Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

No centésimo aniversário do nascimento do Poeta Raul de Carvalho

Zé LG, 04.09.20

raul252bcarvalho.jpg...

Terra de alqueives, ou monda, ou de pousio,

Terra de largos trigueirais ao sol,

— Quem vos mandou contaminar-me,

E para sempre, do vosso resplendor?...

 

Poalha luminosa, mas agreste;

Folha de zinco em brasa; imensidão;

A toda a volta — Tanto em vós como em mim —

Implantou Deus a solidão.

 

Solidão! de hastes curvas no silêncio

Que dá a volta inteira à terra inteira,

Solidão que eu invoco como se

Vos conhecesse pela primeira vez!...

 

Subo os degraus a medo; páro e ouço...

O que ouço eu? a voz dos sinos? minha mãe?

É com palavras simples e em segredo

Que eu beijo a terra onde nasci também,

In: Perdão, que pode ler todo aqui.

Raul de Carvalho morreu há 40 anos

Zé LG, 03.09.20

imgLoader.ashx RC.jpgRaul de Carvalho nasceu em Alvito faz amanhã 100 anos, onde começou a redigir os primeiros versos.

O poeta conta com vinte e uma obras publicadas em vida e duas ainda a título póstumo.

A preocupação com a condição dos mais desprotegidos é uma constante na vida do poeta, tendo estado ligado a protestos contra a Lei da Segurança Interna, com Natália Correia, Ruy Cinatti e Augusto Abelaira.

A sua inclinação artística pela pintura e pela fotografia fez-se sentir durante os anos vividos em Lisboa.

Raul de Carvalho morreu a 3 de Setembro, na véspera do seu sexagésimo quarto aniversário.

Lucélia Santos, atriz, fundou Coletivo Alvito para pressionar atual governo brasileiro a tomar medidas em defesa da Amazónia

Zé LG, 15.03.20

O que é e como surgiu o Coletivo Alvito e qual a ligação de Lucélia a Alvito?

Lucélia Santos.jpegSurgiu da imensa necessidade de agirmos aqui na Europa para pressionarmos o atual governo brasileiro (neofascista) a tomar medidas em defesa da Amazónia e dos seus povos originários, índios, extractivistas, etc.. Todos estão ameaçados, os povos e o bioma [áreas biogeográficas]. Ao conhecer Alvito, a oliveira que lá existe ao lado do castelo medieval, ao abraçá-la, senti que ela era o elo entre todas as árvores e nossa ideia gerada daqui, de Portugal, na direção do outro lado do Atlântico, Brasil. As oliveiras centenárias e os nomes de Alípio de Freitas (que conheci quando esteve preso no Brasil, nos anos 80) e Camilo Mortágua, grandes combatentes, foram a inspiração que nos levou a dar esse nome ao coletivo. A sede tem sido em Lisboa, no AJA – Associação José Afonso, e temo-nos reunido às segundas-feiras, às 19:30 horas. Quem quiser participar que nos escreva para coletivoalvito@ gmail.com/

Texto Nélia Pedrosa, publicado no Diário do Alentejo, que pode ler na íntegra aqui.

"Da Inquietação na Pintura" em Alvito

Zé LG, 15.02.20

Apresentação do Catálogo a propósito da Exposição  Da Inquietação na Pintura, de Carlos Correia - 22 de Fevereiro | 16 horas |  Espaço Adães Bermudes, Alvito

imgLoader.ashx.jpg

"As obras expostas, mais de cinquenta, entre pintura, desenho, técnica mista e livros de artista, todas elas pertencentes à colecção Marin Gaspar, mostram um trabalho notável de pesquisa, experimentação, técnica e de génio artístico e são o testemunho de um percurso tão sabiamente desenvolvido, mas precocemente interrompido (1975 – 2018)".

PSD Alvito exige explicações sobre “derrocada” e “apagão” na Feira dos Santos

Zé LG, 20.11.19

António Freire, do PSD de Alvito, disse que “parte de uma estrutura amovível colocada no recinto de espetáculos desabou e jovens magoaram-se”, que até à data “nem uma palavra deste Executivo camarário sobre o sucedido” e exigiu “um pedido público de desculpas pelo triste desfecho da Feira dos Santos.” Disse, ainda, que também gostaria de ver esclarecido um “apagão” na iluminação durante a Feira.

feira.JPGAntónio João Valério, o presidente da Câmara Municipal de Alvito, esclareceu que tudo foi “tratado em conformidade”, que “os jovens foram tratados” dos ferimentos “sem gravidade”, que a autarquia “falou com a família, acompanhando sempre o sucedido”. Sobre a quebra na iluminação referiu que foi “decorrente de uma avaria no gerador”.

Memórias dos Moinhos de Alvito  -  O PR2 AVT já se encontrada sinalizado!

Zé LG, 17.11.19

O segmento de Turismo Natureza – passeios pedestres, tem conhecido nos últimos anos um forte incremento em Portugal de forma global e na Região Alentejo em particular.

A ERT-Turismo do Alentejo  criou uma rede de percursos pedestres sinalizados, com uma estruturação própria, uma linguagem comum e sinalização adequadas , proporcionando uma rede de oferta de elevada procura.

alvito.jpg

Assim surgiu o PR2 Alvito , um percurso circular de 14.8 km que  mostra um campo autêntico, com paisagens a perder de vista. Numa primeira parte os caminhos rurais de terra batida apresentam desníveis moderados que se vão acentuado nos morros onde subsistem os históricos moinhos de vento e capelas com pinturas fresquistas.

A nossa cidade de Beja e a nossa região merecem muito… muito mais!

Zé LG, 14.11.19

1073683_205786689585538_1587212398_o(2).jpgO esquecimento e a negligência têm sido os atributos que mais afectam esta parcela de Portugal. Esses «contra-valores», de base reaccionária e anti-progresso, têm sido a constante de tantos e tantos maus e incompetentes decisores.
A nossa cidade de Beja, as nossas vilas e nossas aldeias são compostas por pessoas e coisas… merecem mais… muito mais!
Infelizmente são necessários – e urgentes – este tipo de iniciativas.
...
O impulso desta iniciativa (deslocação de Beja A Bruxelas) já deixou marcas!
Cá estaremos para lhe dar corpo… cada um/a na sua respectiva esfera de possibilidades.
Eu estou nesta «onda»! Espero que cresça e possa ajudar à concretização do que todos queremos.
Manuel Maria Feio Barroso, aqui.