da ministra da Coesão Social e o ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, pretende criar 1200 empregos em cinco anos no Alentejo e vai instalar-se no Parque do Alentejo de Ciência e Tecnologia, em Évora e criar uma aeronave ligeira de nova geração para um mercado de curtas distâncias (a ATL-100).

E depois vêm alguns acusar a regionalização, que não existe, e os bejenses de tudo ir para Évora... FOI O GOVERNO E O PS que mais uma vez fizeram a opção e tomaram a decisão de construir mais uma fábrica de aviões em Évora (onde existe o aeroporto?) e criar 1200 empregos no Alentejo (ou em Évora?), em nome na "Coesão"!...

Nunca vamos poder provar isso, mas talvez se já tivesse sido concretizada a regionalização, que a Constituição determina, estas decisões não fossem sempre no sentido de centralizar tudo em Évora... Mas certamente que não será com a eleição do presidente e de um vice-presidente da CCDRA que isso se consegue...

NERBE conta ter um Centro de Incubação daqui a um ano nas suas instalações

Zé LG, 22.09.20

202009181653134613 nerbe.pngO NERBE/AEBAL poderá vir a ter, daqui a um ano, um Centro de Incubação de Base Tecnológica (CIBT), um projeto há muito ambicionado, que vai permitir à associação empresarial alargar a oferta ao nível dos serviços e do espaço, mas também em termos de capacitação dos empreendedores da região.

Recentemente foi lançado o concurso público para a obra de construção do Centro de Incubação de Base Tecnológica, num investimento superior a 600 mil euros, aproveitando as instalações existentes

Além do NERBE/AEBAL, a incubadora vai contar no seu Conselho Consultivo com o CEBAL (Centro de Biotecnologia Agrícola e Agro-Alimentar do Alentejo), o IPBeja (Instituto Politécnico de Beja) e o COTR (Centro Operativo e de Tecnologia de Regadio).

Para onde foi ou vai o dinheiro orçamentado para actividades suspensas e iniciativas adiadas das autarquias locais?

Zé LG, 15.09.20

Patrimónios do Sul.pngDevido à pandemia, as autarquias locais foram obrigadas a suspender boa parte da sua actividade e a cancelar quase todas as iniciativas programadas, designadamente, feiras, festas, espectáculos. Ora, isto levou-as a não gastar muito dinheiro que tinham orçamentado para essas actividades e iniciativas. Já fizeram as alterações orçamentais para poderem aplicar essas verbas noutras despesas e quais são estas?

Pode parecer uma questão retórica ou "de lana caprina", mas não é, tendo em conta as verbas em causa. E, visto as tantas responsabilidades directas das autarquias a que não conseguem dar resposta satisfatória, é importante saber-se onde é gasto esse dinheiro.

"Será que o IP 8 não é mais importante para a competitividade do todo nacional?"

Zé LG, 13.09.20

Imagen 027.jpg"António Costa deverá ter um qualquer "plano secreto", ... que nós, obviamente, não o entendemos. Foi o que se viu, ..., no lançamento do novo ano político do PS... "Há vulnerabilidades sociais que temos de enfrentar", diz Costa. De acordo. "O interior não é menos desenvolvido que o litoral por mero acaso, é porque tem menos condições de competitividade e isso traduz-se em menos coesão". Certíssimo. "Temos de voltar a ser um país agrícola e com agricultura de qualidade". Ora nem mais. ... "Vamos disponibilizar 20 mil fogos com renda acessível e 17 mil camas para estudantes universitários". ... "Menos coesão é uma vulnerabilidade que temos de ser capazes de enfrentar". ... "Estrada Nacional 14 é fundamental para resolver os problemas entre Porto e Braga". ... ligação de Bragança à fronteira com Espanha; IC 31 entre Castelo Branco e Monfortinho; ligação entre Nisa e Cedilho e a ponte entre Alcoutim e Sanlúcar do Guadiana. Tudo certamente importante. Sim, sim. Mas, e então, será que o IP 8 - não digo até Beja porque ele já se encontra inscrito no Plano Nacional de Investimentos mas até à fronteira de Ficalho, das maiores fronteiras luso-espanholas a única que não tem ligação por autoestrada - não é mais importante para a competividade do todo nacional? 

Luís Godinho, Director do Diário do Alentejo, no seu editorial da edição do dia 4 deste mês.

Câmara de Moura licenciou Projeto de Arquitetura (de reconversão) do Convento do Carmo num empreendimento turístico de 5 estrelas

Zé LG, 13.09.20

Convento-do-Carmo-768x512.jpgEstá previsto um investimento na ordem dos 11 milhões de euros, da SPPTH –Sociedade de Promoção de Projetos Turísticos e Hoteleiros, entidade que é também proprietária do Convento de Espinheiro, em Évora. O novo empreendimento tem abertura prevista para 2022, no âmbito de uma concessão de 50 anos para fins turísticos.

O imóvel está localizado no centro histórico de Moura, próximo do castelo, sendo que o conjunto que engloba a igreja e o claustro do convento está classificado como imóvel de interesse público desde 1944.

Recordamos que o Convento do Carmo foi um dos imóveis inscritos no Programa REVIVE, um programa conjunto dos ministérios da Economia, Cultura e Finanças com a colaboração das autarquias locais.

Câmara de Serpa disponível para para ser promotora da candidatura da reabilitação da Escola Secundária

Zé LG, 07.09.20

201810291550389979.jpgA Câmara Municipal de Serpa aprovou, por unanimidade, uma tomada de posição exigindo que o “Governo/ Ministério da Educação requalifique a Escola Secundária de Serpa de imediato e programe a intervenção da Escola Básica n.º 1 de Vila Nova de S. Bento no curto prazo, uma vez que é a entidade proprietária e responsável por estes equipamentos ao abrigo da legislação atual e da possível legislação futura”.

O presidente da Câmara de Serpa recorda que “a tomada de posição vai ao encontro do que a autarquia tem defendido, sempre”, acrescentando que “é demonstrada uma vez mais, também, a disponibilidade da Câmara Municipal de Serpa de ser a promotora da candidatura, desde que não pague metade da comparticipação nacional, porque isso significa retirar ao Município um investimento significativo noutras áreas, quando esta não é uma responsabilidade da autarquia, mas sim do Ministério da Educação”.

Tomé Pires recorda ainda que “a Câmara Municipal cumpre as suas responsabilidades nas intervenções que faz nas escolas da sua alçada, ou seja as do pré-escolar e 1º Ciclo, sem a ajuda do Governo, situação que no caso das duas escolas em causa, a Secundária de Serpa e a Básica Nº 1 de Vila Nova de São Bento (2º e 3º Ciclos), não pode, porque essa responsabilidade é do Ministério da Educação”.

“Trabalhos de manutenção no hangar da «Mesa/HiFly» poderão começar em setembro”

Zé LG, 07.09.20

Hi-Fly-manutenção-1-768x432.jpg

Paulo Arsénio, Presidente da Câmara Municipal de Beja, informa que “em setembro poderão iniciar-se os trabalhos de manutenção de aeronaves de linha em pista” no hangar da “Mesa/HiFly”. “Numa segunda fase [devem iniciar-se] os trabalhos de manutenção de linha no hangar e finalmente numa terceira e última fase, que deverá ocorrer no início de 2021, os trabalhos de manutenção de base em hangar”, refere o autarca. “A partir da primeira fase serão incluídos desde logo os formandos que concluíram com sucesso o curso de técnicos de manutenção de aeronaves, ministrado no local. A eles deverão juntar-se mais dez outros técnicos de manutenção de aeronaves e dez pessoas de engenharia e da área administrativa para dar início às operações da empresa”, acrescenta. Paulo Arsénio revela que “a «Mesa» prevê até ao final do ano que estejam criados os primeiros 35 a 40 postos de trabalho fixos”.

Novo sumo da Compal com sabor a Figo da Piteira do Alentejo

Zé LG, 07.09.20

figo_india.pngEra um segredo bem conhecido dos alentejanos que, desde sempre, foram muito apreciadores das qualidades e propriedades dos figos da Índia. Conhecido por vários nomes: piteira, tabaibo, figo do diabo etc. mas mais conhecido é mesmo por figo da Índia (Opuntia ficus-indica).

No Alentejo, são acompanhamento de várias comidas como o gaspacho ou a sopa de tomate. Pode comer-se de várias formas, fresco ou seco, mas também em sumos ou até bebidas alcoólicas e, apesar de sempre ter sido consumido em Portugal de forma esporádica e por pouca gente, em 2009, a cultura do Figo da Índia conheceu um enorme crescimento e foi até criada uma associação para os proteger, a AFROFIP.

Têm sido produzidas cerca de 80 toneladas de figos da Índia por ano, e a conhecida marca nacional de sumos, a Compal, lança agora um sumo com sabor Figo da Piteira do Alentejo, oriundo de Cortiçadas de Lavre, concelho de Montemor-o-Novo.

“querem saber quantas vezes é que algum investimento no distrito de Beja foi referenciado?”

Zé LG, 01.09.20

IMG_6994-1536x1024.jpg“Entretanto em Coimbra, António Costa avança com os grandes projectos para relançar Portugal. Deixo aqui, no âmbito das acessibilidades transfronteiriças, os destaques do Governo:
Bragança - Fronteira
IC31 Castelo Branco - Monfortinho
Ligação Niza - Cedillo
Ponte entre Alcoutim - Sanlucar
Deram pela falta de alguma coisa?
Em todo o discurso e nas várias áreas que abordou querem saber quantas vezes é que algum investimento no distrito de Beja foi referenciado?
Pois vão ouvir o discurso ou perguntem aos camaradas socialistas.”

Anónimo 31.08.2020, aqui.

Ponte de Sôr vai criar um centro empresarial, de exposições e de formação na área da tecnologia

Zé LG, 29.08.20

pontedesor.pngA Câmara Municipal de Ponte de Sôr concluiu esta semana o processo de aquisição das antigas instalações da Delphi, onde prevê a disponibilização de até 20 novos espaços para instalações industriais”, além da “criação de condições para atração de empresas de base tecnológica” e “de centro de formação para resposta às necessidades da indústria local e dos novos investidores”, para além de um centro de negócios e exposições que possa servir o concelho e a região, num investimento que, no total, pode gerar cerca de 400 novos postos de trabalho.

Barrancos tem parque de lazer para ginástica ao ar livre

Zé LG, 26.08.20

117933336_3302619489794815_8891347928889453388_n.jJá abriu a Zona de Lazer "Casa do Porco Preto", propriedade da Freguesia de Barrancos (JFB), composto por zona de lazer/convívio, mobiliário urbano e cinco equipamentos de ginástica/manutenção ao ar livre.

117947692_3302619679794796_1897911328048261646_n.jO espaço, situado frente à unidade industrial Casa do Porco Preto, a cerca de 200 metros do quartel dos BVB, foi criado no terreno cedido pela Barrancarnes, requalificado pela Freguesia de Barrancos.
A Zona de Lazer é destinada a todos os públicos, recomendando a JFB que, na sua utilização, sejam cumpridas as regras sanitárias da DGS para estes equipamentos.

Belenenses SAD estuda mudar-se para o concelho de Grândola

Zé LG, 23.08.20

img_920x519$2019_03_11_17_00_38_1516162.jpgRui Pedro Soares, presidente da SAD do Belenenses, anunciou a intenção de construir um centro de estágio «de excelência» e fixar a equipa no município de Grândola. «Esta equipa, para recuperar a competitividade, precisa de boas condições de trabalho. Se se concretizar a equipa do Belenenses SAD jogar em Grândola, aos adeptos serão criadas, com certeza, condições para poderem assistir aos jogos», ressaltou.
«Queremos ter o mais rapidamente possível uma infraestrutura que seja nossa, cujos campos sejam tratados por nós e que a sua utilização dependa de nós», explicou Rui Pedro Soares, que esclareceu que «O processo está a decorrer rapidamente e é nosso interesse que tenha uma conclusão feliz e rápida, mas, de facto, ainda não está concluído todo este processo. Não vou colocar um 'timing', porque não depende apenas de nós.»

ULSBA amplia Urgência Geral e Pediátrica do Hospital de Beja

Zé LG, 22.08.20

9969_big.jpgA obra deve-se às exigências de combate à pandemia da Covid 19. Encontra-se “concluída a instalação da urgência de pediatria em módulos contentorizados, salvaguardando todas as condições necessárias”, que entrou em “funcionamento em Julho.”
Em relação ao serviço de urgência geral a Administração do Hospital procurou “uma solução que, não só melhorasse substancialmente as condições físicas, como permitisse o estabelecimento de circuitos completamente separados, com as dimensões adequadas, garantindo assim a qualidade e segurança necessárias para profissionais e utentes.” Estão em curso os trabalhos de instalação e montagem da estrutura modular de ampliação do Serviço de Urgência geral, que deverá ficar disponível no final do mês de Agosto.

“E porque precisamos em Beja dum hospital privado?”

Zé LG, 17.08.20

202002172121556853 hosp.jpg“O Senhor Presidente e outros poderes ainda não pensou nisso? Abriu a porta e pronto! Aí vem um grande benefício e obra privada da qual pode erguer bandeira e marcar pontos políticos com tal feito!
Tenho vergonha, enquanto cidadão deste distrito, de não haver pensamento, respostas e reflexão à pergunta que imediatamente devia ter sido feita.
Então se o hospital público desse resposta em termos de acesso e qualidade dos cuidados prestados, sobretudo em ambulatório, o privado teria algum interesse neste investimento?
Estamos numa zona pobre, sem rendimentos elevados para pagar cuidados de saúde no privado. Isso devia saber Sr. Presidente da Câmara, e com essa matéria se devia seriamente preocupar. A mesma preocupação deveria ter em questionar-se que tal investimento só é do interesse privado porque o público, com as suas ineficiências, não dá resposta às necessidades em saúde dos baixo Alentejanos, cada vez mais pobres e com impossibilidade de verem os seus direitos em saúde concretizados.”

Anónimo 17.08.2020, aqui.

Ligação da água de Alqueva à Barragem do Monte da Rocha é prioritária

Zé LG, 13.08.20

A ligação da albufeira do Monte da Rocha, situada no concelho de Ourique, ao Alqueva, através da Barragem do Roxo é para o Governo um projeto prioritário. O projeto de execução da obra encontra-se em fase de elaboração e tudo indica que esteja concluído em outubro deste ano.

20180205210932137 Rocha.jpgPor um lado, irá “permitir o abastecimento público aos 5 concelhos (Ourique, Castro Verde, Almodôvar, Mértola e Odemira ) que recebem a água a partir do Monte da Rocha” e, por outro, esta empreitada irá “garantir o fornecimento de água no perímetro de rega já existente nos concelhos de Ourique e de Santiago do Cacém” e possibilitar “a criação de um novo perímetro de rega nos concelhos de Ourique e de Aljustrel”, potenciando “o desenvolvimento económico da região”.

Paulo Arsénio considera Bairro das Pedreiras “um dos problemas mais complicados na área do concelho de Beja”

Zé LG, 13.08.20

PA-1-768x432.jpgEssa preocupação foi deixada por Paulo Arsénio, presidente da Câmara de Beja, em entrevista à Rádio Pax, a propósito do balanço do mandado autárquico.

O presidente da Câmara entende que a solução a encontrar tem de “ser com a ajuda do Governo e à escala global”, isto é uma solução que abranja também por exemplo, os concelhos de Cuba e Vidigueira, porque implica um investimento de “milhões de euros” e a autarquia “não tem capacidade nem orçamento para intervir no Bairro das Pedreiras”.

A Câmara de Beja prevê, para já,  a abertura de um contentor que servirá para dar apoio à população de âmbito escolar, serviços de emprego e segurança social.

EMAS reforça abastecimento de água ao Parque de Feiras e Exposições de Beja

Zé LG, 08.08.20

EMAS-768x478.jpgA EMAS- Empresa Municipal de Água e Saneamento de Beja está a realizar uma empreitada de remodelação do abastecimento de água no Parque de Feiras e Exposições Manuel de Castro e Brito, em Beja, com prazo de execução de 60 dias e investimento na ordem dos 30 mil euros.

Complementarmente serão, ainda “substituídas condutas e ramais domiciliários na zona de intervenção da obra”, de forma a maximizar, “os benefícios resultantes da intervenção”.

A articulação com a ACOS e com a Câmara Municipal de Beja permitirá ainda intervenções complementares dentro das respetivas áreas do Parque de Feiras, em complemento da presente intervenção. Daqui e daqui.

É tão bom ter a Câmara Municipal do mesmo partido do governo!...

Zé LG, 03.08.20

Odemira exige intervenção urgente na rede viária

imgLoader2.ashx ode.jpgA Assembleia Municipal (AM) de Odemira reiterou o seu “desagrado pela falta de compromisso” do Governo face à degradação da rede viária nacional que atravessa o concelho alentejano. Numa moção, apresentada pelos eleitos do PS e aprovada por unanimidade em reunião da (AM), os deputados municipais criticam "a evolução negativa de um processo que se arrasta há dois anos", depois de terem sido detetados problemas em vários troços que “careciam de intervenção urgente”.

A Câmara de Odemira, de maioria socialista, já mostrou "total abertura e vontade de cooperar", além de ter manifestado junto do Ministério das Infraestruturas e Habitação e da entidade gestora da rede viária nacional, a Infraestruturas de Portugal, "as suas enormes preocupações nesta matéria".

Os eleitos consideraram que “a necessidade de intervenção nestas vias impera e o território de Odemira, que tanto impacto tem no PIB nacional, tem que ser olhado de forma estratégica por quem gere as infraestruturas e economia deste país, tomando medidas de priorização de projetos e investimentos em matéria de acessibilidades”.