Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Afinal que impacto teve a Festa do Avante no aumento de contágios da COVID-19?

Zé LG, 20.09.20

Muito se falou sobre a irresponsabilidade do PCP realizar a Festa do Avante, este ano, em plena pandemia, pelo impacto que teria no agravamento da situação. Desde comentadores até comerciantes da Amora, passando pelo líderes do PSD e do CDS até ao envolvimento, como nunca antes se tinha visto, do PR e às maiores limitações colocadas pela DGS, tudo foi feito no sentido de travar ou impedir a realização da Festa.

20200906comiciofestaavante09.jpgEntretanto a Festa do Avante realizou-se - com repetição de alguns elogios à capacidade de organização e cumprimento de regras do PCP - e passadas duas semanas ainda não ouvi ninguém atribuir à realização da Festa a responsabilidade pelo significativo aumento de "casos" a que temos vindo a assistir.  

E, entretanto também e mais grave do que isso, não ouvi nenhum responsável, a começar pelo PR, atribuir aquelas responsabilidades ao PCP ou a autocriticar-se pelo exagero e incorrecção das posições que assumiu. 

Que o "Zé" diga o que lhe lhe dá na real gana e faça afirmações gratuitas e irresponsáveis é uma coisa. Que o PR e líderes partidários e outros responsáveis de outras entidades procedam da mesma forma já não se admite. No combate político não deve valer tudo, principalmente quando se usa a Saúde e o medo como armas de arremeço.

Para onde foi ou vai o dinheiro orçamentado para actividades suspensas e iniciativas adiadas das autarquias locais?

Zé LG, 15.09.20

Patrimónios do Sul.pngDevido à pandemia, as autarquias locais foram obrigadas a suspender boa parte da sua actividade e a cancelar quase todas as iniciativas programadas, designadamente, feiras, festas, espectáculos. Ora, isto levou-as a não gastar muito dinheiro que tinham orçamentado para essas actividades e iniciativas. Já fizeram as alterações orçamentais para poderem aplicar essas verbas noutras despesas e quais são estas?

Pode parecer uma questão retórica ou "de lana caprina", mas não é, tendo em conta as verbas em causa. E, visto as tantas responsabilidades directas das autarquias a que não conseguem dar resposta satisfatória, é importante saber-se onde é gasto esse dinheiro.

Festa do Avante começa daqui a pouco. Será que acaba a polémica?

Zé LG, 04.09.20

Festa-do-Avante_PCP_1.jpgFesta do Avante, “ponto de encontro com a vivência coletiva dos trabalhadores e do povo, da sua cultura, dos seus problemas e aspirações”, começa logo, este ano envolta em maior polémica do que todas as que têm gerado ao longo dos anos. Este ano tem sido a pandemia que tem estado no centro da polémica, recheada de argumentos falsos ou criativos, a par da apresentação de algumas preocupações razoáveis e legítimas.

Se qualquer coisa correr mal ou menos bem, a polémica vai prolongar-se até surgir outro tema que dê origem a outra. E a direita, designadamente o PSD de Rui Rio, vai continuar a usá-la como bandeira da luta contra não só o PCP, que a organiza, mas também contra o governo, que permitiu a sua realização.

Se tudo correr bem ou sem problemas de maior, daqui a uns dias já ninguém falará do assunto, nem mesmo para tirar as devidas lições do que se passou.

E o que ganhará ou perderá o PCP com a realização da Festa do Avante? Em termos políticos já disse que terá prejuízo. E em termos políticos? Se correr bem, sentir-se-á reforçado, embora poucos outros o venham a reconhecer e lhe agradeçam o contributo para o combate ao medo e uma melhor avaliação do que deve ser a vida em tempos de pandemia. Se correr mal, vai ser ainda mais criticado e não só pela direita.

“Festa do Avante” poderá “mostrar que é possível continuar com as nossas vidas”

Zé LG, 01.09.20

transferir FA.jpgA Festa do Avante, que se realiza no próximo fim-de-semana, tem este ano, gerado muita controvérsia, tendo em conta a atual situação do país, devido à Covid-19.
João Dias, deputado do PCP eleito por Beja defende que, “para além de estar a contaminar” a população, o vírus está a “matar os direitos” dos portugueses, pelo que a Festa do Avante “pode ser uma forma de mostrar que é possível “continuar com as nossas vidas e que a economia pode continuar a funcionar, perante as condições de segurança”, uma vez que está a ser preparada “em articulação com a Direção Geral da Saúde”, recordando que “nenhum evento está proibido de ser feito, apenas não foram realizados pelas organizações porque isso implica perdas”, tal como o PCP vai ter “prejuízo” com a iniciativa. Afirma ainda que a “ideia que se criou” de que a Festa do Avante é uma “excecionalidade e uma ilegalidade não é verdade”.

Porra que é demais! Este é o programa político da direita?!…

Zé LG, 29.08.20

transferir FA.jpgHá, pelo menos dois meses, que a direita adoptou a guerra contra a Festa do Avante como seu programa político.

Não me enganei ao escrever “guerra contra a Festa do Avante”, porque o que está em causa, para a direita, não é a sua realização este ano por causa da Covid-19, porque todos os anos tem estado contra a sua realização por qualquer motivo…

Não me enganei ao escrever “programa político”, porque, à falta de condições próprias para fazer oposição, a direita vai escolhendo “alvos” para atirar os seus tiros de pólvora seca. Ainda intercalou, durante algumas semanas, a “guerra à Festa do Avante” com as denúncias ao que se passou no Lar de Reguengos de Monsaraz, a reboque do Bastonário da OM ou utilizando-o para esse fim. Quanto ao resto, designadamente o Orçamento de Estado, o PSD está à espera que o entendimento à esquerda falhe para que possa ter a sua acção patriótica de deixar passá-lo…

Já aqui escrevi a minha opinião sobre a realização da Festa do Avante este ano – acho que o PCP tinha mais a ganhar em não realizá-la do que em realizá-la pelos riscos que comporta, mas se nada de legal ou de força maior houver a impedi-la, a decisão cabe por inteiro ao PCP, bem como as responsabilidades pelas consequências que daí resultarem. Não será certamente a vontade política da direita nem a ladainha de falsos argumentos que tão abundantemente tem usado que impedirá a realização da Festa.

"O 1º de Maio abriu o caminho. A Festa do Avante vai abrir ainda mais.”

Zé LG, 12.08.20

“Apercebo-me que quem critica a realização da festa quase sempre não sabe a capacidade organizativa do PCP. Não foi aberta nenhuma excepção pela DGS à realização da Festa do Avante. Simplesmente o PCP consegue cumprir regras que os promotores de eventos não conseguem cumprir porque isso afetaria a sua margem de lucro. No capitalismo as coisas para darem lucro têm que ter má qualidade. Quando são feitas por amor, consegue-se aquele extra.

117146982_10158641793141382_4871830583358692347_o Esta capacidade organizava foi ilustrada pelas manifestações da CGTP no no 1º de Maio de 2020. Tanta gente criticou. E afinal... ninguém ficou doente. E já toda a gente se esqueceu ... mas houve algo que ficou:

O que se ganhou com a realização da manifestação do 1º de Maio? Foi a primeira manifestação da era Covid-19 em Portugal. A partir daí começaram todas as manifestações (inclusive a belíssima grande manifestação anti-racismo que foi da Alameda ao Terreiro do Paço). Foi o 1º de Maio que permitiu isso. Ganhou-se que as pessoas perderam o medo de vir para a rua manifestar-se pelos seus direitos e contra os erros de quem nos governa. Ganhou-se que aqueles que querem reprimir quem tem a ousadia de fazer coisas ficaram sem argumentos. O 1º de Maio abriu o caminho. A Festa do Avante vai abrir ainda mais.”

Leia este texto na íntegra, com uma visão diferente de Pedro Duarte

em:

«Como se pode assumir que "não passa nada"»?

Zé LG, 11.08.20

69936687_2589021291121294_5218388949721939968_n.jp«Sou militante activo do PCP. Estou profundamente pasmado com as posições defendidas pelo Partido. Sabemos todos em Portugal que esta festa para além de uma grande iniciativa nacional reveladora da organização colectiva do Partido, trata se de um evento único multicultural, que é exemplo europeu e com uma forte componente internacional da afirmação do PCP.

Mas sempre vi no partido, uma consciência, uma ponderação na decisão, por vezes tardia por dever ser colectiva, que sempre revelou assertividade, responsabilidade mas também revolucionária e diferente porque defendemos princípios fundamentais indiscutíveis.

Fico pasmado com a irresponsabilidade deste desafio com a DGS. Não estamos a falar da pide/DGS estamos em 2020 a falar da Direcção Geral de Saúde. Não entendo se o partido está a desafiar a estrutura de saúde pública nacional ou o próprio SNS.

 

 

Fazer ou não a Festa do Avante em tempos de pandemia?

Zé LG, 09.08.20

Há 45 anos que o PCP faz a Festa do Avante.

Há 45 anos que o Povo tem a sua festa. Nela junta-se Povo de todos os lados.

Há 45 anos que as regiões têm um espaço para se apresentarem e mostrarem. Na Festa do Avante cada região apresenta a sua música, a sua gastronomia, o seu artesanato, os seus produtos... e o PCP apresenta as suas propostas para essas mesmas regiões.

Não há festa como esta!, diz-se e é verdade. A forma como é organizada, as pessoas que mobiliza, a forma como as pessoas nela se comportam, o que mostra e o que deixa antever.

Este texto foi recuperado de um que escrevi aqui, há 15 anos. Continuo a achar isso mesmo.

Durante mais de 30 anos participei da Festa do Avante, nalguns desempenhando tarefas, contribuindo para erguer ou assegurar o funcionamento da Festa. Sempre com espírito militante. Não gosto de festas, nem de grandes ajuntamentos. Fui à Festa por militância. Quando saí do PCP deixei de ir à Festa. Isso não me fez mudar o que pensava sobre ela.

69936687_2589021291121294_5218388949721939968_n.jp

Este ano, o PCP vai realizar a Festa do Avante, apesar da pandemia, mas tendo-a em conta e criando condições para fazer cumprir as normas sanitárias mais adequadas. Muito tem sido criticado por isso, principalmente pela direita, que tenta cavalgar o medo generalizado para atacar a realização.

Compreendo o PCP. Esta é a sua grande manifestação, em que se esforça por mostrar a sua força, a sua capacidade de atrair mais e novas gentes, uma forma diferente de organização e de relacionamento entre as pessoas.

Compreendo igualmente a dificuldade de muita gente – mesmo sem ter nada contra ou até simpatizantes do PCP – aceitar a realização de uma iniciativa que reúne dezenas de milhares de pessoas, quando essa hipótese está interdita a outras realizações, como encontros culturais, desportivos ou religiosos.

Admito que, com a realização da Festa do Avante nestas condições, o PCP possa estar a contribuir para a sua “guetização”. Mas essa avaliação cabe à sua Direcção Política, que certamente a fez…

Não tenho uma posição definitiva sobre a realização da Festa do Avante, neste enquadramento, quer pelo que escrevi, quer pela necessidade de combater o medo que nos está a tolher excessivamente. Inclino-me, no entanto, para a sua não realização este ano, se persistir a inibição da realização de outros grandes eventos. Evitaria acusações de aproveitamento do regime político e da conjuntura político-partidária...

Vidigueira passa de ano no Largo da Cascata

Zé LG, 31.12.19

2019-PASSAGEM-DE-ANO.JPGA Câmara Municipal de Vidigueira vai assinalar a passagem de ano com um programa recheado de animação.  Música ao Vivo com a Banda "Os Lobitos" e fogo de artifício, são algumas das propostas para que passe momentos especiais em família ou com um grupo de amigos, no Largo da Cascata, a partir das 22 horas, na noite de 31 de dezembro. Entradas livres.

Ver Cartaz AQUI

Festa Solidária para com "Os Rafeiritos do Alentejo", em Castro Verde

Zé LG, 22.09.19

image1.jpegOs Rafeiritos do Alentejo -  associação sem fins lucrativos e de proteção animal, sediada na estação de Ourique - Castro Verde - tem  a missão de proteger animais domésticos, procurando assim combater o abandono na região.

Os Rafeiritos propõem-se a fazer uma festa solidária com música, comidas e bebidas, cujo lucro reverterá para pagar contas de veterinário.

Para que esta festa aconteça será necessário fazer face a algumas despesas inerentes, pelo que, para que o nosso objetivo seja cumprido é essencial angariar patrocinadores.

É neste sentido que solicita a colaboração para o sucesso desta missão. Contacte-a pelo e-mail rafeiritos.alentejo@gmail.com

Festas de Beja

Zé LG, 29.05.19

Festas da Cidade.jpgPorque não se aproveita o Feriado Municipal e o fim-de-semana para fazer umas Festas da Cidade (ou do Concelho) com evocação de factos históricos marcantes, encontros com bejenses ilustres, piqueniques em locais aprazíveis com histórias para contar, homenagem a pessoas e entidades do Concelho que se tenham destacado no último ano e outras iniciativas envolvendo o movimento associativo? Não seria mais interessante do que realizar mais estas Festas, uma semana depois de mais uma Beja Romana?

Festa do Azulejo junta 2 mil alunos na Praça da República em Beja

Zé LG, 08.05.19

festa-azulejo2019.jpgA Festa do Azulejo 2019 realiza-se, hoje, na Praça da República, em Beja, espalhando-se pelas ruas do centro histórico. Peddy papper azulejar; workshop de pintura de azulejos; montagem de puzzles gigantes; animação de rua; danças tradicionais; performances dos alunos do Conservatório Regional; atuação do Grupo Coral Mocinhos em Cante e visitas guiadas aos monumentos da cidade são as propostas.

Florival Baiôa, presidente da adpBeja- Associação para a Defesa do Património de Beja, entidade promotora, disse que a Festa do Azulejo junta “perto de 2 mil alunos, na Praça da República”.