Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Terras sem Sombra de 2020 é apresentado hoje, em Lisboa

Zé LG Zé LG, 07.01.20

202001062120545448.jpgO Terras sem Sombra (TSS) de 2020, ou seja a sua 16ª edição, é apresentada nesta terça-feira, dia 07, às 11.00 horas, em Lisboa, na Academia das Ciências. O festival, que tem como temática em 2020: “Emoções e Comoções na Arte”, começa este mês em Vidigueira, depois de viajar até à República Checa, para se prolongar até julho.

O Alentejo vai ter um Centro de Inteligência Competitiva em Campo Maior

Zé LG Zé LG, 08.12.19

ana_abr.pngAmanhã, pelas 12 horas, no Centro Cultural de Campo Maior, numa cerimónia com a presença da Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, vai ver apresentado o projeto do um Centro de Inteligência Competitiva (CIC), promovido pela autarquia, numa parceria com o ISEGI, a UNL e o IPPortalegre.

O CIC é um projeto de Investigação e Inovação à escala do Alentejo e que está centrado na valorização do conhecimento e pela sua aplicação de dados e soluções na atividade económica e empresarial dos setores e fileiras dos recursos endógenos, tendo por objetivo o desenvolvimento tecnológico das empresas providenciando-lhes mais competitividade e promovendo a sua internacionalização.

Paulo Monteiro apresenta “Mariana”

Zé LG Zé LG, 15.11.19

mariana.jpgMariana é o nome do livro de Paulo Monteiro que irá ser apresentado no dia 15, sexta-feira, às 16:30 horas, no Museu Regional de Beja, no âmbito das comemorações dos 350 anos das Cartas Portuguesas, de Mariana Alcoforado. Feito a pensar “nos miúdos do 1.º e 2.º ciclos”, conta, “de uma forma muito simples”, a história do amor entre a freira bejense e Chamilly. As 19 pranchas de banda desenhada que constituem o livro poderão já ser apreciadas no museu, onde permanecerão até meados do próximo mês de dezembro.