Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Francisco Romão morreu

Zé LG, 31.05.24

2024052916352185.nb.pngFrancisco Jorge Romão, de 73 anos, natural de Santana de Cambas e há muito residente em Beja, morreu no Hospital de Beja, tendo-se o funeral realizado ontem, dia 30 de Maio, das Casas Mortuárias para o Cemitério de Beja.
Francisco Romão foi canalizador dos Serviços Municipalizados (actual EMAS) da Câmara Municipal de Beja, onde o conheci e de onde se aposentou. Era um homen muito reservado e bom profissional. Há tempo que não não tinha notícias dele e fui surpreendido agora com a notícia da sua morte.
À família apresento os meus sentidos pêsames.

EMAS de Beja assina novo acordo de empresa com o STAL

Zé LG, 22.12.23

202312212140099531.jpegO novo Acordo de Empresa formalizado entre a EMAS, de Beja, e o STAL, que entra em vigor em Janeiro de 2024, “resulta de um processo negocial concordante, que visa regular as relações laborais entre a empresa e os colaboradores, de forma a assegurar os direitos, os deveres e as obrigações entre as partes, tendo como base a Lei Geral do Trabalho”, refere a EMAS, concluindo que “O ano em que a EMAS assinala os seus 20 anos de atividade enquanto empresa municipal, termina assim com mais um importante marco alcançado, que será benéfico para o presente e futuro de toda a organização”. Daqui, daqui e daqui.

EMAS remodela sistema de distribuição de água à zona baixa de Beja

Zé LG, 03.11.23

1-1-e1698682151980-848x630.jpegA Empresa Municipal de Água e Saneamento de Beja (EMAS) vai remodelar uma das principais condutas do sistema de distribuição de água na cidade, do reservatório da Conceição até à zona baixa, substituindo os materiais desatualizados «e em mau estado de conservação por materiais mais atuais e ambientalmente mais sustentáveis», de forma a permitir analisar e monitorizar tanto os padrões hidráulicos como os da qualidade da água na rede pública, minimizando a incerteza associada à localização de eventuais roturas.

EMAS “está ao nível das melhores do país”

Zé LG, 21.10.23

emas.pngA EMAS assinalou 20 anos de existência e Rui Marreiros, presidente do Conselho de Administração, assegurou que a empresa é uma “referência nacional” e “está ao nível das melhores do país” e que se orgulha do trabalho desenvolvido e dos diferentes prémios que tem recebido nas mais diversas áreas, como as perdas de água, a transição digital, a telemetria e a sustentabilidade. Disse ainda que o futuro traz “grandes oportunidades”, porque “A questão da água e os desafios associados ao fornecimento de água para consumo humanos são cada vez maiores” e é grande a responsabilidade de ter “água em quantidade e qualidade” para as populações e para as empresas. Daqui e daqui.

EMAS apresenta projeto pioneiro no 16º Congresso da Água

Zé LG, 22.03.23

emas-696x392.jpgA EMAS de Beja apresenta hoje, na 16ª edição do Congresso da Água, um projeto pioneiro, que consiste na “implementação de contadores de água inteligentes que permitem medir em tempo real, possibilitando a identificação de qualquer anomalia que daí resulte”.

O projeto, apresentado como caso de estudo, aborda as soluções executadas no concelho de Beja e distingue a empresa como uma das referências a nível nacional. O investimento resulta da parceria com a WAVECOM, uma empresa de engenharia de comunicações que aposta na inovação.

Pedro Rodrigues, chefe de divisão de Projetos Empreitadas e Infraestruturas (DPEI) da EMAS de Beja, sublinha que, atualmente, existe telemetria em todos os espaços verdes da cidade, salientando ainda que a EMAS já conta com 950 contadores de telemetria.

A factura da água cobrada em Beja é uma das mais caras do país

Zé LG, 13.12.22

Sem nome (14).png“A EMAS de Beja e o Executivo Municipal, assim como o vereador do PSD vão aumentar, em 2023, a fatura da água em sete por cento”, dizem os vereadores da CDU, que votaram contra esta proposta, acrescentando que, “segundo dados da Entidade Reguladora de Águas e Resíduos (ERSAR) e da Associação de Defesa do Consumidor (Deco), o concelho de Beja integra a lista dos que, no País, o global da fatura de água - que inclui a componente de saneamento e Tarifa de Resíduos Sólidos Urbanos (indexadas ao valor da água) - é mais elevado”.

Rui Marreiros, vereador do Ps e presidente da EMAS diz que o aumento de 7% “foi o mínimo possível para garantir a sustentabilidade da EMAS”.

Nuno Palma Ferro, vereador da coligação “Beja Consegue” justifica a viabilização do aumento, dizendo que esta foi a "menos má das soluções, por Beja sempre e pela sustentabilidade das empresas".

Bloco Central aumenta em 7% a factura da água em Beja, em 2023

Zé LG, 02.12.22

Sem nome (14).png

Na última reunião de Câmara foi aprovada a proposta de atualização do tarifário da EMAS que prevê um aumento de 7% para 2023, com os votos favoráveis do PS e Consigo, Beja Consegue (PSD).

A CDU votou contra esta proposta, porque considera que, numa conjuntura tão díficil como a que atravessamos e num momento em que as famílias e as micro, pequenas e médias empresas estão a sofrer com o aumento brutal generalizado do custo de vida e a redução do poder de compra, estes tarifários não deveriam ser atualizados. Defende que a EMAS e a CMB deveriam dar um sinal de apoio, sobretudo a quem mais precisa, ajudando a mitigar os efeitos desta crise que se perspetiva acentuar-se em 2023.

EMAS de Beja reforça leitura dos contadores de água com mais leitores

Zé LG, 07.09.22

20220905164944243.jpgAs leituras efetuadas aos contadores de água pela EMAS de Beja serão complementadas, a partir deste mês de setembro, por novas equipas de leitores em regime de prestação de serviço, o que “permitirá uma maior percentagem de recolhas de leituras reais, diminuindo, assim, as faturações por estimativas, o que representa um benefício direto e, em especial, para o consumidor final”.

“há anos que tento que a EMAS resolva o problema mas é pregar no deserto”

Zé LG, 26.08.22

51902550_2353321111346788_1222159826277105664_n.jp«Não é novidade, infelizmente, há anos que tento que a EMAS resolva o problema mas é pregar no deserto. As diminuições de pressão, os cortes, as reparações, acontecem nas horas de ponta. Noutros concelhos- como Oeiras - as intervenções são feitas em horas mortas, com exceção das intervenções de emergência.

Outro ponto negro é o desleixo de quem repara, relativamente à lama, terra e resíduos que entram na rede e entopem esquentadores e todos os filtros que temos nas nossas casas, incluindo torneiras de poupança.

Finalmente, há quatro anos que alerto para as perdas de água do sistema de rega junto ao parque onde vai ser construído o tribunal. Disseram-me que era com a câmara. Bom, continuam metros cúbicos a derramar para o esgoto.» António Nascimento, aqui.

EMAS de Beja associou-se ao movimento H2Off e desafia comunidade a fechar a torneira por uma hora

Zé LG, 14.03.22

H2OFF - Banner facebook-01 site 3.pngA EMAS de Beja associou-se ao movimento H2Off e desafia toda a comunidade a fechar a torneira por uma hora, sem qualquer consumo de água, entre as 22h00 e as 23h00 do dia 22 de março, num gesto deliberado e consciente, de forma a motivar à mudança consciente de comportamentos sobre o uso correto e eficiente da água, incitando à proteção e preservação da mesma.