Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Câmara de Aljustrel quer ampliar o Centro Escolar Vipasca

Alj-768x432.jpg

O projecto da empreitada está a ser concluído e será candidatado ao Programa Operacional Regional Alentejo- Alentejo 2020, com “o investimento total estimado do projecto é de 1 milhão e 439 mil euros”.

Nelson Brito, presidente da Câmara de Aljustrel, explicou que as intervenções vêm dar resposta “de qualidade e conforto [aos alunos]”, ao mesmo tempo e que criam “novos espaços que permitem a dinamização de actividades e aulas extra curriculares reservadas à criatividade e às artes”.

CDU vota contra Grandes Opções do Plano da Câmara de Moura

201811021612245695.jpg

Os vereadores eleitos pela CDU na Câmara Municipal de Moura votaram contra as Grandes Opções do Plano e Orçamento do Município para 2019, porque nenhuma das suas propostas foi incluída naqueles documentos e porque “não se vislumbra qualquer nova visão estratégica para o concelho”.

Segundo a CDU “a inércia e a falta de estratégia do executivo municipal do PS leva a que estas Grandes Opções do Plano fiquem aquém do que é necessário para o concelho de Moura” e que se mantenha uma “orientação que vai do assistencialismo à injustiça social, de que são exemplos os incentivos à natalidade e a redução na participação variável no IRS que beneficia as pessoas com mais rendimentos”.

A Concelhia de Moura da CDU reafirma a sua disponibilidade para intervir de forma construtiva, dando os seus contributos e apresentando as propostas que considera importantes para o concelho.

ACTUALIZAÇÃO: O PS já reagiu a estas críticas. A concelhia socialista de Moura frisa que a CDU ao votar contra o Orçamento vota contra “a atribuição de vários apoios na área social e da educação”, “a Regeneração e Qualificação Urbana”, o planeamento, a transferência de mais verbas para as freguesias e continuação do pagamento das dívidas do passado.

Câmara de Castro Verde aprovou Grandes Opções do Plano com voto contra da CDU

Câmara-Castro-Verde-02-768x432.jpg

A Câmara Municipal de Castro Verde aprovou, com dois votos contra dos eleitos da CDU, as Grandes Opções do Plano e o Orçamento para 2019, no valor de 12,7 milhões de euros.

O documento assenta “numa visão muito realista e faz um significativo esforço para estar adequado ao momento actual”, que “assenta num quadro económico em que, basicamente, as despesas correntes têm um peso muito relevante nas contas da autarquia e, por isso, condicionam o equilíbrio orçamental”.

A autarquia assegura que “vai continuar a assegurar os Protocolos com as Juntas de Freguesia com transferências regulares” e que tem previstos cerca de 4,6 milhões de investimentos em 2019, destacando a criação da Zona de Actividades Económicas, a requalificação da EM 508 e do CM 1139 (Santa Bárbara/Limite do concelho) e as obras de requalificação da Escola Secundária de Castro Verde e a criação do Museu da Feira de Castro.

Câmara de Alvito e a Comuna italiana de Alvito querem realizar conferência internacional sobre despovoamento

Alvito-Gem-768x432.jpg

A Câmara de Alvito quer realizar uma conferência internacional para discutir, com vários especialistas europeus, os problemas dos territórios de baixa densidade.

O desafio foi lançado por António Valério no quadro do protocolo de geminação entre a Câmara de Alvito e a comuna italiana de Alvito.

O presidente da Câmara de Alvito gostaria que a conferência internacional tivesse lugar já no próximo ano, para que “sejam encontrados caminhos que solucionem os problemas”, porque considera importante discutir não só os constrangimentos como as oportunidades dos territórios que sofrem problemas como o despovoamento e o envelhecimento.

Afinal, o que vai acontecer ao Parque de Campismo?

19907971_2cNQv.jpeg

Depois de ter denunciado aqui, em 29.06.2016, que CÂMARA DE BEJA QUER PRIVATIZAR A GESTÃO DO

PARQUE DE CAMPISMO, o PS manifestou-se, em 17.09.2016, CONTRA FUTURA LOCALIZAÇÃO DO PARQUE DE CAMPISMO NA “MATA” DA CIDADE DE BEJA.

Mais tarde, em 21.02.2017, Rui Marreiros divulgou que O Presidente da Câmara informou que no concurso para a concessão do parque de campismo apenas foi recebida uma proposta, manifestando-se contra este processo pouco transparente e propondo abrir a discussão à população e ao debate público, …

19736059_hnb5S.jpeg

Até hoje, que eu tenha dado conta, nada mais foi torado público sobre este processo e o futuro do Parque de Campismo. Tendo em conta o tempo passado e o estacionamento cada vez mais frequente e em maior número, de auto caravanas em locais não preparados para o efeito, não seria oportuno um esclarecimento do Executivo Camarário sobre o estado do processo e o que se propõe fazer para criar melhores condições de parqueamento de auto caravanas e de campismo?

Trabalhadores da administração pública em greve

201810251052397235.jpg

Os funcionários públicos estão hoje em greve. A paralisação promete encerrar escolas, serviços municipais e afectar as unidades de saúde.

À greve inicialmente convocada pela Frente Comum de Sindicatos da Administração Pública, juntaram-se a Federação de Sindicatos da Administração Pública e o Sindicato dos Quadros Técnicos do Estado.

Os funcionários públicos, exigem, entre outros aspectos, aumentos salariais e das pensões, descongelamento das carreiras, reposição do valor das horas extraordinárias e a aplicação das 35 horas semanais a todos os trabalhadores em funções públicas e do sector público empresarial.

Ler e ouvir também aqui.

Câmara de Beja infraestrutura terreno para instalação de unidades industriais de empresa espanhola

Investimentos-Beja-768x432.jpg

O Município de Beja celebrou um protocolo de investimento com a empresa Fábulas Relevantes, para a instalação na Zona de Expansão Norte do Parque Industrial de Beja, de quatro unidades do sector agro-alimentar, com um investimento 22 milhões de euros e a previsão de criação de 130 postos de trabalho, a construir nos anos de 2019 e 2020.

As unidades ocuparão uma área superior a 15 mil metros quadrados sendo que as infra-estruturas desta zona industrial serão executadas pela Câmara de Beja, com um valor global de investimento de 1,8 milhões de euros, estando previsto a empreitada iniciar-se até ao final do ano.

Daqui e daqui.

"Séc. XXI: Desafios na Educação" em debate em Beja

201810221214009843.jpgA autarquia bejense explica que este encontro “dirigido a todos os docentes do concelho” pretende “dar voz aos protagonistas da educação no concelho de Beja e refletir, também, sobre a nova realidade e os diversos desafios na educação em Portugal”.

A inscrição é obrigatória.

 

Não sei se percebi bem: A autarquia pretende "dar voz aos protagonistas da educação" e convida só os docentes para o debate? E os pais e encarregados de educação, os alunos, os restantes trabalhadores?

A iniciativa, tanto quanto percebi, é da autarquia. E se fosse do PS os oradores seriam outros?

Comentários recentes

  • Anónimo

    É uma questão de tempo. André Ventura ainda irá da...

  • Anónimo

    Se depois dessas apostas o desempate depender de u...

  • Anónimo

    A propósito, temos o caso do Munhoz Frade. Apesar ...

  • Mais Beja

    Tenho 1€, e posso apostar onde ganho 3 vezes ou on...

  • Anónimo

    Pois é, mas a matemática também serve para desempa...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.