Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Mais um serviço do Hospital de Beja em risco de fechar?

Chegaram-me informações de que o Serviço de Urgência Pediátrica corre o sério risco de encerrar, porque está para breve a aposentação de mais alguns pediatras, designadamente da Chefe do Serviço, porque o serviço está a ser assegurado por profissionais que dele já estão dispensados e porque a Administração não está a conseguir contratar os profissionais necessários.

A confirmar-se esta situação, será mais uma redução das valências do Hospital de Beja e da oferta do Serviço Nacional de Saúde à região, com graves consequências para as famílias mais necessitadas, para a natalidade e a fixação de casais jovens numa região já tão despovoada e com uma baixíssima taxa de natalidade.

A situação a confirmar-se, é demasiado grave e exige da Administração do Hospital de Beja um esclarecimento público, que permita à população e às forças vivas que nisso estejam interessadas mobilizarem-se em defesa deste Serviço, determinante para o futuro da nossa região.

Afinal quantos docentes faltam no 7º A da Escola de Santa Maria?

O Ministério da Educação refere que “contactada a Direção do Agrupamento de Escolas n.º 1 de Beja, confirma-se que se encontram ainda por colocar os docentes de Educação Moral e Religiosa Católica e História (duas disciplinas e não sete).”

No comunicado dos pais e encarregados de educação é assegurado que, “apesar dos contactos insistentes junto dos Órgãos de Gestão do Agrupamento de Escolas N.º 1 de Beja, no sentido de expressar a apreensão face ao percurso académico dos alunos, aqueles têm revelado uma completa impotência e inoperância face à tentativa de resolução da situação. Até agora estão por preencher as vagas das disciplinas de Português, Inglês I, História, Complemento à Educação Artística, Cidadania e Desenvolvimento, Mundo Atual e Educação Moral e Religiosa Católica.”

Armando Varela deverá continuar vereador a tempo inteiro, contra recomendação da secção de Portalegre do PSD

varela.jpg

O social democrata Armando Varela não deverá acatar a recomendação da seção do PSD de Portalegre de “renunciar” aos pelouros que lhe foram atribuídos na sequência do acordo de governação da Câmara de Portalegre celebrado entre CLIP, CDU e PSD.

A concelhia “laranja” considera que o romper do “Acordo Tripartido”, por parte do vereador da CDU, Luís Pargana, “significa a sua dissolução e cabe ao PSD ser oposição crítica e responsável no concelho de Portalegre”.

Armando Varela afirmou que o PSD de Portalegre tem legitimidade para tomar esta posição, mas asseverou que vai colocar em primeiro lugar “os interesses de Portalegre e dos portalegrenses”.

Assembleia Municipal de Alandroal chumba empréstimo para reabilitação de arruamentos

copy_of_cronistas_ta_3_0.jpg

A Câmara Municipal de Alandroal (PS) obteve aprovação do Alentejo 2020 para uma candidatura no âmbito da Melhoria da Mobilidade Urbana e Segurança Rodoviária do Concelho de Alandroal, que envolve a reabilitação de um conjunto alargado de arruamentos da sede de concelho.

Para fazer face à contrapartida nacional deste projeto, a câmara candidatou-se à linha BEI, que assegura o financiamento a taxas de juros bonificadas, que representaria um encargo de cerca de 35 mil euros anuais, durante 15 anos, com dois anos de carência.

O acesso a esta linha de crédito tinha passado na câmara com os votos contra do vereador da CDU e do vereador do movimento independente DITA, já que o PS detém aí a maioria mas foi chumbado na Assembleia Municipal com os votos contra da CDU, do PSD e do DITA, onde o PS não tem maioria.

Câmara de Portalegre: CDU rompe acordo com CLIP e PSD

42851153_1944994142244080_5632034746033766400_n.pn

Vereador Luís Pargana alega "falta de confiança e de lealdade" para romper acordo de governação da Câmara celebrado com o CLIP e o PSD. Presidente da Câmara acusa vereador da CDU de "não conseguir trabalhar debaixo de stresse e sem alguns recursos financeiros".

Apesar de Luís Pargana ter passado para a oposição, o CLIP mantém a maioria absoluta no executivo municipal, "segurada" pelo vereador do PSD, Armando Varela.

O elenco camarário é composto por três eleitos do CLIP, dois do PS, um da CDU e outro do PSD.

Na Assembleia Municipal, presidida pelo socialista, Luís Testa, as coisas ficam mais complicadas para o CLIP, que em conjunto com o PSD, têm 14 eleitos, os mesmos que PS e CDU.

Alvitrando suspende contador de visitas

Tendo surgido dúvidas quanto à eventual contaminação de vírus dos visitantes do Alvitrando, ao comentarem alguns alvitres, pela mensagem que recebiam nos seus equipamentos, ao que parece provocada pelo contador, retirei este, por sugestão da equipa do Sapo.

Espero, com esta medida, poder retomar a relação de confiança que sempre tem existido entre o Alvitrando e os seus visitantes.

Para memória futura fica o registo de 3.204.946 visitas, desde 15-01-2011.

FOI FEITO O QUE ERA PRECISO FAZER?!

incêndio.jpg

Dói assistir a este triste "espectáculo", depois do que se passou no ano passado, das promessas de que tudo iria ser feito para evitar que se repetisse e das garantias de que tudo foi feito para travar tantos custos - humanos, sociais, ambientais, patrimoniais, económicos - provocados pelos incêndios. 

Ainda no Domingo à noite, o responsável nacional da Protecção Civil e o Ministro da Administração Interna "descansaram" as pessoas em risco, dizendo que tudo o que era possível fazer estava a ser feito e que contavam que o incêndio fosse controlado nessa noite. Entretanto, passaram mais dois dias... e já dura há 5 dias! 

Como se pode admitir que, tendo no ano passado técnicos alertado para que o próximo grande incêndio seria em Monchique, não se tivessem tomado todas as precauções - e tem-se visto que tal não aconteceu - para evitar que tal acontecesse?! Como explica o governo que, depois do que aconteceu no ano passado e de tudo o que disse, se tenha registado um incêndio destas proporções e que o mesmo não tenha sido controlado ao fim de 5 dias?! Parece-me que as condições climatéricas adversas são uma explicação mas que não explicam tudo. Exige-se, por isso e em tempo oportuno, que o governo apresente todas as explicações e tire todas as consequências de mais este drama.

ULSLA ATINGIU “LIMIAR DA RUPTURA”

201808061654481016.jpg

A Comissão de Saúde considera que “A ULSLA-Unidade de Saúde Local do Litoral Alentejano, E.P.E. atingiu o limiar da ruptura, que limita o acesso da população a cuidados de saúde condignos, especialmente devido ao défice crónico de profissionais médicos, de enfermagem, técnicos de diagnóstico e terapêutica, assistentes operacionais e assistentes técnicos. Ainda segundo a comissão “a carência dos profissionais levou ao encerramento de cerca de 30 camas em várias valências, com os utentes, por vezes, internados em condições provisórias e precárias no Serviço de Urgência”.
A estas preocupações "acresce o aumento da população durante a época balnear que coloca ainda mais pressão nos Serviços de Saúde do Litoral Alentejano".

ALENTEJO É A REGIÃO COM “MENOR DISPONIBILIDADE DE MÉDICOS” DO PAÍS

Medicos-768x512.jpg

O Relatório Primavera 2018 do Observatório Português dos Sistemas de Saúde (OPSS), confirma aquilo que é do conhecimento de todos.

O Alentejo “regista a menor disponibilidade de médicos no Serviço Nacional de Saúde por habitante, em contraste com a região de Lisboa e Vale do Tejo”.

O Alentejo apresentava no ano passado 1,4 médicos especialistas por cada mil habitantes e 0,6 médicos internos por cada mil habitantes.

Na região são apontadas carências em quase todas as áreas profissionais de saúde, desde médicos a técnicos superiores de saúde, passando pelos enfermeiros.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Esta malta da EMAS devia descansar um pouco!! Será...

  • Anónimo

    Sim, mas não tantos ….

  • Anónimo

  • Anónimo

    São tantas as campanhas, ações e divulgações da EM...

  • Anónimo

    Os presentes sobre as viaturas são feitos por pard...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds