Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

IP lança empreitada para requalificação do IP8, entre Ferreira do Alentejo e Beja

Zé LG, 13.02.24

IP8-Beringel-1024x576.jpgA empresa Infraestruturas de Portugal (IP) lançou, esta segunda-feira, o concurso público para a obra de beneficiação do IP8 entre Ferreira do Alentejo e Beja, num investimento de 38 milhões de euros e um prazo de execução de 540 dias. A empreitada agora lançada tem por objetivo o reforço das condições de mobilidade e segurança no IP8 entre Ferreira do Alentejo, na zona da rotunda com a ER2, e a rotunda do IP2, já em Beja, sendo realizada a beneficiação estrutural da estrada existente, incluindo nas travessias urbanas e a construção de uma variante a Beringel, com um perfil de 2X2, e de vias de restabelecimento desniveladas.
O lançamento desta empreitada surge com oito meses de atraso em relação ao anunciado pelo secretário de Estado das Infraestruturas.

Câmara de Mértola vai avançar com a construção do novo Centro Escolar

Zé LG, 12.02.24

Mértola.pngA Câmara de Mértola vai avançar com a construção do novo Centro Escolar, que será construído no recinto da EB2,3 de Mértola e vai agregar a Escola Básica 1 de Mértola e o Pré-escolar.
A construção avança dentro das próximas semanas, orçada em mais de dois milhões de euros, já teve “luz verde” do Tribunal de Contas e tem a conclusão prevista para o final do primeiro semestre de 2025.

Aterrou em Beja o primeiro de seis aviões P-3C adquiridos à Alemanha

Zé LG, 10.02.24

Sem nome (15).pngAterrou, esta sexta-feira, na Base Aérea N.º11, em Beja, o primeiro de seis aviões P-3C adquiridos ao abrigo do contrato celebrado entre o Governo português e o Governo alemão. Os seis aviões vão agora ser integrados na frota da Esquadra 601 – “Lobos” que já opera a versão P-3C CUP+ Orion, responsável por assegurar a soberania e a vigilância do Espaço Estratégico de Interesse Nacional e a cobertura de toda a área das duas regiões de informação de voo e de busca e salvamento sob jurisdição do Estado Português – uma das maiores do mundo –, contribuindo decisivamente para as missões de busca e salvamento de muito longo alcance, o que garantem a salvaguarda da vida humana nos casos de acidente ou de situações de emergência ocorridos no mar.

Câmara de Beja "investe" 10.227€ em zonas verdes e 183.946€ em arruamentos

Zé LG, 02.02.24

22591666_ErZ0P.jpeg«A promessa mais chocante (do Orçamento de Beja para 2024), de tão pequena que é, surge no capítulo “Serviços de zonas verdes e cemitério”, no qual a Câmara propõe a “aquisição de um novo parque infantil para o Parque da Cidade” e “substituição dos equipamentos geriátricos existentes no Jardim Público”. O valor total despendido em novas zonas verdes é de 10.227€, uma miséria, face à carência de espaços verdes e combate às alterações climáticas, um problema que deveria ser uma prioridade, sendo Beja a cidade mais quente do país, com vários dias em que a temperatura é superior a 40º C. …
Na melhoria das ruas em meio urbano, o valor despendido pelo município será de 183.946€, valor inferior à maioria dos festivais e festas que se irão realizar na cidade. Uma vergonha, que só revela o pouco alcance e falta de estratégia de desenvolvimento social que existe na gestão da cidade.» MAIS BEJA, aqui.

Câmara e ULSBA assinam protocolo de colaboração para reabilitação do Centro de Saúde de Moura

Zé LG, 01.02.24

423249806_730458255857185_8213109708495769205_n-1024x683.jpgO Município de Moura e a Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA), assinaram um protocolo de colaboração que irá permitir requalificar e melhorar as condições de acesso à prestação de cuidados de saúde à população do concelho no Centro de Saúde de Moura, bem como as condições de trabalho dos profissionais de saúde que ali exercem a sua actividade.

Câmara de Beja espera que as obras na estrada Beja-Salvada comecem ainda este ano

Zé LG, 29.01.24

Sem nome (5).pngDepois de dias de chuva intensa, o estado de degradação da EM 511 que liga Beja à Salvada, acentuou-se. Paulo Arsénio está confiante que o arranque das obras se faça, ainda, este ano e garante que, no final deste mês, vai haver uma intervenção “mais musculada”, numa das zonas “mais sensíveis”, junto ao lagar da Olivomundo.

O contrato de empreitada entre o município de Beja, dono da obra e o empreiteiro, foi assinado a 25 de outubro do ano passado e aguarda parecer favorável do Tribunal de Contas para, depois, da consignação, se dar início aos trabalhos que terão um prazo de execução de 240 dias.

Câmara de Odemira faz beneficiação de arruamentos e acessos rodoviários

Zé LG, 29.01.24

Sem nome (4).pngA Câmara de Odemira desenvolveu várias intervenções em todas as freguesias para beneficiação de arruamentos e acessos rodoviários, designadamente repavimentações nas freguesias de Luzianes-Gare, Sabóia e Santa Clara-a-Velha.

A CâmaraMunicipal diz que “o investimento municipal na área da mobilidade é uma prioridade, com o objetivo de melhorar a vivência diária da população e a qualificação do território” e que a beneficiação de arruamentos e acessos rodoviários “acontecerá todos os anos e em todas as freguesias, de acordo com as necessidades identificadas”.

“a construção de um novo hospital é uma obra de fachada?”

Zé LG, 26.01.24

202107302243594580.jpg«Obras de fachada, tal como o hospital universitário de Coimbra ou o hospital de Santa Maria, que depois são muito difíceis de gerir. Sobretudo nestes tempos em que o SNS tal como o conhecemos está em decadência e se prevê um aumento da procura aos privados na saúde.» Anónimo 25.01.2024. 

«Mas desde quando é que a construção de um novo hospital, é uma obra de fachada? O anónimo deverá ser daqueles que possuem rendimentos para recorrer com frequência ao privado, ou então, acha que o SNS é coisa de delírio despesista! Por muito que alguns saudosistas pretendam, nem o tempo anda para trás, nem o serviço público desaparecerá nos próximos anos! Um conselho imediato pode ser dado a quem defende a extinção do SNS- emigrar para países (à escolha) onde quem não tem meios morre antes de ser atendido num hospital!» Anónimo 25.01.2024.
Daqui.

Encerrada para obras Estrada Municipal 535, em Castro Verde

Zé LG, 25.01.24

Sem nome (1).pngNa sequência da empreitada de pavimentação, drenagem e sinalização em curso, a Câmara Municipal de Castro Verde vai cortar o trânsito na Estrada Municipal 535, entre as 09:00 e as 17:30 horas, até a 16 de fevereiro. O corte de trânsito vai decorrer em três fases: a primeira entre hoje e 30 de janeiro, na Estação de Ourique e Casével; a segunda fase, de 31 de janeiro a 6 de fevereiro, em Casével e Almeirim e, por fim, a terceira fase, de 7 a 16 de fevereiro em Almeirim e Castro Verde.
Como alternativa de acesso a Castro Verde, Casével e Estação de Ourique a autarquia recomenda o IC1, a EN123 e o IP2, e esclarece que “está assegurada a circulação dos transportes públicos e escolares, dentro do seu horário normal de funcionamento”.

“Enquanto não se fizerem intervenções de fundo… não se resolve nada!”

Zé LG, 18.01.24

419308199_7082008685226041_8171215924015860723_n.jpg«A EM529 é como a generalidade das estradas municipais neste País - foram construídas num tempo em que se andava de carroça, sem grande visão de crescimento ou de incremento de uma circulação automóvel intensa! Como na generalidade, não estão estruturalmente preparadas para cargas de pesados, na ordem das 10 a 20 toneladas, acontece a sua degradação, inevitável, a não ser que se reformulem de modo profundo e dispendioso! As novas práticas agrícolas, mais industrializadas apenas aceleraram o processo. Enquanto não se fizerem intervenções de fundo, ao invés de arranjos casuísticos e de cosmética, não se resolve nada! É necessário mais dinheiro (que muitas autarquias não possuem) e uma visão de mais longo alcance (que alguns políticos parecem não ter) para melhorar a rodovia municipal! Até lá, não haverá milagres em lugar nenhum...» Anónimo, 17.01.2024, aqui.