Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Vereador do CDS da Câmara de Lisboa suspendeu mandato

Zé LG, 14.05.24

Sem nome (62).pngDepois de o PS e o Bloco de Esquerda terem defendido a sua demissão de vereador da Câmara Municipal de Lisboa, Diogo Moura (CDS), acusado pelo Ministério Público (MP) de crimes de fraude em duas eleições internas dos democratas-cristãos, acabou por, acedendo ao pedido do presidente da Câmara, Carlos Moedas, pedir a suspensão do mandato, por “não haver condições para o vereador continuar a desenvolver o seu trabalho em prol dos lisboetas”.
O MP acusou Diogo Moura, que é também vice-presidente do CDS-PP, de “dois crimes de fraude em eleições, agravados”, por ter alegadamente procurado manipular os votos de militantes em dois atos eleitorais (2019 e 2021).

"Como não ser feminista? Como não erguer a voz?"

Zé LG, 09.03.24

432148677_10219355189631006_1645467154206969203_n.jpg«Quando andava na escola primária os meninos fugiam atrás das meninas para lhes levantarem as saias. Elas gritavam. Eu encostava-me à parede do recreio, procurava a invisibilidade e, em silêncio, agradecia não ser moça do seu agrado.

A primeira vez que um homem me forçou a um beijo na boca eu tinha 8 anos. Foi na Vidigueira, à porta do café que existia em frente ao antigo edifício da rádio. Ele tinha a idade dos meus pais e eu sabia quem era. Só contei à minha mãe o ano passado. Fez-se silêncio!

 

Alentejo com “o número mais elevado de crimes" de tráfico de pessoas

Zé LG, 30.01.24

imgLoader2 (1).jpgPortugal registou 725 crimes de tráfico de pessoas entre 2008 e 2022, com um aumento de 107% entre estes dois anos, que levou à constituição de 284 arguidos, maioritariamente homens portugueses, e à condenação de 157 pessoas. A maior parte destes crimes foram registados pelas autoridades policiais na zona centro do país, área metropolitana de Lisboa e no Alentejo, com esta última região a registar “o número mais elevado de crimes”.

Esta triste classificação deve-se efectivamente a nais criminalidade ou a um controlo mais apertado por parte das entidades fiscalizadoras nesta região?

Presidente do Governo da Madeira constituído arguido e presidente da Câmara do Funchal detido

Zé LG, 25.01.24

Sem nome (2).pngMiguel Albuquerque, presidente do Governo Regional da Madeira, Conselheiro de Estado e presidente da Mesa do Congresso do PSD, foi constituído arguido pelo Ministério Público por crimes como corrupção passiva de titular de cargo político, prevaricação, abuso de poder, participação económica em negócio ou atentado contra o Estado de Direito.

O presidente da Câmara Municipal do Funchal, Pedro Calado, e dois gestores do grupo AFA foram detidos no seguimento das buscas na Madeira. Os gestores em questão são Avelino Farinha e Caldeira Costa. Os detidos são suspeitos de corrupção ativa e passiva, participação económica em negócio, prevaricação, abuso de poder e tráfico de influências.

Porque “nunca foram investigados por corrupção ou tráfico de influências”?

Zé LG, 10.12.23

Sem nome (77).png«O problema é por que é que as privatizações tiveram de ser realizadas da forma como o foram, lesando o estado português? Não deviam proteger o estado e o povo português? Interessante foi a nossa justiça nada ter investigado.

José Luís Arnaut, o antigo ministro do PSD que, até então, saltava entre o apoio jurídico às privatizações e os órgãos sociais das empresas privatizadas, é o presidente não-executivo da gestora dos aeroportos nacionais; Eduardo Catroga foi o homem do PSD que despachou a privatização da EDP, como prémio por agir em nome do Estado para vender a lucrativa empresa pública, ganhou um milionário cargo na nova EDP, já privatizada.

Perplexidade: nunca foram investigados por corrupção ou tráfico de influências, nunca tiveram a PJ ou o MP a vasculhar os seus gabinetes.» Anónimo 10.12.2023, aqui.

Tráfico de escravos na agricultura no Alentejo rendeu 7,7 milhões de euros aos traficantes

Zé LG, 10.12.23

BEJA-Operacao-PJ-vitimas_800x800.jpgRede altamente organizada e multinacional explorou em Portugal milhares de imigrantes timorenses, romenos, moldavos, indianos, ucranianos, paquistaneses e senegaleses, que viviam em condições desumanas, entre ameaças e fome. Os seus escravos, em cinco anos, permitiram à organização faturar mais de €7,7 milhões, sem declarações de IVA, IRC ou contribuições à Segurança Social. MP acusou 41 pessoas por associação criminosa, tráfico e branqueamento. Há 9 portugueses envolvidos. Ler tudo aqui.

ASAE desmantelou unidade clandestina de carne de caça

Zé LG, 01.12.23

Sem nome (75).pngA ASAE desmantelou uma unidade clandestina de armazenamento e distribuição de carne de caça, tendo apreendido duas toneladas de carne de javali e veado, no concelho de Beja, num local “registado e estruturado para armazém de fruta, não havendo qualquer garante relativo às condições técnico funcionais, nem a essencial garantia que nestas instalações se promovia um adequado tratamento das carcaças dos animais”, pelo que foram apreendidas 50 carcaças de javalis e de veados. Desta forma, a ASAE evitou que a carne entrasse no circuito comercial e no consumo público, tendo as duas toneladas de carne sido “encaminhadas para destruição” em unidade licenciada para o efeito.

PJ tenta travar tráfico de imigrantes para trabalho em explorações agrícolas no Alentejo

Zé LG, 21.11.23

202106301257163723.jpgA Polícia Judiciária, através da Unidade Nacional Contra Terrorismo, desencadeou, hoje, uma vasta operação policial envolvendo cerca de quatrocentos e oitenta operacionais, em várias localidades do Alentejo, tendo procedido à detenção fora de flagrante delito, até ao momento, de 28 homens e mulheres, suspeitos de integrarem uma estrutura criminosa dedicada à exploração do trabalho de cidadãos imigrantes, aliciados nos seus países de origem para virem trabalhar em explorações agrícolas. Os suspeitos, de nacionalidade portuguesa e estrangeira, encontram-se fortemente indiciados pela prática de crimes de associação criminosa, de tráfico de pessoas, de auxílio à imigração ilegal, de angariação de mão-se-obra ilegal, de extorsão, de branqueamento de capitais, fraude fiscal, ofensas à integridade física, posse de arma de fogo e falsificação de documentos. Daqui e daqui.

Presidente da Câmara de Gaia condenado a perda de mandato

Zé LG, 14.11.23

Sem nome (67).pngO presidente da Câmara de Vila Nova de Gaia, Eduardo Vítor Rodrigues, foi condenado a perda de mandato e ao pagamento de uma multa de 8.400 euros por usar, de forma pessoal, um veículo elétrico do município, tal como a sua mulher foi condenada pela prática do mesmo crime, com igual pena. O despacho de acusação do Ministério Público (MP) sustenta que os arguidos "decidiram usar, como se fosse seu", um veículo elétrico adquirido em regime de locação financeira por empresa municipal, na sequência de contrato de ajuste direto celebrado em 13 de outubro de 2017, "mediante o pagamento de uma renda mensal" de 614 euros.