Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

O distrito de Beja precisa de mais força da CDU, afirmou Paulo Raimundo

Zé LG, 03.03.24

202403022334444020.jpg“O Alentejo e o distrito de Beja precisa de mais força da CDU. Precisa de eleger, e vai eleger, o João Dias. Ao contrário dos deputados do PS e do PSD, nunca faltou a nenhuma chamada das populações lá onde foi preciso estar”, garantiu Paulo Raimundo, ontem em Beja.
O secretário-geral do PCP criticou os partidos de direita pelas posições sobre imigração, denunciando “Os discursos do ódio, do racismo e da discriminação que têm vindo a aumentar, mais não fazem do que querer desviar as atenções dos reais problemas e dos responsáveis que meteram milhares de cidadãos portugueses para fora do seu país”, e apelou ao pleno reconhecimento dos direitos dos imigrantes.

Paulo Raimundo lembrou responsabilidade do PS na falta de obras no IP8

Zé LG, 02.03.24

pr (2).pngO secretário-geral do PCP, junto a um viaduto incompleto e sem avanços desde 2012, destacou hoje a “quota de responsabilidade” do líder do PS, Pedro Nuno Santos, enquanto ex-ministro das Infraestruturas, na falta de conclusão das obras do IP8 no Alentejo e assinalou o prejuízo para a região. “O que aconteceu foi que PSD e CDS pararam a obra e o PS agarrou nessa bandeira e manteve isto tal como está. É uma vergonha e uma afronta a toda a gente que vive no distrito de Beja e no Alentejo”. Daqui e daqui.

Comemorações dos 50 anos do 25 de Abril começam hoje em Beja

Zé LG, 01.03.24

202402281957325795 (1).pngEm Beja, o programa das comemorações dos 50 anos do 25 de Abril começa, hoje, pelas 19.00 horas, no Centro UNESCO, com a inauguração da exposição “1994 Memórias do 25 de Abril em Beja - Concurso de Cartazes dos 20 anos”.
O programa estende-se ao longo de todo o ano, terminando em 21 de dezembro de 2024, com um grande espetáculo no Pax Julia. Ao longo destes meses é apresentado num um vasto e diversificado conjunto de iniciativas, gratuitas e abertas à população.

Baja TT Montes Alentejanos arranca esta tarde em Beja

Zé LG, 01.03.24

Moto.png

Quad.png

A temporada 2024 do CNTT arranca com a sempre espetacular Baja TT Montes Alentejanos. São 114 os pilotos inscritos, repartidos pelas categorias Moto (45), Quad (17) e SSV (52). Todos vão ter pela frente um percurso de 359,90 km no total, com essa distância a ser repartida por três dias e dos quais 288,65 km serão disputados contra o cronómetro. Os campeões 2023, António Maio na competição Moto e Luis Fernandes entre os Quad, ambos em Yamaha, apresentam-se na defesa dos respetivos títulos. Veja aqui os horários completos e destaques.

Cabeças de listas por Beja debateram propostas para a região

Zé LG, 29.02.24

Sem nome (26).pngA Rádio Pax realizou o 1º grande debate com os cabeças de lista dos partidos com representação parlamentar às Legislativas pelo círculo de Beja.
No final, João Dias afirmou que o trabalho desenvolvido pela CDU na Assembleia da República “merece a confiança dos eleitores”, Ana Paula Pereira assegurou que a IL pretende ser “a voz da mudança no distrito de Beja”, Luís Coentro, do PAN, lembrou os 50 anos do 25 de abril para defender o “desenvolvimento sustentável” para a região, José Esteves, do BE, pretende “lutar” pela região e afastar os “velhos políticos” que prometeram e não cumpriram, Fausto Fialho aponta o Livre como uma alternativa de esquerda aos partidos “com discursos mais arcaicos” que pretendem “retirar direitos quando chegarem ao poder”, Diva Ribeiro disse que um voto no Chega fará a “verdadeira mudança que o distrito de Beja merece”, Gonçalo Valente, da AD, garantiu que será a “voz” do Baixo Alentejo na AR e que colocará os interesses da região à frente dos do partido, Nelson Brito e defendeu o voto no PS como a garantia da “execução de tudo aquilo que os baixo alentejanos têm ambicionado”.