Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

"Senhor perdoai-lhes que não sabem o que dizem!"

Zé LG, 19.08.22

273160253_2118218421666773_4314774936622695036_n.j«Não posso deixar de manifestar a minha indignação com a sucessão de comentários que acabo de ler, num dos posts da página oficial de facebook de uma entidade pública, a Câmara Municipal de Beja!

Já todos percebemos que a ostracização constante do executivo camarário em funções é um foco, com o objetivo muito específico de promover o desgaste e a desmotivação dos eleitos, tentando afastá-los daquilo que é o seu propósito mais importante: trabalhar pelo concelho e pelas pessoas.

Compreendemos e até desculpamos, aqueles que por falta de oportunidades, não dispõem do nível de conhecimento adequado, o que os impossibilita de acederem a alguma informação fidedigna e de analisar criticamente determinados assuntos, (incapacitando-os até, de escrever duas frases que consigamos entender) o que os daz colocar constantemente o nosso trabalho em causa.Uma espécie de desconhecimento de factos concretos e possibilidades.

E para esses, o primeiro pensamento que me ocorre é aquele do "Senhor perdoai-lhes que não sabem o que dizem!"»... Leia aqui o resto do post de Marisa Saturnino, vereadora na CMB.

Carlos Durão morreu

Zé LG, 12.08.22

Carlos Caçador Durão, Presidente da Câmara MuniMorreu ontem Carlos Caçador Durão, de 89 anos, primeiro presidente da Câmara Municipal de Barrancos, eleito democraticamente nas primeiras eleições autárquicas realizadas em dezembro de 1976. Carlos Durão presidiu à Câmara de Barrancos durante dois mandatos (1977/1979 e 1980/1982). O corpo de Carlos Durão, ficou em câmara ardente no Salão Nobre dos Paços do Município, de onde sai hoje o funeral para o Cemitério Público de Barrancos.

A Câmara Municipal de Barrancos "decretou três dias de luto municipal - 11, 12 e 13 - pelo falecimento do seu antigo presidente, Carlos Caçador Durãoreconhecendo "com apreço e gratidão a sua entrega ao nosso povo", sem esquecer "as importantes obras dos mandatos (dois) que marcaram a vida da nossa Terra".

À família e ao Município de Barrancos apresento os meus sentidos pêsames.

Joaquim Santos renuncia ao mandato de presidente da Câmara do Seixal

Zé LG, 11.08.22

274457251_366127788851245_5321233310356672316_n.jpO presidente da Câmara Municipal do Seixal, Joaquim Santos (CDU), anunciou hoje a sua renúncia de mandato, quase um ano depois de ter sido reeleito, ficando a liderar a autarquia o actual vice-presidente, Paulo Silva, explicando que terminará esta etapa de mais de 20 anos de exercício de poder local para poder voltar à sua carreira profissional, mas que ficará no cargo durante algum tempo para preparar a transição.

Joaquim Santos já tinha sido abordado na reunião do executivo municipal e não poupou críticas à oposição, “porque desde sempre têm existido tentativas de destabilizar a gestão desta autarquia”, lembrando “que já andaram a dizer que eu ia sair para o Parlamento, e agora para a Carris Metropolitana. Mas eu afirmo que vou continuar na Câmara Municipal do Seixal.”

Joaquim Cesário Cardador dos Santos, licenciado em Engenharia Civil e em Gestão, natural de Beja, foi reeleito presidente da Câmara Municipal do Seixal em setembro de 2021, pela CDU, para o terceiro mandato. A CDU elegeu ainda cinco mandatos, não tendo a maioria absoluta.

Aeroporto de Beja precisa de boas acessibilidades para que as companhias aéreas se interessem por usá-lo, segundo João Dias

Zé LG, 19.07.22

20220110185021781.jpgO deputado do PCP eleito por Beja, reuniu-se, esta manhã, com a direção do aeroporto e em jeito de balanço afirma que esta infraestrutura está subaproveitada a vários níveis e ainda que está por concluir uma grande parte do projeto, fundamental para aumentar a sua capacidade em várias vertentes. De acordo com o deputado comunista há investimentos fundamentais que têm que, ser feitos a nível das acessibilidades para que a região e o país possam tirar partido daquilo que o aeroporto de Beja pode dar.

“Não foram necessários sequer seis meses para o PS, sozinho, sem quaisquer peias ou impedimentos, mostrar a sua verdadeira natureza política”

Zé LG, 19.07.22

243330149_155201280132886_6707126606447870688_n.jp«Perante uma crescente degradação da situação económica das famílias portuguesas, motivada pelo aumento galopante dos preços, com uma inflação que devorou rapidamente a insignificante subida dos salários e das reformas, o Governo não apenas recusa o seu aumento, uma medida essencial e decisiva para fazer face à degradação das condições de vidada população, como insiste em manter normas gravosas da legislação laboral e rejeitar as soluções avançadas pelo PCP e outros setores para combate às dificuldades nos serviços públicos, em particular no Serviço Nacional de Saúde e na defesa da escola pública.»  Miguel Ramalho, presidente da União de freguesias de Santiago Maior e S. João Batista, aqui.

Bento D’Almeida morreu

Zé LG, 17.07.22

2022071515420943.nb.pngBento Nunes D`Almeida, com 100 anos, natural de Algoz, Silves, e residente em Beja há muitos anos, morreu no dia 14, no Hospital de Beja, tendo-se o funeral realizado do dia 16, para o Cemitério de Beja.

Só agora tomei conhecimento da sua morte. Bento D’Almeida, comerciante reformado, anti-fascista, foi presidente da Comissão Administrativa e eleito, nas primeiras eleições autárquicas, para a Junta de Freguesia de Santiago Maior. Conheci Bento D’Almeida há muidos anos e sempre tivemos um relacionamento cordial.

À Família, designadamente aos seus filhos, apresento os meus sentidos pêsames.

CDU preocupada arrastamento do processo das obras de reabilitação do Museu Regional de Beja

Zé LG, 10.07.22

202103191408248949.jpgOs vereadores da CDU na Câmara Municipal de Beja consideram que “este não é o tempo para avaliar das responsabilidades políticas sobre a condução deste processo” e que “mesmo considerando que as verbas inscritas no financiamento são insuficientes para fazer face às mais prementes necessidades de reabilitação e valorização deste equipamento, não é aceitável que se venham a perder as verbas já garantidas por falta de execução” e “apelam às instituições com responsabilidades no processo que desenvolvam todos os esforços no sentido de garantir um entendimento para garantir que as verbas aprovadas sejam efetivamente usadas na reabilitação do Museu Regional de Beja, equipamento cultural de extrema importância para a região”, disponibilizando-se “para colaborar em todas as ações que possam contribuir para a resolução deste impasse.” Daqui, daqui e daqui.

Odemira com abastecimento de água assegurado “nos próximos tempos”, apesar do impacto do aumento da agricultura e do turismo

Zé LG, 03.07.22

202205172034435584.jpgCom as juntas de freguesia, o município já identificou os “principais locais problemáticos, onde pode haver necessidade de abastecimento de água individual” e, caso se verifique essa situação, a água terá de ser levada "às pessoas, através dos bombeiros ou com outros recursos das juntas de freguesia ou do próprio município", disse o presidente da Câmara de Odemira.
Hélder Guerreiro disse que está a trabalhar com “as entidades públicas e privadas no estabelecimento de um pacto para o uso sustentável da água”, que estará concluído “nos próximos tempos”, que olha para para “as necessidades de consumo”, contemplando “o consumo eficiente e o uso circular da água”.
“Importa fazer um investimento na barragem de Santa Clara para que seja possível captar e levar água a uma cota mais baixa do que a cota 109, ..., para que esteja totalmente acautelada a questão do abastecimento público” e  “essa captação de água a cotas mais baixas tem como primeira prioridade assegurar o abastecimento público”.

Adeus José Brincheiro

Zé LG, 02.07.22

2022070115221879.nb.pngJosé David Brincheiro, de 76 anos, natural de Cabeça Gorda, morreu no dia 30 de Junho, no seu domicílio. O funeral realizou-se esta amanhã, da casa mortuária de Cabeça Gorda para o Crematório de Setúbal.

Fui surpreendido agora com esta triste notícia, que li no sítio da agência funerária. Há já muito tempo que não tinha notícias dele. José Brincheiro era funcionário aposentado da Casa do Povo. Foi durante vários mandatos eleito presidente da Junta de Freguesia da Cabeça Gorda, pelo PS, partido de que foi dirigente.

Conheci José Brincheiro, há muitos anos, nas lides autárquicas e, apesar de militarmos em partidos diferentes, sempre mantivemos uma relação cordial, amistosa e de respeito mútuo.

À família e ao PS apresento os meus sentidos pêsames.

João Dias fala das “dificuldades por que passamos na área da saúde no distrito de Beja”

Zé LG, 01.07.22

20220130195536716.jpg«Da falta de médicos, enfermeiros e outros profissionais de saúde, à falta de equipamentos como a ressonância magnética, da recusa em melhorar e investir no hospital de Beja e centros de saúde, passando pelo abandono de hospitais como o hospital de Serpa, até à opção para a construção de um hospital privado quando a prioridade deveria ser a de acabar com os contentores no recinto do hospital de Beja construindo a segunda fase do hospital, leva-nos a concluir que no distrito de Beja também a área da saúde tem sido alvo do mais profundo desinvestimento a que podemos assistir no nosso país.»

João Dias, Deputado do Grupo Parlamentar do PCP, aqui.

Bejense Maria da Graça Carvalho conquista prémio europeu, atribuído pela Parliament Magazine

Zé LG, 30.06.22

290748281_10220070171776839_7468064022935731707_n.

Aeurodeputada do PSD Maria da Graça Carvalho foi a vencedora dos MEP Awards, atribuídos pela Parliament Magazine, na categoria de "Futuro da UE e Inovação".

"Já tinha sido extraordinário ter sido nomeada em duas categorias e é uma grande honra acabar por vencer no 'Futuro da UE e Inovação', sobretudo por se tratar de uma nova categoria dos MEP Awards que tem muito que ver com a minha atividade e as minhas prioridades no Parlamento Europeu", disse a eurodeputada do PSD.

“Acordem, porra!”, apela Jorge Pulido Valente aos autarcas

Zé LG, 27.06.22

30727644_880493072123842_6029269712825745408_n.jpgEste alerta aos autarcas resulta da enorme preocupação com o facto de nos confrontarmos com problemas que afectam gravemente o desenvolvimento da nossa região e não vermos as câmaras municipais tomarem medidas ou iniciativas políticas para os resolver, ou, no mínimo, promoverem publicamente o debate.

E refere: Água: está em curso oprojeto “Reforço do Abastecimento de Água ao Algarve – Solução da Tomada de Água no Pomarão”que poderá ter impactos significativos nos caudais do Guadiana e nas disponibilidades de Alqueva; Mão de obra, problema que só poderá ser resolvido com a imigração; Aumento da pobreza e Pobreza energética.

Oiça e leia aqui todo o apelo

AR aprova projeto do PCP que defende valorização e reconhecimento do Ensino Superior Politécnico

Zé LG, 25.06.22

20220130195536716.jpgFoi aprovado, ontem, na Assembleia da República, o Projeto de Lei de autoria do PCP que defende a "Valorização e reconhecimento do Ensino Superior Politécnico", reconhecendo a possibilidade dos mesmos poderem passar a conferir o grau de doutor.

João Dias, deputado eleito por Beja e dos subscritores do projeto, diz que o PCP não aceita “que o Ensino Superior Politécnico continue a ser alvo de uma política de desvalorização, que entende o Ensino Superior Politécnico como um Ensino Superior de segunda categoria.

Aeroporto de Beja é “uma excelente e útil alternativa” aos de Lisboa e Faro, “em caso de necessidade e de sobrelotação”

Zé LG, 23.06.22

202104130955585272.JPGA Assembleia Municipal de Beja aprovou uma moção, proposta pela coligação Beja Consegue (PSD/CDS-PP/PPM/IL/Aliança) e aprovada por unanimidade pelos eleitos das várias forças políticas, em que, apesar de admitir que o Aeroporto de Beja “dificilmente conseguirá ser um aeroporto complementar ao de Lisboa”, os eleitos defendem que “pode ser, em caso de necessidade e de sobrelotação dos aeroportos de Lisboa e de Faro, uma excelente e útil alternativa”.

O Alentejo, “como potencial económico, precisa do aeroporto como polo de desenvolvimento e valorização da região, pois, este possui espaço suficiente para uma plataforma logística de carga aérea, tendo um elevado potencial como zona industrial”, acrescenta a Moção. Daqui e daqui.

É fundamental maior apoio à actividade dos Bombeiros, considera Vítor Picado

Zé LG, 22.06.22

OPINIAO_VITOR_PICADO-768x364.jpg«Ao nível local a Câmara Municipal de Beja deverá, inequivocamente, colocar-se ao lado dos Bombeiros Voluntários de Beja, por um lado fazendo eco destas justas reivindicações junto do Governo e, por outro, procedendo ao aumento da verba transmitida por via do apoio à atividade regular. Esta foi uma das questões que, no âmbito da preparação, discussão e votação do orçamento municipal pela qual nos batemos fortemente sendo de lamentar que o executivo municipal em permanência, tendo condições financeiras para ir mais alem, apenas tenha procedido a um aumento pouco significativo para fazer face às reais necessidades da Associação.» Vitor Picado, Vereador da CDU na Câmara Municipal de Beja, aqui.

Autarcas da CDU defendem o “adiamento” da transferência de competências e uma intervenção “mais destacada” da ANMP

Zé LG, 11.06.22

Sem nome.pngOs presidentes das Câmaras de Alcácer do Sal e Seixal, Avis, Évora, Silves e Vidigueira alertaram a ANMP para “a complexidade” da transferência de competências nas áreas da Educação, Saúde e Ação Social, que apresenta “um conjunto de inconformidades e incomportáveis encargos” que põem “em causa a sustentabilidade financeira das autarquias”.

“Os municípios signatários consideram urgente uma intervenção mais destacada da ANMP na defesa dos interesses do poder local democrático, da sua autonomia e capacidade realizadora, bem como do serviço público e funções sociais do Estado”, referindo ser positivo a realização de um encontro nacional, promovido pela ANMP e solicitaram ainda o agendamento de uma reunião com a presidente da ANMP, Luísa Salgueiro, para abordar “um conjunto de preocupações relacionadas com este processo” e procurar “as melhores soluções para responder aos problemas identificados”.

Pedro do Carmo na delegação portuguesa da Assembleia Parlamentar da CPLP

Zé LG, 06.06.22

201812162050225615.jpgO deputado socialista, eleito por Beja, Pedro do Carmo tomou posse como membro efetivo da delegação do parlamento português à Assembleia Parlamentar da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (AP-CPLP), integrando a Comissão de Economia, Ambiente e Cooperação, que reúne entre as sessões plenárias anuais desta organização. Pedro do Carmo é também presidente da Comissão Parlamentar de Agricultura e Pescas.

CDU contra amputação do projeto solar em Moura e despedimento de trabalhadores

Zé LG, 05.06.22

140620131151-375-Paineisfotovoltaicos.jpgOs vereadores da CDU frisam que perante a “omissão de informação que o PS continua a praticar na Câmara de Moura” manifestaram o seu “descontentamento” e apresentaram uma declaração onde assumem uma posição relativamente ao futuro da Lógica, em que consideram que se “deveria estar na linha da frente deste sector, utilizando os recursos de que já dispõe para voltar a inovar, crescer e contribuir para o desenvolvimento do concelho”.

Luís Rico, da CDU, assegura, ainda, que a Coligação deseja “a viabilização da Lógica” e sublinha que “não aceita soluções que passem por despedimento dos trabalhadores e tentativa de amputação do projeto solar em Moura”.

Este “não é um processo de descentralização”, porque “os municípios passam a ser secretarias dos ministérios”

Zé LG, 01.06.22

Sem nome.png

Advertindo que “o reforço de verbas, por si só, não é suficiente”, o presidente da Câmara de Évora previu que “os problemas vão manter-se” na área da Educação, pois “o Governo mantém os rácios para os assistentes operacionais”, salientando que os municípios estão impedidos de contratar funcionários “acima desse rácio”.
Na área da Saúde, “a situação está ainda mais complicada”, porque “as populações que não têm a prestação de cuidados de saúde capaz vão começar a bater à porta dos municípios para exigir aquilo que os municípios não podem dar”, denunciou Pinto de Sá, considerando que “A resposta só pode ser dada através do reforço do Serviço Nacional de Saúde [SNS], com a valorização do pessoal da saúde, para que não fuja para o estrangeiro ou para o privado, e com condições de trabalho capazes”.
O presidente da Câmara de Évora afirmou que este “não é um processo de descentralização”, alegando que “os municípios, em termos práticos, passam a ser secretarias dos ministérios, porque não têm decisão política sobre as matérias e aquilo que fazem é processar os encargos que são transferidos do Governo”.

“Algo relacionado com o cineteatro Pax- Julia não está bem”, acusa Nuno Palma Ferro

Zé LG, 01.06.22

Nuno-Palma-Ferro-768x432.jpegNuno Palma Ferro, vereador da Câmara Municipal de Beja pela Coligação “Beja Consegue” afirma que houve “falhanço do Município de Beja em garantir apoios para a programação cultural do Teatro Pax Júlia”, depois de se saber que o Pax Julia ficou de fora do primeiro concurso da Direção-Geral das Artes de apoio à programação de teatro e cineteatros para promover a “coesão territorial à cultura e às artes em Portugal”. Das 53 candidaturas entregues, a do município Bejense conseguiu “a proeza de obter a quarta pior classificação do país, com uma extraordinária pontuação de 35,31%.
De acordo com Nuno Palma Ferro, a Câmara de Beja apresentou um projeto pouco qualificado, que demonstra que algo relacionado com o cineteatro Pax- Julia não está bem e, face a isso, o Presidente devia explicar efetivamente o que aconteceu e quais as consequências deste processo, porque "a cidade deixou passar mais uma oportunidade e continua o seu processo de decadência, enquanto os outros crescem.”                           Daqui, daqui e daqui.