Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

AMCAL constroi Central de Valorização Orgânica

Zé LG, 07.02.23

202210261125277090.jpgJá tiveram início as obras de construção da Central de Valorização Orgânica (CVO) dedicada ao tratamento dos biorresíduos recolhidos seletivamente, no Aterro Intermunicipal de Vila Ruiva/Cuba, com um investimento total que ascende a 8,5 milhões de euros. A CVO irá receber os biorresíduos recolhidos seletivamente nos concelhos de Alvito, Cuba, Portal, Viana do Alentejo e Vidigueira, cuja obrigatoriedade está prevista até 31.12.2023.

Este projeto insere-se num vasto conjunto de investimentos que têm sido desenvolvidos pela AMCAL e pelos seus municípios associados, permitindo dotar este sistema de uma solução de tratamento de biorresíduos com uma capacidade anual de processamento de 10 mil toneladas, dos quais resultarão cerca de 2 500 toneladas de composto de alta qualidade disponível para diferentes usos na região.

Conselho Local de Saúde Mental do Baixo Alentejo já está em atividade

Zé LG, 06.02.23

202302031902359385.jpgNa última 5ª feira, o Conselho Local de Saúde Mental do Baixo Alentejo, instituído nos termos da legislação em vigor, teve a sua primeira reunião. Este foi o primeiro Conselho Local a iniciar atividade em todo o país.

O Conselho Local de Saúde Mental do Baixo Alentejo é um órgão consultivo, que tem como missão emitir pareceres sobre os planos e relatórios de atividades do respetivo serviço local de saúde mental, assim como a apresentação de propostas para melhoria do seu funcionamento. Presidido por Paulo Arsénio, designado pela CIMBAL, é composto por representantes dos municípios e de diversas entidades do território.

"Aeroporto de Beja precisa de obras para aumentar a capacidade de resposta"

Zé LG, 04.02.23

BEJA-Aviões-TAP_800x800.jpg“Agrada-nos muito que Beja seja considerada, temos uma pequena estrutura civil numa base militar, é sempre bom termos essa noção e essa consciência. Se tivermos as nossas condições revistas e melhoradas, Beja poderá ser uma plataforma muito importante de apoio de passageiros, quer em Lisboa, quer em Faro”, considera. O autarca sublinha também a necessidade de avançar com uma ligação de comboio, que fique próxima do aeroporto.

“Essa possibilidade está a ser estudada pela Infraestruturas de Portugal. No âmbito da modernização da linha ferroviária entre Beja e Casa Branca, está a ser equacionada a possibilidade de haver um ramal de ligação ao aeroporto. Parece-nos importante. Em termos de mercadorias, Beja pode e deve ter um papel muito importante, a ferrovia passar junto ao aeroporto é uma necessidade e estudar as possibilidades é benéfico para toda esta zona do sudoeste peninsular”, sublinha.

“Beja Consegue” diz “Sim ao Aeroporto Internacional de Beja”

Zé LG, 03.02.23

O Beja Consegue manifesta, publicamente, apoio à plataforma Cidadã “Sim ao Aeroporto Internacional de Beja” e “pede” união em torno na defesa desta infraestrutura, apoio extensível a “todas as iniciativas que tenham como objetivo promover e lutar pelo desenvolvimento de uma infraestrutura que permite reequilibrar o território nacional e melhorar o concelho de Beja e o Baixo Alentejo”

image_2023-02-03_09-21-35.png

O Beja Consegue afirma ainda que é seu desejo que “todos os movimentos de cidadãos, organizações e partidos políticos se unam e, com peso e representatividade, defendam a importância desta infraestrutura já existente na nossa região”, porque “está na hora de lutarmos todos juntos pelo nosso concelho”.

Carlos Teles representa o Alentejo no Conselho Económico e Social

Zé LG, 02.02.23

Carlos-Teles-tomada-de-posse-membro-do-CES-696x392.jpgO presidente da Câmara Municipal de Aljustrel, Carlos Teles, tomou posse como membro do Conselho Económico e Social (CES), em representação do Conselho Regional da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo (CCDR). O Conselho Económico e Social é o órgão de consulta e concertação no que diz respeito à política económica e social e tem competência para se pronunciar sobre as opções políticas de fundo dentro destas matérias.
Carlos Teles mostra-se orgulhoso por representar a região no Conselho Económico e Social e pretende melhorar as condições de vida das populações.

Câmara de Beja vai votar nova versão do PDM

Zé LG, 31.01.23

O novo Plano Diretor Municipal (PDM) de Beja está concluído, devendo a versão final ser apreciada em reunião da Câmara no próximo mês de fevereiro. Depois de aprovado pela Câmara Municipal, seguirá depois para apresentação e consulta pública para recolha de contributos e, depois de cumpridos todos os procedimentos legais, entrará em vigor.

pdm.png

Rui Marreiros, vice-presidente do município, sublinhou que o PDM, para além de incorporar a nova Lei do Solos, sofreu outras alterações tendo em vista a sua melhoria e assegurou que nesta versão o PDM é “facilitador da gestão do espaço”, prevendo uma redução da área da Reserva Ecológica Nacional (REN).

Câmara de Beja integra órgão consultivo da Comissão que estuda a localização do aeroporto

Zé LG, 31.01.23

838721 (2).jpgO Presidente da Câmara Municipal de Beja, Paulo Arsénio, faz parte do órgão consultivo da Comissão Técnica Independente (CTI) que estuda a localização do futuro aeroporto.
Beja e Alverca juntam-se agora às cinco hipóteses para a solução aeroportuária de Lisboa (Portela + Montijo; Montijo + Portela; Alcochete; Portela + Santarém; Santarém).
Paulo Arsénio considera uma “boa decisão” a inclusão do Aeroporto de Beja na lista de alternativas ao novo Aeroporto de Lisboa.

Espera-se que o Presidente da Câmara de Beja oiça as opiniões de movimentos de cidadãos, partidos políticos, associações empresariais e sindicais da região, de forma a poder defender melhor, neste órgão consultivo, as posições que representem o maior denominador comum.

A infelicidade de Carlos Moedas

Zé LG, 29.01.23

CM.pngCarlos Moedas afirmou, há dias, à saída de uma reunião com Marcelo Rebelo de Sousa, que “aquilo que for a vontade do Presidente e da Igreja, eu aceitarei e farei” para garantir a construção do Altar para receber o Papa, na Jornada Mundial da Juventude.

Só por infelicidade e no calor do momento Carlos Moedas poderá ter feito tal afirmação, porque o presidente da Câmara da Capital de Portugal não pode ser ser “um pau mandado” seja de quem for, porque foi eleito para servir Lisboa e os lisboetas e não quaisquer outros interesses. Tal afirmação é uma afronta à autonomia do Poder Local democrático e a todos os autarcas que tudo têm feito para o dignificar.

Rui Marreiros diz-se preocupado com problemas no IPBeja

Zé LG, 28.01.23

RM.pngNa ausência do presidente na reunião de Câmara Municipal de Beja, Rui Marreiros, vice-presidente da Câmara de Beja, questionado pelos vereadores da CDU expressou as preocupações com os problemas sentidos no Instituto Politécnico de Beja (IPBeja), onde oito diretores e subdiretores das quatro escolas superiores apresentaram a sua demissão, dizendo que espera que os problemas sejam rapidamente ultrapassados para que a Instituição tenha a “tranquilidade que precisa”. A Câmara integra o Conselho Geral do IPBeja.