Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Olivum perspetiva "campanha recorde" de azeite

Zé LG, 25.09.21

azeitona.jpgA Olivum – Associação de Olivicultores e Lagares do Sul, com sede em Beja, adiantou que a campanha da azeitona “arranca a 15 de outubro” e é esperada “uma produção recorde de 150 mil toneladas de azeite” em Portugal.
No Alentejo, responsável por “85%” do azeite produzido no país, a produção de azeite pode chegar “às 20 toneladas por hectare”, para o que contribuíram “uma floração que decorreu sem problemas”, a “pluviosidade em quantidade certa” e a “quase ausência de pragas”.

Cinco Câmaras Municipais do Distrito de Beja mudam de presidente, devido à saída dos actuais. Mudarão mais?

Zé LG, 24.09.21

202101151105482843.JPGNa sequência das eleições autárquicas do próximo Domingo, cinco dos actuais presidentes das Câmaras Municipais do Distrito de Beja – Aljustrel, Barrancos, Mértola, Odemira e Serpa -, não vão continuar nessas funções, por não se terem candidatado (os de Barrancos e Serpa, por não se recandidatarem, e os restantes por terem atingido o limite de mandatos). A mudança será apenas da pessoa ou também da força política? - Parece-me que dificilmente acontecerá essa mudança em Odemira e Serpa, mas que poderá acontecer em Aljustrel, Barrancos e Mértola.

Para além destas Câmaras Municipais, que outras mudarão também de presidente? Da (pouca) informação de que disponho e de algum conhecimento pessoal, parece-me que tal poderá verificar-se, com maior probabilidade, em Beja, Castro Verde, Moura e Vidigueira e menos em Almodôvar, Alvito, Cuba, Ferreira do Alentejo e Ourique.

São 58 os candidatos à presidência das 14 câmaras do distrito de Beja

Zé LG, 23.09.21

Logo_AL2021.pngDepois das eleições Autárquicas de 2017, o PS conquistou 10 presidências e a CDU 4, sendo que em Vidigueira o Executivo vencedor não dispôs de maioria absoluta.

Para as Autárquicas 2021, no total são 58 os candidatos às catorze autarquias do distrito de Beja, mais 8 do que em 2017, quando se apresentaram 50 candidatos à liderança das câmaras municipais. Veja aqui quem são.

Há quatro candidatos que poderão voltar à “cadeira do Poder” em autarquias que já lideraram, José João Guerreiro (Ferreira do Alentejo), António Sebastião (Almodôvar), Jorge Pulido Valente (Mértola) e Manuel Narra (Vidigueira).

António Costa vai estar hoje em Alcácer, Évora e Beja

Zé LG, 21.09.21

costa-678x381.jpgO Secretário-Geral do PS, António Costa, estará, esta terça-feira no Alentejo, para participar nas seguintes ações de campanha:

17 horas - Alcácer do Sal, onde acompanhará a candidata à Câmara Municipal, Clarisse Campos.

18 horas - Évora, onde estará com o candidato à Câmara Municipal, José Calixto.

20 horas - Beja, onde estará com o candidato à Câmara Municipal, Paulo Arsénio.

“Odemira precisa de pessoas que se dediquem a tempo inteiro e com o coração a este concelho”, diz Justino Santos

Zé LG, 20.09.21

Justino.PNGJustino Santos foi o primeiro presidente da Câmara de Odemira eleito democraticamente, em 1976, conheceu o concelho na miséria, ficou por lá e ergueu-o. Chegou a Odemira e encontrou um território “infernal”. “As pessoas viviam perfeitamente isoladas. Havia zero”. Apesar do concelho de Odemira ter “o tamanho do distrito de Viana do Castelo”, nele “não havia nada”, quase a totalidade da população não tinha água, saneamento, eletricidade, o analfabetismo era a regra e os conceitos de estrada e telefone não passavam de ilusões.
Hoje, o médico Justino Engana, é “extremamente crítico da atuação” do executivo do município, liderado pelo PS, e disse que há necessidade de mais médicos, mais acessos, mais habitação e também queria que as infraestruturas que deixou “funcionassem minimamente”, já que agora “a água falta permanentemente” e “as estradas estão esburacadas”. “Odemira precisa de muita coisa. Precisa de inovação. Precisa de pessoas que se dediquem a tempo inteiro e com o coração a este concelho (…). Podia estar hoje numa situação vantajosa se tivessem tomado outras medidas”, completou.

Jerónimo de Sousa em campanha eleitoral, esta segunda-feira, no Litoral Alentejano

Zé LG, 20.09.21

202109191909572123.jpgJerónimo de Sousa, Secretário Geral do PCP, visita esta segunda-feira, 20 de setembro, a região do Litoral Alentejano, no âmbito da campanha eleitoral para as eleições Autárquicas 2021:
11h30 - Contacto com a população de Odemira no Jardim dos Patos.
15h00 - Sessão Pública em Sines, no Jardim das Descobertas.
18h00 - Sessão Pública, em Santiago do Cacém, na Quinta do Chafariz.
21h30 – Comício, em Alcácer do Sal, no Jardim da Avenida dos Aviadores.

AR recomenda medidas de inclusão e salvaguarda da qualidade de vida no sudoeste alentejano

Zé LG, 19.09.21

202106021222478018.pngA Assembleia da República recomenda ao Governo a adoção de medidas de inclusão e salvaguarda da qualidade de vida no Perímetro de Rega do Mira e no Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina (PNSACV). Propõe a criação de uma nova geração de instrumentos de planeamento para assegurar a sustentabilidade do litoral alentejano, a adoção de medidas que permitam um “adequado conhecimento e análise” das atividades económicas, ligadas ao setor agrícola, desenvolvidas no Perímetro de Rega do Mira, o seu impacto no ambiente e ao nível social e a promoção de processos de planeamento articulados e com “abrangente participação pública, envolvendo os agentes regionais”. Daqui.

«UNIDOS DESAVINDOS»

Zé LG, 19.09.21

“Caro Dr. Pulido

 

Tem estado muito poupadinho...

Mas tem de levar as porradinhas aqui da Teresinha, as que lhe pertencem levar :

Olhando para o estado de sítio em que se encontra a nossa vila e concelho, o que lhe digo é isto:

Não os tivesse trazido para cá!

Semeou-os.

Adubou-os.

E depois deixou a ceara ao Deus dará...

Foi a meter a foice em ceara alheia, lá para as terras do barro ?

Esqueceu a nossa cearinha?

Agora é que se apresenta à monda?

Monda química? Ao longe?

Ai se não fosse a nossa monda, cara a cara, olho no olho...estava o trigo entornado e o monte tomado

E eles a fazer farinha...

Era bom não era?

Era.

Mas não é.

Essa é que é essa

Já os temos de corrida, já os temos de vencida!

E que vão de vez e não voltem.”

Teresa Mendes Sequeirado MCDM - Movimento Cidadãos a Direito por Mértola, aqui.

AR aprovou por unanimidade a proteção e a valorização do barranquenho

Zé LG, 18.09.21

Barrancos-768x512.jpgA Assembleia da República aprovou por unanimidade o projeto de lei do PS para “Proteção e valorização do Barranquenho” e do PCP para “Reconhecimento e proteção do barranquenho e da sua identidade cultural”, tendo todos os partidos concordado com a necessidade de reconhecer, como língua oficial, e proteger como manifestação cultural imaterial identitária, o barranquenho, falar típico do concelho raiano de Barrancos, no distrito de Beja, que cruza português e espanhol. Por isso, os diplomas defendem que o barranquenho seja ensinado na escola, estudado e investigado.

BE acusa Governo de criar “Simplex” para licenciar mais estufas e contentores em Odemira

Zé LG, 17.09.21

CM.pngA coordenadora do BE, Catarina Martins, acusou o Governo de, com a cumplicidade da autarquia de Odemira, ter criado um “Simplex para licenciar mais plástico” das estufas e criar “cidades de contentores” para os trabalhadores viverem.

Quando nós já estamos nesta situação de explosão de gente, de explosão de plástico, de explosão de pesticidas, de falta de água tão dramática, o Governo decide simplificar o processo para triplicar a área de estufas. Temos 1600 hectares e em pouco tempo pode chegar aos 4800 hectares”, criticou.

“O que está previsto neste momento é que se a autarquia em 10 dias não conseguir analisar o processo destas chamadas habitações temporárias, que são contentores, os contentores ficam imediatamente legalizados. Isto é, um Simplex para mais estufas com mais trabalho forçado numa zona em que já há tantos problemas. É verdadeiramente inaceitável”, condenou.

“Não investir na Linha do Alentejo é impedir este território de potenciar os seus recursos”, acusou Jerónimo de Sousa

Zé LG, 15.09.21

202109141555513344.jpgJerónimo de Sousa esteve em Beja, no Largo da Estação, para fazer uma declaração sobre a ferrovia. O secretário-geral do PCP frisou que “não investir na Linha do Alentejo” é impedir este território de avançar, lembrando que a opção do Governo foi “criar um ramal Beja/Casa Branca e daqui a oito anos”.

O secretário-geral do PCP afirmou que “a Linha do Alentejo é uma prioridade de interesse nacional” e exigiu “a eletrificação desta linha em toda a sua extensão, com ligações rápidas a Lisboa, Faro, Sines e aeroporto de Beja”.

Candidatura UNIDOS POR MÉRTOLA E PELAS PESSOAS é a que mais profissionalismo tem mostrado

Zé LG, 12.09.21

241496890_172020158385050_8840241495464625963_n.jp

A candidatura à Câmara Municipal de Mértola da coligação UNIDOS POR MÉRTOLA E PELAS PESSOAS é, pelo que tenho acompanhado, a que mostra ter feito "o trabalho de casa" com maior profissionalismo, procurando inovar, ouvindo organizações e pessoas, apresentando medidas novas para fazer face às principais dificuldades, e divulgando as medidas que defende para as diversas áreas. É pena que o mesmo não tenha acontecido na preparação das listas, o que levou à recusa da lista candidata à Assembleia Municipal por incumprimento da Lei da Paridade de género.

Coligação Unidos por Mértola e pelas Pessoas apresenta medidas urgentes para o ambiente

Zé LG, 11.09.21

218857011_139872521599814_4733534676124252454_n.jpA área do ambiente assume no concelho de Mértola, quer pela sua maior vulnerabilidade às alterações climáticas e desertificação quer pela riqueza da sua biodiversidade, uma importância extraordinária, devendo constituir-se como um eixo estruturante para o desenvolvimento do território e aproveitamento integral dos financiamentos do quadro comunitário no enquadramento do Pacto Ecológico Europeu.

Medidas Urgentes Ambiente, Sustentabilidade e Alterações Climáticas

 

Montaraz investe 1,5 milhões de euros na ampliação da fábrica em Garvão

Zé LG, 10.09.21

2021-OURIQUE-Montaraz_800x800.jpgA empresa Montaraz está a realizar um investimento de 1,5 milhões de euros para ampliar, pela terceira vez, as instalações da sua fábrica de transformação artesanal de porco preto em Garvão, no concelho de Ourique. As obras, já em curso, deverão estar concluídas “até final deste ano” e visam dar resposta ao “aumento da procura” dos produtos da Montaraz, disse Rui Fialho, sócio-gerente da empresa alentejana, acrescentando que irão permitir “duplicar” a área de fatiagem e de embalagem de enchidos e presuntos da fábrica, além de ser criada “uma nova zona de preparação e produção de presuntos”.
O mesmo responsável anunciou ainda que a empresa já tem no horizonte mais dois projetos de investimento e ampliação, um dos quais conta “lançar ainda antes do término” das atuais obras. “Vamos alargar as nossas áreas de armazenagem, pois, fabricamos muitas referências e temos de ter sempre um ‘stock’ de todas para as encomendas semanais. Isso ocupa-nos muito espaço e temos de o aumentar”.