Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvito aposta no acolhimento e na integração de proximidade de Migrantes

claim-768x432.jpgO Centro Local de Apoio à integração de Migrantes de Alvito (CLAIM) já está a funcionar. O centro tem como meta “facilitar os processos de integração dos migrantes que Alvito recebe”, refere a autarquia.

O CLAIM proporciona aos cidadãos migrantes “respostas locais, articuladas ao nível das necessidades de acolhimento e integração de proximidade e visa dar resposta às necessidades em diferentes áreas”, adianta a mesma fonte.

O Centro funciona na Biblioteca Municipal de Alvito nas primeiras e terceiras quartas-feiras de cada mês, entre as 16.30h e as 19 h.

Mértola com intervenção precoce na Infância

Mértola-acordo-768x432.jpgA Câmara Municipal de Mértola assinou um protocolo de colaboração com a Subcomissão de Coordenação Regional do Alentejo para o Sistema Nacional de Intervenção Precoce na Infância (SNIPI).

De acordo com a Direcção Geral da Saúde, “o Sistema tem a missão de garantir a Intervenção Precoce na Infância (IPI), entendendo-se como um conjunto de medidas de apoio integrado centrado na criança e na família, incluindo acções de natureza preventiva e reabilitativa, no âmbito da educação, da saúde e da acção social”.

Município de Alvito cria creche em Vila Nova da Baronia

OBRAS ARRANCAM AINDA ESTE ANO

creche de alvito.jpgCom o objetivo de criar uma resposta social inexistente no Concelho de Alvito e proporcionar uma resposta especializada na área da infância à população do Concelho, o Município viu aprovada a candidatura ao Alentejo 2020 para a requalificação de uma antiga escola primária em Vila Nova da Baronia para instalação de uma creche com berçário (dos 3 meses aos 3 anos de idade).

Pretende-se, assim, contribuir para a inclusão das mães das crianças no mercado de trabalho e promover a criação de postos de trabalho, fixando a população jovem na região.

Centro Nacional de Apoio à Integração de Migrantes Móvel “arrancou” em Alfundão

201904021018026274.jpgTrata-se de um projeto piloto, em Portugal, que surge no âmbito da simplificação administrativa. O CNAIM Móvel destina-se ao atendimento, esclarecimento e encaminhamento dos cidadãos migrantes residentes em diferentes regiões de Portugal, de forma complementar o trabalho desenvolvido localmente e em parceria com as Câmaras Municipais e Juntas de Freguesia que detectem e identifiquem a necessidade de preencher as lacunas de informação no seio das comunidades migrantes e/ou ampliar ou reforçar as respostas a estas comunidades nos seus territórios.

CPC de Beja tem Centro de Apoio à vida Independente

cpc.jpgO CPCB- Centro de Paralisia Cerebral de Beja está, desde o mês passado, a desenvolver o projecto “Centro de Apoio à Vida Independente”, que surge no âmbito da candidatura aprovada aos Fundos Europeus Estruturais e de Investimento – Programas Operacionais do Portugal 2020.

Este projecto visa “disponibilizar assistência pessoal a indivíduos com deficiência e incapacidade para a realização de actividades da vida diária e de mediação em contextos diversos” e vai ser desenvolvido “durante 36 meses” e vai abranger “24 destinatários”.

Câmara de Beja promove inclusão social no concelho

Câmara-de-Beja-4-768x432.jpgA Câmara de Beja viu aprovada, no mês passado, a candidatura para a inclusão e mediação activa, com a promoção da igualdade de oportunidades junto da comunidade cigana e migrante, no âmbito do Programa Operacional de Inclusão Social e Emprego
A candidatura, em parceria com a Cáritas Diocesana de Beja, do projecto “Rostos com Futuro” foi aprovada com um custo de cerca de 300 mil euros e uma comparticipação de 255 mil euros, suportando o Município os restantes 45 mil euros.

Investigadores da Universidade de Évora distinguidos pelo trabalho “Inclusão profissional e Qualidade de Vida”

ue.pngOs docentes do Departamento de Sociologia da Escola de Ciências Sociais (ECS) e investigadores do Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais da Universidade de Évora – CICS.NOVA.UÉvora, Carlos da Silva e José Saragoça, receberam a menção honrosa do Prémio António Dornelas 2018, pelo seu trabalho “Inclusão profissional e Qualidade de Vida”, realizado em coautoria com Carlos Veiga, Luísa Oliveira e Ivo Domingues da Universidade do Minho.

Este trabalho é um estudo que resulta de uma parceria interuniversitária entre a Universidade de Évora e Universidade do Minho sobre a inclusão de pessoas com deficiência mental no mercado de trabalho.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Tristeza de comentário!

  • Anónimo

    Vamos lá ver como é que os nossos políticos e afin...

  • Anónimo

    Fartura de partidos! Tudo quanto é demais não pres...

  • Anónimo

    Tem razão! No entanto é necessário não perder voz,...

  • Anónimo

    Foram buscar o antigo imperador JR .....dizem que ...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.