Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

João Oliveira defendeu que o país precisa de “aumentar a produção nacional”

Zé LG, 25.01.22

202201250003033718.jpgA campanha da CDU pelo distrito de Beja passou, esta segunda-feira, por Baleizão, Serpa e terminou, em Beja, com contactos com a população no centro da cidade e um comício com João Oliveira, dirigente comunista, acompanhado pelo cabeça-de-lista João Dias e outros elementos da candidatura.

João Oliveira criticou PS e PSD por serem responsáveis pelo “rotativismo da política de direita que afundou o país” e pelo compromisso que ambos têm com o grande capital, e defendeu que “o controlo público dos setores estratégicos é fundamental para criar as condições para que o país possa desenvolver uma política de promoção da produção nacional, mas também, uma política de promoção do equilíbrio ambiental”.

João Oliveira referiu que o país precisa de “aumentar a produção nacional”, de avançar no sentido de atingir “o objetivo da soberania alimentar” e aproveitar o “investimento público que foi feito em Alqueva”, realçando que a produção deve ser diversificada, referindo-se aos “milhares de hectares de olival superintensivo” da região.

Rui Rio e João Oliveira vêm hoje a Beja apoiar os candidatos do PSD e da CDU por Beja à AR

Zé LG, 24.01.22

202112060935135355.jpgRui Rio, presidente do PSD, vai estar esta manhã na cidade de Beja no âmbito da campanha eleitoral para as eleições legislativas. A chegada de Rui Rio está prevista para as 11.00 horas, junto à Pousada de S.Francisco. Segue em uma arruada pelas Portas de Mértola, Jardim do Bacalhau e Praça da República onde se situa a sede do PSD evolta às Portas de Mértola. Participa depois num almoço com os candidatos pelo círculo eleitoral de Beja.

202201161759007497.jpg

A CDU promove, esta tarde, às 18.00 horas, no auditório do NERBE/AEBAL, um comício no âmbito da campanha eleitoral para as eleições legislativas, com a presença de João Dias, cabeça de lista da CDU por Beja e João Oliveira, que substitui Jerónimo de Sousa, que este foi submetido a uma intervenção cirúrgica.

CDU diz que “com o PS na Câmara e no Governo o concelho de Moura vai de mal a pior”

Zé LG, 21.01.22

Untitled-1-16-690x450.jpgA CDU de Moura afirma que “é com grande preocupação e com um sentido de desilusão profundo que regista mais um retrocesso para o desenvolvimento do concelho de Moura”, considerando “inadmissível e injustificada, a retirada de área de regadio no concelho de Moura, que dos, inicialmente, previstos 10.000 hectares” que passaram, depois, para 8.000 hectares e que, agora, se ficam pelos 6.600, retirando o Bloco de Moura”.
A CDU garante que “manterá uma postura de combate e de exigência na defesa dos interesses do concelho de Moura” e “exige que o compromisso do Governo do PS, em concretizar o projeto do Bloco de Rega no concelho em pleno, seja uma realidade desde já e não seja adiado para um futuro incerto”.
A autarquia de Moura realça que, perante estas notícias, manifesta “total solidariedade para com os agricultores do concelho de Moura, bem como, com toda a população afetada por esta decisão” e manifesta “o propósito de instar o Governo a rever esta situação de enorme injustiça para o território”. Leia também aqui, de onde copiei a foto.

Candidatura da CDU apresentou “Dez propostas para o distrito de Beja”

Zé LG, 12.01.22

BEJA-2022-CDU_800x800-160x160.jpgO documento da CDU denominado “Dez propostas para o distrito de Beja”  visa dar resposta e solução aos problemas e melhorar as condições de vida: 1-Promover o emprego e valorizar o trabalho e os trabalhadores, 2-Desenvolver a melhoria geral das respostas na saúde, questão cada vez mais urgente, 3-Promover uma política de mobilidade e de acessibilidade, 4-Potenciar o Aeroporto de Beja, 5-Valorização ambiental da região, salvaguarda da gestão pública da água e desenvolvimento do setor energético, 6-Desenvolver uma agricultura sustentável, amiga do ambiente, 7-Potenciar os recursos mineiros do distrito, 8-Promover o turismo e a oferta diversificada numa região única, 9-Apostar na educação, na formação e na cultura e 10-Estabelecimento de uma rede de serviços e infraestruturas sociais.

O cabeça de lista, João Dias, recorda que o “distrito pode eleger três deputados” e que “é preciso decidir quem melhor o representa”, acreditando que a “experiência e conhecimento” da CDU vai ajudar a "escolher o voto na Coligação". 

Leia e oiça também aqui e aqui.

“não é deste modo que se promove a componente social do Estado Democrático”, diz Vitor Picado

Zé LG, 07.01.22

OPINIAO_VITOR_PICADO-768x364.jpg«... Não se questiona a necessidade de uma revisão da legislação de tributação do património imobiliário das pessoas singulares, nomeadamente no que respeita à habitação própria e permanente, porém, não será certamente esta medida a mais adequada a uma tributação justa e equitativa.

São estas as razões que determinou que o Grupo da CDU na Câmara e na Assembleia Municipal votasse contra a medida apresentada pelo atual Executivo PS, por entender que não é deste modo que se promove a componente social do Estado Democrático, tão fragilizada, particularmente nos últimos anos, com as assimetrias sociais a crescer e as bolsas de pobreza a aumentar de forma gradual e progressiva. A centralidade necessária está na adoção de opções políticas de natureza social, económica e distributiva diferentes das seguidas, que diminuam as assimetrias sociais e regionais e promovam o emprego e o desenvolvimento real das pessoas e dos territórios.»

Vitor Picado, Vereador da CDU na Câmara Municipal de Beja, aqui.

CDU apresentou propostas para viabilização do Orçamento do Município de Moura

Zé LG, 05.01.22

orca-1-690x450.jpgOs eleitos da CDU na Assembleia Municipal e na Câmara Municipal de Moura, votaram contra o Orçamento e as Grandes opções do Plano para 2022, tal como tinham feito em 2019, 2020 e 2021.

No âmbito de uma postura construtiva e da defesa dos interesses dos habitantes do concelho de Moura, a CDU apresentou à Câmara Municipal, seis propostas para a viabilização do Orçamento e Grandes opções do Plano para 2022. Tratam-se de “propostas realistas, de interesse comum e financeiramente sustentáveis, pois não aumentam a despesa prevista no orçamento” e que “não pretendem intervir em opções fundamentais e não traduzem, na sua totalidade, o que seria um orçamento elaborado sob a responsabilidade da CDU”.

Além disso, a CDU apresentou, também, quatro recomendações sobre a gestão do município e proposta para a viabilização do Mapa de Pessoal e afirma, ainda, estar “disponível para reuniões de trabalho que permitam melhorar o orçamento e plano para 2022”.

“Pretensa descentralização representa um agravamento substancial das condições e da capacidade de atuação das autarquias”

Zé LG, 30.12.21

201904171153548799.jpg«A atribuição de novas competências só se justifica se for para melhorar a prestação dos serviços públicos e das funções sociais do Estado. Não é aceitável que transferir competências seja apenas o despejar nas autarquias a responsabilidade de serviços públicos degradados por anos de opções políticas contrárias às suas necessidades, com gravíssimos problemas de falta de pessoal e de meios.

As eleições legislativas antecipadas que se vão realizar no próximo dia 30 de Janeiro são um momento para afirmar que é necessário prosseguir um processo de descentralização sério que cumpra os princípios constitucionais que enquadram o Poder Local Democrático: autonomia, descentralização e subsidiaridade, garantindo a prossecução das funções sociais do Estado e a universalidade do acesso das populações aos serviços públicos, mediante a justa e adequada repartição de competências e dos recursos públicos entre o Estado central e as autarquias.»

João Português, Presidente da Câmara Municipal de Cuba, aqui.

CDU promoveu audição pública nas Portas de Mértola

Zé LG, 18.12.21

202112171123132132.jpgSob o lema “Alternativa política que o distrito, os trabalhadores e as populações precisam!” esta iniciativa contou com a presença de João Dias, cabeça de lista da CDU pelo círculo de Beja, nas legislativas de 2022.
Tratou-se de uma iniciativa que surgiu no âmbito das eleições legislativas marcadas para o dia 30 de janeiro. 

CDU abandona assembleias de duas uniões das freguesias de Évora, em protesto contra o método de eleição dos executivos

Zé LG, 07.12.21

év.pngOs eleitos da CDU abandonaram as mais recentes reuniões extraordinárias das assembleias das uniões das freguesias do Bacelo e Senhora da Saúde e de Malagueira e Horta das Figueiras, em Évora, lideradas pelo PS, por não reconhecerem a legitimidade política dos órgãos constituídos e dos atos por si praticados.
A CDU apresentou uma ação no Tribunal Administrativo e Fiscal de Beja na qual contesta o método utilizado para a constituição dos órgãos executivos nestas duas uniões de freguesias de Évora, que levou a que o PS que ganhou as duas autarquias com maioria relativa (quatro eleitos) e ambos os executivos foram constituídos com cinco elementos do PS.

CDU “é a vacina política eficaz para evitar a maioria absoluta ao PS”, afirma Jerónimo de Sousa

Zé LG, 06.12.21

202112051621185730.jpgA CDU é “como uma vacina. É a mais eficaz vacina política para impedir o regresso da direita ao poder e a maioria absoluta ao PS”, afirmou Jerónimo de Sousa, secretário-geral do PCP, ontem, em Beja, frisando ainda que “O país precisa de um reforço de votação na CDU”. É com “o trabalho feito” que vai voltar a eleger e porque “é uma força política que tem soluções para os problemas” que continuam sem resposta nas mais diversas áreas, desde as sociais à saúde.

João Dias, o cabeça de lista da CDU, explicou que o PS “fala em contas certas”, mas que as mesmas só estariam “certas se neste território estivessem resolvidas as suas diversas necessidades”, entre elas, as acessibilidades e o investimento na saúde. Prosseguiu identificando os vários aspetos onde o PCP interveio no Parlamento, nestes últimos dois anos, esclarecendo porque deve a CDU, no distrito, merecer a confiança dos eleitores.

CDU apresentou lista de candidatos à AR, pelo círculo eleitoral de Beja, e conta com Jerónimo de Sousa em almoço em Beja

Zé LG, 03.12.21

BEJA-CDU-Legislativas_800x800.jpgA Coligação Democrática Unitária (CDU) apresentou a lista de candidatos e mandatário pelo Círculo de Beja às Legislativas de 30 de janeiro de 2022.

João Dias, actual deputado, é de novo o cabeça de lista da CDU. Tomé Pires, ex-presidente da Câmara de Serpa e atual presidente da Assembleia Municipal, é o número dois e Sara Ramos, vereadora da Câmara de Odemira fecha a lista efetivos. Como suplentes surgem João Daniel, um trabalhador mineiro, Telma Saião, dos Verdes e Helena Pais, eleita da Assembleia Municipal de Moura. João Português, presidente da Câmara de Cuba, é o mandatário da candidatura.

Está agendado para este domingo, dia 5, para as instalações do NERBE, um almoço de apoio à candidatura, que conta com a participação de Jerónimo de Sousa, secretário-geral do PCP.

Helena Neves é a cabeça de lista da CDU à AR, pelo círculo eleitoral de Portalegre

Zé LG, 02.12.21

262108089_4642369819173152_8030599175372550788_n.pHelena Neves, de 38 anos de idade, coordenadora da União de Sindicatos do Norte Alentejano (USNA), é a cabeça de lista da CDU pelo círculo eleitoral de Portalegre às eleições legislativas de 30 de Janeiro de 2022.

Dirigente do STAL e do Conselho Nacional da CGTP-IN, a bióloga Helena Neves, foi responsável pelo Gabinete Técnico Florestal da Câmara de Avis, entre 2010 e 2015, foi eleita na Assembleia Municipal de Avis entre 2009 e 2013 e integra a Direção da Organização Regional de Portalegre e o Comité Central do PCP.

João Oliveira, líder parlamentar do PCP, volta a encabeçar a lista de candidatos da CDU pelo círculo de Évora

Zé LG, 28.11.21

260499632_4758054704252856_5673976575393892215_n.jJoão Oliveira tem 42 anos e é Advogado. Foi membro do Senado da Universidade de Coimbra, da Direcção-Geral da Associação Académica de Coimbra (AAC), da Direcção do Núcleo de Estudantes de Direito da AAC, da Direcção da Associação de Estudantes da Escola Secundária Severim de Faria e do seu Conselho de Escola.

É membro da Comissão Política do Comité Central do PCP, Deputado do PCP à Assembleia da República desde a X Legislatura e presidente do Grupo Parlamentar do PCP. Foi membro da Assembleia de Freguesia da Horta das Figueiras (Évora).

João Dias volta a encabeçar a lista de candidatos da CDU à AR, pelo círculo de Beja

Zé LG, 25.11.21

260182160_4758054287586231_2108960994755826333_n.jJoão Dias tem 47 Anos, é Enfermeiro, Especialista em Enfermagem de Reabilitação, Professor convidado na Universidade de Évora, na Universidade de Coimbra e na Escola Superior de Enfermagem São José de Cluny, no Funchal, e co-fundador da ELCOS.

É membro da Direcção da Organização Regional de Beja do PCP, Deputado do PCP à Assembleia da República na XIII e XIV Legislaturas e eleito da CDU na Assembleia Municipal de Beja.

Neste mandato é Vodka com Laranja. No anterior foi Rosa com Laranja.

Zé LG, 17.10.21

pcp-psd1.jpg"Anda por aí um grande alvoroço por o PSD/Beja ter dado a mão ao PCP na Junta da União de Freguesias de SJB e Santiago Maior. O elenco ficará 3(PCP) e 2 (PSD).
Não percebo este alvoroço. Aqui por Beja o PSD sempre gostou de fazer alianças com o PCP. É conhecida a minha posição – frontalmente contra – pois nunca foi dado nada em troca, mais parecendo que os eleitos do PSD queriam ir, de qualquer forma, ao pote dos cargos remunerados. Nunca percebi o que é que o PSD andou a fazer e quais foram as propostas e posições dos seus eleitos nos executivos dos quais fez parte.
Também há 4 anos o PSD integrou o executivo da mesma Junta, desta vez dando a mão ao PS. Não me recordo de ter lido grandes opiniões sobre o assunto.
Passaram 4 anos, o PS foi o que se viu, perdão, o que não se viu, e o PSD continuou desaparecido. Os socialistas governaram como quiseram e desconheço se houve algum tipo de oposição nos diversos órgãos." … João Espinho, na sua Praça da República.

Gosto de Vodka com Laranja, mas não na política

Zé LG, 14.10.21

logo_i.jpgDesconheço como chegaram ao entendimento da CDU com a coligação liderada pelo PSD para o Executivo da União de Freguesias de Santiago Maior e São João Baptista. Não sei se foram estabelecidos contactos com o PS e se este se escusou a participar no Executivo. Se tal aconteceu, foi uma opção sua, de que discordo mas tenho de aceitar. Se tal não aconteceu e o PS foi colocado à margem das negociações, considero um erro estratégico profundo, porque, se é verdade que, a nível local, o principal concorrente da CDU em Beja é o PS, não é menos verdade que a nível local foi criado um entendimento histórico entre as duas forças, que tudo deve ser feito para manter, para assegurar a governação do país.

CDU conquista freguesia de Comenda, depois de empate com o PS

Zé LG, 11.10.21

meas-de-voto_800x800.jpgA CDU venceu este domingo as eleições para a Assembleia de Freguesia de Comenda, concelho de Gavião, depois do empate registado entre a CDU e o PS (195 votos), no dia 26 de setembro, que obrigou á repetição do ato eleitoral.

A lista da CDU, encabeçada por Abílio Mendes, obteve 236 votos, contra os 212 conseguidos pela lista do PS, liderada pelo atual presidente da Junta de Freguesia da Comenda, Carlos Alexandre.

A outra candidatura à Assembleia de Freguesia de Comenda protagoniza pelo PSD, e encabeçada por Tiago Mendes, teve 20 votos.

Na repetição do ato eleitoral naquela freguesia, dos 651 eleitores inscritos, votaram 472, tendo-se registado três votos em branco e um nulo.

Abílio Fernandes recebe Doutoramento Honoris Causa pela Universidade de Évora

Zé LG, 10.10.21

abilio_fernandes-678x381.jpegO Doutoramento Honoris Causa pela Universidade de Évora a Abílio Fernandes, antigo presidente da câmara deste concelho, vai ser outorgado na próxima quinta-feira, às 11:00, na sala de atos do Colégio do Espírito Santo, após a pandemia de covid-19 ter adiado a cerimónia. O discurso laudatório vai estar a cargo de Rui Namorado Rosa, professor emérito da Universidade de Évora.

Abílio Miguel Joaquim Dias Fernandes, de 83 anos, natural de Moçambique, é licenciado em Finanças pelo Instituto Superior de Ciências Económicas e Financeiras de Lisboa e foi presidente da Câmara de Évora durante 25 anos, entre 1976 e 2001. A reitora da UÉ, Ana Costa Freitas, salientou que o autarca “teve um contributo inegável, a seguir ao 25 de Abril de 1974, para a afirmação do Poder Local”. O centro histórico de Évora foi reconhecido em 25 de novembro de 1986 como Património Mundial pela UNESCO.

Candidatura da CDU à Autarquia de Beja aposta na “Melhoria dos serviços do Município”

Zé LG, 21.09.21

Criar melhores condições de trabalho como meio de qualificação dos serviços

Alvitrando 21.09 foto.jpg

> Zelar pela aplicação do princípio de que os trabalhadores do Município constituem a base essencial de concretização de qualquer política autárquica e são o rosto dos serviços prestados à comunidade;

> Assumir que é determinante a melhoria contínua das condições de trabalho, o envolvimento dos trabalhadores nos processos de organização do trabalho e de concretização de objetivos;

> Implementar um sistema de higiene e segurança no trabalho que venha a reforçar a componente da saúde ocupacional e bem-estar…;

> Criar uma lavandaria no Parque de Materiais…;

> Construir balneários no Parque de Materiais e requalificar as instalações sanitárias do Parque de Materiais, Viveiro Municipal, Jardim Público, Cemitério;

> Requalificar a “Casa da Varredura”, para dotar o espaço de condições mínimas para acolher os trabalhadores e melhorar o edifício da oficina de pintura…;

> Prosseguir com a remoção do amianto nas instalações – oficinas – do Parque de Materiais e reforçar a aquisição de equipamentos de proteção individual…

Texto da responsabilidade da candidatura da CDU à Autarquia de Beja.

“Odemira precisa de pessoas que se dediquem a tempo inteiro e com o coração a este concelho”, diz Justino Santos

Zé LG, 20.09.21

Justino.PNGJustino Santos foi o primeiro presidente da Câmara de Odemira eleito democraticamente, em 1976, conheceu o concelho na miséria, ficou por lá e ergueu-o. Chegou a Odemira e encontrou um território “infernal”. “As pessoas viviam perfeitamente isoladas. Havia zero”. Apesar do concelho de Odemira ter “o tamanho do distrito de Viana do Castelo”, nele “não havia nada”, quase a totalidade da população não tinha água, saneamento, eletricidade, o analfabetismo era a regra e os conceitos de estrada e telefone não passavam de ilusões.
Hoje, o médico Justino Engana, é “extremamente crítico da atuação” do executivo do município, liderado pelo PS, e disse que há necessidade de mais médicos, mais acessos, mais habitação e também queria que as infraestruturas que deixou “funcionassem minimamente”, já que agora “a água falta permanentemente” e “as estradas estão esburacadas”. “Odemira precisa de muita coisa. Precisa de inovação. Precisa de pessoas que se dediquem a tempo inteiro e com o coração a este concelho (…). Podia estar hoje numa situação vantajosa se tivessem tomado outras medidas”, completou.