Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Museu de Beja vai ter obras de conservação e valorização

museu.jpgA APT - Associação Portas do Território viu aprovada a candidatura ao FEDER, para valorização e conservação do Museu Regional de Beja, no valor de 1 milhão e 200 mil euros. O apoio a fundo perdido é de 75% e os restantes 25%, correspondentes à comparticipação nacional, serão suportados pela autarquia bejense e, eventualmente, pela Secretaria de Estado da Cultura.

Paulo Arsénio, presidente da Câmara de Beja explica que esta é uma hipótese ímpar para se renovar o Museu, com um apoio a fundo perdido de grande escala. Refere, também, que a autarquia vai ser lançado o concurso de empreitada até final do corrente ano, para que durante o ano de 2020 o Museu possa entrar em obras. Esclarece ainda que vai ser melhorada toda a arquitetura do edifício, assim como valorizado o recheio e seu interior.

Quercus quer declaração de estado de emergência climática para o Alentejo

IMG_7993.JPGO presidente da Quercus defendeu a necessidade de ser declarado o estado de emergência climática para o Alentejo, de modo a combater a desertificação nesta zona do País. A afirmação surgiu numa conferência de imprensa da “Iniciativa Pró-Montado Alentejo” sobre o agravamento das alterações climáticas no Alentejo, na Academia das Ciências, em Lisboa.
Paulo do Carmo considera fundamental apostar na reflorestação do Alentejo e olhar de forma diferente para o montado, porque “gradualmente, estamos a perder árvores no Alentejo”. Por isso era altura de fazer “um desafio às várias autoridades e declarar emergência climática” nesta região, como já aconteceu em países como a Alemanha, Bélgica, Canada e Estados Unidos da América.

Delegação de Beja da ANAFRE terminou ronda de reuniões pelo distrito

A Delegação Distrital de Beja da ANAFRE terminou, esta semana, em Castro Verde, a primeira ronda de reuniões descentralizadas pelo distrito.

anafre.jpgVítor Besugo, coordenador Distrital de Beja da ANAFRE, faz um balanço muito positivo destas reuniões, para além da proximidade com os eleitos, permitiram também conhecer os seus problemas.

Alvito combate pobreza infantil

CMALVITO-768x432.jpgA Câmara de Alvito, em parceria com a Terras Dentro,  tem em curso o VITA 9-4G. O projecto, inserido nos Contratos Locais de Desenvolvimento Social, tem como meta “a intervenção familiar e parental, preventiva da pobreza infantil”.

Os agregados familiares com baixos rendimentos, em situação de risco de exclusão social, e com crianças a seu cargo, beneficiários/as RSI, imigrantes, são os principais destinatários.

Incorpora Portugal para a integrar Cáritas, Cercibeja e Cercicoa

isaurindo.jpgA Cáritas Diocesana de Beja, a Cercibeja e a Cercicoa passaram a integrar o programa Incorpora Portugal, da Fundação La Caixa, num trabalho de colaboração e partilha através da implementação de uma metodologia colaborativa, inovadora e testada desde 2006 em Espanha, e que se vai implementar nesta região, tendo em vista a integração laboral de grupos sociais vulneráveis, renovando-se constantemente em função das necessidades do mercado.
Isaurindo Oliveira, presidente da Cáritas de Beja, destaca a importância do projecto, afirmando que este é um serviço importante, mas complementar ao trabalho já desenvolvido pelas equipas e serviços instituição.

APPACDM de Moura iniciou a construção do “Montinho da Autonomia”

moradia.jpgA APPACDM de Moura iniciou a obra de construção de uma moradia autónoma para cinco clientes da instituição. É uma solução defendida pela actual direcção para a sustentabilidade da APPCDM de Moura.

O Presidente da Instituição, António Ildefonso, sublinhou que: “Estimamos o prazo de execução da obra de cerca de 8 meses, ou seja no inicio de 2020 temos a obra concluída.”

A implementação de uma Residência autónoma para pessoas portadoras de deficiência é uma necessidade identificada pelo Concelho Local de Acção Social. 

A residência autónoma vai chamar-se “Montinho da Autonomia” tendo em conta que a sua localização será no laranjal, terá capacidade total para 5 clientes, será na tipologia T5. Todos os quartos serão individuais com casa-de-banho privativa, para potencializar a privacidade e autonomia dos clientes. 

Delegação de Beja da ANAFRE reuniu-se com freguesias de Moura

20190716102751543.jpgA Delegação Distrital de Beja da ANAFRE-Associação Nacional de Freguesias reuniu-se, esta semana, na vila de Amareleja com as freguesias do concelho de Moura, tendo sido discutidos temas como as culturas super-intensivas, o acesso das freguesias a fundos comunitários e os valores cobrados pela SPA-Sociedade Portuguesa de Autores, descentralização de competências, Estatuto dos Eleitos Locais e a adesão de novas freguesias à ANAFRE.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Vamos ter nova geringonça. E a ideia, pessoalmente...

  • Anónimo

    Num país em que o maior trambiqueiro político está...

  • Anónimo

    Uma vida saudável depende de muitos outros factore...

  • Zé LG

    A alimentação não é um factor importante para uma ...

  • Anónimo

    Porreiro, pá!É ver para crer!

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.