Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Câmara de Beja pretende “ir diretamente ao terreno e aos campos” para “para responder às necessidades sentidas” pelos imigrantes

Zé LG, 19.09.20

Paulo Arsénio, presidente da Câmara de Beja, referiu que, “em termos de relatos da PSP, não têm chegado [à Câmara Municipal] queixas de maior” relativas à população imigrante, que tem “aparecido em número expressivo em alguns pontos da cidade”.

P1090980.jpgPorque “é preciso criar condições para que estas pessoas se possam integrar o quanto possível na comunidade”, a Câmara de Beja tem estado a trabalhar em parceria com a Cáritas Diocesana no projecto “Rostos com Futuro”, “para ajudar e responder às necessidades sentidas” pelos imigrantes e apresentou uma candidatura no âmbito da integração da comunidade migrante para muito em breve “ter recursos humanos que possam ir diretamente ao terreno e aos campos de trabalho destas pessoas”, para as ajudar.

CDU acusa o Executivo da Câmara de Beja de agir à revelia da decisão unânimide da Assembleia Municipal no domínio da Educação

Zé LG, 12.09.20

29572481_1641412615952369_3034562595204790276_n VPO Executivo da Câmara de Beja PS confirmou que “já há algum tempo vinha a trabalhar em “surdina”, nomeadamente na aceitação e tratamento de questões referentes ao fornecimento de refeições, aos transportes especiais e às atividades de enriquecimento curricular”, segundo Vítor Picado, vereador da CDU, que frisa que esta atitude “revela uma total falta de respeito pelos vereadores em regime de não permanência e por toda a Assembleia Municipal que, na reunião realizada em Junho de 2020, votou por unanimidade a proposta de rejeição da aceitação das competências no domínio da Educação para o ano de 2020”.

Vítor Picado acusa “o Governo de querer transportar responsabilidades para os municípios, de qualquer forma” e o executivo na Câmara Municipal de Beja de ter voltado a prestar-lhe “vassalagem (…) sem ter medidas de garantia, (…) que podem até causar constrangimentos ao normal funcionamento das escolas”.

Mesa da Assembleia Municipal de Castro Verde constituída só por mulheres

Zé LG, 11.09.20

202009101215206832 Manuela.jpgA eleição da mesa decorreu em Sessão Pública Extraordinária realizada no Fórum Municipal de Castro Verde, na sequência da renúncia ao cargo e ao mandato de vogal neste órgão autárquico de Ana Paula Baltazar (CDU), tendo a CDU apresentado a única lista concorrente, eleita com 10 votos a favor e nove votos em branco. Para além de Manuela Florêncio, nova presidente, compõem a mesa Carolina Cabaça e Isabel Martins, como primeira e segunda secretárias, respetivamente.

Ferro Rodrigues não entende como não se retiraram lições quanto aos lares

Zé LG, 08.09.20

26722524_770x433_acf_cropped.jpg“Como é que se compreende que continuem apenas a fazer-se testes quando há pessoas que acusam positivo. Quando há uma pessoa num lar que acusa positivo, o caminho já está prejudicado, o caminho para uma vaga nesse lar já é muito forte”, afirmou o presidente da Assembleia da República, que disse ainda: “É isso que não consigo perceber porque é que não se apreenderam lições da primeira fase e não se retiraram lições para a evolução da situação em julho e em agosto, nomeadamente”.

Outra das questões levantadas pelo presidente da AR foi a fiabilidade dos dados internacionais. Ferro Rodrigues questionou como é que é possível que a China apresente diariamente sete ou oito casos de novos infetados, enquanto Portugal apresenta às vezes 300 e 400 casos, acrescentando que, se for verdadeira a informação disponibilizada pela China, Portugal tem de estudar muito a sério o que as autoridades desses países estão a fazer para aprender com elas.

Esperemos que estas questões evidentes, agora levantadas pelo presidente da Assembleia da República, sejam cabalmente esclarecidas e desses esclarecimentos sejam retiradas as devidas consequências.

“Festa do Avante” poderá “mostrar que é possível continuar com as nossas vidas”

Zé LG, 01.09.20

transferir FA.jpgA Festa do Avante, que se realiza no próximo fim-de-semana, tem este ano, gerado muita controvérsia, tendo em conta a atual situação do país, devido à Covid-19.
João Dias, deputado do PCP eleito por Beja defende que, “para além de estar a contaminar” a população, o vírus está a “matar os direitos” dos portugueses, pelo que a Festa do Avante “pode ser uma forma de mostrar que é possível “continuar com as nossas vidas e que a economia pode continuar a funcionar, perante as condições de segurança”, uma vez que está a ser preparada “em articulação com a Direção Geral da Saúde”, recordando que “nenhum evento está proibido de ser feito, apenas não foram realizados pelas organizações porque isso implica perdas”, tal como o PCP vai ter “prejuízo” com a iniciativa. Afirma ainda que a “ideia que se criou” de que a Festa do Avante é uma “excecionalidade e uma ilegalidade não é verdade”.

Pedro do Carmo defende “tratamento especial para o Baixo Alentejo” na área da Saúde

Zé LG, 19.08.20

28699329_2083259275019429_7841417096448737049_o.jpPedro do Carmo afirma que “o Covid-19 é uma enorme preocupação, mas frisa que há questões que têm que ser acauteladas”, defendendo para o distrito “mais investimento na área da saúde” e dizendo, em concreto, que “deve haver um tratamento especial para o Baixo Alentejo”. O deputado quer “a aplicação de medidas para resolver as respostas de saúde” e fala das prioridades, que passam, entre outros aspetos, “pelo reforço de mais profissionais nos lares e unidades de saúde, assim como permitir a deslocação de profissionais às extensões de saúde dos concelhos, no sentido de garantirem a assistência de que as pessoas necessitam”.

Pedro do Carmo assegura que “os dois deputados do PS, eleitos por Beja, têm feito pressão interna e junto da tutela, especialmente Telma Guerreiro que integra a Comissão Parlamentar da Saúde” e que vão “continuar a lutar por um distrito com mais qualidade nesta área”.

Paulo Arsénio reafirma que Aeroporto de Beja só tem condições “para receber voos pontuais”

Zé LG, 19.08.20

PA-1-768x432.jpg“Neste momento, em termos de passageiros, o Aeroporto de Beja, não tem condições para substituir nenhum grande aeroporto da periferia urbana”, reafirmou Paulo Arsénio, presidente da Câmara de Beja, em entrevista à Rádio Pax, porque o espaço “é muito limitado”, [apenas] existe a possibilidade “para estacionar dois ou três aviões na placa”.

Paulo Arsénio defendeu ainda que o aeroporto “não tem grandes condições para receber mais do que voos pontuais” porque é preciso “aumentar a gare e a placa” e que “está vocacionado [apenas] para matéria de manutenção e indústria aeronáutica”, mas que isso não pode ser visto como um “elefante branco, [mas sim] como uma oportunidade para a cidade de Beja”.

Paulo Arsénio considera Bairro das Pedreiras “um dos problemas mais complicados na área do concelho de Beja”

Zé LG, 13.08.20

PA-1-768x432.jpgEssa preocupação foi deixada por Paulo Arsénio, presidente da Câmara de Beja, em entrevista à Rádio Pax, a propósito do balanço do mandado autárquico.

O presidente da Câmara entende que a solução a encontrar tem de “ser com a ajuda do Governo e à escala global”, isto é uma solução que abranja também por exemplo, os concelhos de Cuba e Vidigueira, porque implica um investimento de “milhões de euros” e a autarquia “não tem capacidade nem orçamento para intervir no Bairro das Pedreiras”.

A Câmara de Beja prevê, para já,  a abertura de um contentor que servirá para dar apoio à população de âmbito escolar, serviços de emprego e segurança social.

Grande entrevista com Paulo Arsénio, na Rádio Pax

Zé LG, 11.08.20

paulo-arsénio-768x432.jpgNuma altura em que estamos a pouco mais de um ano das próximas eleições autárquicas, a Rádio Pax vai entrevistar todos os presidentes de Câmara.

É importante explicar, essencial conhecer e sobretudo, esclarecer a população sobre o futuro político da região.

O primeiro convidado, é Paulo Arsénio, presidente da Câmara de Beja.

A entrevista vai para o ar, esta tarde, às 17 horas.

PCP acusa PS de não querer Aeroporto de Beja a funcionar

Zé LG, 05.08.20

201806112220285972.JPGA Comissão Concelhia de Beja do PCP considera “inadmissível” que “o atual presidente da Câmara Municipal de Beja tenha afirmado, recentemente, que o Aeroporto de Beja não é uma alternativa exequível ao do Montijo” e “que deve servir, apenas, a manutenção e a carga, deixando de fora os voos comerciais de passageiros”. “Com estas declarações”, acusa, “o responsável da concelhia de Beja do PS quer ser mais “papista” que o próprio Governo”.

O PCP de Beja diz que Paulo Arsénio se demarcou “da posição da Ministra da Coesão Territorial, que defendeu a aposta no Aeroporto de Beja, com uma ligação ferroviária a Lisboa” e que “o PS descarta o aeroporto e nada diz sobre as obras do futuro IP8 até à fronteira de Vila Verde de Ficalho, nem mesmo sobre a ferrovia”.

O PCP diz que “mais uma vez fica claro que, quer o executivo da Câmara de Beja, quer o PS local, nada fazem para que o concelho se desenvolva, havendo uma clara falta de estratégia para o investimento”, sublinhando que “o PS, que fez contas ao investimento que os turistas podem fazer, caso optem por passar um dia no Parque dos Cinco Reis, esqueceu-se de fazer contas ao investimento que os turistas podiam fazer caso o aeroporto de Beja fosse estimulado com voos de passageiros e caso existissem bons acessos ferroviários e rodoviários”.

É tão bom ter a Câmara Municipal do mesmo partido do governo!...

Zé LG, 03.08.20

Odemira exige intervenção urgente na rede viária

imgLoader2.ashx ode.jpgA Assembleia Municipal (AM) de Odemira reiterou o seu “desagrado pela falta de compromisso” do Governo face à degradação da rede viária nacional que atravessa o concelho alentejano. Numa moção, apresentada pelos eleitos do PS e aprovada por unanimidade em reunião da (AM), os deputados municipais criticam "a evolução negativa de um processo que se arrasta há dois anos", depois de terem sido detetados problemas em vários troços que “careciam de intervenção urgente”.

A Câmara de Odemira, de maioria socialista, já mostrou "total abertura e vontade de cooperar", além de ter manifestado junto do Ministério das Infraestruturas e Habitação e da entidade gestora da rede viária nacional, a Infraestruturas de Portugal, "as suas enormes preocupações nesta matéria".

Os eleitos consideraram que “a necessidade de intervenção nestas vias impera e o território de Odemira, que tanto impacto tem no PIB nacional, tem que ser olhado de forma estratégica por quem gere as infraestruturas e economia deste país, tomando medidas de priorização de projetos e investimentos em matéria de acessibilidades”.

Luís Canena Cristina morreu

Zé LG, 28.07.20

3d041a_0a5a989b0fd44234888d524086d11652_mv2.jpgLuís António Canena Cristina, de 69 anos, natural de Quintos, faleceu no dia 23, tendo-se o funeral realizado do dia seguinte da mortuária para o cemitério de Santa Vitória.

Luís Canena Cristina foi eleito, pela CDU, na Junta de Freguesia de Santa Vitória, ao serviço da qual conduziu desde o início a ambulância, propriedade daquela Freguesia. Era um homem de uma grande dedicação ao que fazia e solidariedade para os que dos seus serviços necessitavam.

Conheci-o nos tempos a seguir ao 25 de Abril, mas há muito tempo que não tinha notícias suas. Fui agora surpreendido com a notícia da sua morte.

À família apresento os meus sentidos pêsames.

Manter as nove respostas sociais e valências do CPC de Beja são o objectivo primordial da nova Direcção

Zé LG, 23.07.20

11895002_1388127661486823_3817102323554293846_o cp"O objetivo primordial será a manutenção das nove respostas sociais e valências, tendo sempre presente a necessidade de melhorar e de inovar. Só assim poderemos assegurar à pessoa com deficiência a reabilitação funcional e psíquica, o acesso à educação e formação e a participação na vida social e profissional. É necessário assegurar a liquidez da instituição e formas alternativas de aumentar a sua sustentabilidade financeira. É imprescindível in-vestir na formação e na especialização dos nossos profissionais, no espírito de equipa e na motivação. A modernização dos serviços, a requalificação de espaços físicos, a manutenção e reforço das parcerias e a gestão da qualidade constituem-se como outros objetivos. O desafio é conseguir conciliar todos estes fatores e definir a estratégia adequada, implementá-la e monitorizá-la." - Ana Baptista, recém-eleita presidente do Centro de Paralisia Cerebral de Beja, ao Diário do Alentejo desta semana.

Ana Baptista voltou a presidir ao CPC de Beja

Zé LG, 22.07.20

No dia 6 de Julho, tomaram posse, para o Quadriénio 2020-2023, os Órgãos Sociais do Centro de Paralisia Cerebral de Beja, eleitos na Assembleia Geral Eleitoral de dia 18 de Junho.

Sem-Título-1.jpg

Mesa da Assembleia Geral

Presidente - Maria de Fátima Cortes Belchior Sousa

Vice-Presidente - Maria Dores Roque Amado

Secretária - Vera Lúcia Martins Pereira Rocha Baião

Direção

Presidente - Ana Maria Gordo Baptista

Vice-Presidente - Maria Emília Proença Mateus

Tesoureiro - Joaquim António Falé Curro

Secretária - Antonieta Guerreiro Luz Pote Francisco

Vogal - António Garcias Lopes

Suplente - Sandra Isabel Galamba Chícharo Afonso

Suplente - Jorge Miguel de Oliveira Caetano

Conselho Fiscal

Presidente - Jorge Alexandre Barrocas Freitas Jorge

Vice-Presidente - Vicente Maria Mouzinho Maurício

Secretária - Maria Filomena Colaço Matias Marujo

Suplente - António Joaquim Vargas Rodrigues

Suplente - Maria de Lurdes do Sacramento Figueira de Freitas.

Aos novos Órgãos Sociais, que felicitamos pela eleição, formulamos votos bom trabalho , para que o CPC de Beja possa prosseguir e melhorar o seu meritório trabalho.

“O que nos tem faltado é afirmação, em vez de subjugação. Chegou a hora de dizer basta!”

Zé LG, 21.07.20

imgLoader2.ashx.jpg… o Baixo Alentejo tem hoje a capacidade de dinamização da região sul, de entendimento e de projeção transfronteiriça, para criar a capitalidade de uma supra região europeia do sudoeste ibérico, nas próximas décadas. O Baixo Alentejo é sinónimo de progresso, de desenvolvimento económico e capacidade de exportação. Mesmo no contexto da região Alentejo existente, da Ccdra, o Baixo Alentejo está à frente, com enorme pujança. À nossa região falta uma liderança política para não nos ficarmos pelas estatísticas. E isso pode condicionar as opções do futuro, mesmo em termos de regionalização. O que nos tem faltado é afirmação, em vez de subjugação. Chegou a hora de dizer basta! O Baixo Alentejo vai ter aquilo que merece e vai ter que lutar por ter o seu espaço político e económico num contexto regional alargado. Tenho essa visão e tenho essa determinação. Não tenha dúvidas que assim vai ser! Mas nada se faz sozinho nem contra tudo e todos. Temos que acrescentar valor e credibilidade. E é importante que os outros atores políticos que tanto apregoam a defesa do nosso território se definam e lutem, como nós e connosco para afirmar o Baixo Alentejo. Esta não é a responsabilidade exclusiva do PS! Se tivermos que levar a região aos ombros assim o faremos, mas o correto é que quem fala também faça!”, afirmou Nelson Brito, ao Diário do Alentejo, o novo presidente da Federação de Beja do PS.

A vergonha, ou a sua falta, no discurso político

Zé LG, 01.07.20

João Português: “há decisões que deviam fazer corar de vergonha” o Governo

201904171153548799 cuba.jpg

O presidente da Câmara de Cuba mostra-se “incrédulo” com o facto, da Escola Profissional ter ficado de fora dos “equipamentos escolares para intervenções de remoção e substituição do amianto”. João Português diz que estes estabelecimentos de ensino estão a ser “discriminados” e que há decisões que deveriam fazer “corar de vergonha” os titulares das pastas da Educação e Coesão Territorial.

PSD de Beja fala em declarações “desavergonhadas” da DORBE do PCP

201903141456035856 psd.jpg

A Distrital de Beja do PSD fala, em nota de imprensa, de declarações “abusivas, demagógicas e muito desavergonhadas proferidas pela DORBE do PCP, bem como as constantes promessas «baratas» feitas pelo Partido Socialista, no que à questão das acessibilidades diz respeito.”

Assembleia Municipal de Moura tem, pela primeira vez, uma presidente

Zé LG, 17.06.20

moura-4-768x432.jpg

Paula Ramos foi eleita presidente da Assembleia Municipal de Moura, na última reunião, realizada na passada 2ª feira, no seguimento da renúncia ao mandato de Francisco Cerejo, em Fevereiro .

É natural de Moura, tem 54 anos e é professora. No seu percurso político foi Vereadora da Câmara Municipal de Moura, no mandato entre 2009 e 2013 e eleita na Assembleia Municipal desde 2013, de que era primeira secretária da Mesa.

Paula Ramos sublinhou que “sinto-me muito honrada, por ser a primeira mulher a assumir este cargo, que é muito importante nos destinos da nossa cidade” e que “Agradeço aos meus companheiros de bancada do PS, que entenderam ser este o caminho a seguir, acabando por aceitar este cargo político.”

Jorge Rosa lamenta cessação de funções de Luís Madeira como seu Chefe de Gabinete, por incompatibilidade

Zé LG, 06.06.20

202006042054412840 CMM.jpgA Câmara de Mértola comunicou “a todos os munícipes e entidades parceiras que por imposição judicial o Sr. Luís Miguel Martins Madeira dos Santos deixou de exercer as suas funções no Gabinete de Apoio aos Eleitos, como Chefe de Gabinete, no dia 26 de maio”, por incompatiblidade de funções com a de eleito da Assembleia Municipal.
Jorge Rosa, presidente da Câmara de Mértola lamenta a cessação de funções, a 26 de maio, de Luís Madeira, dizendo não concordar com a decisão e refere que Luís Madeira “sempre desempenhou com dedicação e zelo as funções que lhe foram administradas, ficando o município e o trabalho no concelho penalizado pela sua ausência”.

Paulo Arsénio vai ver como se faz recolha seletiva de resíduos urbanos no Centro Histórico

Zé LG, 05.06.20

paulo-arsénio-768x432.jpgO Presidente da Câmara Municipal de Beja, Paulo Arsénio, acompanha, esta sexta-feira, Dia Mundial do Ambiente, a partir das 19 horas, a equipa de recolha seletiva do Projeto “PAYT”, no Centro Histórico de Beja.
Recorde-se que o “PAYT”, iniciado pela autarquia em março, é um projeto da Resialentejo – Empresa Intermunicipal de Valorização de Resíduos e que inclui os municípios de Barrancos, Beja, Mértola, Moura, Ourique e Serpa.

Câmara de Beja “não se pode desresponsabilizar-se nem desculpar-se” do desordenamento e danos causados por culturas intensivas

Zé LG, 04.06.20

Os vereadores da CDU consideram que “a ocupação do espaço rural, com a plantação de culturas nas proximidades de áreas residenciais, presume, em muitos casos, violações do PDM-Plano Director Municipal, para além de constituir uma ameaça à saúde pública e um factor de desqualificação da paisagem dos núcleos urbanos do concelho”.

20190408161646116 agricultura.jpgOs danos provocados na rede concelhia de caminhos vicinais agravam o estado de conservação, comprometem a integridade física e a segurança das respetivas vias, e, a par do encerramento de caminhos, causam constrangimentos significativos, em termos de acessibilidade e mobilidade no espaço rural.
Para um conhecimento mais profundo sobre estas questões, os vereadores da CDU solicitam a “consulta dos processos”, porque “as respostas do Executivo municipal são evasivas” e este “não se pode desresponsabilizar nestas matérias, nem desculpar-se com outras instituições”.