Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

André Ventura só esteve presente em duas reuniões da AM de Moura

Zé LG, 24.01.23

ANDRE-VENTURA_800x800.jpg

O presidente do Chega foi o primeiro eleito pelo seu partido à Assembleia Municipal de Moura. Só marcou presença em duas reuniões de 2021. Em 2022, realizaram-se 11 sessões da AM de Moura e André Ventura não esteve em nenhuma. De acordo com as atas, a 28 de abril, 29 de junho e 10 de novembro não se fez substituir e o lugar do eleito do Chega ficou vago. “Nas restantes sessões, por motivos profissionais, o eleito em causa evocou o regime de substituição”, confirmou o presidente da AM, José Velez. Entre essas sessões está a da discussão do Plano e Orçamento de 2023, o documento mais importante da política municipal.

Escolas Superiores do IPBeja sem direcção

Zé LG, 24.01.23

IPBeja_800x800.jpgO Conselho Geral, órgão consultivo do Instituto Politécnico de Beja (IPBeja), reuniu para analisar a situação que se vive na instituição com as demissões dos oito diretores e subdiretores das quatro escolas. Fonte do Conselho Geral revelou que “estivemos duas horas a partir pedra. Demos parecer favorável à demissão/exoneração dos oito demissionários. Foi marcada nova reunião para o próximo dia 6 de fevereiro, onde a presidente vai apresentar os novos dos diretores e subdiretores por nomeados”.

Segundo apurou o LN, haverá alguma intransigência de professores das diversas escolas do IPBeja para assumir os lugares dos seus colegas demissionários, sendo voz corrente que a presidente irá recorrer a professores externos à instituição, nomeadamente de estabelecimentos de ensino de Évora e Portalegre.

“Clarificação sobre as razões que motivaram a demissão das Direções das Escolas do IPBeja”

Zé LG, 22.01.23

IPBeja-768x576.jpgNo início do passado mês de dezembro, os oito diretores e subdiretores das quatro escolas superiores do Instituto Politécnico de Beja (IPBeja) apresentaram o pedido conjunto de demissão à presidente do IPBeja, “por discordância com as suas decisões”. Os mesmos vieram agora a púbico esclarecer a Comunidade Académica da instituição, depois de terem sido publicadas declarações de Maria de Fátima Carvalho, num documento intitulado “Clarificação sobre as razões que motivaram a demissão das Direções das Escolas do IPBeja”, em que apresentam as razões para as suas demissões: 1-As Direções das Escolas não foram ouvidas nem chamadas a participar nos documentos estruturantes para a estratégia e funcionamento da instituição nos próximos anos; 2-A Presidente do IPBeja não promoveu uma relação de diálogo, de participação/colaboração ou de trabalho em equipa para com as Direções das Escolas; e 3-A Presidência tomou decisões relativas à oferta formativa sem a participação e/ou concordância das Direções das Escolas.

Os azares de Medina

Zé LG, 20.01.23

image_2023-01-19_22-40-24.jpgDepois de terem sido tornadas públicas buscas da PJ à Câmara de Lisboa, Fernando Medina revelou: “a decisão da contratação (por ajuste direto) de Joaquim Mourão é minha”, pela sua “capacidade e obra” e “perfil adequado para a missão”, negando qualquer escolha por “critério partidário”…

Pouco tempo depois de ter sido nomeado ministro das Finanças, Fernando Medina contratou, por ajuste direto, o ex-diretor de informação da TVI Sérgio Figueiredo para prestar serviços de consultoria e acompanhamento da aplicação das políticas públicas, por dois anos, com uma remuneração de ministro, por considerar que “reúne excelentes condições para desempenhar tais funções". Depois de Sérgio Figueiredo ter desistido do lugar, em resultado da polémica que gerou a sua contratação, Medina afirmou que o lugar será ocupado por uma “pessoa com o currículo adequado” para as funções exigidas…

Mais recentemente escolheu, para secretária de Estado do Tesouro, Alexandra Reis que, pouco tempo depois de ter deixado o lugar de vogal do Conselho de Administração da TAP com 500 mil euros de indemnização, foi nomeada presidente do Conselho de Administração da NAV Portugal, de onde foi chamada para o governo. Depois de ter sido tornada pública a indemnização recebida por Fernanda Reis, Fernando Medina demitiu-a, 25 dias depois de ter tomado posse…

Como se pode ver, por estes "casinhos", Fernando Medina tem mesmo azar com as escolhas que faz… Faz as escolhas com as melhores das intenções, porque são as melhores - são do PS, conheceu-as na televisão ou são amigas -, ao ponto de não encontrar quem as substitua e acaba por ser mal compreendido…

Um em cada quatro utentes não tem médico de família no concelho de Beja

Zé LG, 17.01.23

BEJA-Hospital-Piso_800x800-160x160.jpgO concelho de Beja tem cerca de 8.000 utentes sem médico de família atribuído, revela o presidente da Câmara Municipal, admitindo a possibilidade da autarquia criar um regulamento municipal para fixar mais clínicos.

“Faltam-nos cinco médicos de família no concelho capital de distrito, o que é naturalmente muito preocupante”, o que tem igualmente repercussões no funcionamento do hospital da cidade, porque “Havendo uma boa prevenção de saúde e bons cuidados de saúde a nível primário, são também menos os casos que nos chegam aos hospitais e às urgências”, onde “começamos a ter uma situação realmente muito complexa e muito preocupante”, afirma.

Perante este quadro, o presidente da Câmara de Beja admite vir a “avançar” com a criação de um regulamento municipal para atrair e fixar mais médicos para a região, à semelhança do que sucede em municípios vizinhos, apesar de“a distribuição de médicos ao longo do território nacional é iminentemente uma competência da administração central que tem de ser salvaguardada, em primeiro lugar, pelo poder central”.

Guterres afirma que mundo está “em grave risco de ausência de lei”

Zé LG, 13.01.23

gettyimages-1235384474-612x612.jpgO secretário-geral da ONU destacou a importância do Estado de Direito para as missões de Paz no mundo e classificou-o como a primeira linha de defesa contra crimes de atrocidades, incluindo genocídio. Contudo, para António Guterres, a conjuntura internacional mostra que ainda há muito caminho para percorrer. “Estamos em grave risco do Estado de ausência de lei. Em todas as regiões do mundo, os civis sofrem os efeitos de conflitos devastadores, perda de vidas humanas, aumento da pobreza e da fome. Do desenvolvimento ilegal de armas nucleares ao uso ilegal da força, os Estados continuam a desrespeitar impunemente o direito internacional”.

Rita Marques, ex-secretária de Estado do Turismo, abdica do cargo de gestora hoteleira na Fladgate

Zé LG, 12.01.23

Sem nome (3).pngA ex-secretária de Estado do Turismo, Rita Marques já não vai desempenhar as funções de gestora hoteleira no grupo The Fladgate Partnership, que detém a empresa WoW, no Porto, anunciando que: "Entendo que não tenho condições de aceitar, nesta altura, o convite que me foi dirigido, e que previa que eu iniciasse funções a 16 de janeiro", que não esteve diretamente ligada a "qualquer papel de atribuição de incentivos financeiros ou sistemas de incentivos e benefícios fiscais de natureza contratual" com a empresa e que "Não tive qualquer intervenção direta em matéria da qual tenha resultado um benefício concreto para aquela Sociedade, já que, como é público, limitei-me a confirmar a utilidade turística a um empreendimento turístico que goza de estatuto de “Projeto de Interesse Nacional - PIN” e cuja utilidade turística tinha sido conferida antes de eu iniciar funções de Secretária de Estado".

Miguel Reis, detido por suspeitas de corrupção, renunciou ao mandato de presidente da Câmara de Espinho

Zé LG, 12.01.23

Espinho.pngMiguel Reis declara: “Na sequência das diligências efetuadas no âmbito da Operação Vórtex, tomei, de livre e espontânea vontade, a decisão de renunciar, com efeitos imediatos, ao mandato para o qual fui eleito na Câmara Municipal de Espinho e, consequentemente, nas instituições onde, por inerência de funções, representava a autarquia. Uma renúncia que se estende às funções que exercia nos diferentes níveis de organização do Partido Socialista”.

Miguel Reis espera assim “resguardar” a sua família “dos efeitos nocivos da exposição mediática” associada ao caso, focar-se na sua “plena defesa” e também “salvaguardar o normal funcionamento da instituição ‘Câmara Municipal de Espinho’”.

Bolsonaristas invadem Congresso, Palácio do Planalto e Supremo Tribunal Federal em Brasília

Zé LG, 08.01.23

Brasil.pngO grupo de apoiantes do ex-presidente brasileiro ultrapassou a barreira policial e invadiu os edifícios sede dos poderes legislativo, executivo e judicial no Brasil, num incidente comparável à invasão do Senado norte-americano, a seis de janeiro de 2021, por apoiantes de Donald Trump que não aceitaram o resultado das eleições que elegeram Joe Biden.

Podiam ao menos ser mais originais... São todos iguais, independentemente do país...