Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aeroporto de Beja visto como “complemento imediato” para “aliviar” Portela

Zé LG, 21.07.22

202207211506138645.pngO Museu do Oriente, em Lisboa, recebeu um debate destinado a (re)pensar o novo aeroporto à luz da atualidade económica, ambiental, tecnológica e climática, a organização pertenceu à SkyExpert, especializada em transporte aéreo, aeroportos e turismo. O aeroporto de Beja foi defendido como “complemento imediato” para “aliviar” Portela.
Neste debate foi considerado que “os decisores políticos deveriam aproveitar o atraso da construção do segundo aeroporto de Lisboa para rever todo o projeto e sua urgência na ótica do transporte aéreo do futuro, da sustentabilidade, da descentralização turística do país, do aproveitamento da rede aeroportuária atual do Continente-Portela, Porto, Faro, Beja e aeródromos.”
Na sessão foi ainda divulgado que atualmente "35% dos passageiros que chegam ao aeroporto de Lisboa, nunca chegam a sair dessa infraestrutura porque estão à espera de ligações para os seus destinos e é também para esses passageiros que Beja é alternativa, como complementar a Portela, desanuviando a pressão que existe atualmente. Para esses passageiros, pouco importa se esperam em Lisboa ou em Beja. Nunca chegarão ao Marquês de Pombal.”

Encontro de Cante Alentejano hoje em Beja

Zé LG, 07.07.22

202207071418327292.pngPrimeiro os grupos corais participam, a partir das 19.30 horas, num desfile com início na Praça Diogo Fernandes num percurso que os vai levar pela Rua Capitão João Francisco de Sousa. À noite, às 21.30 horas, os grupos vão atuar no palco que está instalado no Jardim Público.
Os grupos corais Feminino Alma Nova de Ferreira do Alentejo, Rurais de Figueira de Cavaleiros, As Margens do Roxo de Ervidel, Os Ceifeiros de Cuba, Os Amigos do Cante de Alvito e os Cantadores do Desassossego são os convidados.

Projetos estruturantes da região em debate entre autarcas da CIMBAL e ministra da Coesão

Zé LG, 25.06.22

202206241002127853.jpgA ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, e o secretário de Estado da Administração Local e Ordenamento do Território, Carlos Miguel reuniram-se, ontem, na sede da CIMBAL, com os autarcas do Baixo Alentejo, tendo sido abordada a questão das acessibilidades rodoviárias, com destaque para a necessidade de concretização do IP 8, a evolução do projeto de modernização/eletrificação da linha ferroviária Beja/Casa Branca com construção do ramal ao Aeroporto de Beja e a possibilidade de maior utilização desta infraestrutura.

Foi ainda efetuado um ponto de situação sobre a execução do Portugal 2020 e o próximo período de programação, o Portugal 2030 e quais os desafios para as comunidades intermunicipais e para os municípios que as constituem, bem como as atuais condições de mercado das obras públicas e a penalização que muitas operações sofrem, em virtude da desatualização dos designados “custos de referência”.

NERBE reúne empresários da Zona Industrial com Câmara de Beja

Zé LG, 23.06.22

PIB.pngO NERBE/AEBAL realiza, esta tarde, uma reunião com empresários da Zona Industrial de Beja com a presença do presidente do município, de forma a dar continuidade às questões levantadas em reuniões anteriores, com o objetivo de colmatar as necessidades e carências desta zona, conseguir melhorar o trânsito, a limpeza, as condições de toda a zona, assim como modernizá-la, de forma a gerar mais rentabilidade e performance às empresas.

David Simão, presidente do NERBE/AEBAL, sublinha que estas reuniões têm vindo a aproximar as empresas instaladas no parque industrial e a entidade gestora, neste caso o município de Beja.

Autarcas da CDU defendem o “adiamento” da transferência de competências e uma intervenção “mais destacada” da ANMP

Zé LG, 11.06.22

Sem nome.pngOs presidentes das Câmaras de Alcácer do Sal e Seixal, Avis, Évora, Silves e Vidigueira alertaram a ANMP para “a complexidade” da transferência de competências nas áreas da Educação, Saúde e Ação Social, que apresenta “um conjunto de inconformidades e incomportáveis encargos” que põem “em causa a sustentabilidade financeira das autarquias”.

“Os municípios signatários consideram urgente uma intervenção mais destacada da ANMP na defesa dos interesses do poder local democrático, da sua autonomia e capacidade realizadora, bem como do serviço público e funções sociais do Estado”, referindo ser positivo a realização de um encontro nacional, promovido pela ANMP e solicitaram ainda o agendamento de uma reunião com a presidente da ANMP, Luísa Salgueiro, para abordar “um conjunto de preocupações relacionadas com este processo” e procurar “as melhores soluções para responder aos problemas identificados”.

“A importância da Inovação Social nos territórios de baixa densidade” em debate em Beja

Zé LG, 24.05.22

João-Cascalheira-1024x576.jpgA Incubadora de Inovação Social do Baixo Alentejo promove, hoje, a iniciativa “IMPACT IISBA – A importância da Inovação Social nos territórios de baixa densidade”, que pretende, além de outros aspectos, analisar “de que forma o PRR e o Portugal 2030 podem ser uma ferramenta útil para esse desenvolvimento”, explica João Cascalheira. A iniciativa decorre, pelas 15:00 horas, no Centro UNESCO, em Beja.

Semana da Interculturalidade começou hoje em Beja

Zé LG, 04.04.22

202204011453011954.jpgA Semana da Interculturalidade 2022 realiza-se de 4 a 10 de abril. A iniciativa, que é promovida pela Rede Europeia Anti-Pobreza (EAPN) Portugal, com o apoio institucional do Alto Comissariado para as Migrações (ACM), prevê a realização de 260 ações em todo o país. Em Beja há atividades na Praça da República e na Praça do Jornal Ala Esquerda.

Consulte a programação completa aqui e leia e oiça mais aqui e aqui.

“A Igualdade tem de existir – Para o país evoluir”

Zé LG, 07.03.22

CGTP-Igualdade-768x432.jpg... é o mote da Semana da Igualdade, a Comissão para a Igualdade entre Mulheres e Homens da CGTP-IN está a promover, entre hoje e sexta-feira, que também assinala o Dia Internacional da Mulher Trabalhadora.

Para a cidade de Beja está programada uma Tribuna Pública, amanhã, a partir das 10h30, nas Portas de Mértola, com a participação de delegados, dirigentes sindicais e trabalhadores dos vários setores que integram a União de Sindicatos do Distrito de Beja (USDB).

A Igualdade no acesso ao emprego, a desigualdade salarial, a maternidade e paternidade, a conciliação do trabalho com a vida pessoal e familiar, o assédio laboral e as doenças profissionais das mulheres, são matérias em debate, segundo Cristina Barata, coordenadora da Comissão de Igualdade da União de Sindicatos.

PCP fecha comemorações do Centenário, no dia em que assinala o seu 101º aniversário, com Comício no Campo Pequeno

Zé LG, 06.03.22

2022_topo_169_comicio_campo_pequeno.jpgPCP realiza hoje, dia 6 de Março, um Comício no Campo Pequeno em Lisboa, que culmina as comemorações do Centenário do Partido Comunista Português e assinala o seu 101º aniversário com o Lema «O Futuro tem partido, Liberdade, Democracia, Socialismo».

O Partido Comunista Português reafirma com determinação e confiança, o ideal e projecto comunista, o seu compromisso de sempre com os trabalhadores e o povo na luta que continua pela paz, a liberdade, a democracia e o socialismo.

"À Conversa" sobre o Escritor e o Livro "António dos Olhos Tristes", em Cuba

Zé LG, 03.03.22

Cartaz_ Antonio_dos_olhos_tristes.jpg

«António dos Olhos Tristes tem palavras absolutamente actuais, como esta pequena

síntese:

Ele, e outros da aldeia, ouviam Mestre Regedor a explicar “(...) quem era o Hitler,

Roosevelt (...) e essa gente toda que fazia a guerra (...)”

Perguntas de António dos Olhos Tristes:

- “E essa gente que faz as guerras conhece-se toda uma à outra?”

- “Então porque é que se matam?

- Os generais “Dão as ordens para os homens deles matarem pessoas que nunca se

ofenderam nem roubaram?” (...)

Como o Mestre Regedor referiu que “É matar quem atirar primeiro, quem tiver mais

material de fogo ...”

António diz: “Então porque é que esses generais não mandam os homens deles

falarem com os homens das outras partes do mundo pra ver o que é melhor pra todos,

cada qual a dar a sua ideia (...)”»

Francisca Bicho / adaptação

“Violência no Namoro” em debate no Centro UNESCO em Beja

Zé LG, 22.02.22

Violencia-768x432.jpgA Associação ESTAR e os estagiários do curso de Técnico de Apoio Psicossocial da Escola Bento de Jesus Caraça promovem a 2.ª edição da iniciativa “Porta Aberta ao Pensamento”, subordinada ao tema “Violência no Namoro”, hoje, às 18:00 horas, no Centro UNESCO, em Beja.
A ESTAR pretende promover esta iniciativa, mensalmente, abordando um tema diferente em cada sessão.

CA da ULSBA reúne com chefes de equipa das urgências demissionários ou representantes

Zé LG, 18.01.22

202112300936231013.jpg“O Conselho de Administração da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo tomou conhecimento pela comunicação social do pedido de demissão do cargo de Chefes de Equipa do Serviço de Urgência da ULSBA e do pedido de reunião por parte destes médicos.

Face ao sucedido, e após conversa com a Direção do Serviço de Medicina e com os Coordenadores do Serviço de Urgência, informamos que amanhã, dia 19 de janeiro, pelas 9h30m, o Conselho de Administração da ULSBA reunirá com os médicos signatários ou representantes, e desta reunião dará nota.”

Quem ganhou o frente-a-frente entre os líderes dos partidos com representação parlamentar?

Zé LG, 17.01.22

frente-a-frente.png1 - O PS e o PSD saíram diminuídos, porque António Costa não respondeu a muitas críticas que ouviu, tendo inclusivamente remetido para a História a explicação das razões porque Portugal se deixou ultrapassar por outros países, e Rui Rio foi palavroso mas frouxo, quer nas críticas à governação quer nas propostas que apresentou, parecendo menos do menos. Entre os dois, António Costa esteve melhor, ao assumir a pose de estado e apresentando números positivos da sua governação.

2 - As Esquerdas (e o PAN) estiveram mais sóbrias e fundamentaram melhor as críticas e as propostas que apresentaram. Rui Tavares terá sido o que teve melhor prestação, seguido de Catarina Martins, João Oliveira, Inês Corte Real, todos bastante bem, e, finalmente, António Costa.

3 - As Direitas, designadamente o CDS e o Chega, optaram pelo estilo "pé em riste" e mostraram contradições em propostas que apresentam com os resultados que delas resultariam. André Ventura e Francisco Rodrigues dos Santos estiveram francamente mal, Rui Rio pouco convincente e João Cotrim de Figueiredo foi o que teve melhor prestação, apesar de não conseguir convencer ninguém (nem ele próprio) da justeza da taxa única do IRS, que Rui Tavares tão bem desmontou.

4 - Em conclusão, parece-me que a vitória do PSD ou a maioria absoluta do PS ficaram mais afastadas e que "ecogeringonça" pode vir a ter pernas para andar.

Quem ganhou o debate entre António Costa e Rui Rio?

Zé LG, 13.01.22

Sem nome.pngRui Rio precisava de ganhar claramente este debate para poder continuar a acalentar o desejo do PSD ganhar as eleições. Acho que isso não aconteceu e que o debate foi equilibrado, com vantagem para António Costa, porque foi mais claro e afirmativo nas suas posições e incisivo nos ataques a Rui Rio, que manifestou algumas dificuldades em se defender. O debate, pela necessidade dos contendores afirmarem o que os distingue, empurrou Rui Rio mais para a direita (tem-se esforçado por se afirmar do centro) e António Costa mais à esquerda, de que vinha a tentar descolar nos últimos debates.

João Oliveira substituiu Jerónimo de Sousa no debate com Rui Rio e marcou pontos

Zé LG, 13.01.22

Sem nome.pngO candidato do PSD, Rui Rio, e João Oliveira, que substituiu o candidato do PCP Jerónimo de Sousa, protagonizaram o frente a frente na SIC para as eleições legislativas de 30 de janeiro de 2022. Em debate estiveram temas como salários, o chumbo do Orçamento e uma nova “geringonça”.

Rui Rio fez “uma caricatura a traço grosso” do PCP, como disse João Oliveira, ao acusar o PCP de defender o mesmo de quando foi criado há 100 anos, de pretender nacionalizar tudo e de querer sair do Euro e aproveitou o debate para fazer acusações ao PS e a António Costa. João Oliveira defendeu salários e pensões dignas, o incentivo à produção em vez de ás empresas, a nacionalização de sectores estratégicos como o da energia, recordando que, com a privatização da EDP, temos das energias mais caras, e frisou também que, com a entrada no Euro, fomos dos países que mais perdeu. Rio acusou o PS de estar a sofrer as consequências de ter tido o apoio do PCP e do BE e Oliveira disse que com o PSD no governo a situação não só não melhorava como ainda se agravava mais. Foi um dos debates mais ideológicos, que serviu para mostrar o “mar de divergências” que separam os dois partidos, como afirmou Rui Rio e que evidenciou duas visões antagónicas da sociedade.