Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Empresa inglesa vai reabrir a antiga Moura Fábrica Solar

fábrica.jpgPedro do Carmo, deputado e candidato do PS pelo círculo de Beja adiantou que "a empresa de investidores ingleses, depois de visitas às instalações da Moura Fábrica Solar e de reuniões efectuadas em Moura, onde mostraram o seu interesse para aproveitar o know-how dos trabalhadores qualificados e do espaço, deram agora entrada na CCDR Alentejo ao projecto de financiamento para poder avançar com a reabertura da fábrica.

Esta empresa internacional, de capitais ingleses, de produção de componentes na área da energia, quer instalar brevemente uma unidade de produção de sistemas de baterias em Moura.

Câmara de Beja prossegue requalificação de estradas

Obras-estrada-768x432.jpgA Câmara de Beja tem em curso a repavimentação da estrada entre Mombeja e Santa Vitória, inserida no projecto de beneficiação de estradas e caminhos municipais, lançado no ano passado.

O município tem calendarizadas 19 intervenções, num investimento global previsto de 3 milhões de euros, sem qualquer comparticipação comunitária uma vez que não existem fundos, neste momento, para a recuperação da rede viária.

Museu de Beja vai ter obras de conservação e valorização

museu.jpgA APT - Associação Portas do Território viu aprovada a candidatura ao FEDER, para valorização e conservação do Museu Regional de Beja, no valor de 1 milhão e 200 mil euros. O apoio a fundo perdido é de 75% e os restantes 25%, correspondentes à comparticipação nacional, serão suportados pela autarquia bejense e, eventualmente, pela Secretaria de Estado da Cultura.

Paulo Arsénio, presidente da Câmara de Beja explica que esta é uma hipótese ímpar para se renovar o Museu, com um apoio a fundo perdido de grande escala. Refere, também, que a autarquia vai ser lançado o concurso de empreitada até final do corrente ano, para que durante o ano de 2020 o Museu possa entrar em obras. Esclarece ainda que vai ser melhorada toda a arquitetura do edifício, assim como valorizado o recheio e seu interior.

Capela de SANTA ÁGUEDA / ERMIDA DE S. NEUTEL vai ter obras de donservação e restauro

St'Águeda interior.jpgO projeto, candidatado ao Programa Operacional Regional do Alentejo (Alentejo 2020), que prevê um investimento elegível total de 294.580,46€ e é cofinanciado pelo FEDER a uma taxa de comparticipação de 85%, diz respeito à obra de conservação e restauro do Imóvel classificado de Interesse Público, que é “um ícone da pintura mural do concelho”, situado nas imediações de Vila Nova da Baronia.

A intervenção tem como objetivo a resolução de problemas estruturais, nomeadamente consolidação e impermeabilização da cobertura, reparação e substituição de revestimentos e instalações diversas, rebocos exteriores e pintura mural.

Empresa mineira quer fazer prospecção no Alentejo

prosp-mineira-768x432.jpgA Matsa, S. A., requereu a atribuição de direitos de prospecção e pesquisa de depósitos minerais de cobre, chumbo, zinco, ouro, prata e metais associados, no Alentejo.
A empresa quer fazer prospecção numa zona denominada de “Ermidas”, localizada nos concelhos de Ferreira do Alentejo, Aljustrel, Santiago do Cacém, Grândola e Ourique.
O pedido está patente para consulta, dentro das horas de expediente, na Direcção de Serviços de Minas e Pedreiras da Direcção-Geral de Energia e Geologia.

Junta de Sobral da Adiça critica Câmara de Moura

sobral da adiça.jpgA Junta de Freguesia de Sobral da Adiça critica a Câmara de Moura, por ter afirmado que a Junta de Freguesia “não sinalizou qualquer caminho para reparação”.

A Junta de Freguesia critica a forma como decorreu o processo tendo em vista o arranjo dos caminhos municipais e recorda que numa reunião, a 18 de Julho, com a Câmara de Moura, ficou acordado que não tendo a Câmara Municipal capacidade para responder aos arranjos dos arruamentos em Sobral da Adiça, a Junta de Freguesia faria esses trabalhos e o município arranjaria as respectivas vias rurais e agrícolas.
Para a Junta de Freguesia de Sobral da Adiça, que garante estar a cumprir a sua parte do acordo, a nota de imprensa da Câmara Municipal de Moura é “uma falsa verdade, com objectivos políticos de desacreditar” o seu o trabalho.

Reduzir impostos, aumentar funcionários e melhorar serviços públicos?!

Entrámos na época de saldos, em que muitos oferecem quase tudo a todos. Mas, mesmo nos saldos, deve haver um limite, não pode valer tudo...

Ouvir quem mais aumentou impostos e mais cortou nos salários, nas pensões e nos serviços públicos garantir agora que vai fazer o contrário, ou seja, reduzir impostos e aumentar salários e melhorar os serviços públicos daria vontade de rir se não fosse tão demagógico e grave.

Sejam sérios (todos) e digam que vão aumentar alguns impostos, designadamente a quem deve contribuir mais em função dos seus rendimentos, para poderem aumentar os salários e melhorar a qualidade dos serviços públicos. Assim, talvez haja mais gente a acreditar nas promessas que fazem.

A melhoria dos serviços públicos não depende apenas (embora também) de melhor organização e maior eficácia e eficiência. Precisa também de maior investimento. E para isso é preciso cobrar mais impostos, a quem não paga e a quem pode e deve pagar mais. E, principalmente, é preciso que esse dinheiro é bem utilizado, onde faz mais falta.

Câmara de Beja reduz mais preços de Transportes Públicos

urbanas.jpgÉ já a partir de 1 de setembro, que “as viagens no concelho de Beja com percursos, num sentido, superiores a nove quilómetros e que pagam, atualmente, mensalidade de 50 euros e 50 cêntimos, passarão a pagar 40 euros”, revela a autarquia bejense, “mediante apresentação no Balcão Único da Câmara Municipal de Beja do certificado de residência, emitido pelas Juntas de Freguesia”. Os passes para a cidade de Beja “a partir de Beringel, Cabeça Gorda, São Brissos e São Matias, por exemplo, passarão a beneficiar de uma redução de 10 euros e 50 cêntimos por mês”, revela a Câmara de Beja, que considera que “Promover uma mobilidade mais acessível, é reforçar a coesão do território”.

IP reconhece a necessidade de obras de grande vulto no concelho de Serpa, que não vai fazer devido ao “actual enquadramento financeiro”

De acordo com a Infraestruturas de Portugal (IP), no concelho de Serpa “foram identificadas necessidades de intervenção no montante aproximado de 22 milhões de euros”, mas “atendendo ao actual enquadramento financeiro e à impossibilidade de executar no curto prazo todas as intervenções necessárias”, está a seguir o Contrato de Conservação Corrente.

Estradas-Serpa-768x512.jpgA Câmara de Serpa frisa que “a empresa dá razão à autarquia” que vem defendendo a necessidade de realização de obras de grande vulto e que, com base na resposta da IP, “os utilizadores das estradas nacionais que atravessam o concelho de Serpa vão continuar a circular em estradas sem o mínimo de condições de segurança”.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Vamos ter nova geringonça. E a ideia, pessoalmente...

  • Anónimo

    Num país em que o maior trambiqueiro político está...

  • Anónimo

    Uma vida saudável depende de muitos outros factore...

  • Zé LG

    A alimentação não é um factor importante para uma ...

  • Anónimo

    Porreiro, pá!É ver para crer!

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.