Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Convento do Espinheiro assina protocolo com Escola Profissional de Moura

hotel.jpgFoi assinado, durante a cerimónia da inauguração da Feira de Setembro, o protocolo de parceria entre o Convento do Espinheiro e a Escola Profissional de Moura.

A vice presidente da Sociedade de Promoção de Projectos Turísticos e Hoteleiros, gestora do Convento do Espinheiro, Filipa Oliveira, sublinhou a importância desta parceria. “… é importante saber que contamos com o apoio da Escola Profissional para os alunos fazerem o estágio no Hotel do Espinheiro”, adiantando que “nós temos o Hotel do Convento do Espinheiro em Évora e vamos ter também o Hotel do Convento do Carmo em Moura.”

Recordamos que o convento do Carmo em Moura vai dar lugar a um Hotel de 5 Estrelas, no âmbito do Programa REVIVE, um investimento de cerca de 6 milhões de euros que foi adjudicado à Sociedade Gestora do hotel Convento do Espinheiro em Évora.

Empresa inglesa vai reabrir a antiga Moura Fábrica Solar

fábrica.jpgPedro do Carmo, deputado e candidato do PS pelo círculo de Beja adiantou que "a empresa de investidores ingleses, depois de visitas às instalações da Moura Fábrica Solar e de reuniões efectuadas em Moura, onde mostraram o seu interesse para aproveitar o know-how dos trabalhadores qualificados e do espaço, deram agora entrada na CCDR Alentejo ao projecto de financiamento para poder avançar com a reabertura da fábrica.

Esta empresa internacional, de capitais ingleses, de produção de componentes na área da energia, quer instalar brevemente uma unidade de produção de sistemas de baterias em Moura.

Empresa mineira quer fazer prospecção no Alentejo

prosp-mineira-768x432.jpgA Matsa, S. A., requereu a atribuição de direitos de prospecção e pesquisa de depósitos minerais de cobre, chumbo, zinco, ouro, prata e metais associados, no Alentejo.
A empresa quer fazer prospecção numa zona denominada de “Ermidas”, localizada nos concelhos de Ferreira do Alentejo, Aljustrel, Santiago do Cacém, Grândola e Ourique.
O pedido está patente para consulta, dentro das horas de expediente, na Direcção de Serviços de Minas e Pedreiras da Direcção-Geral de Energia e Geologia.

Central de Cervejas adquiriu a Água Castello

A Sociedade Central de Cervejas e Bebidas anunciou esta segunda-feira que adquiriu a um grupo de investidores privados liderado pela Capital Criativo a totalidade da Mineraqua Portugal, que detém a concessão e a marca Água Castello, com "efeitos a 1 de agosto". Na Água Castello laboram 23 pessoas.

água.jpgA Água Castello tem a sua unidade de enchimento em Pisões, Moura, no Alentejo, "ecossistema que confere características únicas e diferenciadas a esta água mineral natural gaseificada”.

Comissão Europeia anuncia apoio aos agricultores confrontados com a seca

seca1-768x512.jpg

Os agricultores “poderão receber uma percentagem mais elevada dos seus adiantamentos em pagamentos directos e pagamentos a título do desenvolvimento rural”, revela a representação da Comissão Europeia em Portugal.

Por outro lado, terão maior flexibilidade na utilização de terrenos para alimentação animal.

PCP quer mais fiscalização na Almina – Minas de Aljustrel

201812241225153249.pngO Grupo Parlamentar do PCP voltou a questionar o Governo sobre o que se passa nas Minas de Aljustrel. Neste requerimento o PCP diz que a frequente ocorrência de acidentes é da maior gravidade e exige o esclarecimento cabal dos factos e o apuramento de todas as responsabilidades nos acidentes ocorridos nesta mina, da responsabilidade da Almina.

Nas minas de Aljustrel só nos últimos meses dois trabalhadores perderam a vida e esta semana aconteceu mais um acidente onde um trabalhador das lavarias foi vítima de uma descarga elétrica de 6 mil voltes, tendo ficado em estado grave. Trata-se de um trabalhador contratado através de uma empresa de subcontratação que opera nesta mina, refere o deputado do PCP, eleito por Beja, João Dias frisando que apesar dos vários requerimentos efetuados, o Governo continua sem responder.

Claudino Matos acusa IP de estar "de costas voltadas" para o Alentejo

imgLoader2.ashx.jpg"A conclusão a que chegámos é que a IP faz estudos mais ou menos encomendados à medida pelo Governo para beneficiar determinados distritos do Alentejo em detrimento de outros e dos interesses regional e nacional", disse Claudino Matos, do secretariado da Plataforma Alentejo, após uma reunião realizada com um vice-presidente e técnicos da empresa.

Claudino Matos acusou a IP de estar "basicamente de costas voltadas para o Alentejo" e, "ignorando contributos da sociedade civil", também para as propostas da estratégia defendida pela plataforma em termos de acessibilidades rodoviárias e ferroviárias "indispensáveis ao desenvolvimento harmonioso" da região.

Assembleia Municipal de Beja rejeita integração da EMAS nas Águas do Baixo Alentejo

201906262124519797.jpgA formação da parceria pública Águas do Baixo Alentejo não passou, ontem, na Assembleia Municipal de Beja. A proposta teve 16 votos contra, 15 dos eleitos da CDU mais 1 do deputado do BE, 15 votos a favor dos eleitos do PS e 2 abstenções, uma do deputado do PSD e outra do deputado do Movimento Por São Matias com Todos. Uma decisão aplaudida pelos mais de 50 trabalhadores da EMAS presentes e onde um deles disse, no início da sessão, que considerava “lamentável” a forma como o processo foi conduzido, condenando, nas suas palavras, o facto, de “não terem sido ouvidos neste processo”. Também Vasco Santana, do STAL de Beja interpelou a Assembleia, questionando sobre o futuro dos trabalhadores da empresa e a forma como a mesma seria extinta.

Leia também aqui.

IPBeja acelera talentos no Alentejo através do projecto SpeedTAlent

Incubadora-IPBeja-768x432.jpgA incubadora do Instituto Politécnico de Beja (IPBeja) está a desenvolver, em conjunto com vários parceiros, o projecto SpeedTAlent – Acelerador de Talentos, destinado a Jovens Empreendedores e a empresas constituídas recentemente.

A incubadora privilegia as empresas de base tecnológica. Para além de fixar jovens, o projecto quer criar “massa crítica” na região.

Os interessados em criar o seu negócio devem contactar a Incubadora do Instituto Politécnico de Beja, instalada na Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Beja.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Vamos ter nova geringonça. E a ideia, pessoalmente...

  • Anónimo

    Num país em que o maior trambiqueiro político está...

  • Anónimo

    Uma vida saudável depende de muitos outros factore...

  • Zé LG

    A alimentação não é um factor importante para uma ...

  • Anónimo

    Porreiro, pá!É ver para crer!

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.