Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

MUNICÍPIO DE ALVITO REAFIRMA NOVAMENTE O COMPROMISSO DE GEMINAÇÃO COM ITÁLIA

imgLoader.ashx.jpg

A geminação de Alvito, de Portugal e Alvito, de Itália, data do ano 2000 e teve na origem a coincidência do nome Alvito, ambos povos latinos, uma realidade económica e cultural bastante próxima e também a proximidade no plano demográfico.

Com a finalidade de reforçar a colaboração entre as duas comunidades, o Município de Alvito reafirma novamente o compromisso de geminação com Itália, volvidos 18 anos após o primeiro acordo entre ambas as cidades.

Entre os pontos mais relevantes da geminação salienta-se o intercâmbio entre escolas e o intuito de contribuir para o desenvolvimento da cooperação humanitária entre os dois municípios.

CÂMARA DE BEJA CEDEU ESCOLAS ÀS FREGUESIAS

Beja-Protocolos-768x432.jpg

A Câmara Municipal de Beja cedeu, em regime de comodato, pelo período de 4 anos, as instalações das antigas escolas primárias de São Brissos e Mina da Juliana às Uniões de Freguesia de Trigaches e São Brissos e Santa Vitória e Mombeja.

Os contratos agora assinados permitem que as Freguesias “administrem os equipamentos numa lógica de maior proximidade com as populações locais”, revela a Câmara.

A autarquia dá assim continuidade ao processo de transferência de instalações para as Juntas de Freguesia.

Daqui e Daqui.

“BEJA EDUCA” AVANÇA NAS ESCOLAS DO CONCELHO

091120171100-337-educacao_infantil2.jpg

A Câmara Municipal de Beja implementou, recentemente, nas várias escolas do concelho, uma nova medida, integrada no âmbito do Programa “Beja Educa”.

A trabalhar no programa estão duas equipas multidisciplinares, constituídas por terapeutas da fala, psicólogos educacionais e clínicos, e animadores sócio educativos, para satisfazer as necessidades prementes na comunidade escolar a nível concelhio”.

O "Beja Educa” pretende “promover um ensino de qualidade para todos e o sucesso escolar, numa perspetiva de valorização da igualdade de oportunidades, com a implementação de projetos que desenvolvam no território educativo mais valias de coesão, de forma a potencializar todos os alunos”.

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS Nº1 DE BEJA PROMOVE CAPACIDADES DOS SEUS ALUNOS

Escola-Diogo-de-Gouveia-1-768x512.jpg

O Agrupamento tem previstas várias iniciativas sob o lema “Somos Capazes”.

Na Escola Secundária Diogo de Gouveia, em Beja, foi inaugurada esta semana uma exposição de trabalhos de alunos do curso de Artes.

Esta sexta-feira, pelas 21 horas, o Agrupamento realiza a cerimónia de entrega dos Diplomas de Mérito aos alunos do ano lectivo de 2016/17. Em paralelo decorrem outras iniciativas.

“Mais do que o mérito académico, o Agrupamento quer mostrar o mérito desportivo, artístico e humanitário” dos alunos, referiu a professora Maria Ana Ameixa.

CICLO DE PALESTRAS SOBRE A “INCLUSÃO” EM S. TEOTÓNIO

020520171613-528-Incluso.jpg

Realizam-se, hoje e no dia 17 deste mês, as ações do Ciclo de Palestras sobre a “Inclusão” promovido pela Agrupamento de Escolas de Odemira, Colégio Nossa Senhora da Graça de Vila Nova de Milfontes e APCO – Associação de Paralisia Cerebral de Odemira, com o apoio da autarquia odemirense. 

A Sede do Agrupamento de Escolas de S. Teotónio recebe hoje, pelas 17.30 horas, a palestra com o tema “Uma Escola para Todos: Promover a inclusão na relação com a comunidade”, com a participação de Félix Bonãno, atual diretor do Colégio Cesário Verde.

No dia 17, pelas 17.30 horas, na Escola Secundária Dr. Manuel Candeias Gonçalves, em Odemira, decorrerá a palestra “A perturbação do espetro do autismo na escola”, com a participação de Evelina Brígido, coordenadora do Grupo de Estudo da Perturbação do Espetro do Autismo na Appt21 / Centro de Desenvolvimento infantil Diferenças. 

HOJE HÁ GREVE DOS TRABALHADORES NÃO DOCENTES E JUNTAS DE FREGUESIAS E ASSOCIAÇÕES DE PAIS DE BEJA RECLAMAM MAIS PESSOAL NAS ESCOLAS

020220171124-332-grevepessoalnodocente.jpg

A Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais, a Federação dos Sindicatos da Administração Pública e a FNE-Federação Nacional da Educação, marcaram para, hoje, uma greve dos trabalhadores não docentes das escolas e jardins-de-infância em protesto contra a precariedade laboral.

O protesto surge para reivindicar o fim da precariedade e a dignificação dos direitos dos trabalhadores. Uma dignificação que passa por colocar os trabalhadores sem termos nos locais de trabalho, por dar uma especificidade às suas funções e pela valorização dos seus salários.

As Juntas de Freguesia da cidade de Beja e três Associações de Pais reuniram esta semana com a DGEstE – Direcção Geral dos Estabelecimentos Escolares, a quem foi exposta a necessidade de pessoal não docente nas escolas da cidade.

Miguel Ramalho, presidente da União de Freguesias de Santiago Maior e São João Baptista, lamenta a falta de resultados práticos saídos da reunião com a DGEstE, pelo que as freguesias da cidade vão solicitar agora reuniões com as direcções dos Agrupamentos de Escolas.

Passaram por cá

(desde 15-01-2011)

Comentários recentes

  • Ana Matos Pires

    A propósito de Silos, estão todos convidados. Apar...

  • Anónimo

    Andam por aí umas cromas a falar de recusa de tran...

  • Anónimo

    Só para complementar o que atrás se refere.Todos a...

  • Anónimo

    Foram edifícios construídos depois da grande cheia...

  • Anónimo

    Então é mesmo. De um lado os rapazes e do outro as...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds