Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

"Passados complexos. Futuros diversos."

Zé LG, 18.04.21

202104161648292675.pngAssinala-se hoje o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios (DIMS), criado pelo Conselho Internacional dos Monumentos e Sítios (ICOMOS) em 1982, e aprovado pela UNESCO no ano seguinte, com o objetivo de sensibilizar os cidadãos para a diversidade e vulnerabilidade do património, bem como para a necessidade da sua proteção e valorização.

A Câmara Municipal de Serpa, faz o lançamento, em formato vídeo, de um novo projeto, intitulado “Conversas no Castelo” que consiste, neste primeiro programa, numa conversa com diversos convidados sobre as vivências na Alcáçova do Castelo, desde meados do século XX, com histórias sobre o bairro, a prisão e muitas outras curiosidades.

Em Cuba, a Câmara Municipal, assinala esta data com uma visita guiada gratuita ao Museu Literário Fialho de Almeida.

A versão final da plataforma digital “Beja Monumental” disponibilizada, hoje, permite “consultar levantamentos 3D de alguns monumentos icónicos da cidade, zonas de interesse histórico e reconstruções virtuais de ambientes e artefactos, bem como assistir a pequenos documentários sobre estes lugares e parte da história da cidade.”

“Códice Fáctico de Cartas Régias” vai ser devolvido à Câmara de Beja

Zé LG, 15.04.21

1399934.jpgO Ministério Público (MP) da Comarca Judicial de Beja, determinou a devolução à Câmara Municipal de Beja de um conjunto de documentos régios, conhecido como “Códice Fáctico de Cartas Régias”, que integram correspondência trocada entre Reis de Portugal e autoridades locais da cidade de Beja, nomeadamente, o juiz, o procurador e vereadores.

A decisão foi tomada depois “do arquivamento do inquérito, em que não foi possível determinar, em concreto, as circunstâncias da apropriação dos documentos, nem a sua autoria”, justificando o magistrado que “havendo indícios de que a mesma tenha ocorrido, há pelo menos, três gerações”, remata.

No dia 4 de outubro de 2019, a Diretoria do Sul da Polícia Judiciária (PJ), emitiu um comunicado onde anunciava a apreensão de “um códice factício, constituído por 165 documentos, em bifólio de papel, manuscritos, entre os anos 1623 e 1806, contando cartas originais enviadas em nome do “Rei” do “Príncipe” do “Infante” e da “Duquesa de Mântua” dirigidas a figuras da cidade de Beja.

Serpa comemora quatro décadas de Cortejo Histórico e Etnográfico

Zé LG, 04.04.21

202103301841126320.jpgSerpa comemora quatro décadas de realização do Cortejo Histórico e Etnográfico. A Câmara de Serpa preparou um conjunto de iniciativas para transmissão dos canais do Município. Com o intuito de recriar a história, tradição, usos e costumes locais refletidos no Cortejo, foi produzido um filme documental, a cargo da Ronda – Associação Cultural, e dirigido pelo encenador serpense João Duarte Costa, divulgado neste domingo de Páscoa e pretende “proporcionar um meio para reflexão em torno da diversidade e identidade cultural, patente nos inúmeros quadros que constituem o Cortejo Histórico e Etnográfico.”

“Não há conhecimento desligado do compromisso social”, afirma Santiago Macias

Zé LG, 10.03.21

imgLoader2.ashx.jpgHistoriador e arqueólogo, docente universitário, um dos pioneiros do Campo Arqueológico de Mértola, ex-presidente da Câmara de Moura, Santiago Macias, de 57 anos, é o novo diretor do Panteão Nacional, em Lisboa. Escolhido através de concurso internacional, entra em funções a 1 de abril. O mandato é de três anos.

“Não pode haver prática ou conhecimento científico desligado do compromisso social”, defende Santiago Macias, que acaba de ser anunciado como novo diretor do Panteão Nacional, em Lisboa. Em entrevista ao “Diário do Alentejo”, o historiador revela que a divulgação do Panteão Nacional junto da juventude é uma das áreas em que pretende desenvolver iniciativas, “porque o conhecimento da História e a preservação da memória coletiva são matérias fundamentais”.

Barrancos assinala Dia Internacional da Língua Materna

Zé LG, 21.02.21

202102200920125249.pngO Dia Internacional da Língua Materna é assinalado pela Câmara Municipal de Barrancos com várias propostas, que pode ver aqui.

O Dia Internacional da Língua Materna, proclamado na Conferência Geral da UNESCO em 1999, é celebrado todos os anos no dia 21 de fevereiro com o objetivo de celebrar a importância da diversidade linguística e cultural, contribuindo para proteger as línguas faladas no Mundo.

Estudante de Arqueologia da Universidade de Évora distinguida com o Prémio de Ensaio Histórico

Zé LG, 06.02.21

dfc49c3b014595a53a50b20876fad901_L.jpgAna Martins, mestre em Arqueologia e Ambiente pela Universidade de Évora, é a vencedora da segunda edição do Prémio de Ensaio Histórico, atribuído pela União das Freguesias de Faro. 

A arqueóloga viu premiado o trabalho intitulado "Contributo para o estudo da cidade romana de Ossonoba: a terra sigillata da Rua Infante D. Henrique nº 58-60".

Com orientação de André Carneiro, Professor do Departamento de História da UÉ, e co-orientação de João Pedro Bernardes, Professor da Universidade do Algarve, a estudante revela na sua tese de mestrado, que “poucos têm sido os resultados de intervenções arqueológicas levadas a cabo nos últimos anos em Faro, no âmbito de acompanhamentos de obra, a ser publicados”. Para Ana Martins, “esta é uma consequência da emergência em salvaguardar, maioritariamente apenas pelo registo, os vestígios existentes, e da falta de investimento na investigação”.

Há 16 anos, fiz a minha primeira e última intervenção em congressos do PCP

Zé LG, 27.11.20

Camaradas

"As teorias de Marx, Engels e Lénine estão sujeitas às correcções, aos aprofundamentos e às actualizações que ao longo do tempo a evolução e as mudanças políticas, económicas e sociais, o progresso científico e a experiência revolucionária necessariamente impõem. Desde o "Manifesto Comunista" de Marx e Engels passou um século e meio. Desde "O imperialismo, estádio supremo do capitalismo" de Lenine passou mais de um século em que o capitalismo sofreu assinaláveis transformações. Em todo este longo período verificaram-se a nível mundial profundas e radicais transformações nas sociedades. As transformações da vida obrigaram à análise das novas realidades e no domínio da teoria a modificação e actualizações de conceitos e princípios."

Esta é apenas uma citação da resolução política, aprovada no XIII Congresso, em Maio de 1990, na ressaca da falência dos partidos comunistas de leste.

Se a recordo aqui é porque parece que a estamos a ignorar.

A preparação e a realização do último congresso agravaram ainda mais a que já era uma situação complexa que se vivia no Partido. Depois do congresso as coisas complicaram-se ainda mais. Nenhum dos grandes objectivos aprovados foi alcançado. Há responsabilidades externas que são apontadas. As responsabilidades internas ou não são reconhecidas ou são atribuídas aos militantes, principalmente aos que têm assumido posições críticas. Nunca aos dirigentes.

 

 

Peças de Moura na exposição "Guerreiros e mártires - a Cristandade e o Islão na formação de Portugal", no Museu Nacional de Arte Antiga

Zé LG, 22.11.20

10505_big.jpgO arqueólogo Santiago Macias referiu que “a exposição é organizada e dirigida, pelo Joaquim Caetano, que é o Director do Museu de Arte Antiga, e por mim. Resulta de uma proposta que foi feita há 2 anos ao Museu”. Acrescentando que “este episódio dos Mártires de Marrocos, foi significativo na formação, por um lado, do movimento franciscano, e por outro na própria formação do reino de Portugal”.

“Livro Novo dos Usos e Costumes da Freguesia de Santa Catharina de Pardaes” disponível na Câmara Municipal de Vila Viçosa

Zé LG, 06.09.20

Livro Novo dos Usos e Costumes da Freguesia de SanA Câmara Municipal e as Edições Vieira da Silva editaram o “LIVRO NOVO DOS USOS E COSTUMES DA FREGUESIA DE SANTA CATHARINA DE PARDAES”, uma análise, enquadramento e transcrição do manuscrito do Padre Joaquim Espanca, que contem informações detalhadas sobre esta freguesia de Vila Viçosa, nos séculos XVIII e XIX, que resultou de um projeto de investigação desenvolvido por Rute Pardal e Tiago Salgueiro, durante os últimos quatro anos, no Arquivo Histórico Municipal de Vila Viçosa, onde se encontra o documento original.

Bispo de Beja mantém guerra aberta a José António Falcão

Zé LG, 10.08.20

“Grande parte” das peças de arte sacra da Diocese de Beja que estavam desaparecidas foram encontradas na Igreja de Santiago do Cacém.

Bispo-768x432.jpgD. João Marcos, Bispo de Beja disse que as paróquias e o seminário “pediam a devolução das peças”, mas que isso “raramente acontecia”, considerando que ainda existem mais peças que “não se sabe onde estão” e que este assunto não está “todo esmiuçado”.

Em declarações, à Rádio Pax, a 13 de julho, José António Falcão, garantiu que “quando terminavam as exposições temporárias, as peças eram devolvidas à sua proveniência” com exceção de alguns casos em que “os responsáveis das paróquias ou da Diocese consideravam que não havia condições de segurança ou de conservação para regressar logo aos locais de origem”. Nessas situações, as peças “ficavam nos museus da Diocese, no Seminário ou na Casa Episcopal”.

Falcão disse ter entregue um “relatório e lista de peças inventariadas, que foram confirmadas pela Diocese”. D. João Marcos confirmou esse documento, entregue “depois da extinção do DPHA” e alertou também para o facto de esse inventário ter sido “assinado por um padre idoso, que confiava em José António Falcão”, garantindo que esse documento “é falso” e que “foi assinado inadvertidamente”

Entretanto, a pergunta que se impõe continua sem resposta: onde estão as restantes peças de Arte Sacra da Diocese de Beja?

Rota do contrabando entre Oliva De La Frontera e Barrancos

Zé LG, 09.02.20

82974819_3136778596546717_1568935026194644992_n.jpA 2ª Rota do contrabando entre Oliva de La Frontera - Barrancos, vai decorrer no dia 16 de fevereiro, com saída marcada para as 8 horas 🇵🇹 da Praça de Espanha em Oliva de la Frontera (Centro) em direção a Barrancos, por trilhos do Contrabando. Esta Rota é um passeio de BTT Guiado sem qualquer caráter competitivo nem lucrativo, autonomia total e de responsabilidade própria.

Inscrição e informações BTT Veredas de Noudar.

“A hostilidade e os estereótipos negativos relativamente aos ciganos persistiram.”

Zé LG, 03.02.20

bundesarchiv_r_165_bild-244-48_asperg_deportation_Foi apenas em 1982 que a Alemanha reconheceu oficialmente os crimes nazis contra os ciganos como um genocídio; as primeiras desculpas da França pela sua colaboração nos crimes nazis contra os Roms e os Sinti foram apresentadas em 2016.

Na URSS e na Europa de Leste, as experiências dos ciganos durante o genocídio foram igualmente amplamente ignoradas. Os ciganos que desejavam permanecer nómadas foram obrigados a instalar-se em casas. No período pós-comunista, a discriminação face aos ciganos aumentou, enquanto que as suas condições de vida e o acesso a serviços diminuíram fortemente.

O facto de que a verdadeira natureza e escala do genocídio cigano tenha sido negado, minimizado ou ignorado por tantos durante tanto tempo foi doloroso e enfurecedor para as vítimas e as suas famílias.

Apesar de ser tarde demais para retificar as injustiças que eles experienciaram, não é tarde demais para lidarmos com a marginalização e discriminação que enfrentam as comunidades ciganas hoje em dia em lugares como a Hungria, nos quais a discriminação e hostilidade contra os ciganos é comum, e a Ucrânia, onde grupos fascistas levaram a cabo muitos ataques violentos contra ciganos nos últimos anos. 

Governo atribui Medalha de Mérito Cultural a Cláudio Torres

Zé LG, 09.01.20

safe_image.jpg

“Em reconhecimento do inestimável trabalho de uma vida dedicada ao estudo e à investigação histórica e às causas do património cultural e da arqueologia peninsular, tendo ajudado a preservar e a compreender, com a sua obra, uma parcela fundamental da nossa memória colectiva, entende o Governo português prestar pública homenagem a Cláudio Torres, concedendo-lhe a Medalha de Mérito Cultural”, que vai ser entregue por Graça Fonseca, numa cerimónia na vila alentejana de Mértola, distrito de Beja, no sábado, 11, dia em que Cláudio Torres, faz 81 anos, refere o gabinete da ministra da Cultura, Graça Fonseca.

Vinho de Talha candidatado a Património Cultural e Imaterial da Humanidade

Zé LG, 11.11.19

Ao longo dos tempos, a técnica de produzir vinho em talhas, grandes vasilhas de barro, foi passada de geração em geração, de forma quase imutável. O processo existe há mais de dois mil anos, desde a época dos romanos, é encarado como uma herança do Alentejo e faz parte do dia a dia da população de Vila de Frades, ...

6cc79613a0174f68d07e889f4ef1aa3c-754x394.jpg

O projeto “Gerações da Talha” surgiu para dar forma a esta arte milenar, com a pretensão de valorizar e manter a produção genuína do vinho de talha, que tem neste momento uma candidatura a Património Cultural e Imaterial da Humanidade.

3,5 C Congresso Mariana - primeiro congresso internacional sobre Soror Mariana Alcoforado em Beja

Zé LG, 10.11.19

Entre 15 e 17 de novembro a cidade de Beja irá receber o primeiro congresso internacional sobre Soror Mariana Alcoforado, a freira portuguesa que se acredita ter escrito as cinco cartas de amor publicadas há 350 anos, em Paris.

Três séculos e meio após da vinda a público de um dos textos mais influentes da cultura ocidental, o apelo das famosas Cartas permanece irresistível: o epistolário da freira de Beja, com a sua impetuosa escrita de amor e dor, suscitou e suscita sempre inúmeros debates, ensaios, teses de doutoramento, recriações literárias novelísticas, poéticas e teatrais, obras pictóricas, plásticas e musicais, figurando de forma preeminente no imaginário português e estrangeiro.

350_congresso_mariana_1.png

Org: Universidade Nova de Lisboa, University of Massachusetts Dartmouth

Assistência: Livre e gratuita, com inscrição no Secretariado, presente no local das sessões

Apoio: Fundação para a Ciência e Tecnologia, C.M. Beja, Biblioteca Nacional de Portugal e Museu Regional de Beja.

Ver PROGRAMA.