Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“a pandemia veio desnudar todas as carências (nos lares)”

Zé LG, 21.08.20

Lar.jpg"Culpas muitas e repartidas. Deixem se de esquerda e de direita. Era mais que sabida a situação de muitos destes lares com poderes políticos acumulados, mas sem condições técnicas e Humanas, que esses poderes deveriam atempadamente e sempre providenciar.

O problema é que a pandemia veio desnudar todas as carências. Tomara que não chegue a outros, nessas aldeias, de estruturas envelhecidas, recursos humanos à justa ou insuficientes e com pouca formação. O médico nem lá vai e o enfermeiro durante curto tempo."

Anónimo 20.08.2020, aqui.

Lar de “Reguengos foi pessimamente gerido, com culpas múltiplas”

Zé LG, 21.08.20

Lar.jpg“Vamos lá deixar a política rasteira de lado. Vamos lá não fazer chicana política à custa de assuntos graves e sérios. Vamos lá ser sérios e honestos. Memória, precisa-se. O atual presidente da ARS Alentejo, José Robalo, já o era no tempo do governo PSD, foi nomeado por despacho de Paulo Macedo.”

“Dito isto, acho que a gestão da situação de Reguengos é absolutamente lamentável, ninguém esteve, nem está, bem na fotografia.”

“Repito, Reguengos foi pessimamente gerido, com culpas múltiplas. O Ministério Público, onde o caso já está, que investigue. Tudo o resto é gasolina para a fogueira, fogueira que não deveria ter existido.”

Comentários de Ana Matos Pires, 20.08.2020, aqui.

Ministério Público abre inquérito a mortes em Lar de Reguengos de Monsaraz

Zé LG, 11.08.20

imgLoader2.ashx.jpgO Ministério Público (MP) instaurou um inquérito sobre o surto de covid-19 num lar em Reguengos de Monsaraz, que já provocou 18 mortos, revelou a Procuradoria-Geral da República (PGR), revelando que o processo corre termos no Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Évora.

Afinal quem tem razão: A Ordem dos Médicos ou a FMIVPS de Reguengos de Monsaraz?

Zé LG, 11.08.20

Lar.jpgO conselho de administração da Fundação Maria Inácia Vogado Perdigão Silva (FMIVPS), órgão presidido por José Calixto, igualmente presidente da Câmara de Reguengos de Monsaraz e Autoridade Municipal de Proteção Civil, emitiu hoje um comunicado em que garante que fez “tudo o que estava ao seu alcance e dentro das suas competências, com a ajuda de várias dezenas de instituições e pessoas que, ao nosso lado, lutaram para salvar vidas humanas, numa crise de saúde pública que assumiu contornos absolutamente dramáticos”.

A questão que importa esclarecer é exactamente essa: Ou foi feito tudo o que tinha de ser feito, como diz a Fundação, e a Ordem dos Médicos (OM) tem de ser responsabilizada pelas acusações que fez nas conclusões do seu Inquérito; ou houve problemas vários, incluindo a desidratação de algumas pessoas, como diz a OM, e a FMIVPS tem de ser responsabilizada por tudo o que não fez e devia ter feito.

UDIPSS de Évora elogia “a elevada capacidade de gestão” que as IPSS “revelaram deter

Zé LG, 10.08.20

mw-860.jpg

A União Distrital das Instituições Particulares de Solidariedade Social de (UDIPSS) de Évora mostrou-se satisfeita com a total resolução do surto de covid-19, declarada no sábado pela Autoridade de Saúde Pública, que eclodiu no lar da sua associada Fundação Maria Inácia Vogado Perdigão Silva, em Reguengos de Monsaraz, enche todos de satisfação.

Até aqui, tudo bem. Ficamos todos satisdeitos.

A UDIPSS de Évora valoriza também “a elevada capacidade de gestão” que as IPSS “revelaram deter, tanto na organização e na mobilização dos recursos internos como na transmissão aos utentes, aos seus familiares e às comunidades da coesão, resiliência e aptidão para reagir à crise que tão bem caracterizam o Setor Social e Solidário em Portugal”.

Mas aqui e neste caso concreto, não estará a exagerar? É que os resultados do inquérito da Ordem dos Médicos e o número e as causas das mortes registadas não parecem confirmar “a elevada capacidade de gestão”…

Inquérito ao Lar de Reguengos de Monsaraz concluiu que houve responsabilidades atribuíveis à ARSA e à Administração do Lar

Zé LG, 06.08.20

mw-860.jpgO lar de Reguengos de Monsaraz onde um surto de covid-19 provocou a morte de 18 pessoas não cumpria as orientações da Direção-Geral da Saúde (DGS), conclui uma auditoria da Ordem dos Médicos, que aponta responsabilidades à administração.

… “vários doentes estiveram alguns dias sem as terapêuticas habituais, por falta de quem as preparasse ou administrasse” e “houve casos de preparação e administração de fármacos por pessoal sem formação de enfermagem”.

Os doentes não foram tratados “de acordo com as boas práticas clínicas”, com responsabilidades “para quem, sabendo que não tinha os recursos humanos adequados e preparados, permitiu que esta situação se protelasse no tempo”.

Foram criadas todas condições para a “rápida disseminação, com responsabilidades para quem geria o espaço, o processo de rastreio epidemiológico e a aplicação das normas da DGS”.

A comissão de inquérito conclui pela “desorganização e consequente prejuízo para os doentes, atribuível à Autoridade de Saúde e à ARS do Alentejo”, dizendo que “o processo de governança clínica” falhou.

Município de Viana do Alentejo vai avançar com obras em Aguiar e na sede do concelho

Zé LG, 24.06.20

O futuro Centro Social de Aguiar teve uma candidatura aprovada no âmbito do Alentejo 2020, com um investimento total de cerca de 1.200.000,00€, com comparticipação de fundos comunitários de cerca de 85% e com um prazo previsto de 14 meses para estar concluído.

5115_investimentos-viana-do-alentejo.jpgNo que diz respeito à terceira fase da requalificação do Centro Histórico de Viana do Alentejo, incluída no PARU - Plano de Ação de Regeneração Urbana, a candidatura foi aprovada no âmbito do Alentejo 2020, com um investimento de cerca de 600.000,00€, sendo comparticipada por fundos comunitários em cerca de 400.000,00€. Com uma duração prevista de 7 meses, a intervenção terá início nas Ruas António José de Almeida (Cineteatro), Médico de Sousa e do Lagar Novo/Largo dos Isentos.

Daqui e daqui.

Misericórdia de Alcácer do Sal investe 1,8 ME em residência para pessoas com demência

Zé LG, 30.05.20

202005291217453498 demência.jpgA Santa Casa da Misericórdia de Alcácer do Sal, vai investir 1,8 milhões de euros na construção de uma residência especializada em demência, com capacidade para 48 utentes e a criação de cerca de 40 postos de trabalho.

O projeto de construção da estrutura residencial para idosos (ERPI), que conta com um financiamento comunitário de 750 mil euros, prevê a reabilitação de um edifício “antigo e devoluto” no “campus” onde “existiam as velhas camaratas” da Misericórdia de Alcácer do Sal.

O projeto de recuperação do edifício e a sua transformação em ERPI conta ainda com um apoio de 275 mil euros de uma candidatura que foi apresentada ao Fundo Dona Leonor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, vai permitir ganhos na eficiência energética, tem um prazo de execução de um ano, estando prevista a sua entrada em funcionamento em 2021.

Empresário comprou Unidade de Cuidados Continuados de Garvão

Zé LG, 10.03.20

9894399953_8b1baab3e1_c.jpgA Unidade de Cuidados Continuados de Garvão, que até então pertencia à Associação Futuro, daquela localidade foi adquirida por Miguel Cardoso, médico e empresário, no valor de 1 milhão e 400 euros, que agora quer tornar aquele espaço de saúde uma “referência no Alentejo e no país”.

Câmara de Ourique e CERCICOA celebram parceria para lar de pessoas com deficiência

Zé LG, 07.12.19

Lar-Residencial-Cercicoa-768x371.pngO equipamento, já em fase de obra, materializa uma resposta social destinada a pessoas com idade igual ou superior a 16 anos, portadoras de deficiência e incapacidade, que frequentem estabelecimentos de ensino, de formação profissional ou se encontrem enquadrados em programas ou projetos, em localidades fora da sua área de residência, bem como às pessoas cujos familiares não os possam acolher, que se encontrem em situação de isolamento e sem retaguarda familiar, ou que as suas famílias necessitem de apoio, designadamente em caso de doença ou necessidade de descanso.

Beja vai ter a primeira Cabine de Leitura do Concelho

Zé LG, 03.10.18

ng8682515.jpg

A Câmara Municipal de Beja e a Altice Portugal, através da Fundação PT inauguram a primeira Cabine de Leitura do Concelho, nascida a partir de uma antiga cabine telefónica mas que em vez de um telefone, contém prateleiras e livros, sob o mote: "Levar, ler, devolver". A iniciativa decorre na próxima quinta-feira, dia 4 de outubro, às 15h00, na Praça Diogo Fernandes – Jardim Bacalhau, em Beja.

Imagem de capa de © Leonardo Negrão/Global Imagens

ALENTEJO 2020 APOSTA EM EQUIPAMENTOS SOCIAIS E DE SAÚDE E FIXAÇÃO DE EMPRESAS

Zé LG, 16.07.18

201807131640417511.jpg

Com a reprogramação do Alentejo 2020, aprovada, na semana passada, pelo Comité de Acompanhamento, que reuniu, em Albernoa, há uma aposta clara nos equipamentos sociais e de saúde e na fixação de empresas, que ainda há muito para construir e renovar no Baixo Alentejo.

Esta não é a ultima reprogramação, essa sim será mais estrutural, para já aquilo que agora foi aprovado foi um realinhamento daquilo que eram as perspectivas aquando da programação.

Hélder Guerreiro, vogal da Comissão Directiva da Autoridade de Gestão do Programa Operacional Regional do Alentejo 2020, destaca a “unanimidade” que existiu na aprovação desta reprogramação e considera que as verbas estão agora melhor alocadas relativamente às necessidades da região.

PISCINAS MUNICIPAIS DESCOBERTAS DE BEJA REABREM NO SÁBADO

Zé LG, 13.06.18

As Piscinas Municipais descobertas de Beja abrem portas ao público já no próximo sábado, dia 16 de junho, depois de concluídas algumas intervenções de melhoria do espaço como a colocação de novos pedilúvios, chuveiros e zona de acesso a pessoas com mobilidade reduzida. 

piscinas.jpg

As Piscinas estarão abertas até ao dia 16 de setembro, nos moldes habituais, de terça-feira a domingo, das 9h00 até às 19h00. Às segundas-feiras a piscina está fechada para descanso do pessoal e limpezas.

PARABÉNS BIBLIOTECA MUNICIPAL DE BEJA!

Zé LG, 29.04.18

Biblioteca de Beja comemora 25 anos.

_DSC6396.jpg

A Biblioteca Municipal de Beja comemora na próxima segunda-feira, dia 30, um quarto de século nas atuais instalações. O programa de comemorações do 25.º aniversário terá início às 11:30 horas, na escola D. Manuel I, com a sessão “Como ler Saramago”, a cargo do escritor e crítico literário Fernando Venâncio, destinada a alunos e professores do referido estabelecimento de ensino. A festa prossegue às 18:30 horas, na biblioteca, com os “Lá vai roupa”, seguindo-se, meia hora depois, a iniciativa “Livros. Leitores e Bibliotecas”, com Elsa Ligeiro (Alma Azul). Às 19:45 horas será tempo de cantar os parabéns e apagar as velas. Os festejos terminam com uma nova sessão de “Como ler Saramago”, por Fernando Venâncio, com início agendado para as 21:30 horas. No átrio de entrada da biblioteca, desde segunda-feira, dia 23, está disponível um mural de memórias, “para que todos possam deixar registadas as memórias da biblioteca nas suas vidas (fotos, textos, objetos, entre outros)”.

IPBEJA INAUGURA “A CASA DO ESTUDANTE – RESIDÊNCIA”

Zé LG, 31.01.18

IPBeja-768x512.jpg

Esta residência resulta do protocolo celebrado com a Casa do Estudante e permite ao IPBeja aumentar a sua capacidade de alojamento em parceria com uma entidade cujo trabalho na área de acolhimento ao estudante remonta a 1953, referiu João Paulo Trindade. O presidente do IPBeja frisou ainda que ficam disponíveis mais 45 camas, permitindo assim, dar resposta às necessidades mais imediatas e não descarta a possibilidade de virem a ser efetuadas mais parcerias, com outras entidades, para resolver a questão do alojamento para estudantes da instituição.

A inauguração da “Casa do Estudante – Residência” está marcada para as 16.00 horas.

Leia também AQUI.

ANTIGO HOSPITAL DA MISERICÓRDIA DE MONFORTE TRANSFORMADO EM ESPAÇO DE EDUCAÇÃO E CULTURA

Zé LG, 20.12.17

25438739_1586474074762757_6388225016352992070_o.jp

O antigo hospital da Misericórdia de Monforte deu lugar a um centro de Formação e Educação, um novo espaço aberto à comunidade onde vai também funcionar a Universidade Sénior. A requalificação do edifício, abandonado há mais de meio século, é inaugurada esta quarta-feira.

O presidente da Câmara Municipal de Monforte, Gonçalo Lagem, disse que a obra “há muito ansiada pela população” dignifica o centro histórico da vila e coloca ao dispor da comunidade um vasto leque de equipamentos.

Um investimento de 460 mil euros, comparticipado por fundos comunitários em 85%.

CÂMARA DE MÉRTOLA ABRE PISCINAS REMODELADAS

Zé LG, 03.08.17

Inauguração Piscinas_cartaz.jpg

 

 

A Câmara Municipal de Mértola apresenta à população as novas piscinas municipais, no próximo dia 4 de agosto, sexta-feira, às 17h45, com um cocktail e animação musical. A zona balnear foi totalmente remodelada, tendo agora uma piscina de 25m e um chapinheiro para as crianças.

 

As piscinas localizadas na Achada de S. Sebastião vão funcionar de terça a domingo, das 10h00 às 20h00.

 

CÂMARA DE MÉRTOLA AVANÇA COM CONSTRUÇÃO DO LAR DE S. MIGUEL DO PINHEIRO

Zé LG, 01.08.17

310720171739-649-LAR_.jpg

A Câmara de Mértola já assinou o contrato da empreitada de construção do Lar de S. Miguel do Pinheiro.

O investimento ascende aos três milhões de euros e tem um prazo de construção de 450 dias.

O Lar é composto por dois pisos. Incluirá todas as valências para prestar os cuidados aos utentes, nomeadamente, 18 quartos individuais e 21 duplos, sala de enfermagem, salas de convívio, instalações sanitárias adaptadas a pessoas com mobilidade condicionada, refeitório, espaços exteriores, entre outros.