Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Assinado hoje contrato de empreitada da ligação de Alqueva ao Monte da Rocha

Zé LG, 11.01.24

Alqueva.png“Contamos poder ter, em cerca de dois meses, obra no terreno, seguramente ainda no primeiro trimestre” de 2024, afirmou José Pedro Salema, presidente da EDIA. A assinatura do contrato da empreitada de construção do circuito hidráulico de Monte da Rocha, Ourique, e do novo bloco de rega de Messejana, no concelho de Aljustrel, ambos no distrito de Beja, vai decorrer esta quinta-feira, às 14:15, no Posto de Observação e Comando do Alqueva, localizado junto do paredão da barragem, sendo presidida pela ministra da Agricultura e da Alimentação, Maria do Céu Antunes, estando também presente o secretário de Estado do Ambiente, Hugo Pires. Aqui, aqui e aqui.

Estado aumenta capital social e faz empréstimo à EDIA

Zé LG, 06.01.24

edia.pngO Estado, único acionista da empresa, vai aumentar em mais cerca de 41 milhões de euros o capital social da EDIA e contratualizou com a empresa dois empréstimos no valor global de quase 23 milhões, para fazer face a serviço da dívida. Entretanto, no final de 2023, a empresa gestora do Alqueva, com sede em Beja, contratualizou com o Estado dois suprimentos, no global quase 23 milhões de euros, para satisfazer as suas necessidades de financiamento, nomeadamente para fazer face aos pagamentos de gastos com energia.

Alqueva vai receber maior projeto fotovoltaico flutuante da Europa

Zé LG, 11.12.23

paineis-edia.jpgJá foi lançado pela EDIA o procedimento contratual para o fornecimento, instalação e licenciamento de quatro Unidades de Produção para Autoconsumo (UPAC) junto a estações elevatórias da Rede Primária do Empreendimento de Fins Múltiplos do Alqueva (EFMA), que será o maior projeto fotovoltaico flutuante da Europa, com uma produção estimada em 90 gigawatts-hora (Gwh)/ano, energia suficiente para abastecer 2/3 da população do Baixo Alentejo. O preço base do concurso é de 45 milhões de euros.

O EFMA já conta com nove centrais fotovoltaicas em funcionamento.

EDIA assinala Dia Mundial do Solo

Zé LG, 05.12.23

202312041548357385.pngA EDIA assinala hoje o Dia Mundial do Solo, apontando a data como “uma oportunidade para refletir e consciencializar o setor agrícola, desde os decisores até aos agricultores, bem como a população em geral, para a relevância do solo como recurso natural”.
A empresa promove um dia aberto à comunidade com atividades na Unidade de Recirculação de Subprodutos de Alqueva, em Vila Nova de S. Bento, que contam com a participação de duas turmas da Escola Profissional de Agricultura de Serpa, mostrando que “é possível fazer compostagem, de forma sustentável, criando valor onde antes havia um custo, devolvendo terra à terra, vida ao solo e futuro a este recurso essencial”. Daqui e daqui.

Alqueva pode fornecer água à Andaluzia, mas a "manta é curta"

Zé LG, 17.10.23

IMG_20230903_145317-EFFECTS.jpgO presidente da EDIA, a propósito de notícias recentes, publicadas em Portugal, que dão conta de que o Parlamento Regional da Andaluzia, em Espanha, quer água do Alqueva devido à seca, disse que os pedidos de água “são, sobretudo, conversas em Espanha a tentar influenciar a opinião pública e os decisores políticos” e frisou que o assunto “tem que ser tratado ao mais alto nível” entre os dois Estados e não “através dos jornais, nem entre associações, empresas ou autonomias”.
“A água não se multiplica. Se for para um lado, há menos garantia de que fica para servir clientes no futuro. A manta é curta. Ou tapa os pés ou a cabeça”, afirmou José Pedro Salema. “Portugal deve ter em atenção os interesses dos outros, mas tem também de defender os seus e há vários problemas por resolver”, pelo que tem que fazer “uma negociação tendo em conta todos os interesses e não um isolado”, acrescentou.

EDIA apresenta “Alqueva Sustentável” na Agroglobal

Zé LG, 05.09.23

Regadio_800x800.jpgA EDIA marca presença, a partir de hoje, na Agroglobal 2023, em Santarém, com o Programa “Alqueva Sustentável”, que é “um instrumento para a promoção da sustentabilidade do setor primário da região, de cariz voluntário, que pretende ser uma porta de entrada para responder aos desafios que se colocam aos agricultores da região no caminho para a sustentabilidade das suas explorações agrícolas”.

Estado colocou mais 12,8 milhões de euros na EDIA

Zé LG, 08.08.23

Canal-de-Rega-Rogil_m-520x260.jpgA EDIA realizou um aumento de capital, no montante de 12,8 milhões de euros, através da emissão de 2,56 milhões de ações nominativas no valor de cinco euros cada, num montante total de 12.805.605 euros, a subscrever e a realizar pelo Estado, cujo objetivo é de “fazer face a despesas relacionadas com investimentos no âmbito do Programa Nacional de Regadios”.
Este é o quarto aumento de capital social da EDIA desde 2021. Em março de 2021 tinha sido feito um reforço de 40,6 milhões de euros, em agosto do mesmo ano um aumento de 7,6 milhões e no mesmo mês do ano passado um novo aumento de quatro milhões.

EDIA requalifica seis áreas piloto com arborização

Zé LG, 31.05.23

Edia.jpgA EDIA está a promover um projeto de rearborização que abrange uma área total com cerca de 30 hectares e desenvolve-se em 6 áreas piloto, em terrenos contíguos ao regadio de Alqueva, nos concelhos de Beja, Vidigueira, Serpa e Moura, e implica a intervenção em várias massas de água do Empreendimento de Fins Múltiplos de Alqueva (EFMA) e ecossistemas ribeirinhos associados.

A implementação deste modelo de intervenção promove a recuperação de paisagens naturais com técnicas de retenção de água e novas plantações que oferecem soluções para problemas de erosão provocada pela intensificação da atividade agrícola na envolvente. Oiça aqui o presidente da EDIA.