Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“Aeroporto, ferrovia e rodovia” inscritos no plano de recuperação económica 2020/30

Zé LG, 19.09.20

No Plano de Recuperação Económica e Social de Portugal 2020-2030 já consta o “aeroporto de Beja, a ferrovia e as acessibilidades rodoviárias”. No documento inicial estas matérias não estavam incluídas, mas “o Beja Merece+ conseguiu que estes projetos estruturantes para o Baixo Alentejo não ficassem de fora”, assegura Florival Baiôa, do movimento.

202001141623475250 Beja+.jpg

Agora, referiu, igualmente, Florival Baiôa e depois desta vitória, “o Beja Merece+ continua a trabalhar com todos, tal como até aqui, em defesa do Baixo Alentejo e reenviou para os políticos os projetos estruturantes para o território para lhes reavivar a memória”.

O Plano de Recuperação Económica e Social de Portugal 2020-2030 já foi apresentado e sobre ele, entre outros aspetos, António Costa Silva, na audição parlamentar, adiantou que defende "a otimização do aeroporto de Beja", que incluiria “uma ligação ferroviária moderna e veloz com Lisboa”. Neste contexto frisou mesmo que "Não podemos correr o risco de ter ativos que não são aproveitados", referindo-se ao aeroporto de Beja.

Ministério da Agricultura adianta apoios da PAC

Zé LG, 30.03.20

Na primeira semana de Abril, o Ministério da Agricultura, vai iniciar a atribuição de adiantamentos para liquidação de pedidos de pagamento no âmbito do PDR2020, dos Programas Operacionais Frutas e Hortícolas e do Programa Nacional de apoio ao sector vitivinícola, com regularização posterior, no valor de 60 milhões de euros, para apoiar “a tesouraria das empresas afectadas pelos efeitos da pandemia da Covid-19”.

P1070673.JPGO Governo vai ainda durante este mês, liquidar pagamentos no “âmbito de um conjunto de medidas de apoio ao sector, no valor de cerca de 30 milhões de euros”. “Esta medida junta-se a outras como a Linha de Crédito Capitalizar 2018 – Covid-19, o alargamento de prazos para submissão das candidaturas no âmbito do Pedido Único 2020 e do PDR2020 e o reembolso das despesas incorridas em acções e iniciativas canceladas ou adiadas devido à Covid-19”.

O sector pode ainda contar com medidas de natureza fiscal e contributiva, bem como apoios da Segurança Social a trabalhadores e empregadores. Todas as medidas estão disponíveis para consulta em covid19estamoson.gov.pt.

 

Alentejo XXI com 2ª melhor Taxa de Realização do Programa 2020

Zé LG, 13.11.18

201811122220269369.jpgA Alentejo XXI, com sede em Beja, apresenta boas taxas de Compromisso, Execução e Realização no âmbito da Medida 10, do PDR 2020, que visa apoiar os pequenos investimentos através da criação ou modernização de unidades de transformação e comercialização de produtos agrícolas. A nível nacional, no universo de 54 associações, a Alentejo XXI apresentava, à data de 30 de setembro, a posição 13, na Taxa de Compromisso, a posição 3, na Taxa de Execução e a posição 2, na Taxa de Realização.

UBIKE UÉVORA DISPONIBILIZA 500 BICICLETAS À COMUNIDADE ACADÉMICA

Zé LG, 13.06.18

u-bike_0.jpg

A Universidade de Évora prepara-se para colocar à disposição da comunidade académica quinhentas bicicletas (200 eléctricas e 300 convencionais) em cedências de longa duração (6 ou 12 meses), num programa financiado pelo Portugal 2020 e cordenado pelo IMT, que incentiva a utilização de bicicletas em alternativa aos transportes motorizados, reduzindo o consumo de energia, o congestionamento e a poluição da cidade Património da Humanidade.

O projeto UBike UÉvora inclui ainda a instalação de uma infraestrutura inteligente de parqueamento e carregamento para as bicicletas elétricas, bem como um sistema avançado de monitorização das mesmas em tempo-real.

O lançamento decorre na próxima quinta-feira, 14 de junho, às 17:30 horas, numa sessão que conta com a presença do ministro do Ambiente, João Pedro Fernandes.

BOMBEIROS DE BEJA CONTAM COM MAIS UM VEÍCULO DE COMBATE A INCÊNDIOS FLORESTAIS

Zé LG, 10.03.18

carro bvb.png

A aquisição deste veículo, que veio reforçar a capacidade de resposta operacional da Corporação aos incêndios em meio rural, resultou de uma candidatura ao POSEUR, que financiou a aquisição do veículo em 70% do valor total de 149.000,00€, tendo o Município de Beja comparticipado com os restantes 30% do valor total, no valor de cerca de 45.000,00€.

"AGDA VAI INVESTIR 64 MILHÕES NO DISTRITO DE BEJA ATÉ 2020"

Zé LG, 24.02.18

20180222171150.jpg

O presidente do conselho de administração da Águas Públicas do Alentejo (AgdA), Joaquim Marques Ferreira, revela ao "CA" os investimentos que a empresa tem em curso no Baixo Alentejo, que superam os 60 milhões de euros. Marques Ferreira garante ainda que estas obras irão assegurar "o abastecimento de água em quantidade e qualidade à população" do distrito de Beja.

RUA DA LAVOURA REABERTA AO TRÂNSITO

Zé LG, 20.02.18

A Rua da Lavoura já está aberta ao trânsito. A intervenção consistiu numa alteração de traçado e redimensionamento da via, repavimentação e requalificação de todas as infra-estruturas de águas residuais domésticas, de abastecimento de água, de águas pluviais, de iluminação pública e de telecomunicações.

201802192300387374.jpg

“A obra vem permitir uma melhoria nas acessibilidades na cidade e representa um investimento de 1 milhão de euros, financiado pelo FEDER” em mais de 900 mil euros, salienta a Câmara de Beja.

Foto DAQUI.

BEJA VAI PASSAR A TER TRÊS ORIGENS DE ÁGUA NO ABASTECIMENTO À CIDADE

Zé LG, 20.02.18

EMAS-1-768x512.jpg

A EMAS- Empresa municipal de água e saneamento de Beja, tem em curso um investimento de 7,4 milhões de euros para melhorar o abastecimento de água às populações do concelho.

O projecto comtempla a nova Estação de Tratamento de Água da Magra que fará o abastecimento de água a Beja, Salvada, Quintos, Cabeça Gorda e Baleizão. Inclui também o novo sistema adutor com uma extensão de 38 quilómetros.

As intervenções são realizadas através da EMAS- Empresa Municipal de Água e Saneamento de Beja (mediante delegação de competências da Câmara), com recurso à Águas Públicas do Alentejo. O projecto é co-financiado a 85% pela União Europeia, através do POSEUR, no âmbito do Portugal 2020.

Rui Marreiros Administrador executivo da EMAS fala deste investimento como uma “verdadeira transformação no fornecimento de água”, que vai “triplicar a origem de água no abastecimento à cidade”, acrescentando que “as empreitadas estão no terreno” (…) a previsão é que “até ao final do ano estejam concluídas”.

"FÁBRICA DE CHOCOLATE" NA ANTIGA ESTAÇÃO DE COMBOIOS DE MONTEMOR-O-NOVO

Zé LG, 13.02.18

transferir.jpg

Desativada há 30 anos, a antiga estação de comboios de Montemor-o-Novo vai ser “adoçada” pela transformação do cacau, num projeto empresarial de 1,8 milhões de euros, com apoio de fundos comunitários.

O edifício quase centenário, que se encontra degradado e sem utilização há cerca de 20 anos, depois de “animado” por uma discoteca, vai ser transformado em fábrica de chocolate por iniciativa do chefe chocolateiro António Melgão e do seu irmão Serafim.

“Estamos à espera de iniciar as obras ainda este mês e queremos começar a produzir o nosso chocolate este ano”, revela António Melgão, que já possui pastelarias e uma empresa de distribuição para profissionais e diz que quer criar “uma marca de chocolates que seja uma referência” em Portugal e no mundo.

MUNICÍPIOS ABDICAM DE VERBAS PARA APOIO AO EMPREENDEDORISMO PRIVADO

Zé LG, 17.01.18

SI2E-768x512.jpg

A CIMBAL- Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo decidiu prescindir de 956 mil euros para desenvolvimento de projectos municipais a fim de reforçar o pacote de ajudas a investimentos privados no quadro do SI2E – Sistema de Incentivos ao Empreendedorismo e ao Emprego.

anúncio foi feito ontem por Jorge Rosa. O presidente da CIMBAL considera que a decisão vai viabilizar a aprovação de mais candidaturas ao programa que tem, neste momento, em fase de avaliação 35 projectos de investimento.

CIMBAL COM 6 DOS 100 PROJETOS DE EMPRESAS DO DISTRITO JÁ APROVADOS

Zé LG, 16.01.18

A Comunidade Internacional do Baixo Alentejo (CIMBAL) faz hoje, nas instalações da CIMBAL, às 11.30 horas, a assinatura do termo de aceitação do SI2E – Sistema de Incentivos ao Empreendedorismo e Emprego. Foi no âmbito deste concurso que a CIMBAL viu aprovados 6 projetos de empresas do distrito, nos mais diversos setores de atividade.

Jorge Rosa, presidente do Conselho Intermunicipal da CIMBAL, explicou que tem estado a colaborar com a Autoridade de Gestão do Alentejo 2020, por convite desta entidade, nesta vertente virada para as empresas, referindo que dos projetos candidatados, 6 já estão aprovados e que mais 94 aguardam aprovação, o que significará a criação de 100 postos de trabalho.

CÂMARA DE ALJUSTREL REQUALIFICA BAIRRO MINEIRO DE VALE D'OCA

Zé LG, 08.01.18

050120181110-476-valedoca.jpg

A autarquia de Aljustrel, aprovou na última reunião de câmara, o projecto de Requalificação Urbana do Bairro Mineiro de Vale d'Oca.

Através deste projecto, que se integra numa visão alargada de regeneração das zonas mineiras de Aljustrel, a autarquia concluiu a apresentação de todos os investimentos aprovados no âmbito do PEDU, ficando acima dos 100% contratualizados.
A intervenção, no valor de 580 mil euros, financiado a 85% pelo FEDER, candidatado ao programa Alentejo 2020, pretende promover a qualidade do ambiente urbano no bairro mineiro de Vale d’Oca, respondendo assim à desqualificação e progressiva degradação que caracteriza actualmente os seus espaços públicos. 

Ler e ouvir AQUI e AQUI.

"MITRA" VAI SER CONCESSIONADA A PRIVADOS

Zé LG, 05.12.17

frttt_2.jpg

O concurso de concessão a privados da Quinta do Paço de Valverde, em Évora, com fins turísticos, vai ser lançado esta semana, ao abrigo do programa governamental, Revive, que recupera velhos edifícios históricos para fins turísticos.

Com o edifício entregue ao Estado, instalou-se aí um posto agrário e, mais tarde, a Escola Prática de Agricultura e a Escola de Regentes Agrícolas, agregada até aos dias de hoje à Universidade de Évora.

O edifício é muito interessante do ponto de vista histórico e arquitetónico e está localizado a cerca de 15 quilómetros da Cidade de Évora, numa zona rural. Mais detalhes do edifício podem ser vistos aqui.

Imagem de capa de Manuelvbotelho

CÂMARA DE SERPA CONSTRÓI “PASSADIÇOS DO PULO DO LOBO”

Zé LG, 12.11.17

071120171223-65-passadiopulodolobo.jpg

A autarquia de Serpa pretende, com os Passadiços do Pulo do Lobo, criar uma estrutura de apoio à valorização e visitação do sítio do Pulo do Lobo, tornando acessível e confortável o acesso pedonal e permitindo o desfrute da margem do rio Guadiana nas imediações da cascata.
O projecto “Passadiços do Pulo do Lobo”, candidatado ao Alentejo 2020, foi aprovada pelo valor total de 463.221,29 euros, sendo comparticipada pelo fundo da União Europeia FEDER, no montante de 320.259,44 euros.

APDA INVESTE NO REFORÇO DO ABASTECIMENTO DE ÁGUA AOS CONCELHOS DA MARGEM ESQUERDA

Zé LG, 31.10.17

logo.png

A empresa Águas Públicas do Alentejo (APdA) adjudicou uma empreitada no valor de 2,6 milhões de euros com o objectivo de reforçar o abastecimento de água aos concelhos de Barrancos, Mértola, Moura e Serpa.

Esta empreitada, com um prazo de execução de 450 dias, é financiada a 85% pelo POSEUR-Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos e vai reforçar a continuidade do serviço de abastecimento de água ao concelho de Serpa, estender o abastecimento a partir da ETA do Enxoé aos concelhos de Moura e de Barrancos e ainda reforçar a adução de água a Mértola.
A ligação à ETA do Enxoé, para além de assegurar o abastecimento de água em quantidade aos quatro municípios alentejanos, vai também permitir melhorar a qualidade da água distribuída às populações que são actualmente servidas por captações subterrâneas, pouco produtivas e com problemas de qualidade.

CÂMARA DE FERREIRA DO ALENTEJO AVANÇA COM INVESTIMENTOS DE 2 MILHÕES DE EUROS

Zé LG, 23.09.17

AníbalCosta.jpg

A Câmara Municipal de Ferreira do Alentejo aprovou, esta semana, vários investimentos com o intuito de “proporcionar melhores condições de vida, requalificar o espaço público e apostar no reforço de meios da autarquia para melhor servir a população”.

O Município anuncia a aprovação do Projecto de Remodelação da Praça Comendador Infante Passanha, o lançamento de Concurso para aquisição de Viatura Pesada Especial para recolha de Resíduos Sólidos Urbanos e o contracto para Aquisição de Viatura Pesada de Passageiros no valor de 250 mil euros.

Em paralelo a autarquia deu luz verde ao arranjo Urbanístico da Zona Envolvente ao Mercado Municipal no valor de cerca de150 mil euros; à adjudicação da Construção de ETAR de Ferreira do Alentejo no valor de 850 mil euros; à adjudicação da obra de construção de balneários, cobertura e arranjos exteriores do Estádio Municipal de Ferreira do Alentejo no montante de 700 mil euros e alienação de lote no Parque do Penique com um preço de venda de 425 mil euros.

Aníbal Costa, presidente da Câmara de Ferreira, frisa que “aspectos de ordem burocrática” obrigaram ao lançamento dos investimentos no final do mandato.

CONTINUAM A DECORRER OS TRABALHOS DE REQUALIFICAÇÃO DA RUA DA LAVOURA EM BEJA

Zé LG, 18.09.17

rua da lavoura.JPG

As obras de requalificação da Rua da Lavoura estão a decorrer conforme previsto. Esta obra visa a alteração de traçado e redimensionamento da via nas ligações à variante de Beja. Está também prevista a requalificação de todas as infraestruturas e consequente repavimentação, numa via identificada como estruturante no âmbito do PARU.
Esta obra, com um custo total elegível de 1.082.651,70€,  financiada pela União Europeia em 920.253,94€, teve início em março deste ano, e prevê-se a sua conclusão em março de 2019.

In: B NEWSLETTER | 15 de setembro de 2017 | Câmara Municipal de Beja

Águas Públicas do Alentejo vai investir 180 milhões de euros até 2020

Zé LG, 30.08.17

280820171837-351-Min.jpg

Foram assinados os autos de consignação do novo subsistema, que inclui o recurso à água da Albufeira da Magra (que integra a rede de Alqueva) e a construção de uma ETA, junto ao Reservatório do Estácio que contém uma reserva estratégica capaz de abastecer a cidade durante 15 dias.

João Rocha, presidente da Câmara Municipal de Beja, mostra-se feliz com um investimento que vai melhorar a qualidade da água no concelho.

O presidente da Águas de Portugal, João Nuno Mendes, referiu as vantagens de ligar pequenos sistemas a Alqueva. O mesmo responsável sublinha ainda a importância do cumprimento dos prazos destas obras de “larga escala”.

Joaquim Marques Ferreira, presidente da Águas Públicas do Alentejo, enumerou alguns dos investimentos já realizados e avançou que o Sistema Guadiana Sul vai avançar “a muito breve prazo”, abrangendo os concelhos de Serpa, Moura, Mértola e Barrancos.

O Secretário de Estado do Ambiente referiu que as intervenções vão atrair investimentos e “gente qualificada” para a região.

No total, os investimentos no concelho são de 11 milhões de euros. Na região, a Águas Públicas do Alentejo vai investir até 2020 180 milhões de euros.

Ler e ouvir também AQUI.

ALVITO ESCOLHIDO PARA INICIAR A RECOLHA SELETIVA PORTA A PORTA

Zé LG, 29.07.17

imgLoader.ashx.jpg

A recolha seletiva porta a porta permite que uma maior percentagem de materiais possa ser reciclada. 

No âmbito do projeto financiado pelo POSEUR 2020, o município adquire uma viatura para a recolha e na área de atuação deste projeto serão oferecidos aos munícipes os equipamentos necessários para a correta deposição dos resíduos.

Posteriormente será distribuída informação própria.

Asseguram os ambientalistas que, com o sistema porta a porta, os munícipes colaboram e responsabilizam-se mais e toda a gente fica a ganhar uma vez que a quantidade de recicláveis que entram nos sistemas e são encaminhados para a reciclagem é muito maior, evitando a deposição em aterro ou a queima.