Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Mudam-se os tempos, mudam-se os alvos...

Zé LG, 21.07.21

2018-11-27.jpg«Txiiii tanta obra...A maior parte a 5 meses das eleições, e no resto do ano as pessoas não existem? Algumas são aberrações outras feitas pelas juntas de freguesia e outras ainda porque interessam para o negócio de pedras e afins...
Já pensaste que tens uma casa da Cultura em situação deplorável? Uma biblioteca com goteiras? Um mercado Municipal que é a maior vergonha uma piscina sem as mínimas condições, ruas com calçada em estado deplorável, parque da cidade ao abandono já para não falar do desinvestimento nas freguesias rurais.
Para terminar porque não tenho muito tempo para perder com quem não merece, quero lembrar também a inércia, falta de pressão e ausência de posição por parte do JR em relação aos assuntos básicos do desenvolvimento do concelho (aeroporto, comboio Auto Estrada etc). Em Outubro estaremos cá para ver. Jorge a 15 de Julho de 2017 às 17:09», aqui.

A Visão do Baixo Alentejo sobre o Balanço da Presidência Portuguesa da UE

Zé LG, 01.07.21

2021063012505937.pngHoje, o Europe Direct Baixo Alentejo, promove a conferência on-line “Balanço da Presidência Portuguesa da UE: A Visão do Baixo Alentejo”, a partir das 18h00, no Facebook do centro. Esta iniciativa pretende estimular o debate europeu a nível local, de forma a envolver os cidadãos da região num diálogo proactivo sobre o estado atual e o futuro da União Europeia.

“A Imigração – A Experiência da Andaluzia: Reflexões e Ensinamentos”

Zé LG, 28.05.21

202105251647144521.jpg“Um dos objetivos de intervenção da EAPN Portugal é o de capacitar o tecido sócio institucional nos domínios específicos da luta contra a pobreza e exclusão social” e é neste contexto que realiza, hoje, das 15.00 horas às 17.00 horas, a Videoconferência sobre “A Imigração – A experiência da Andaluzia: Reflexões e Ensinamentos”, com Javier Pérez Cepero |Coordinador Autonómico para Andalucía y Ceuta |Fundación Cepaim, destinada aos profissionais de intervenção social e comunitária e sociedade civil em geral, para partilhar conhecimentos sobre a Fundação CEPAIM enquanto organização independente, coesa e sustentável que dá respostas à dinâmica social relacionada com processos de imigração e exclusão social na Andaluziaa.

“MAIS VALE TARDE DO QUE NUNCA, OU ANTES CEDO DO QUE TARDE?”, questão levantada pela DORBE do PCP

Zé LG, 22.05.21

pcp.jpgA DORBE do PCP publicou, no seu site, uma sua posição com este sugestivo título em 4 de Agosto de 2020. Depois disto não voltou a publicar o que quer que seja. Estamos a quatro meses das eleições autárquicas e a DORBE do PCP não usa esta ferramenta comunicacional porquê? Porque não tem matérias para publicar? Porque não tem quem as elabore e quem faça a gestão do site? Porque entende que esta ferramenta não tem interesse? Ou, porque ainda não conseguiu a resposta mais adequada para a questão que levantou?

Fórum Mértola concluiu que "agricultura tem que ser encarada de outra forma pela autarquia"

Zé LG, 21.04.21

202104191853005833.PNGO Fórum apresenta como conclusões do debate o papel determinante dos agricultores na criação, proteção e valorização da biodiversidade e da sustentabilidade ambiental e territorial do concelho de Mértola ao longo das últimas décadas, a falta de políticas públicas locais para enfrentar os impactos das alterações climáticas na agricultura do concelho, a necessidade de adotar um outro modelo, mais adequado, de transição agroecológica que envolva a participação dos agricultores locais e que tenha em conta a representatividade efetiva da agricultura face à horticultura.

O papel determinante que as parcerias entre o poder local e os agricultores deveriam assumir no trabalho de influenciar a definição das políticas públicas nacionais decorrentes da Nova PAC, tendo em consideração a importância estrutural da atividade agrícola para a criação de emprego, rendimento e sustentabilidade para as pessoas e a comunidade foi outra ideias que saiu do debate.

Fórum Mértola para a Participação e Cidadania debateu a reactivação do turismo após a pandemia

Zé LG, 20.03.21

Sem nome.png«As palavras mais ouvidas foram cooperação, estratégia participada, medidas de política pública, cidadania, visão prospectiva e vontade colectiva de construção de um futuro melhor para este território e as pessoas.
Combater a sazonalidade, preparar a oferta para responder ao aumento significativo da procura, capacitar e formar empresários e colaboradores, promover o destino turístico Mértola como Clean and Safe, dinamizar novos produtos e actividades aproveitando os excelentes recursos naturais do concelho e, sobretudo, envolver a comunidade, foram as ideias chave que marcaram as conclusões.» Veja a gravação.

37ª Ovibeja já está a receber inscrições para expositores

Zé LG, 18.03.21

Igual a si própria, com “Todo o Alentejo deste Mundo!”, a 37ª Ovibeja já está a receber inscrições para expositores, através de diferentes tipos de participação conforme o seu interesse e pretensões. A participação em ambiente virtual é dinâmica e pode incluir, além dos logótipos e de imagens dos produtos e serviços, vídeos, chat que permite vendas e contacto direto com os visitantes, links para sites, para lojas virtuais, até uma participação mais simples, através de um cartão de apresentação com foto, contactos, menção de produtos ou serviços.

202103151718258072.jpgOs contactos e as inscrições estão abertos à participação, à inovação e ao envolvimento de todos na Ovibeja, este ano em formato diferente, com a mesma marca da inovação e do sentido de pertença. A Ovibeja de sempre mas desta vez em ambiente virtual, a feira abre portas a empresas, associações, escolas, patrocinadores, visitantes que decidam envolver-se neste desafio inovador. A Ovibeja é uma feira familiar, mas também profissional. Uma feira da produção, da transformação, dos serviços e das instituições. Das pessoas, da vida, da cultura.

Ovibeja aproxima-se dos seus públicos com inovação e sentido de pertença

Zé LG, 17.03.21

Cartaz Ovibeja Digital.jpgA Ovibeja deste ano não vai decorrer em ambiente digital, a 22 e 23 de Abril, com expositores, competições, música, gastronomia, masterclasses e apresentações de temas e de produtos, oportunidades de negócio, debates. O 10º Concurso Internacional de Azeites Virgem Extra – Prémio CA Ovibeja. Provas de azeites e entrega de prémios. Tudo reunido numa plataforma digital, de acesso livre, para acompanhamento a partir de casa. Com possibilidade de visita virtual.

Porque a vida no campo não para, porque os agricultores continuam a produzir os alimentos que comemos, a 37ª Ovibeja vai mostrar de que se faz a “Agricultura ConsCiência”. Através de cinco conferências vai reunir agricultores, investigadores, empresários, decisores políticos e dar a conhecer testemunhos de produtores agrícolas e pecuários. Vai mostrar o labor no campo e revelar o percurso do prado ao prato.

“Fortalecer a Agricultura Familiar com Estatuto e com Direitos”

Zé LG, 25.02.21

20210218175251394.jpg

A CNA, no dia em que assinala o seu 43º aniversário, promove um debate online sobre a importância da agricultura familiar nas suas organizações, continuando a lutar pela concretização do Estatuto da Agricultura Familiar, instrumento que a ser implementado na íntegra irá contribuir significativamente para o cumprimento do Plano de Ação da Década e a Declaração dos Direitos Camponeses, para travar o desaparecimento de exploração agrícolas familiares, melhorar os rendimentos dos agricultores e garantir alimentos de qualidade para a população.

Entrega de computadores a crianças carenciadas pela Fundação EDP começa na Escola n.º 1 de Beja

Zé LG, 13.02.21

edp-computadores.pngA Fundação EDP vai doar três mil computadores a alunos em situação de vulnerabilidade, o que corresponde a uma verba de milhão de euros, anunciou a instituição em comunicado.

De acordo com a fundação, os primeiros computadores serão entregues nos próximos dias na Escola n.º 1 de Beja, de forma a apoiar o ensino à distância. Os restantes computadores vão ser distribuídos às escolas identificadas consoante a disponibilidade dos fornecedores.

A verba deste programa vai ser canalizada para apoiar escolas e alunos em contexto vulnerável, dos seis aos 14 anos. Os computadores vão ficar disponíveis para a utilização dos alunos das escolas selecionadas “durante o seu percurso letivo”.