Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Os novos donos do Alentejo com mais de 65% dos olivais da região

Zé LG Zé LG, 17.01.20

img_797x448$2020_01_16_09_55_33_615825.jpg

Cerca de 70% do território agrícola da região de Alqueva mudou de mãos nos últimos dez anos - e o Alentejo passou de celeiro a olival da nação. O antigo terratenente seareiro cedeu lugar a um novo megalatifúndio assente em fundos  internacionais, com seis grandes grupos a deter ou a gerir mais de 65% dos olivais da região. São eles os grandes beneficiários do maior investimento público alguma vez realizado na agricultura portuguesa: 2,5 mil milhões de euros. Ao mesmo tempo que escasseia, a terra irrigada por Alqueva está a sofrer uma pressão sem precedentes, com o preço do hectare a crescer seis vezes em 15 anos. Neste período, graças aos novos olivais alentejanos, Portugal passou de importador crónico a quinto maior exportador mundial de azeite. E, segundo a Comissão Europeia, o olival português poderá aumentar 88% até 2030. Mas isso teve consequências sociais e ambientais. Este é o primeiro de três capítulos de uma reportagem realizada ao abrigo de uma bolsa de investigação jornalística da Fundação Calouste Gulbenkian

Concurso Internacional de Azeites Virgem Extra – Prémio CA Ovibeja recebe amostras de vários países

Zé LG Zé LG, 09.01.20

202001072235076048.jpgO secretariado do 10º Concurso Internacional de Azeites Virgem Extra – Prémio CA Ovibeja já está a receber amostras de azeites de vários países do mundo, avança a ACOS. Os azeites a concurso devem ser entregues até ao dia 20 de março.
“Na prova final, os azeites a concurso são avaliados por um júri internacional para apurar o 1º, 2º e 3º prémios em cada categoria e menções honrosas para o 4º, 5º e 6º azeites mais pontuados”. “A entrega dos prémios vai realizar-se durante a 37ª Ovibeja que vai decorrer de 29 de abril a 3 de maio”.

“Um verdadeiro caos ambiental poderá ocorrer ao não haver onde colocar aquele bagaço de azeitona”

Zé LG Zé LG, 10.12.19

As três grandes unidades de receção de bagaço de azeitona proveniente dos lagares que processam toda a azeitona produzida no Alentejo já têm grande parte da sua capacidade estática de armazenamento esgotada. O alerta é da Confragi que refere ainda que “falta muito pouco para que todo o setor paralise, desde a apanha de azeitona aos lagares que a transformam, facto que a verificar-se poderá provocar prejuízos incalculáveis aos agricultores e empresas ligadas ao setor”.

P1060207.JPG

Jornadas Olivum no “Dia Mundial da Oliveira”

Zé LG Zé LG, 26.11.19

201911221137199553.jpgO auditório do NERBE/AEBAL recebe, hoje, 26, as VI Jornadas Olivum, coincidindo com a data recentemente proposta pela UNESCO para se tornar “Dia Mundial da Oliveira”.

“Inovação e Sustentabilidade do Olival”, “Fertirrigação racional do olival” e “Estratégias e Desafios do Sector do Azeite” são temas a abordar nestas Jornadas que tem como ponto alto a apresentação do estudo “Alentejo: a liderar a olivicultura moderna internacional”.

As jornadas terminam com a apresentação do livro “A Olivicultra Internacional-Difusão histórica, análise estratégica e visão descritiva”.

"TRILOGIA MEDITERRÂNEA: O Pão, O Vinho e o Azeite" em debate em Alvito

Zé LG Zé LG, 31.10.19

triologia.jpg

Estudos Gerais de Alvito promovem uma conferência no Centro Cultural de Alvito

TRILOGIA MEDITERRÂNEA: O Pão, O Vinho e o Azeite

programa:

1 de novembro

14h30: Sessão de Abertura António Lamas, Ana Paula Amendoeira, António João Valério

15h00: Introdução ao tema Jorge Gaspar

15h15: O património arqueológico João Luís Cardoso

15h45: A herança islâmica Santiago Macias

16h15: Arquiteturas José Manuel Fernandes

16h45: Café

17h15: A centralidade de Alvito: a trilogia no tempo e no espaço de Alvito António J. Valério

2 de novembro

A trilogia em Portugal e no Alentejo

9h30: A trilogia à mesa Virgílio Gomes

10h00: O pão Mário Rolando

10h30: O vinho Virgílio Loureiro

11h00: Café

11h30: O azeite José Gouveia

12h00: Colóquio

13h00: Almoço

15h00: O vinho na literatura Ana Luísa Vilela

15h30: O pão e o azeite na literatura Artur Anselmo

16h00: As dimensões sacras da trilogia António Marques Miguel

16h30: A trilogia e a saúde José Canas da Silva

17h00: Colóquio

18h00: Encerramento

Ministro da Agricultura nas comemorações dos 65 anos da CAMB

Zé LG Zé LG, 27.09.19

logo2.png

Dia: 27 de setembro de 2019 (sexta-feira) | Horário: 16h00

Local: Cooperativa Moura Barrancos, Moura

Programa previsto:

16h00: Boas vindas pelo Presidente do Conselho de Administração, José Garcia Duarte

16h30: Professor Jose Humanes – História do Olival na Região de Moura

17h00: Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Luís Capoulas Santos

17h30: Apresentação da nova imagem institucional da Cooperativa Agrícola de Moura e Barrancos

17h45: Tiborna com Azeite de Moura e Branco de Honra

UCASUL ofrece ambulância aos Bombeiros de Alvito

Zé LG Zé LG, 20.06.19

A UCASUL - União de Cooperativas Agrícolas do Sul - ofereceu à Associação de Bombeiros Voluntários de Alvito uma ambulância destinada ao transporte de doentes, que também pode atuar em caso de emergência médica, porque  está equipada com todos os acessórios necessários.

64658210_1065216883677336_823036169091547136_n.jpgO Presidente da Assembleia Geral, Francisco Trindade, o Comandante dos Bombeiros, António Piteira e o Presidente da Associação, António Valério manifestaram enorme gratidão ao Sr. Aníbal Martins, diretor da empresa, por tal oferta às populações de Alvito e Vila Nova da Baronia.

Pedro do Carmo contra Capoulas Santos?

Zé LG Zé LG, 17.06.19

pedro-do-carmo-AR2-768x432.jpgO deputado do PS eleito por Beja interveio a favor do olival, durante o debate realizado na Assembleia da República, marcado pelo Partido Ecologista “Os Verdes” (PEV), com o tema “travar as culturas intensivas e superintensivas”, considerando que a plantação de olival no Alentejo “cria emprego e fixa população jovem e qualificada nos territórios do interior” e que o Baixo Alentejo “é hoje uma das regiões do país que mais contribui para as nossas exportações” fruto dos investimentos realizados.

No mesmo debate, afirmou o ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural: “Determinei, no atual quadro comunitário de apoio, que não haverá no perímetro de Alqueva mais apoios ao investimento para a instalação de olivais e de agro-industrias associadas ao olival, porque temos capacidade de laboração suficiente”.

Governo corta apoios ao investimento para a instalação de olivais e lagares no perímetro de Alqueva

Zé LG Zé LG, 13.06.19

O Governo anunciou esta quarta-feira que vai suspender apoio ao investimento em olival na região do Alqueva e delimitar as manchas contínuas para proteção da biodiversidade. Luís Capoulas Santos, considera que as implicações do olival têm sido “distorcidas” pela opinião pública e não têm as pressões ambientais que lhe são atribuídas.

Olival.JPG

“Determinei, no atual quadro comunitário de apoio, que não haverá no perímetro de Alqueva mais apoios ao investimento para a instalação de olivais e de agro-industrias associadas ao olival, porque temos capacidade de laboração suficiente”, afirmou o ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, no debate marcado de urgência pelo Partido Ecologista “Os Verdes” (PEV), com o tema “travar as culturas intensivas e superintensivas”.

Agricultores garantem que “intensificação da cultura do olival não descura processos ecológicos”

Zé LG Zé LG, 05.06.19

Olival-ABORO-660x330.jpgA Federação das Associações de Agricultores do Baixo Alentejo e a Olivum — Associação de Olivicultores do Sul rebatem, em conjunto, declarações veiculadas junto da opinião pública por parte de “organizações ambientalistas, partidos políticos e jornalistas, que, por falta de conhecimento ou por razões ocultas, estão a promover a desinformação e a colocar em causa o trabalho e o contributo positivo dos agricultores para a dinamização da agricultura, para o desenvolvimento da região e para o combate às alterações climáticas”.

Explicam aqueles agricultores que “sem água não há biodiversidade, nem condições de deter o avanço da desertificação. Entre outras variáveis, o aumento da temperatura e a perda de humidade no solo são contrariados através da arborização, onde se integra a oliveira”.

Leia tudo aqui.