Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

IP Patrimónios cede à Câmara de Cuba terreno e imóveis da Estação Ferroviária para construção de residência de estudantes

Zé LG Zé LG, 14.02.20

20200212103358963 cuba.jpgA Câmara Municipal de Cuba e a Empresa Infraestruturas de Portugal, através da IP Patrimónios, assinaram um contrato tendo em vista a subconcessão de uso privativo do terreno e dos imóveis junto da Estação Ferroviária de Cuba, com vista à utilização daquele espaço para a construção de uma residência de estudantes, com 6 fogos habitacionais, que poderão albergar até 24 estudantes.

João Português, presidente da Câmara Municipal de Cuba, afirma que esta intervenção, com um orçamento a rondar os 400 mil euros, surge no âmbito do projecto de Reabilitação do Jardim dos Combatentes da Grande Guerra.

Governo mão se comprometeu com sugestões do Beja Merece+

Zé LG Zé LG, 14.02.20

202002122224083871.JPGDa reunião com o ministro do Planeamento, o Beja Merece+ trouxe a indicação de que “o Governo vai verificar se ainda é possível fazer candidaturas aos projetos de acessibilidades, rodoviárias e ferroviárias, no 2020”, conforme sugeriu o Movimento, no sentido de “evitar os atrasos do 2030”.

Hélio Bernardino concretizou as propostas que foram efetuadas ao ministro do Planeamento, no sentido de “ainda serem efetuadas as candidaturas ao 2020 dos projetos que são necessários avançar”. Deixou claro, contudo, que “o Governo não deu resposta à sugestão do movimento, mas disse que iria verificar se ainda é possível no 2020”. A resposta está prometida a “breve trecho”.

Implementação de Percursos Acessíveis em Beja já começou

Zé LG Zé LG, 13.02.20

imgLoaderUrl.ashx.jpgAs obras de Implementação de Percursos Acessíveis – Fase 1A, que englobam intervenção nos largos de S.to Amaro e Dr. Lima Faleiro, nas ruas D. Dinis, D. Manuel I e Alcobaça, largo dos Prazeres, ruas Abel Viana e Infantes, largo da Conceição e rua do Sembrano, já começaram, com os trabalhos do 1º troço nas ruas D. Dinis e D. Manuel I até à rua de Alcobaça e no largo Dr. Lima Faleiro, sendo necessário interromper o trânsito na rua D. Dinis, a partir do largo de S.to Amaro, nos largos Dr. Lima Faleiro e parte do Lidador e na rua D. Manuel I.

Câmara de Almodôvar “exige” construção da Barragem de Oeiras

Zé LG Zé LG, 12.02.20

090520162311-503-botaa.jpgA Câmara Municipal de Almodôvar vai promover uma Petição Pública em defesa da construção da Barragem de Oeiras. Numa altura em que se agravam os problemas de seca tendo em conta as alterações climáticas a construção desta barragem, cujos projectos remontam aos anos 90, volta à ordem do dia.

António Bota, presidente da Câmara de Almodôvar, considera que esta barragem beneficia a sub-região do campo branco e até alguns concelhos algarvios, pelo que é fundamental que exista vontade política para a concretização do projecto. Com esse objectivo vai ser lançado o desafio à população para que se junte ao município nesta reivindicação.

Beja Merece+ quer garantir acessibilidades da região ainda em 2020

Zé LG Zé LG, 12.02.20

Depois da reunião com o ministro das Infraestruturas, no passado dia 5, o Beja Merece+ regressa, hoje, a Lisboa para falar com o ministro do Planeamento, Nelson Souza. O movimento vai pedir, uma vez mais, “acessibilidades rodoviárias e ferroviárias ainda no 2020”. O Beja Merece+ leva “três especialistas a esta reunião para fazer o Governo entender que não se pode perder tempo, ou seja que não se pode esperar pelo 2030”.

202002011304107077.jpg

Florival Baiôa reforçou a ideia de que “não se pode esperar mais”, dizendo que “mais um ano significa mais 10 de atraso”, pelo que “é preciso garantir, ainda no 2020, a eletrificação da linha férrea Casa Branca/Beja e o trajeto da A26 de Malhada Velha até Beja, porque ao que tudo indica o troço que está fechado irá abrir durante o mês de março”.

CDU acusa executivo PS da Câmara de Beja de não reparar estradas em mau estado

Zé LG Zé LG, 08.02.20

A CDU refere que a EM 511, conhecida como a estrada da Salvada, “degradou-se profundamente nos últimos dois anos”, o que torna “extremamente difícil a circulação em condições de segurança” e que a “proposta do executivo (de reparação de troços) revela uma gritante falta de visão estratégica no que às acessibilidades diz respeito”.

A CDU diz ainda que a “necessidade de intervenção a este nível verifica-se um pouco por todo o concelho”, sendo que também “as ruas e caminhos rurais nas freguesias apresentam níveis elevados de degradação (…)”.

FOTO-3-CDU.jpgPaulo Arsénio responde às críticas dizendo que a CDU “tem memória curta” e que foi “este Executivo PS que apresentou um plano estratégico” e que nele “foram identificadas as 19 vias com mais necessidades, estando já intervencionadas 11”. O presidente da Câmara frisou, ainda, que “este Executivo tem feito o que consegue com a única equipa que tem disponível para resolver estes problemas”.

Ler também aqui.

E o que é que eles disseram?!…

Zé LG Zé LG, 04.02.20

202002011846293051.jpgO Presidente da Câmara de Beja reuniu, na semana passada, com o ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, e o Secretário de Estado das Infraestruturas, Jorge Delgado, com o objetivo de “apresentar ao governo a visão do Município relativamente aos projetos de infraestruturas e acessibilidades necessárias ao desenvolvimento do concelho de Beja e da região Baixo Alentejo”.

Este foi um encontro onde não se saiu com nenhuma promessa, mas sim com expetativas de poder ser antecipado o calendário das obras em causa”, disse Paulo Arsénio, que, no passado sábado, entregou a António Costa, na cimeira “Amigos da Coesão”, um “documento político” a reforçar esta ideia.

Que fazer para travar este pesadelo?

Zé LG Zé LG, 03.01.20

8643_big.jpgSegundo os dados da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária, registaram-se desde Janeiro de 2019 até ao passado dia 20 de Dezembro, 2168 acidentes no Distrito de Beja.

Destes acidentes resultaram 32 mortos, mais 10 que em igual período em 2018 e 70 feridos graves, menos 15 que em período homólogo.

 

Não costumo publicar este tipo de notícias, mas decidi publicar esta por vir ao encontro do que pensava estar a acontecer, tal foi a frequência de notícias com de acidentes graves com que fomos confrontados nos últimos tempos. Esta situação é ainda mais grave porque se regista ao contrário do verificado a nível nacional. Urge, por isso, tomar as medidas mais adequadas a evitar que tal continue a acontecer. As autoridades competentes não podem ficar apenas pelo registo dos acidentes e das suas vítimas...