Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

CDU candidata Nuno Alvarenga à Câmara e João Pedro Amante à Assembleia Municipal de Ponte de Sor

Zé LG, 24.07.21

218384480_4235387746538030_7677129442782613074_n.jNuno Alvarenga, de 38 anos de idade, natural das Caldas da Rainha, vive e trabalha em Montargil, na localidade de Farinha Branca, onde criou o seu próprio negócio de prestação de serviços agrícolas na área de Agricultura e Florestas. É Militante do PCP e em 2017 integrou as listas da CDU.

João Pedro Amante, de 47 anos de idade, é natural de Ponte de Sor, arquiteto e técnico superior na Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo (CCDR-A). É vereador na Câmara Municipal de Ponte de Sor desde 2005 até ao presente mandato. Foi eleito na Assembleia Municipal de Ponte de Sor no mandato 2001/05. É membro da Direção Regional de Portalegre e da comissão concelhia de Ponte de Sor do PCP.

“A Câmara (de Beja) poderia e devia ter realizado mais.”(?)

Zé LG, 23.07.21

Sem nome.png«O mandato foi desordenado, uma vez que não cumpriu aquilo que prometeu, mas executou aquilo que não prometeu. Confuso? Eu explico: a praia fluvial dos Cinco Reis não estava inscrita na candidatura há 4 anos e foi criada. Pelo contrário, o Orçamento Participativo estava inscrito no programa eleitoral do PS em 2017 e não foi concretizado. Num momento em que o povo se afasta cada vez mais da política e dos momentos eleitorais, teria sido uma excelente ferramenta para aumentar a participação cívica das pessoas, dando voz e poder aos cidadãos. Outra promessa não concretizada foi a construção de novas estradas, nomeadamente, a ligação direta entre a rotunda do Cemitério ao Bairro dos Moinhos ou a circular externa da cidade, ligando o Bairro da Conceição/Quinta d’El Rei à zona do Parque de Feiras e Exposições. ...

A Câmara poderia e devia ter realizado mais. Porque digo isto? Porque tem uma dívida baixa e ter dívidas, desde que as consiga, confortavelmente, pagar, não é pecado ou crime.» In MAIS BEJA.

Palma Ferro diz que “O Beja Consegue vem acrescentar valor, vem trazer soluções e obrigar os partidos do costume a fazerem melhor”

Zé LG, 22.07.21

O “Beja Consegue” - a coligação que junta PSD, CDS, PPM, IL e Aliança e tem como mandatário Filipe Pombeiro -, apresentou os candidatos aos órgãos autárquicos do Município de Beja.

A lista candidata à Câmara Municipal, liderada por Nuno Palma Ferro, integra Diogo Nascimento, Helena Cavaco, Leonor D’Argent, David Soares, João Silva e Lina Aleixo.

José Pinela Fernandes é o primeiro candidato à Assembleia Municipal, seguido de Bernardo Nascimento, Madalena Palma, Manuel Covas Lima, Maria Inês Caeiro, António Carneiro, João Laboreiro, Margarida Chícharo, António Gonçalves e José Ferreira.

Isabel Graça encabeça a lista à União de Freguesias de Santiago Maior e São João Baptista e Hugo Carulo é o cabeça-de-lista à União de Freguesias de Salvador e Santa Maria da Feira.

202107212033206632.jpgNuno Palma Ferro começou por valorizar “as pessoas”, dizendo que esta “candidatura à Câmara de Beja”, que o tem como rosto, “é um movimento de cidadania, com aliados políticos sim, mas com muitos independentes”, assim como “a única capaz de tirar o concelho deste coma assustador”. Apostar na “água, colocar-se ao lado dos empresários, criar emprego, fixar jovens, vender a marca Beja, a cultura, o património histórico e tornar o orçamento participativo uma realidade” são alguns dos aspetos que Nuno Palma Ferro defendeu para levar a candidatura que representa a “ganhar as autárquicas 2021”, porque “está no tempo de se pensar a terra para o futuro, pensar Beja a 50 anos” e do “presidente a eleger ser o melhor a saber «vender» o território”. Daqui, daqui e daqui.

CDU candidata Florinda Raposo à Câmara e Ana Teresa Charneco à Assembleia Municipal do Crato

Zé LG, 22.07.21

218023237_4232286183514853_2717454975985783287_n.jFlorinda Raposo, de 47 anos de idade, natural de Alpalhão, concelho de Nisa, professora de economia, é politóloga, com licenciatura em Ciência Politica e Relações internacionais. É, eleita na Assembleia Municipal de Nisa, há 16 anos, pela CDU, e é militante do PCP.

Ana Teresa Charneco, de 54 anos, natural do concelho do Crato, técnica administrativa no Centro de Saúde do Crato, é militante do PCP e eleita na Assembleia Municipal do Crato desde 2009, da qual foi secretária durante quatro anos (2009-2013).

Mudam-se os tempos, mudam-se os alvos...

Zé LG, 21.07.21

2018-11-27.jpg«Txiiii tanta obra...A maior parte a 5 meses das eleições, e no resto do ano as pessoas não existem? Algumas são aberrações outras feitas pelas juntas de freguesia e outras ainda porque interessam para o negócio de pedras e afins...
Já pensaste que tens uma casa da Cultura em situação deplorável? Uma biblioteca com goteiras? Um mercado Municipal que é a maior vergonha uma piscina sem as mínimas condições, ruas com calçada em estado deplorável, parque da cidade ao abandono já para não falar do desinvestimento nas freguesias rurais.
Para terminar porque não tenho muito tempo para perder com quem não merece, quero lembrar também a inércia, falta de pressão e ausência de posição por parte do JR em relação aos assuntos básicos do desenvolvimento do concelho (aeroporto, comboio Auto Estrada etc). Em Outubro estaremos cá para ver. Jorge a 15 de Julho de 2017 às 17:09», aqui.

Paulo Arsénio satisfeito e convencido de que “As opções que existem à volta não são grande coisa”

Zé LG, 21.07.21

A candidatura do PS ao concelho de Beja, “Sentir Beja” fez a apresentação das suas listas a todos os órgãos autárquicos e Paulo Arsénio deixou claro que quer voltar a ganhar em Beja para “continuar o trabalho” que começou há quatro anos e com o qual assegura estar “satisfeito”.

Paulo Arsénio, Rui Marreiros, Marisa Saturnino, Maria João Ganhão, Dinis Cortes, Clara Palma e Antónia Luísa são os nomes da lista à Câmara. Conceição Casa Nova é o primeiro nome à Assembleia Municipal. O mandatário concelhio é o advogado Casimiro Heitor.

202107130044513443.jpgPaulo Arsénio afirmou que “O PS não fica amarrado a teorias de conspiração, nem preso no protesto, situações que só servem para alimentar o escasso eleitorado do PCP em Beja”, dizendo que: “Lançar suspeitas é prática do PCP, falta de estratégia é outra acusação que faz e pergunta-se o que aconteceu nos 40 anos de governação comunista em Beja?” Arrumado o PCP, falou de “tudo” o que está a ser feito por este Executivo, realçando “os percursos acessíveis, a valorização do património de Beja e aldeias, o serviço rodoviário, reduzindo o preço dos passes sociais, os apoios à terceira idade, a aposta na ciência e no CEBAL” e “o apoio aos imigrantes, com a instalação do Alto Comissariado”, dizendo que “é avanço” e que há quatro anos vieram “para fazer” num “concelho que hoje é ouvido com atenção em Portugal e fora dele, assim como respeitado”.

Os candidatos às Freguesias são: António Ramos, Salvador e Santa Maria da Feira; Jorge Parente, Santiago Maior e São João Baptista; Carlos Casimiro, Albernoa e Trindade; João Cascalheira, Baleizão; Vítor Besugo, Beringel; Dora Marques, Cabeça Gorda; Nelson Gatinho, Salvada e Quintos; Maria de Fátima Reis Cesário, Santa Clara de Louredo; Sérgio Bravo, Santa Vitória e Mombeja; Eduardo Pelado, Trigaches e São Brissos.

PS recandidata os atuais presidentes das Uniões de Freguesias de Beja, Jorge Parente e António Ramos

Zé LG, 20.07.21

202107191203232269.PNG

Jorge Manuel Marques Parente, tem 62 anos, é Engenheiro mecânico, natural de Beja, onde sempre viveu, é Técnico Superior Consultor do IEFP, IP.

Tem uma ligação de décadas ao movimento associativo. É militante do PS, tendo já integrado diversos órgãos políticos concelhios e distritais.

Foi vereador da Câmara e membro da Assembleia Municipal de Beja e atualmente é Presidente da União das Freguesias de Santiago Maior e São João Baptista e o Presidente da Associação de Freguesias da Cidade de Beja. 

202107190957357033.PNG

António Mestre da Silva Ramos, tem 61 anos, é Técnico de instalações e redes elétricas. Dirigente Sindical no Sindicato das Indústrias elétricas Sul e Ilhas e membro da comissão de Higiene e Segurança do Trabalho da EDP há mais de 35 anos. Treinador de futebol e dirigente desportivo na área da formação e captação de novos valores.

Depois de eleito pelo PS como secretário na Junta de Freguesia Santa Maria da Feira entre 2009 e 2013 e para a Assembleia da União das Freguesias de Beja Salvador e Santa Maria da Feira entre 2013 e 2019, foi eleito Presidente da União das Freguesias de Beja Salvador e Santa Maria da Feira em 2017.

PS divulgou candidatos às autarquias de Ourique

Zé LG, 20.07.21

Marcelo-Guerreiro-768x368.pngSegundo o PS, “Nova equipa, Nova ambição”.

Candidatos à Câmara Municipal de Ourique: Marcelo Guerreiro (atual Presidente da CMO) – 31 anos – Licenciado em Gestão; Pedro Camacho – 35 anos – Licenciado em Engª Agrícola – Técnico Superior na ACPA; Ana Martins – (atual Vereadora c/ Pelouro Ação Social, Habitação, Juventude e Empregabilidade) – 44 anos – Licenciada em Serviço Social; Marisol Afonso – 48 anos – Enfermeira na ULSBA; Nelson Duarte – 34 anos – Arquiteto Paisagista – Técnico Superior na CMO.

O mandatário da candidatura é Paulo Ascensão. Pedro do Carmo, antigo presidente da Câmara e actual deputado do PS na Assembleia da República é o cabeça-de-lista à Assembleia Municipal.

Candidatos às Freguesias e Uniões de Freguesias: Ourique - Jorge Canhestro; Garvão e Santa Luzia - José António Nunes; Panóias e Conceição - Nádia Felix; Santana da Serra - Jesuíno Guerreiro.

“Paulo Arsénio concretizou e iniciou mais obras que os últimos 3 presidentes de Câmara”?

Zé LG, 20.07.21

Sem nome.png

«Paulo Arsénio, fez obra. Concretizou e iniciou mais obras que os últimos 3 presidentes de Câmara (João Rocha, Pulido Valente e Francisco Santos), e isso é inquestionável. Estradas, ruas, expansão do parque industrial, reparações e requalificações foram executadas, muitos delas, à vista de todos durante anos, mas nunca realizadas. Houve grandes obras que não foram concluídas: mercado municipal, piscina municipal ou o edifício na Praça da República para habitaçãoIn MAIS BEJA.

CDU candidata Fernando Carmosino à Câmara Municipal e António Busca à Assembleia Municipal de Castelo de Vide

Zé LG, 20.07.21

218760200_4218427911567347_1019618508853116443_n.jFernando Carmosino Simões Bastos Silva, de 66 anos, natural Concelho de Estremoz, eleito autárquico em Assembleia Municipal por vários mandatos. É membro da Direção da Organização Regional de Portalegre do PCP (DORPOR), responsável pela área do trabalho autárquico, membro da Direção Regional do Alentejo do PCP (DRA) e da Comunidade Intermunicipal do Alto Alentejo (CIMAA).

António Manuel Pacheco Busca, reformado de 73 anos de idade, é natural de Castelo de Vide. É membro do PCP desde Abril de 1974. Integrou diversas vezes as listas da CDU e foi eleito pela APU (Aliança Povo Unido).

CDU candidata Francisco Caixinha e Miguel Ramalho às Uniões de Freguesias de Beja

Zé LG, 19.07.21

218127637_179228680892426_6351432092992696841_n.jp

Francisco António Bráz Caixinha, 67 anos, foi eleito presidente da Junta de Freguesia de Figueira dos Cavaleiros, tendo sido o presidente de Junta mais novo eleito democraticamente.

De 1994 a 1997 e de 2005 a 2009, foi Vereador pela CDU na Câmara Municipal de Beja. Foi Presidente do Conselho de Administração da EMAS, Delegado / Coordenador do Serviço Municipal de Protecção Civil, adjunto do Presidente da Câmara Municipal de Beja, Adjunto de Comando do Comandante dos Bombeiros Voluntários de Beja.

Em 2009 foi candidato à Câmara Municipal de Ferreira do Alentejo, tendo exercido funções como Vereador da oposição.

Foi membro do Conselho Nacional da CGTP-IN, Presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura do Distrito de Beja, Presidente da Federação dos Sindicatos Agrícolas do Sul, Coordenador da União dos Sindicatos do Distrito de Beja, membro do Conselho Efectivo do Conselho Nacional do Plano.

Foi membro do Comité Central do PCP.

218341242_179812997500661_4264156475697005362_n.jpMiguel Ramalho é eleito na Assembleia de Freguesia da União de Freguesias de Beja (Santiago Maior e São João Baptista), de que foi Presidente da Junta de Freguesia no mandato de 2013 a 2017 e no mesmo período membro do Conselho Geral da ANAFRE. Antes, foi Presidente da Junta de Freguesia de Santiago Maior entre 1997 e 2005 e no mesmo período membro do Conselho Diretivo da Associação Nacional de Freguesias (ANAFRE).

Entre 2005 e 2009, foi vereador a tempo inteiro na Câmara Municipal de Beja. No mesmo período foi Presidente do Conselho de Administração da Expobeja e do Conselho de Administração da AMALGA e RESIALENTEJO.

Autarcas e empresários exigem construção do Bloco de Rega de Vidigueira

Zé LG, 19.07.21

218848057_4898128503536703_8623854746884159995_n.jOs presidentes dos Municípios de Vidigueira e de Cuba, acompanhados do presidente da Adega Cooperativa, reuniram com a EDIA para questionar sobre o atraso na construção do Bloco de Rega de Vidigueira, prevista para o ano de 2021, mas que ainda não arrancou, tendo sublinhado a importância e a urgência de avançar com o projeto, já que este irá abranger cerca de 2 200 hectares, com 1400 prédios rústicos, em ambos concelhos, contribuindo para um aumento na produtividade de diversas explorações agrícolas e, consequentemente, a uma maior dinamização da economia local.

CDU candidata Fernando Ruas à Câmara de Aljustrel, em vez de Manuel Nobre

Zé LG, 18.07.21

Fernando-Ruas-CDU-Aljustrel-2021-pa6u216822gt6v624Depois do PS ter tocado Manuel Ruas por Carlos Teles com cabeça de lista à Câmara de Aljustrel, a CDU trocou Manuel Nobre por Fernando Ruas como candidato à Câmara daquele concelho.

Fernando Ruas, de 48 anos, é licenciado em Educação Física, professor e diretor do Agrupamento de Escolas de Aljustrel. Entre 2005 e 2009 foi eleito, pela CDU, na Assembleia de Freguesia de Messejana, e de 2009 a 2013 foi deputado na Assembleia Municipal de Aljustrel.

A CDU revelou ainda que Manuel Nobre, anteriormente anunciado como candidato à Câmara Municipal, é o candidato da coligação à Assembleia Municipal de Aljustrel.

Estação da CP de Alvito não vai ser demolida(?)

Zé LG, 18.07.21

202107171721112394.jpg

A Câmara Municipal revela que esteve reunida com a empresa IP, Infraestruturas de Portugal-Património para abordar esta questão. O município saiu deste encontro com a garantia que o edifício da Estação não será demolido, tendo a IP avançado que está a ser pensada uma solução em parceria com a Ucasul-União de Cooperativas Agrícolas do Sul.

Iniciativa Liberal candidata Pedro Pinto Leite à Câmara de Odemira

Zé LG, 18.07.21

202107141720496740.jpg

Iniciativa Liberal de Odemira apoia o movimento “Libertar Odemira” e a candidatura de Pedro Pinto Leite, independente, à Câmara de Odemira com o lema “Iniciativa para Mudar”.

Pedro Pinto Leite, tem 57 anos, “odemirense de coração”, vive no concelho há cerca de 30 anos. Exerceu a sua atividade profissional enquanto produtor cultural, e desde cedo que participa ativamente em grupos de ação social, associações de voluntariado e culturais e em organizações como o Banco Alimentar, a Fundação Odemira, a Escola das Artes do Alentejo Litoral, a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens, e outras.

"Futuros autarcas devem ser agentes ativos do desenvolvimento económico e social"

Zé LG, 11.07.21

15534161_MKKAw.jpegA autarquia deve "apostar em fixar mais empresas, criando mais empregos e riqueza e condições para que as pessoas se fixem, sem o que pouco mudará no desenvolvimento do concelho", assumindo “o compromisso de trabalhar" para "reforçar a identidade de Beja assente na agricultura, na ruralidade e no património cultural, histórico e natural" e "fazer de Beja um concelho onde interesse investir, se possa trabalhar, apeteça viver e dê prazer conhecer e visitar".

Uma autarquia "tem pouca responsabilidade direta" no crescimento económico e na fixação de empresas, mas "é importante mudar de paradigma e os futuros autarcas de Beja devem ser, acima de tudo, agentes ativos do desenvolvimento económico e social". Os autarcas devem estar "empenhados na captação de investimento e na fixação de empresas geradoras de emprego".

Devido à "situação de emergência social que o concelho e o país atravessam", devem também adoptar medidas para "dar resposta a problemas sociais mais prementes".

Foi isto que defendemos há quatro anos e que achamos que se mantêm actual.