Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

ULSBA VAI TER EQUIPA DE APOIO PSICOSSOCIAL

20180809101212702.jpg

A Fundação “la Caixa”, o Ministério da Saúde e os Governos Regionais das Regiões Autónomas da Madeira e dos Açores impulsionam a criação de 10 equipas de apoio psicossocial, para apoio a pessoas em fim de vida, no âmbito das equipas de cuidados paliativos.

A Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo foi abrangida por uma dessas equipas que são constituídas por profissionais com formação e experiência, para prestar apoio psicossocial e espiritual em situações de doença avançada, com vista a melhorar os aspectos emocionais favorecendo o bem-estar dos doentes e seus familiares.

 

CÂMARA DE SERPA VOLTA A DEFENDER GESTÃO PÚBLICA DO HOSPITAL DE S. PAULO

Hospital-de-Serpa-final--768x432.jpg

A autarquia de Serpa defende que a introdução de novos serviços e especialidades no Hospital de S.Paulo são de grande importância sobretudo para os utentes do concelho, mas considera que a saúde deve ser pública, de fácil acesso e gratuita.

Tomé Pires, presidente da Câmara de Serpa, diz que “O município é frequentemente posto à margem de qualquer negociação destas” e contesta o facto de desconhecer oficialmente o novo acordo assinado recentemente entre a ARS do Alentejo, a ULSBA Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo, a ARS Algarve e a Santa Casa da Misericórdia de Serpa, lembrando que o anterior “acordo de cooperação nunca foi cumprido pelas partes”.

ULSLA ATINGIU “LIMIAR DA RUPTURA”

201808061654481016.jpg

A Comissão de Saúde considera que “A ULSLA-Unidade de Saúde Local do Litoral Alentejano, E.P.E. atingiu o limiar da ruptura, que limita o acesso da população a cuidados de saúde condignos, especialmente devido ao défice crónico de profissionais médicos, de enfermagem, técnicos de diagnóstico e terapêutica, assistentes operacionais e assistentes técnicos. Ainda segundo a comissão “a carência dos profissionais levou ao encerramento de cerca de 30 camas em várias valências, com os utentes, por vezes, internados em condições provisórias e precárias no Serviço de Urgência”.
A estas preocupações "acresce o aumento da população durante a época balnear que coloca ainda mais pressão nos Serviços de Saúde do Litoral Alentejano".

HOSPITAL DE BEJA VAI TER CONSULTA PARA GRUPOS DE RISCO DE VIH

201808021018583577.jpg

No Hospital José Joaquim Fernandes, em Beja, vai começar a funcionar, no próximo dia 17, uma consulta hospitalar de Profilaxia Pré-exposição, destinada às pessoas com risco acrescido de aquisição de infecção por VIH, em cumprimento de uma Norma da Direcção-Geral da Saúde, relativa à prevenção da transmissão do VIH.

A consulta, que, para além da avaliação clínica, vai ter um enfoque importante para as questões da educação para a saúde, vai funcionar todas as sextas-feiras, entre as 13.00 e as 18.00 horas, e o acesso é feito por referenciação pelo médico de família e deverá ser efectivada no prazo máximo de 30 dias.
Telo Faria, médico da ULSBA-Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo e Coordenador Regional do Programa para a Prevenção e Controlo da Infecção VIH/SIDA é o coordenador da consulta, numa equipa que é constituída por dois médicos, uma psicóloga, três enfermeiros, uma farmacêutica e uma assistente social.

AR RECOMENDA AO GOVERNO QUE AVANCE COM AMPLIAÇÃO DO HOSPITAL DE BEJA

20180416223615905.jpg

O Projeto de Resolução, apresentado pelo PCP, tendo em vista a construção da 2ª fase do Hospital de Beja, foi aprovado por todos os partidos, com exceção do PS que se absteve, menos Pedro do Carmo que votou a favor. O projeto visa a construção da 2ª fase do Hospital de Beja, assim como a manutenção e ampliação das suas valências, que agora o governo está recomendado para investir 25 milhões de euros nestas obras.

ENFERMEIROS DA ULSBA EM GREVE MANIFESTAM-SE NA ENTRADA DO HOSPITAL DE BEJA

hospital.jpg

Os enfermeiros da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA) vão estar concentrados, entre as 10.00 e as 12.00 horas, na entrada do Hospital José Joaquim Fernandes.

carência de enfermeiros na ULSBA atingiu “proporções muito gravosas”, alerta a Direcção Regional do Alentejo do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP), que agendou para hoje uma greve na área de intervenção da ULSBA .

O SEP pretende ainda com esta greve exigir à administração da ULSBA que acabe com os pagamentos diferenciados aos enfermeiros em funções publicas e com contracto individual no horário nocturno.

 

PCP EXIGE URGENTE REMODELAÇÃO E AMPLIAÇÃO DO HOSPITAL DE BEJA

PCP.jpg

O PCP propõe medidas concretas para as obras de remodelação e ampliação do hospital de Beja. O projeto de resolução já foi entregue na Assembleia da República e, com o mesmo, o PCP espera uma posição definitiva do Governo sobre esta matéria, tendo em conta que a situação se agudizou e, atualmente, verifica-se “a continuada falta de profissionais e de meios para a prestação do serviço público, assim como uma a fragilização dos cuidados primários de saúde”.

João Dias, deputado eleito por Beja esclareceu que o PCP “vê o Alentejo como um todo” e afirmou que o Hospital Central, em Évora, é uma mais-valia, não entrando em conflito com a necessidade da ampliação do hospital de Beja, esperando que os outros grupos parlamentares acompanhem o PCP, votando favoravelmente neste projeto de resolução.

João Dias disse ainda que existem problemas ao nível das Urgências, das Consultas Externas que funcionam em contentores e do Bloco Operatório e que o Hospital de Beja não tem espaço disponível para a instalação de um equipamento de ressonância magnética, recordando que o distrito de Beja é o único do país onde não existe nenhum aparelho de ressonância magnética.

PCP PROPÕE CONSTRUÇÃO DA 2ª FASE DO HOSPITAL DE BEJA

 

Grupo Parlamentar do PCP vai avançar com um Projecto de resolução tendo em vista a construção da 2ª fase do Hospital de Beja, de forma a assegurar a manutenção e ampliação de valências naquela unidade.

A DORBE do PCP recorda que esta é uma reivindicação com mais de 30 anos e que a concretização do projeto tem sido protelada pelos vários governos.

Ler e ouvir também AQUI.

ULSBA RESPONDE A CRÍTICAS DA DORBE DO PCP

A ULSBA reconhece que existem “dificuldades em várias especialidades, e constrangimentos em atrair e fixar novos profissionais médicos na região”, mas garante “tudo fazer e continuar a fazer, para encontrar soluções concretas para os problemas”.

O Conselho de administração da Unidade Local de Saúde refere que “nos primeiros meses de 2018 (…) existiram “dificuldades nos stocks dos materiais de consumo corrente, que obrigou a um esforço na gestão dos mesmos”, no entanto “não se verificaram falhas que colocassem em causa os tratamentos e cuidados dos doentes”.

Passaram por cá

(desde 15-01-2011)

Comentários recentes

  • Ana Matos Pires

    A propósito de Silos, estão todos convidados. Apar...

  • Anónimo

    Andam por aí umas cromas a falar de recusa de tran...

  • Anónimo

    Só para complementar o que atrás se refere.Todos a...

  • Anónimo

    Foram edifícios construídos depois da grande cheia...

  • Anónimo

    Então é mesmo. De um lado os rapazes e do outro as...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.