Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
16
Jul 18

201806041657167278.jpg

O Grupo Parlamentar do PCP apresentou o “Projeto de Lei n.º 1763/XIII - Pelo cumprimento do Plano Rodoviário e plena conclusão do IP8 nos distritos de Setúbal e Beja”. A ideia é pedir ao Governo que passe das palavras aos atos e apelar à união de todas as forças políticas em defesa da região, no cumprimento efetivo do IP8, com duas faixas de rodagem e sem portagens, conforme definido no Plano Rodoviário Nacional.

 

O PCP agendou um encontro com a comunicação social no final do troço da A26/IP8 no sentido Grândola-Santa Margarida do Sado, tendo Manuel Reis, da DORBE do PCP, explicado que o objectivo é exigir a abertura do troço da A26, a construção do IP8, a electrificação da linha férrea e a dignificação das condições da saúde, porque “o distrito de Beja está esquecido pelo Governo”.

publicado por Zé LG às 08:43
16
Jul 18

201807131640417511.jpg

Com a reprogramação do Alentejo 2020, aprovada, na semana passada, pelo Comité de Acompanhamento, que reuniu, em Albernoa, há uma aposta clara nos equipamentos sociais e de saúde e na fixação de empresas, que ainda há muito para construir e renovar no Baixo Alentejo.

Esta não é a ultima reprogramação, essa sim será mais estrutural, para já aquilo que agora foi aprovado foi um realinhamento daquilo que eram as perspectivas aquando da programação.

Hélder Guerreiro, vogal da Comissão Directiva da Autoridade de Gestão do Programa Operacional Regional do Alentejo 2020, destaca a “unanimidade” que existiu na aprovação desta reprogramação e considera que as verbas estão agora melhor alocadas relativamente às necessidades da região.

publicado por Zé LG às 00:46
07
Jul 18

Ponte-de-Sor_14.jpg

O presidente da Câmara de Ponte de Sor, Hugo Hilário diz que o aeródromo municipal é a “âncora do crescimento e do desenvolvimento” daquele concelho, sublinhando que contribuiu para a “redução drástica” do desemprego no concelho.

Atualmente trabalham no aeródromo cerca de quatro centenas de pessoas, havendo a perspetiva de serem criados cerca de 250 empregos com a instalação de mais duas empresas.

Com uma pista de aviação com 1.850 metros, o aeródromo de Ponte de Sor alberga a sede de meios aéreos da Proteção Civil e empresas de componentes para aviões e de manutenção de ultraleves, empresas de produção de drones, de componentes aeronáuticos e de manutenção aeronáutica, bem como uma escola internacional de pilotos, uma unidade do Aeroclube de Portugal e um campus aeronáutico.

publicado por Zé LG às 16:02
04
Jul 18

António Costa defraudou as expetativas dos baixo alentejanos

201807031440547378.jpg

António Costa esteve na sessão de encerramento das Jornadas Parlamentares do PS, na Pousada do Alqueva, mas não falou sobre nenhuma das exigências prementes do distrito de Beja, referindo-se apenas ao investimento de Alqueva, frisando que foi o PS o grande responsável pelo mesmo. 

O secretário-geral do PS deixou os baixo alentejanos sem respostas sobre a A26 e sobre a possibilidade de se introduzir, ou não, a eletrificação da linha férrea Beja/Casa Branca, no PNI 2030, apesar do líder parlamentar do PS Carlos César, ter afirmado, em Beja, essa possibilidade. Sem respostas ficou, igualmente, o futuro do Aeroporto de Beja.

publicado por Zé LG às 20:24
04
Jul 18

António Costa deixou os baixo alentejanos sem respostas 

ps.jpg

“Esta é uma região querida para o PS” afirmou António Costa no encerramento das Jornadas Parlamentares do PS, na Pousada do Alqueva, dizendo que por isso mesmo investe “no Hospital Central, em Évora, na linha de caminho de ferro entre o Porto de Sines e o Caia e na valorização das acessibilidades locais”. Sobre acessibilidades no distrito de Beja nada foi dito pelo secretário-geral do PS.

 

E como se esta “mão cheia de nada” não bastasse, o governo ainda teve o desplante de justificar a não abertura do troço da A26 entre Grândola e Santa Margarida do Sado, concluído há meses, com problemas na conclusão da praça de portagens.

Ou seja, enquanto não forem criadas condições para termos de “pagar mais este favor”, o governo obriga-nos a circular por uma via cada vez mais degradada e insegura… Razão tem o PCP, que “rejeita manobras de diversão” e exige “seriedade” ao PS.

publicado por Zé LG às 12:44
27
Jun 18

cdu.jpg

Os eleitos da CDU exigem a inclusão de Beja no Programa Nacional de Investimentos (PNI 2030). Alegam que nesta proposta do Governo é clara a continuidade da política de abandono do distrito de Beja, o maior do país e um dos que mais tem contribuído para o crescimento económico nacional, referindo que “é inaceitável que as infraestruturas necessárias ao desenvolvimento da região, e para a implementação de uma política nacional estratégica e integrada, promotora da coesão territorial e social, continuem a não ser prioritárias.”

Os eleitos da CDU lamentam ainda, “profundamente”, “a incapacidade por parte dos responsáveis políticos locais e regionais em lutarem por uma estratégia nacional e que contemple a região de Beja, uma vez se trata exclusivamente de uma opção política, pois que, há muito, estão definidas as necessidades das infraestruturas, nomeadamente rodoviárias e ferroviárias do distrito.”

publicado por Zé LG às 17:45
20
Jun 18

EstaoCPBeja.jpg

O Programa Nacional de Investimentos (PNI) 2030 tem 40 projectos listados, metade dos quais ferroviários. A electrificação da linha ferroviária entre Beja e Casa Branca ficou fora do plano de investimentos.

O governo vai lançar debates temáticos em todo o país de modo a obter contributos para o Programa.

Os deputados eleitos por Beja não se resignam. Pedro do Carmo, do PS, assegura que não “baixará os braços” e estará na “linha da frente”, reivindicando a electrificação da ferrovia a Beja. João Dias, do PCP, considera que Beja corre o risco de ver encerrada a linha e garante que vai avançar com novas iniciativas na AR em defesa da electrificação da linha ferroviária. Nilza de Sena, do PSD, frisa que o Governo “desistiu” do Baixo Alentejo e considera que é “inadmissível” que sejam considerados investimentos em regiões mais ricas em detrimento das mais pobres. 

Veja e oiça também AQUI, de onde copiei a foto.

publicado por Zé LG às 10:47
12
Jun 18

ETAR.jpg

A obra de construção da nova Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) em Vales Mortos arrancou no mês passado. O investimento é superior a 110 mil euros e dará resposta ao tratamento de efluentes daquela localidade, depois da estrutura que existia ter ficado inoperacional.

A Câmara de Serpa anuncia a conclusão da ETAR em A-do-Pinto, que para entrar em funcionamento falta apenas a ligação à rede eléctrica. O investimento da Câmara Municipal de Serpa nesta estrutura foi de cerca de 130 mil euros.

publicado por Zé LG às 13:06
05
Jun 18

Aeroporto-Beja-13-768x432.jpgA utilização do Aeroporto de Beja como alternativa à construção de um novo aeroporto no Montijo, é um “imperativo nacional”, considera o Movimento AMAlentejo, lembrando que “por essa Europa fora o que não faltam são aeroportos a mais de uma hora de viagem da capital que servem” e que “Um país endividado como o nosso não pode continuar a desbaratar recursos como se vivesse na abundância”. “Os milhões que se pretendem gastar na construção de um novo aeroporto no Montijo devem ser canalizados para electrificar a linha ferroviária Portalegre-Évora-Beja-Funcheira (ligação a Faro) com prioridade imediata para o troço Beja-Casa Branca”.

O AMAlentejo sublinha que o Programa Nacional da Política de Ordenamento do Território (PNPOT), cuja proposta de revisão está em discussão pública até ao próximo dia 15, prevê a construção do novo aeroporto do Montijo, sem considerar o aeroporto de Beja, que “reúne todas as condições que um novo aeroporto na grande Área Metropolitana de Lisboa não tem, nem nunca terá. Não tem problemas ambientais, situa-se numa das zonas de mais baixa densidade demográfica do País, não precisa de milhões de investimentos para funcionar, irá criar novas oportunidades de emprego e contribuir para o desenvolvimento de uma zona do interior até ao presente esquecida pelo centralismo cego e asfixiante de S. Bento”. 

Leia e oiça também AQUI as opiniões sobre o assunto de José Soeiro, da Comissão dinamizadora do movimento AMAlentejo. 

publicado por Zé LG às 12:51
05
Jun 18

ME.jpg

O Conselho Estratégico para o Desenvolvimento Intermunicipal, órgão consultivo dos restantes órgãos da Comunidade Intermunicipal do Alentejo Litoral, composto por cerca de meia centena de entidades, reúne-se, hoje, em Grândola.

Os membros do Conselho Estratégico para o Desenvolvimento Intermunicipal pretendem discutir as dinâmicas de desenvolvimento registadas nesta sub-região e vão assistir à apresentação de dois projectos que, neste momento, se encontram já em concretização no concelho de Grândola: o projecto da Lauak Portuguesa, que inicia a instalação de uma unidade industrial de produção de componentes de aeronáutica, num investimento superior a 32 milhões de euros e que, na primeira fase, vai criar mais de uma centena de postos de trabalho, e o projecto Muda Reserve, promovido pela Vanguard Properties, que consiste num inovador conceito turístico através da criação de uma nova aldeia rodeada por quintas, num investimento superior a 200 milhões de euros.

publicado por Zé LG às 09:08
04
Jun 18

VP.jpg

Desenvolvido em colaboração com a Agência de Desenvolvimento Regional do Alentejo (ADRAL), a Entidade Regional de Turismo do Alentejo (ERTA) e o Parque de Ciência Tecnologia do Alentejo (PCTA), o projeto “Alentejo Global Invest” é constituído por várias entidades parceiras, entre as quais a CIMAL, “e visa criar um contexto favorável à captação de investimento, e investimento direto estrangeiro em específico na região”.

publicado por Zé LG às 13:47
10
Mai 18

201805041533011.jpg

Das 29 centrais fotovoltaicas sem tarifa subsidiada aprovadas pelo actual Governo, cinco localizam-se no distrito de Beja, num investimento avaliado em cerca de 121 milhões de euros.

Segundo fonte da Secretaria de Estado da Energia, estas cinco centrais solares representam uma potência instalada de 201 megawatts (MW), um quarto da potência total aprovada em termos nacionais.
A maior central (49 MW) fica no concelho de Ourique, que conta ainda com uma segunda central com a potência de 46 MW. Moura recebe mais duas centrais (uma de 48 MW e outra de 16 MW) e Ferreira do Alentejo uma (com 42 MW).

publicado por Zé LG às 17:09
02
Mai 18

CAE-Aljustrel-768x512.jpg

O Município de Aljustrel vai construir uma nova infra-estrutura para captação de empresas designada de Centro de Negócios de Aljustrel (CNA).

O investimento, a candidatar ao “Alentejo 2020”, ronda 1,1 milhões de euros.

O CNA quer “contribuir para a diversificação e competitividade do tecido empresarial”, estimulando a inovação e empreendedorismo.

Será composto   por   13   gabinetes   de trabalho distribuídos por dois pisos, mas separados por paredes amovíveis, para facilitar a ampliação dos espaços em caso de necessidade.

publicado por Zé LG às 18:53
30
Mar 18

014.JPG

Esperemos que esta revolução, que está a verificar-se nos campos da nossa região, produza os melhores resultados económicos e sociais e não provoque danos ambientais irreparáveis ou de difícil recuperação, a médio ou longo prazo, como aconteceu com a campanha do trigo há umas décadas atrás.

publicado por Zé LG às 15:58
18
Mar 18

cfotovol.jpg

Uma central fotovoltaica, com uma potência de 24 megawatts, vai começar a ser construída, em maio, em Castelo de Vide, num investimento de cerca de 20 milhões de euros, o de maior montante até agora realizado naquele concelho.

O projeto, que prevê a instalação de mais de 70 mil painéis solares, numa extensão de cerca de 50 hectares, vai ser desenvolvido na Herdade de Tendeiros e deverá estar conlcuido em novembro, sendo a energia produzida introduzida na rede nacional através da subestação de Alpalhão, no concelho de Nisa.

O projeto da responsabilidade da EXUS Management Partners Portugal foi apresentado esta sexta feira nos Paços do Concelho de Castelo de Vide.

publicado por Zé LG às 00:18
11
Mar 18

amendoas.png

O Alentejo vai contar com uma nova fábrica de descasque e embalamento de amêndoa, naquela que continua a ser uma “revolução” e evolução do setor agroalimentar alentejano.

Esta nova fábrica é um investimento da “De Prado”, empresa espanhola com forte presença no Alentejo e irá ter lugar em Fontes dos Frades, Baleizão, Beja.

Prevê-se que esteja em pleno funcionamento num prazo de seis meses, no entanto, e uma vez que a empresa foi alvo de denúncias em outubro por destruição de património arqueológico em larga escala, como noticiado pelo TA - a obra está a ser acompanhada por uma equipa de arqueólogos e pela Direção Regional de Cultura do Alentejo.

publicado por Zé LG às 10:53
08
Mar 18

seca.jpg

A Federação das Associações de Agricultores do Baixo Alentejo (FAABA) vai enviar com caráter de urgência, uma missiva ao Ministério da Agricultura, a solicitar medidas imediatas de apoio, que previnam o aumento insustentável dos prejuízos provocados pela situação de seca extrema que esta região atravessa.

A direção da FAABA considera que se mantêm atuais as propostas anteriormente apresentadas, contudo reclama junto do Ministério da Agricultura a adopção de medidas de carácter excepcional.

publicado por Zé LG às 08:51
24
Fev 18

20180222171150.jpg

O presidente do conselho de administração da Águas Públicas do Alentejo (AgdA), Joaquim Marques Ferreira, revela ao "CA" os investimentos que a empresa tem em curso no Baixo Alentejo, que superam os 60 milhões de euros. Marques Ferreira garante ainda que estas obras irão assegurar "o abastecimento de água em quantidade e qualidade à população" do distrito de Beja.

publicado por Zé LG às 16:48
23
Fev 18

de333.jpg

O Alentejo 2020 aprovou a candidatura “Reestruturação do Ambulatório do Hospital de Elvas em Clínica de Alta Resolução”, um projeto de reestruturação no Hospital de Santa Luzia em Elvas e que prevê a instalação de uma Clínica de Alta Resolução naquela unidade de saúde e que pretende assegurar anualmente entre 35 a 40 mil consultas, 5500 exames especiais e 2200 cirurgias.

O investimento é de um milhão de euros, com uma comparticipação de 850 mil euros dos Fundos Comunitários, sendo que a parte restante será suportada pela associação Coração Delta e por nove municípios que beneficiarão com a obra (Arronches, Campo Maior, Monforte, Sousel, Alandroal, Borba, Estremoz e Vila Viçosa).

publicado por Zé LG às 00:04
20
Fev 18

A Rua da Lavoura já está aberta ao trânsito. A intervenção consistiu numa alteração de traçado e redimensionamento da via, repavimentação e requalificação de todas as infra-estruturas de águas residuais domésticas, de abastecimento de água, de águas pluviais, de iluminação pública e de telecomunicações.

201802192300387374.jpg

“A obra vem permitir uma melhoria nas acessibilidades na cidade e representa um investimento de 1 milhão de euros, financiado pelo FEDER” em mais de 900 mil euros, salienta a Câmara de Beja.

Foto DAQUI.

publicado por Zé LG às 13:56
Julho 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Passaram por cá
Contador de visitas

Desde 15.01.2011
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Obrigada, João. Não serás esquecido, nem tu nem, s...
pois...pois, senão fosse o careca !
Confirma-se que a CIMBAL não inclui a Saúde no con...
“É com mágoa que recebemos a notícia do João Semed...
Em sintonia com as palavras do ZLG, também aqui de...
Beja.
De que Hospital?
E seriam também técnicos administrativos mas o pro...
A qualidade do Serviço Nacional de Saúde acima de ...
As criticas são sempre necessárias, venham de onde...
????????????
Apressadinho.
A avaliação de praticamente um ano de mandato de P...
Para isso, até os subversivos vinham ao “casting”!
blogs SAPO