Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

IP reconhece a necessidade de obras de grande vulto no concelho de Serpa, que não vai fazer devido ao “actual enquadramento financeiro”

De acordo com a Infraestruturas de Portugal (IP), no concelho de Serpa “foram identificadas necessidades de intervenção no montante aproximado de 22 milhões de euros”, mas “atendendo ao actual enquadramento financeiro e à impossibilidade de executar no curto prazo todas as intervenções necessárias”, está a seguir o Contrato de Conservação Corrente.

Estradas-Serpa-768x512.jpgA Câmara de Serpa frisa que “a empresa dá razão à autarquia” que vem defendendo a necessidade de realização de obras de grande vulto e que, com base na resposta da IP, “os utilizadores das estradas nacionais que atravessam o concelho de Serpa vão continuar a circular em estradas sem o mínimo de condições de segurança”.

É “inaceitável” o estado de degradação da EN2, nomeadamente o troço Aljustrel/Castro Verde

Estrada-768x432.jpgOs presidentes dos municípios de Castro Verde e Aljustrel reuniram-se com o Secretário de Estado das Infraestruturas. Em cima da mesa esteve a degradação da EN2, nomeadamente o troço Aljustrel/Castro Verde.

De acordo com os autarcas é “inaceitável” o estado da estrada utilizada pelos trabalhadores das minas de Somincor e Almina, utentes da saúde os utilizadores da nova rota turística da EN2. Nelson Brito, presidente da Câmara de Aljustrel, alerta para os riscos da daquela via e exige a urgente reparação do troço entre Aljustrel e Castro Verde.

A A26 também mereceu destaque, nomeadamente o troço concluído há mais de dois e que continua encerrado. O presidente da Câmara Municipal de Aljustrel, defendeu que o troço deveria abrir imediatamente mesmo que o litígio com a concessão, por causa da Praça de Portagens, ainda não esteja resolvido. Para o autarca a solução é simples neste momento abria sem portagens.

Autorizada celebração do contrato da empreitada para construção do novo Hospital Central do Alentejo

hospital central.jpgA Ministra da Saúde referiu que esta resolução «vem autorizar a Administração Regional de Saúde do Alentejo a assumir a realização de despesa no montante máximo de cerca de 150 milhões de euros, determinando ainda a repetição de encargos em quatro anos (2020, 2021, 2022 e 2023)», sublinhando que este novo hospital vai substituir o actual hospital do Espírito Santo de Évora e «funcionar como Hospital Central para toda a região do Alentejo», acrescentando que terá uma elevada gama de recursos tecnológicos.

O Hospital Central do Alentejo vai «responder às necessidades de toda a população do Alentejo, reduzindo significativamente o recurso a cuidados fora da região, quer ao nível das camas de Cuidados Intensivos e Intermédios, quer ao nível das salas de bloco operatório e de recobro» e «tem uma incidência significativa de áreas de ambulatório, acompanhando as modernas tendências de prestação de cuidados, e irá garantir um conjunto de novas especialidades como a cirurgia plástica, vascular, imunoalergologia, infecciologia e neurologia, entre outras», acrescentou.

Ministra da Saúde visitou Hospital de Beja

graça temido.jpgA Ministra da Saúde, Marta Temido, visitou ontem à tarde, o Serviço de Imagiologia do Hospital de Beja, que foi recentemente beneficiado com obras de melhoria do espaço físico e com a substituição dos equipamentos existentes, num investimento superior a 1,2 milhões de euros.

A governante conheceu ainda várias intervenções realizadas no Hospital de Beja, bem como projectos de investimento em curso.

Porque não foi anunciada a visita? Não prestou declarações à comunicação social? O que disse sobre os principais problemas que afectam a ULSBA?

Ministro da Defesa diz que empresa canadiana deverá apresentar em setembro proposta para escola de pilotos na Base Aérea de Beja

aviões.jpgJoão Gomes Cravinho diz estar “otimista” quanto à instalação em Beja de uma escola de pilotos especialmente vocacionada para a Força Aérea. O projeto está a ser desenvolvido por uma empresa canadiana e permitiria trazer para Portugal a formação dos pilotos dos F-16 que atualmente frequentam cursos nos Estados Unidos. O ministro da Defesa revela que nos últimos meses têm existido diversos encontros entre representantes do Estado português e responsáveis da Canadian Aviation Electronics (CAE), uma multinacional canadiana ligada à modelagem, simulação e formação para os setores da aviação civil e da defesa, interessada em instalar na Base Aérea de Beja uma escola de formação de pilotos de aviões a jato. “Estou bastante otimista [quanto à possibilidade de concretização do projeto]”, diz João Gomes Cravinho, revelando que a empresa deverá apresentar em setembro uma “proposta bastante estruturada” no que diz respeito às intenções de investimento.

Mais uma vez – já são quantas? -, em vésperas de eleições lá vem mais uma promessa para aproveitamento da Base Aérea / Aeroporto de Beja…

Problemas de abastecimento de água serão "absolutamente pontuais e em pequenas localidades”

imgLoader2.ashx.jpgO ministro do Ambiente disse que a atual situação de seca é "menos complexa" do que a de 2017 e se houver problemas de abastecimento público de água serão "absolutamente pontuais e em pequenas localidades”. "Relativamente ao abastecimento público, os problemas, a acontecerem, serão sempre absolutamente pontuais e em pequenas localidades", mas "não temos nenhuma previsão de que eles possam vir a acontecer", afirmou o ministro do Ambiente e da Transição Energética, João Pedro Matos Fernandes, no concelho de Beja.

Ministro do Ambiente Roteiro inaugura ETA da Magra e nova ETAR de Beja

MA.jpgRealiza-se hoje um roteiro dedicado à “Água no Alentejo” com a presença do Ministro do Ambiente e da Transição Energética, João Pedro Matos Fernandes, o secretário de Estado do Ambiente, João Ataíde, que inauguram a ETA da Magra e a nova ETAR de Beja e visitam a albufeira do Roxo e as obras de beneficiação da respectiva ETA, localizadas no concelho de Aljustrel, o novo reservatório de água de Alvalade, Santiago do Cacém, e a ETA de Almograve, Odemira, terminando o programa neste último concelho com a inauguração do reforço do armazenamento de água em Vila Nova de Milfontes e adução a São Luís, no âmbito do Sistema Público de Parceria Integrado de Águas do Alentejo (SPIAA), obras a cargo da AgdA – Águas Públicas do Alentejo, empresa detida pela Águas de Portugal e a Associação de Municípios para a Gestão da Água Pública do Alentejo. 

9af1129c-c476-4b60-8d84-f594a314cfdb.JPG

Ler mais aqui e aqui.

João Gomes Cravinho em Beja para prestar contas e ouvir os militantes sobre a governação do PS

JGC.jpgApós o Debate do Estado da Nação, e como sucedeu durante toda a legislatura, o PS inicia hoje uma ronda por todos os distritos do Continente, com o objectivo de prestar contas e ouvir os seus militantes e simpatizantes sobre a governação socialista.

A Federação do Baixo Alentejo do PS realiza no domingo, dia 14, às 18 horas um plenário de militantes, com a presença de João Gomes Cravinho, actual ministro da Defesa.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Não podes estar mais longe. O eterno e sempre à mã...

  • Anónimo

    Se há tanta clarividência acerca da geringonça com...

  • Anónimo

    Sem dúvida, sobretudo os grandes interesses capita...

  • Anónimo

    Tal e qual ... até que enfim que alguém vai ao cer...

  • Anónimo

    Esta técnica de mal-dizer é cronicamente utilizada...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds