Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“A Pecuária Extensiva Face aos Novos Desafios da PAC” em debate entre portugueses e espanhóis

Zé LG, 20.10.20

cartaz-webinar-pt-1024x523.jpg

Este webinar, que substitui o II Congresso Luso-Espanhol de Pecuária Extensiva e Desenvolvimento Rural, mantém os grandes temas da actualidade, designadamente, a reflexão em conjunto sobre os novos desafios da PAC à pecuária extensiva. Esta abordagem é feita entre pares, no interior do setor produtivo, mas também dirigida ao público em geral tendo em conta a necessidade de debater a autossuficiência e a segurança alimentar, a saúde, o bem-estar animal, a defesa da dieta mediterrânica e a preservação da biodiversidade. Para inscrição ou mais informações sobre o webinar consultar o portal: https://congresso-pecuaria-extensiva.pt/

ACOS reforça capacidade do Laboratório de Química para responder ao aumento da procura

Zé LG, 07.10.20

202009291628312343.jpgA funcionar durante todo o ano, o Laboratório de Química da ACOS está agora a reforçar a equipa para dar resposta ao aumento da procura relacionado com o início da campanha da azeitona. As análises à azeitona são também um instrumento objectivo de apoio ao processo de decisão sobre o momento ideal para a colheita.
Este ano a ACOS adquiriu mais equipamentos para o Laboratório de Química e aumentou a oferta de análises de azeite ao encontro das necessidades dos produtores. Com mais estes equipamentos, passou a ser possível fazer no Laboratório da ACOS uma grande parte das determinações analíticas necessárias à classificação do azeite como virgem extra, virgem ou lampante, categorias definidas em regulamentos comunitários.
O laboratório de Química da ACOS tem actualmente disponíveis análises de rendimento e qualidade em azeitona, análises de bagaço de azeitona, de qualidade e de pureza do azeite e ainda análises ao óleo de bagaço de azeitona.

ACOS apresentou contributos para a Visão Estratégica do Plano de Recuperação Económica de Portugal 2020-2030

Zé LG, 20.08.20

202008181716248026 acos.jpgA ACOS apresentou propostas estratégicas nas áreas da floresta, regadio, agropecuária, ambiente e alterações climáticas, designadamente:

- definição de estratégias específicas na área do ecossistema montado que revertam o declínio a ele associado;

- criação de um grande cluster agroalimentar do Sul, abrangendo as “culturas do regadio do Alqueva, as culturas hortofrutícolas do Litoral Alentejano e do Algarve e a grande diversidade de produtos de origem animal, de elevada qualidade”, incluindo “o aproveitamento e a viabilização de acessibilidades e infraestruturas de transporte;

- investimentos em mais estruturas de captação/retenção de água, aumento do volume de alguns reservatórios do sistema e abordar a construção de nova/novas barragens para fins ecológicos, designadamente para garantir o caudal do Rio Guadiana;

- a construção de reservatórios de água geograficamente distribuídos por toda a região Sul do País, que evitem o desperdício para o mar e funcionem não só como garante de abastecimento às populações, mas também para a agricultura e pecuária.

ACOS contra repartir as competências relativas a assuntos de saúde e bem-estar animal entre os ministérios da Agricultura e do Ambiente

Zé LG, 04.08.20

20191211102439647.jpgA ACOS, tendo em conta os desenvolvimentos recentes relativamente a assuntos de saúde e bem-estar animal, vem manifestar publicamente total desacordo com a decisão do Governo de repartir as competências nesta matéria, entre o Ministério da Agricultura e o Ministério do Ambiente.

A ACOS, no âmbito das suas actividades, designadamente a sanidade animal, a conservação e o melhoramento de raças, o apoio técnico, a formação profissional em matérias de transporte e bem-estar animal, a comercialização de animais, entre outras, tem, desde longa data, mantido uma colaboração estreita com a Direcção Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV), com benefícios assinaláveis para a produção animal, sempre no respeito da legislação nacional e comunitária.

Temos a plena consciência que, a bem da saúde pública, a entidade responsável pela sanidade animal nacional não pode ser esvaziada de competências em matérias que lhe estão directamente associadas, como é o caso da protecção e do bem-estar animal, seja dos animais de produção, seja dos animais de companhia. Bem-estar e saúde animal, e consequentemente a saúde pública, são indissociáveis.

ACOS continua a assegurar a venda de ovinos para Espanha e Israel

Zé LG, 26.05.20

O Serviço de Comercialização de Ovinos da ACOS continua a concentrar a venda de ovinos, de associados que aderiram ao Serviço, para Espanha e Israel.

ab0ee8a8-2699-4c85-803f-3425fc4717ab acos.jpgEste é um serviço de venda organizada que permite aos sócios da ACOS beneficiarem de uma estrutura associativa reconhecida que lhes garante mais segurança. Esta estrutura intervém tanto ao nível do escoamento, como das normas de maneio e sanitárias exigidas e, acima de tudo, ao nível dos preços praticados.

ACOS defende “Agricultura Con(s)ciência” como resposta em tempos de crise

Zé LG, 05.05.20

201803091740047689 acos.jpgApesar da agricultura não parar, em consequência da actual pandemia que está a afectar a saúde humana e a economia do país em geral e a da agricultura em particular, estão a sentir-se algumas ondas de choque com reflexos negativos no sector.

A ACOS está a trabalhar para dar resposta às necessidades dos seus associados, consciente que a “Agricultura Con(s)ciência”, o mote lançado este ano no âmbito da Ovibeja para reflexão e partilha de saber, se impõe agora mais do que nunca. Além de manter os serviços a funcionar, com o devido resguardo e atenção sanitária,  tem em preparação um conjunto de acções visando a partilha de conhecimento e a transferência de novas tecnologias para a produção, com recurso a várias ferramentas incluindo as tecnologias de informação e comunicação. A ciência impõe-se como resposta objetiva e de salvaguarda da qualidade.

A ACOS quer fazer parte da solução na defesa dos interesses dos seus associados distribuídos por todo o sul do Tejo.

“Do prado ao prato é o convite da ACOS para esta Páscoa”, com receitas de borrego

Zé LG, 09.04.20

A agricultura não pode parar porque é preciso acompanhar o ciclo biológico das plantas e dar de comer aos animais e acompanhar o seu normal ciclo produtivo e reprodutivo. A pandemia trouxe alterações às rotinas, mas também reforçou a união entre todos e o sentido de soberania e segurança alimentar.

A ACOS continua a escoar com regularidade os produtos animais dos associados que aderiram aos seus circuitos de comercialização, designadamente para o mercado nacional e para a exportação. Este dado vem reforçar a convicção de que, mesmo em tempos de crise, se os produtores agrícolas estiverem agrupados, são mais fortes e conseguem superar as dificuldades com mais segurança.

Capturar.PNG

A Covid-19 fez cancelar a edição deste ano da Ovibeja mas não cancela a Páscoa. Podemos consumir o tradicional borrego ou cabrito de origem nacional. A proposta é, com todo o tempo deste mundo, aprender e ensinar a cozinhar, seguindo as receitas gastronómicas dos nossos pais e dos nossos avós, bem como outras mais recentes.

Para ajudar a manter a tradição e procurando sempre inovar, a ACOS divulga nas redes de comunicação online (site www.acos.pt e facebook) receitas de borrego inscritas em publicações editadas por altura da Ovibeja. Esta é uma iniciativa de “Todo o Alentejo deste Mundo!” para Todo o nosso Mundo saborear o Alentejo, o borrego, o cabrito e também os queijos tradicionais de ovelha e de cabra.

Há quatro anos que Manuel de Castro e Brito nos deixou

Zé LG, 29.03.20

2013-04-24 038.jpgNestes tempos de preparação, primeiro, e de cancelamento, depois, da OVIBEJA várias foram as vezes que nos lembrámos de Manuel de Castro e Brito e da sua forma de conduzir a organização da Grande Feira do Sul, que tem reunido, ano após ano, Todo o Alentejo deste Mundo.

Deixou-nos cedo, com 65 anos. Nestes tempos conturbados que vivemos, certamente que a sua visão e e o seu gosto pela intervenção, marcados por uma ideossincrasia muito própria, que o mantinham em permanente desassossego, não deixariam de agitar algumas águas, que se mantém demasiado calmas...

37ª OVIBEJA cancelada, devido à Covid-19

Zé LG, 18.03.20

Atendendo à emergência de saúde pública no âmbito da pandemia pela Covid – 19, e na sequência da sua evolução, a ACOS, entidade organizadora da 37ª Ovibeja, informa que o evento deste ano foi cancelado e anuncia que a próxima edição terá lugar entre os dias 21 e 25 de Abril de 2021.

202003172124382150 ovibeja.jpgDe igual modo, a ACOS informa que o 10º Concurso Internacional de Azeites Virgem Extra – Prémio CA Ovibeja foi cancelado.
A Ovibeja é feita pelas pessoas e para as pessoas e só faz sentido com os sentimentos de responsabilidade, de pertença e de festa que a caracterizam, razão pela qual o evento não foi adiado mas sim cancelado.
O Secretariado da 37ª Ovibeja vai manter-se em funcionamento de modo a esclarecer e regularizar todas as situações com os seus expositores e outras entidades envolvidas.

ACOS reclama mais regadio

Zé LG, 06.02.20

ACOS-768x432.jpg

A ACOS congratula-se com o início das obras para a segunda fase das infra-estruturas de rega de Alqueva e “reclama que sejam integrados, nesta fase do projecto, os regadios precários devendo-se, como tal, considerar uma área total irrigável de aproximadamente 200 mil hectares”.

Rui Garrido, o presidente da ACOS salienta que “uma barragem no rio Ardila, aumentar as quotas das barragens de Alvito ou Pedrogão e a renegociação da concessão de água autorizada para a agricultura” são as medidas necessárias para aumentar a reserva de água para o regadio.

“A ACOS é uma Entidade Reconhecedora de Regantes que presta serviços aos agricultores na aplicação e acompanhamento de medidas que potenciam a utilização racional da água.”

ACOS desenvolve campanha de valorização da lã

Zé LG, 02.02.20

A ACOS desenvolve uma campanha de valorização da lã, há cerca de seis anos, que envolve a disponibilização de equipas de tosquia, a concentração da lã e a respectiva comercialização.

d60442d1-94b8-4772-8fd4-60c83f50073b.jpg

As equipas de tosquiadores executam todas as fases do processo, nomeadamente a apanha dos animais, a tosquia e o ensaque da lã. O valor a pagar por cada ovino tosquiado é de 1,70 euros. Se for necessário recorrer ao gerador da equipa de tosquia, serão cobrados mais 0,03 euros por ovino tosquiado. Estes valores são acrescido de IVA.

Toda a lã obtida no âmbito da prestação do serviço será obrigatoriamente entregue à ACOS, que se encarregará da sua valorização, comercialização e posterior pagamento ao produtor.

Os produtores de ovelhas interessados no Serviço de Tosquia, que deverá iniciar-se em meados de Março, devem preencher a ficha de inscrição e compromisso, devendo entrar em contacto com os serviços, de forma presencial ou por telefone (284 310 350).

Leilão mensal de Bovinos no Parque de Feiras e Exposições de Beja

Zé LG, 16.01.20

IMG_1883.JPG

IMG_1884.JPG

IMG_1886.JPG

Em meados de cada mês, a ACOS realiza um Leilão de Bovinos no Parque de Exposições de Beja, que reune algumas dezenas de pessoas - vendedores, compradores e curiosos, para além dos organizadores. É um acontecimento que traz movimento e pessoas à Cidade. As fotografias retratam o de hoje.

ACOS mantém intensa actividade formativa

Zé LG, 13.01.20

A ACOS abriiu mais um curso de Aplicação de Produtos Fitofarmacêuticos, desta vez em Pias, de 50 horas, financiado, com 19 formandos inscritos. Esta semana inicia ainda, nas instalações da Associação, o curso de Comercialização e Marketing Agroalilmentar, de 25 horas, com 21 formandos inscritos.

A Acos tem ainda abertas inscrições para o curso de Educação e Formação de Adultos, EFA's, a realizar em Beja, Évora e Portalegre, para Técnico(a) Vitivinícola (Évora) e Técnico(a) de Produção Agro-Pecuária (Beja e Portalegre). Conferem o 12º ano, licença de trator e cartão de aplicação de produtos fitofarmacêuticos. Cada um destes cursos tem a duração de 2045 horas. Os interessados em participar deverão ter idade igual ou superior a 23 anos e escolaridade igual ou superior ao 9º ano e não terem ainda completado o 12º ano.

5fde41a3-f3a0-4f8c-84fe-23ecc22beccf.jpgA ACOS tem inscrições abertas, em contínuo, para formação profissional. Para além das formações obrigatórias de acordo com a legislação em vigor, a ACOS realiza ainda diversas outras ações de formação com o objetivo de proporcionar aos participantes ferramentas que acrescentem valor à sua atividade profissional.

Para mais informações consultar Oferta Formativa no site da ACOS.

Morreu Eugénio Fernando, Vice-presidente da ACOS

Zé LG, 11.10.19

EF.jpg

Eugénio Cristiano Lopes dos Anjos Fernando, de 62 anos, natural de Beja, faleceu hoje na sua residência, vítima de doença.

Eugénio dos Anjos Fernando era agricultor e director da ACOS, há 30 anos.

O seu corpo vai estar em câmara ardente a partir das 18 horas (a confirmar), nas Casas Mortuárias de Beja, de onde sairá amanhã, Sábado, às 13:30 horas o Cemitério da Quinta do Conde, onde será cremado.

ACOS solidária com Cimeira de Ação Climática

Zé LG, 24.09.19

A ACOS - Associação de Agricultores do Sul solidariza-se com todas as ações em defesa de um planeta mais limpo e sustentável, designadamente a Cimeira de Ação Climática, que decorre em Nova Iorque pela mão da ONU, e a ação climática global observada esta semana por parte de diversos sectores de atividade no nosso País, designadamente escolas.

acos.jpgA defesa da sustentabilidade é um imperativo da ACOS que procura unir esforços com todas as áreas do saber e setores de atividade de modo a que se consigam obter resultados mais consistentes.

Prova disso é o grande contributo que a ACOS está a preparar para mais uma edição da Ovibeja. “Agricultura Con(s)CIÊNCIA” é o mote da 37ª Ovibeja, a realizar de 29 de Abril a 3 de Maio de 2020, e para a qual já estão a ser desenvolvidas ações que abordem a questão da eficiência que remete para a sustentabilidade e para o conhecimento com base na ciência.

Leia aqui todo o texto com a posição da ACOS. Leia e oiça mais aqui e aqui.

FAABA vai integrar Centro Nacional de Competências para as Alterações Climáticas do Setor Agroflorestal

Zé LG, 11.09.19

convite_cncacsa.pngO Presidente da Federação das Associações de Agricultores do Baixo Alentejo, Rui Garrido, e o Secretário, José da Luz, vão firmar, através da sua assinatura, a adesão da FAABA ao Centro de Competências para as Alterações Climáticas do Setor Agroflorestal.
O protocolo de constituição e funcionamento do Centro vai ser assinado no próximo hoje, no INIAV de Elvas, no decorrer de um colóquio que incide, precisamente, sobre esta problemática: "Alterações Climáticas - Que desafios para o Setor Agroflorestal Nacional", a partir das 10h30.
A FAABA vai integrar o novo Centro como entidade parceira.Mais informações no site do INIAV.

Equipa científica do GEN-RES-ALENTEJO reúne-se para avaliação do progresso do projeto

Zé LG, 01.07.19

A equipa científica do Projeto GEN RES Alentejo reúne-se esta sexta-feira, dia 5, na Universidade de Évora, para avaliação do progresso do projeto.

ovelhas.jpgO projeto GEN-RES-ALENTEJO, liderado pela ACOS, tem como principais objetivos a identificação de ovinos com resistência genética à peeira e ao parasitismo por nemátodos gastrointestinais em explorações no Alentejo. A pesquisa permitirá, entre outros aspetos, identificar os principais fatores de risco associados e avaliar, em concreto, qual o impacto económico destas doenças nas explorações do Alentejo.

Para mais informações sobre o projeto, os parceiros e os trabalhos já realizados, consultar o site (criado pela ACOS): AQUI