Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

PSD apresentou e aprovou recomendação ao Governo para valorização de ZPE na Margem Esquerda do Guadiana

Nilza-de-Sena-768x432.jpgO grupo parlamentar do PSD apresentou e aprovou uma recomendação ao Governo para que este elabore o plano de gestão da Zona de Protecção Especial (ZPE) dos concelhos de Moura, Mourão, Barrancos e Serpa, na estratégia do Turismo 2027, no prazo de um ano, que estabeleça as medidas e acções de conservação, visando a compatibilização da conservação dos valores naturais com as actividades praticadas no Sítio e na ZPE”.

Recomenda aiunda que “a estratégia do Turismo 2027, que consagra a natureza como activo estratégico, contenha mecanismos de combate à sazonalidade” e que sejam criadas “medidas especiais de apoio aos agricultores e às agroindústrias existentes e às que futuramente se venham a instalar neste território, para aproveitar e incrementar o potencial do Empreendimento de Fins Múltiplos do Alqueva e a sua importância estratégica para o País”.

CIMBAL escolhe vogal no CA da ULSBA em junho

20190514163049762.jpg

Jorge Rosa, presidente do Conselho Intermunicipal da CIMBAL, explicou que agora que já está constituído, de novo, o CA da ULSBA este seria o momento oportuno para indicar o vogal dos municípios. Acrescentou que pediu aos 13 municípios para indicarem pessoas com perfil técnico/político adequado para o cargo e que a escolha será feita em junho, mês em que se realiza a próxima reunião do Conselho Intermunicipal da CIMBAL.

Pita Ameixa queixa-se de que “nos últimos anos tem havido uma menor conservação das estradas nacionais”

040620131616-871-buracoestrada.jpgPita Ameixa, presidente da Câmara Municipal de Ferreira do Alentejo, “escreveu” ao presidente do Conselho de Administração das Infraestruturas de Portugal a “apelar” para que as estradas do concelho sejam reparadas.

Pita Ameixa queixa-se de que “nos últimos anos tem havido uma menor conservação das estradas nacionais o que se traduz, actualmente, numa degradação acentuada das mesmas em geral”, apresentando o exemplo de alguns “casos gritantes”. A EN 383, no troço entre Santa Margarida do Sado e Fortes , a EN 121 que liga Ferreira do Alentejo à capital de distrito, Beja, e a ER 2 de Odivelas ao limite do concelho de Aljustrel .

Governo não avança com 2ª fase do Hospital de Beja, apesar da Recomendação da AR

Hospital-de-Beja-768x512.jpgO Programa de Investimentos na Área da Saúde (PIAS), aprovado em Conselho de Ministros e ontem publicado, pretende “alavancar o investimento, a recuperação e a melhoria de infra-estruturas e equipamentos do sector da saúde”, revela o Governo.

Fora do Programa ficou o alargamento do Hospital de Beja, apesar do Projecto de Resolução que recomenda ao Governo a construção da 2ª fase do Hospital Distrital de Beja, apresentado pelo PCP, sido aprovado pela Assembleia da República.

Face à ausência desta obra do Programa de Investimentos, João Dias, deputado do PCP eleito por Beja afirma que o Governo “despreza por completo” o distrito.

Nilza de Sena “preocupada” com poluição em Alvito e Fortes

Nilza-de-Sena-1-768x512.jpgA deputada do PSD, eleita por Beja, Nilza de Sena, questionou, em audição parlamentar, o ministro do Ambiente, sobre a poluição, que as populações de Alvito e Fortes, no concelho de Ferreira do Alentejo, dizem sentir.

A população de Alvito vive aflita com a poluição da fábrica junto aos correios (olhe que não é bem essa a localização...), cujas águas saem já putrefactas para a Ribeira de Odivelas e com gases muito nocivos à saúde, constituindo mesmo um problema de saúde pública na região”, frisa Nilza de Sena, que  questionou o Ministro do Ambiente sobre esta matéria e exige que sejam tomadas medidas que solucionem o problema.

“não parece que haja vontade política alguma para alterar o que quer que seja”

O problema do estado deprimente do hospital e da saúde do distrito, é complexo, vem bem de trás e não parece que haja vontade política alguma para alterar o que quer que seja.
A começar pelos autarcas da região, que lhe viram as costa e assobiam para o lado a dizer que esse é um assunto do poder central e que não lhes diz respeito.

Anónimo 13.04.2019 11:43, aqui.

“Os Verdes” chegaram a Beja de comboio e com uma hora de atraso

verdes.jpgO Grupo Parlamentar “Os Verdes” dedica as suas Jornadas Parlamentares, que decorrem, hoje amanhã, no distrito de Beja, ao olival intensivo e à ferrovia. “Os Verdes” decidiram vir para a capital de distrito de comboio e comprovaram os “dramas” com que se depara a população, pois chegaram com uma hora de atraso.

As Jornadas Parlamentares culminam a campanha iniciada pelo PEV, em que vários dirigentes percorreram concelhos dos 3 distritos alentejanos mais afetados, pelo olival intensivo, onde foram colocadas 500 bandeiras negras a assinalar estes locais nos distritos de Portalegre, Évora e Beja.

 

Nilza de Sena acusa Ministra da Saúde de “insensibilidade gritante”

Nilza-de-Sena-768x432.jpgA deputada do PSD eleita por Beja, Nilza de Sena, alertou para a falta de médicos, anestesistas, obstetras, ginecologistas, cardiologistas, urologistas, pediatras, cirurgiões e radiologistas, acrescentando que é “caricato” que tenham sido melhorados os equipamentos de radiologia e até imagiologia e não existam agora médicos para operar os mesmos.
Mostrando-se “indignada”, a deputada frisou, ainda, que “os tempos de espera para consulta assumem tempos incomportáveis”. Referindo-se ao exemplo da urologia, Nilza de Sena revelou que o “tempo máximo de resposta garantida” é de “278 dias” e que “aumentou 6% num ano!”. Terminou dizendo que “isto é de uma insensibilidade gritante”.

Pedro do Carmo defende respostas para os pequenos agricultores e para os territórios de baixa densidade

p carmo.jpgSegundo o deputado do PS eleito por Beja , é necessário "defender a necessidade de haver respostas para os pequenos agricultores e para os territórios de baixa densidade, com culturas e produções de pequena escala para o contexto europeu, mas de grande relevância local".
Pedro do Carmo sustenta ainda "haverem necessidades permanentes na sustentabilidade dos eco-sistemas, na manutenção das infra-estruturas rurais e nos apoios às actividades agro-alimentares que são pilares importantes da identidade das comunidades locais do Mundo Rural".

Comentários recentes

  • Anónimo

    Tristeza de comentário!

  • Anónimo

    Vamos lá ver como é que os nossos políticos e afin...

  • Anónimo

    Fartura de partidos! Tudo quanto é demais não pres...

  • Anónimo

    Tem razão! No entanto é necessário não perder voz,...

  • Anónimo

    Foram buscar o antigo imperador JR .....dizem que ...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds