Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Vidigueira inaugura novo Parque Verde Urbano

Zé LG, 05.05.24

Sem nome (59).pngA Câmara de Vidigueira inaugura neste domingo, a partir das 10:30, com um programa cultural e desportivo, o novo Parque Verde Urbano, que “integrou uma candidatura ao Alentejo 2020, com vista à reabilitação da Horta de São João”, onde foi criado “um espaço de lazer agradável e atrativo, acessível a toda a população, abrangendo diversas infraestruturas adequadas ao bem-estar dos utilizadores, diversos espaços verdes, espelhos de água, parque de jogos, polidesportivo e ligação a percursos pedonais e ciclovias”.

Vale da Rosa estima ter “neutralidade energética da herdade ainda em 2024”

Zé LG, 26.04.24

Vale da rosa.pngA Herdade Vale da Rosa, produtor de uva de mesa sediado em Ferreira do Alentejo, graças à sua nova embalagem Zero Plástico, já poupa 80 toneladas desse material por ano. Tendo investisdo cerca de 500 mil euros nesta embalagem, estima que “a neutralidade energética da herdade” possa “ser alcançada ainda em 2024”.
A “otimização de recursos hídricos”, a “gestão técnica dos solos”, a “escolha das plantas que serão semeadas na entrelinha, com o intuito de melhorar a estrutura do solo, reduzindo a erosão, aumentando a matéria orgânica e a capacidade de retenção de água no solo”, ou a “instalação de aproximadamente 900 painéis fotovoltaicos” são investimentos da herdade na área da sustentabilidade.

Abertura da Lagoa de Santo André prevista para hoje

Zé LG, 08.04.24

Sem nome (48).pngA Agência Portuguesa do Ambiente (APA) abre a Lagoa de Santo André ao mar, hoje, a partir das 16h00, caso as condições meteorológicas sejam favoráveis para o efeito.
A APA garantiu a abertura da lagoa no decorrer da ação de protesto promovida pela Câmara Municipal de Santiago do Cacém e pela Junta de Freguesia de Santo André, no dia 5 de março, que juntou cerca de 100 participantes. De forma conjunta, os manifestantes demonstraram o seu descontentamento com a posição que foi assumida pela APA numa fase inicial."

Município de Alvito com autocarro 100% elétrico para transportes escolares

Zé LG, 24.03.24

imgLoader (1).jpgO Município de Alvito adquiriu um autocarro 100% elétrico, na sequência de uma candidatura na área da eficiência energética nos transportes públicos, intitulada Alvito Mais Eficiente, ao PO SEUR - Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos, cujo objetivo é apoiar a transição para uma economia com baixas emissões de carbono em todos os setores. O autocarro irá servir a comunidade escolar dos diferentes níveis de ensino do concelho

AMCAL inaugurou Central de Valorização Orgânica

Zé LG, 12.03.24

202210251123557179.jpgA Associação de Municípios do Alentejo Central (AMCAL), inaugurou, hoje, a sua Central de Valorização Orgânica (CVO), dedicada ao tratamento dos biorresíduos recolhidos seletivamente através do sistema de recolha porta-a-porta, vai “receber os biorresíduos recolhidos seletivamente nos concelhos de Alvito, Cuba, Portel, Viana do Alentejo e Vidigueira.” A Central de Valorização Orgânica, local onde resíduos orgânicos, como restos de alimentos e resíduos verdes, são processados e transformados em produtos de valor agregado, foi construída no Aterro Intermunicipal de Vila Ruiva/Cuba e tem um investimento total que ascende aos 9 milhões de euros, com cofinanciamento do POSEUR. Daqui, daqui e daqui.

Gestora da Herdade Cortes de Cima eleita um dos 40 líderes jovens mais promissores da Europa

Zé LG, 09.03.24

1876825.jpgAnna Jorgensen, da Herdade Cortes de Cima, no concelho de Vidigueira, foi eleita um dos 40 líderes jovens mais promissores da Europa, pela Friends of Europe, com sede em Bruxelas, que justifica a escolha com a “missão” que esta enóloga e gestora abraçou, apostar numa “produção sustentável e biológica, com impacto ambiental mínimo”, designadamente “práticas que permitem reduzir a irrigação e a policultura, para aumentar a resiliência da vinha a longo prazo”, particularmente relevantes, numa região como o Alentejo, que “enfrenta desafios acrescidos em matéria de alterações climáticas, por exemplo a escassez de água”, tendo, em dois anos, reduzido os hectares de vinha, para metade, usando a terra de forma mais “sábia”, produzindo uvas de maior qualidade, e introduzindo “biodiversidade animal e plantas”. Daqui e daqui.

"Escassez de água deve ser combatida através de diferentes eixos"

Zé LG, 27.02.24

Barragem-Santa-Clara.jpgA escassez de água deve ser combatida através de pelo menos quatro eixos de atuação diferentes. “A dessalinização é um, a reutilização da água é outro, novas captações e, sobretudo, muito maior eficiência”, defendeu o investigador Rodrigo Proença de Oliveira, doutorado em Planeamento e Gestão de Recursos Hídricos pela Universidade de Cornell (EUA), que falou sobre o tema no colóquio sobre “Alterações Climáticas, Seca e Recursos Hídricos”, promovido pela Associação dos Ex-Deputados da Assembleia d República (AEDAR), em Ferreira do Alentejo.
Defendeu a “análise da componente económica” para chegar a conclusões sobre “a relação custo-benefício” das intervenções propostas e, nesse sentido, revelou-se cético em relação aos transvases de água do Norte para o Sul do país, considerando, por isso, que é preciso avaliar “se os custos dessas obras são justificáveis perante o benefício que proporcionam” e admitiu que a dessalinização pode ser uma alternativa mais viável.
Quanto à eficiência, lembrou que “há muito trabalho a fazer na redução das perdas físicas das redes de abastecimento para consumo humano e agrícola”, onde viu “uma oportunidade”, assim como “usar melhor as águas superficiais e subterrâneas”.

População de Trigaches previne contra a instalação de culturas intensivas

Zé LG, 26.02.24

olival-intensivo_800x800.jpgA população de Trigaches, num documento remetido aos presidentes da Assembleia e Junta de Freguesia e Assembleia e Câmara Municipal, afirma que “está confrontada com os rumores da instalação de uma cultura intensiva ou mesmo super-intensiva às suas portas”, pelo que exige que “ao abrigo do PDM da Câmara de Beja, sejam desde já tomadas todas as medidas que impeçam a instalação de culturas intensivas e super intensivas nos limites de segurança de Trigaches e S. Brissos, sejam reforçados os mecanismos de prevenção que garantam a tranquilidade e a segurança das populações face às crescentes ameaças de proliferação deste tipo de culturas e que sejam tomadas iniciativas concretas junto de todas as entidades convenientes, ao nível local, regional e nacional, no sentido de criar e fazer cumprir um quadro legal que proteja as populações e propicie o desenvolvimento sustentável da agricultura e a nossa soberania alimentar”.