Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Hospital de S. Paulo abre Centro de Cardiologia no próximo dia 26

Hospital-de-Serpa-final--768x432.jpgO Centro de Cardiologia do Hospital de S. Paulo, em Serpa, abre no próximo dia 26 de Julho, depois da inauguração marcada para Domingo, às 20 horas.

O Centro vai disponibilizar “consultas da especialidade e todos os meios de complementares de diagnóstico, nomeadamente Ecocardiograma, Electrocardiograma, Holter, Prova de Esforço e MAPA”.

A Santa Casa da Misericórdia de Serpa considera este passo importante “para fazer face às necessidades do Sistema Nacional de Saúde e do doente mais desprotegido”.

Comissão de Utentes de Beja promove hoje uma concentração junto do Hospital Distrital

65291361_2273459739537324_8729058907818819584_n.pn

A Comissão de Utentes de Beja realiza, esta tarde, uma concentração, junto à entrada principal do Hospital da cidade. Esta concentração visa mobilizar e sensibilizar a população para o agravamento da situação do Serviço Nacional de Saúde (SNS) e, em particular, do Hospital de Beja. Os três deputados, eleitos pelo distrito, foram convidados a participar nesta iniciativa.

“Vem manifestar-te, lutar e exigir mais e melhor saúde. Para ti e para todos!”

Vamos ficar de braços cruzados sabendo que a nossa maternidade corre o risco de fechar?

E quanto à falta de médicos?

E à exaustão dos enfermeiros e outros profissionais de saúde?E o arranque da 2ª fase das obras de ampliação do hospital?

E o encerramento recorrente da ginecologia e obstetrícia?

E a falta de meios de diagnóstico?

Vamos ficar de braços cruzados a assistir ao desinvestimento no SNS e ao seu gradual desmantelamento?

Vamos permitir passivamente a aprovação de qualquer Lei de Bases de Saúde?

65426014_2273455012871130_7286695678779064320_n.pn

 

Na próxima 6ª feira, dia 28,pelas 18:30 horas, adere à concentração junto à entrada principal do Hospital José Joaquim Fernandes em Beja.

Vem manifestar-te, lutar e exigir mais e melhor saúde. Para ti e para todos!

Senhores deputados e autarcas defendam as populações que os elegeram e lutem pelo Hospital Público de Beja!

Depois do encerramento da maternidade a 5 e 6 de janeiro, a 2 de março, a 12 de abril e a 9 de junho, o PCP, preocupado com o cenário de encerramento da maternidade do Hospital de Beja, questionou o Governo sobre quais são os motivos que “explicam os sucessivos períodos de encerramento do serviço de urgência de Obstetrícia do Hospital José Joaquim Fernandes?”.

 

Entretanto o CDOS informou que “o encerramento do Serviço de Urgência de Ginecologia e Obstetrícia (no período compreendido entre as 18 h do dia 14 de junho e as 8 h do dia 15 de junho), está ultrapassada, estando o Serviço de Urgência de Obstetrícia e Ginecologia do Hospital José Joaquim Fernandes, a funcionar em pleno no mencionado período.”

26000835_405059729926276_1710825802068910400_n.jpg

 

Aqui, um Anónimo, em 14.06.2019 15:05, deixou o seguinte comentário: Os “Autarcas" do PS estão COBARDEMENTE calados , pois têm medo de perder os TACHOS. Por uma vez na vida pensem naqueles que os elegeram e que não têm capacidade financeira para andarem nos Hospitais Privados. Dr PAULO ARSENIO saia da sua "área" de conforto e assuma-se como lider na defesa do Hospital de Beja.

CIMBAL propõe Manuel Soares para o CA da ULSBA

201906111803379618.jpgO Conselho Intermunicipal da CIMBAL na sua reunião de junho, deliberou, por maioria, propor para vogal do Conselho de Administração da ULSBA, Manuel Soares.

Manuel Soares é licenciado em Ciências Farmacêuticas, com especialização em Administração Hospitalar e em Gestão de Unidades de Saúde. Manuel Soares foi vogal Executivo do Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Baixo Alentejo, de 2005 a 2008 e da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo, de 2008 a 2012.

Recorde-se que Manuel Soares foi candidato do PS à Câmara Municipal de Serpa nas últimas eleições autárquicas. Foi antes membro da Assembleia Municipal de Serpa e da Assembleia Intermunicipal da Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo.

Enfermeiros denunciam “graves problemas” no Hospital de Beja

Hospital-de-Beja-1-768x512.jpgOs enfermeiros da Unidade de Cuidados Intensivos Polivalente (UCIP) da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA) enviaram ao Conselho de Administração uma exposição onde identificam “graves problemas” na prestação de cuidados aos doentes internados na UCIP. 

Edgar Santos, coordenador do SEP – Sindicado dos Enfermeiros Portugueses no Alentejo, avança que, para além deste serviço há outros onde a carência de enfermeiros se reflete no cansaço, excessivo, destes profissionais e na qualidade dos serviços prestados aos utentes, deixando exemplos, acrescentando que a ULSBA precisaria de contratar mais 40 a 50 enfermeiros para fazerem face às necessidades dos serviços.

O Conselho de Administração da ULSBA revelou que “está em curso a contratação por substituição de profissionais de enfermagem para a Unidade o que irá colmatar as faltas existentes, neste momento”, frisando que “com total confiança no trabalho e empenho dos profissionais da Unidade de Cuidados Intensivos Polivalente, ... confirma a qualidade e a segurança dos cuidados prestados aos doentes internados, e o apoio às suas famílias, em todos os momentos e a todas as horas.”

Leia e oiça também aqui.

CIMBAL escolhe vogal no CA da ULSBA em junho

20190514163049762.jpg

Jorge Rosa, presidente do Conselho Intermunicipal da CIMBAL, explicou que agora que já está constituído, de novo, o CA da ULSBA este seria o momento oportuno para indicar o vogal dos municípios. Acrescentou que pediu aos 13 municípios para indicarem pessoas com perfil técnico/político adequado para o cargo e que a escolha será feita em junho, mês em que se realiza a próxima reunião do Conselho Intermunicipal da CIMBAL.

Hospital de Beja tem novos equipamentos e iniciou instalação de novo TAC

tac.jpgNo âmbito do investimento na modernização do Serviço de Imagiologia, cujo custo total foi de 1.233.119,14€, e que contou com o apoio do Programa Alentejo 2020 e do FEDER, o Conselho de Administração da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo informa que inicia hoje, dia 18 de abril de 2019, a instalação do novo equipamento de TAC (Tomografia Axial Computorizada). 

Segundo o Conselho de Administração o Serviço de Imagiologia tem agora melhores e mais modernos equipamentos, estando já a funcionar os novos equipamentos de RX Fixo/Convencional, RX transportável, Ecógrafos (de apoio ao Serviço de Urgência e mamografias), e em curso a instalação do novo Mamógrafo.

“a destruição do SNS começou em 2002, com os hospitais sociedades anónimas e que depois passaram a EPE's”

E contrariamente ao que seria expectável, a empresarialização do SNS acabou por agravar ainda mais a situação, fruto de gestões ruinosas no que concerne à contratação de pessoal, de todas as categorias, sem excepção. Quanto a mim a destruição do SNS começou em 2002, com a história dos hospitais sociedades anónimas e que depois passaram a EPE's, pois jamais um hospital deve ou pode ser gerido como uma empresa. Ou então se querem que de facto assim seja, legisle-se de forma mais flexível mas sem deixar de ser transparente.

...

Lamentavelmente muitos dos que aqui vêm não sabem do que falam. Outros, que não sabendo, anseiam por mais e melhores serviços de saúde, anseio esse de todo legitimo mas lamentavelmente não depende exclusivamente dos Conselhos de Administração mas sim de uma política central que teima em não marcar a diferença nas questões de saúde, que teima em ignorar as regiões do interior, mais despovoadas, em particular a nossa e de um conjunto de políticos locais que não só deveriam como têm a obrigação de se empenhar mais, que deverão de uma vez despir a camisola do(s) partido(s) e vestirem a da região pois todos juntos somos poucos para mudar as coisas, quanto mais com a falta de compromisso gritante a que vamos assistindo? E isto para não mencionar as questões estruturais e de fundo.

Vitor Paixão 14.04.2019 20:45, aqui.

“não parece que haja vontade política alguma para alterar o que quer que seja”

O problema do estado deprimente do hospital e da saúde do distrito, é complexo, vem bem de trás e não parece que haja vontade política alguma para alterar o que quer que seja.
A começar pelos autarcas da região, que lhe viram as costa e assobiam para o lado a dizer que esse é um assunto do poder central e que não lhes diz respeito.

Anónimo 13.04.2019 11:43, aqui.

Comentários recentes

  • Vitor Paixão

    Ó senhora anónima, até parece mentira uma observaç...

  • Anónimo

    O candidato vai ser o vencedor da 7 maravilhas! 😀

  • Vitor Paixão

    Tal e qual!

  • Anónimo

    Beja centro do quê? Nem do distrito quanto mais do...

  • Anónimo

    O terreno dos CRI,s está preparado há vinte anos.S...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.